Uma parceria entre a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Participação Social (CEPS), e a Rede CE-Vida doará 10 mil máscaras para moradores dos bairros Barra do Ceará e Vicente Pinzon. Nesta terça-feira (02/06), às 15 horas, na sede da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas do Ceará, as máscaras serão entregues para os Agentes de Cidadania, que serão os responsáveis pela distribuição.

Sociedade Cearense de Oftalmologia, Cooperativa dos Anestesistas do Ceará, Cooperativa dos Oftalmologistas do Ceará, Sociedade dos Anestesistas do Estado e Cooperativa dos Pediatras do Ceará fazem parte da campanha Rede CE-Vida, que tem como objetivo arrecadar dinheiro para compra de máscaras. A CEPS irá acompanhar os Agentes de Cidadania no recebimento das máscaras e coordenará a entrega nos territórios.

“As máscaras são de suma importância para a prevenção da Covid-19 e, por isso, é gratificante firmar parceria com pessoas empenhadas em combater essa doença junto conosco”, afirmou o coordenador especial de Participação Social, Gilberto Bastos. O coordenador ressaltou que esta parceria já beneficiou os moradores dos bairros Vila Velha, Cristo Redentor e Pirambu com 11 mil máscaras distribuídas neste mês de maio.

 

Publicado em Participação social
senhor de máscara posando para a foto com pessoas em fila ao fundo
O Agente de Cidadania, Valmir Oliveira, está, diariamente, na agência da Caixa Econômica Federal do Conjunto Ceará ajudando a fiscalizar a fila

Os Agentes de Cidadania estão atuando, de forma voluntária, no combate à Covid-19 em diversos bairros de Fortaleza. São diferentes formas de atuação e cada uma com a sua devida importância, como arrecadação de alimentos para doar cestas básicas, confecção de máscaras, trabalhos de orientação e conscientização, entre outros.

O Agente de Cidadania e Controle Social, Valmir Oliveira, está diariamente na agência da Caixa Econômica Federal do Conjunto Ceará ajudando a equipe da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) a fiscalizar a fila, distribuindo máscaras, álcool em gel e fazendo um trabalho educativo de conscientização sobre a importância do distanciamento social de, no mínimo, 1 metro e meio.

"As pessoas elogiam o nosso trabalho. A gente chega cedo, conversa com quem está na fila, orientamos, passamos álcool em gel nas mãos delas. Tem sido muito gratificante. As pessoas têm confiança na gente e atendem as nossas orientações”, admite Valmir.

Já a agente Zenilda Mesquita, do bairro Floresta, comprou uma máquina de costura e está produzindo máscaras de tecido para doar. Ela conta que as pessoas sempre pedem a ela e, outras vezes, ela doa para as pessoas na rua. “Acontece, também, de eu ir ao mercadinho e ver alguém sem máscara. Eu já falo com a pessoa, conscientizo sobre o uso da máscara e dou uma pra ela usar”, acrescentou.

A Agente de Cidadania, Fátima Gomes, faz a distribuição de máscaras no bairro Cristo Redentor.
A Agente de Cidadania, Ana Luiza Lima, faz a distribuição de máscaras no bairro Cristo Redentor

Em paralelo, gentes dos bairros Pirambu, Cristo Redentor e Vila Velha receberam 11 mil máscaras da Rede CE-Vida para distribuir nesses territórios. A ação, acompanhada pela Coordenadora Especial de Participação Social (CEPS), envolve 32 agentes que farão a distribuição das máscaras nas áreas que residem, orientando as pessoas sobre a importância do uso como prevenção à Covid-19. 

“É gratificante ver esses agentes atuando de forma voluntária em seus bairros, ajudando no combate ao coronavírus. São várias ações, diversas pessoas envolvidas, tudo em prol de uma única causa. Com muito trabalho, união e cuidado com o próximo, nós vamos vencer essa batalha”, afirma o coordenador especial de Participação Social, Gilberto Bastos.

Saiba mais

Os Agentes de Cidadania e Controle Social são membros da sociedade civil, eleitos democraticamente, para representar os mais diversos territórios da Cidade. São lideranças que conhecem seus bairros, os moradores da área e as necessidades dos locais. Eles trabalham em conjunto com a Prefeitura, buscando levar melhorias para suas comunidades.

Publicado em Participação social
Mãe de aluno da Rede recebendo seu kit alimentação, ovos e máscaras
Além dos alimentos não perecíveis, o kit incluiu proteína, quando cada aluno recebeu uma caixa com 12 ovos

A Prefeitura de Fortaleza finalizou, nesta quarta-feira (06/05), por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), a entrega da segunda etapa dos kits de alimentação aos 231 mil alunos da Rede Municipal de Ensino. Nesta etapa, além dos alimentos não perecíveis, o kit incluiu proteína, quando cada aluno recebeu uma caixa com 12 ovos. Com a ação, cerca de 2.300 toneladas de alimentos e 2.772.000 unidades de ovos foram entregues às famílias dos estudantes. Somando-se ao quantitativo da primeira etapa, o Município beneficiou os alunos com 4.600 toneladas de alimentos, além dos ovos.

Além da proteína, o responsável por cada aluno recebeu o kit composto por 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 garrafa de óleo de soja, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho. Os gêneros alimentícios ofertam carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais, que colaboram com a imunidade dos alunos. A ação tem o objetivo de complementar a alimentação dos alunos, durante o período de suspensão presencial das aulas, em decorrência do enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Nesta etapa, alunos e familiares também receberam kits de máscaras para proteção contra o coronavírus, por meio do programa Todos com Máscara. Até o momento,  já foram distribuídas mais de 500 mil unidades para este público. 

O benefício é individual e foi assegurado para todos os alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA), contemplando creches conveniadas, Centros de Educação Infantil e escolas. Para a aquisição dos kits, nesta segunda etapa, foram utilizados recursos municipais e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). 

A exemplo do que ocorreu na primeira etapa, realizada no último mês de março e que beneficiou todos os alunos da Rede Municipal, a distribuição dos kits aconteceu nas unidades escolares, de forma organizada, obedecendo um cronograma de entrega para evitar possíveis aglomerações. Medidas de segurança e higiene também foram tomadas no processo de entrega. Ao chegar na unidade, os pais receberam orientações para lavar as mãos, com água e sabão, ou utilizar o álcool gel, assim como foi resguardado o distanciamento entre as pessoas. Os mesmos cuidados foram adotados pelos profissionais da Educação envolvidos na ação.

A ação de distribuição de kits alimentícios faz parte da campanha “Educação pela vida: coronavírus não”, que tem o objetivo de contribuir com a disseminação de informações e orientações para os alunos da Rede Municipal Ensino e seus familiares, envolvendo a comunidade escolar de uma forma geral.

Estoque das unidades escolares

Além das entregas dos kits de alimentação, realizadas em março e abril, a Prefeitura de Fortaleza realizou a entrega de gêneros alimentícios provenientes do estoque das unidades escolares, não utilizados em virtude da suspensão das aulas presenciais. Foram contemplados com os cereais que compõem o cardápio da merenda escolar, assim como proteína e derivados do leite, cerca de 50 mil alunos da Rede Municipal.

Para maior transparência da ação, a Prefeitura utilizou para recebimento do benefício os critérios de menor renda familiar, segundo o Cadastro Único, priorizando as crianças de menor idade; alunos com deficiência; alunos de educação de jovens e adultos com mais de 60 anos; e alunos da Rede Municipal abrigado nas casas de acolhimento da Prefeitura.

Os alimentos foram adquiridos com recursos do PNAE e distribuídos conforme a Lei Nº 13.987, de 7 de abril de 2020.

banner do canal coronavírus fortaleza

Publicado em Educação
fiscal de máscara entregando máscara para senhora
Durante as abordagens, serão distribuídas máscaras de tecido, como medida protetiva e de enfrentamento ao novo coronavírus

A partir desta segunda-feira (04/05), a Prefeitura de Fortaleza intensificará, por meio da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), as medidas contra aglomerações no entorno de 20 agências da Caixa Econômica Federal. A Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) reforçará a ação com educadores sociais do programa Ponte de Encontro e do Conselho Tutelar, orientando a população para o distanciamento social de 1,5 metro.

As 20 agências escolhidas são as que vêm apresentando maior concentração de pessoas, conforme monitoramento da Agefis. A operação será reforçada nas agências das avenidas Barão de Studart, Santos Dumont, Treze de Maio, Francisco Sá, Godofredo Maciel, Professor Gomes de Matos, Mister Hull, Presidente Costa e Silva e Osório de Paiva. Também serão fiscalizadas agências do Centro, Cidade dos Funcionários, Bairro de Fátima, Conjunto Ceará, João XXIII, Messejana, Parangaba, São Gerardo e Vila Peri.

Durante as abordagens, serão distribuídas máscaras de tecido, como medida protetiva e de enfrentamento ao novo coronavírus. Os agentes também farão o uso de caixas de som portáteis com alertas acerca da importância do distanciamento social. O superintendente da Agefis, Júlio Santos, destaca a necessidade desse reforço. "O uso de máscaras de proteção e o respeito ao distanciamento social são medidas essenciais a serem adotadas pelas pessoas que precisam sair de casa. Por isso, estamos percorrendo cerca de 20 bairros todos os dias, alcançando até 91 pontos de abordagens, para orientar a população”, informou.

As operações por toda a Cidade contam com o apoio da Guarda Municipal, da Defesa Civil, da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e dos Agentes de Cidadania e de Endemias.

Saiba mais

As equipes da Prefeitura estão percorrendo, desde o dia 16 de março, diversos bairros para evitar aglomerações e fiscalizar estabelecimentos e atividades comerciais que descumprem os decretos municipal e estadual que trazem medidas de enfrentamento à Covid-19.

Estão sendo utilizados diversos recursos, como câmeras de monitoramento, drones com alto-falantes, caixas de som portáteis, megafones e carros de som para a identificação de aglomerações e para a veiculação de mensagens orientativas de prevenção à Covid-19.

As denúncias podem ser realizadas por meio da Central 156 e via Ciops pelo 190.

Publicado em Fortaleza
kit com duas máscaras
A Etufor distribuirá um kit individual para cada passageiro que estiver nas filas de embarque dos terminais

A Prefeitura Municipal de Fortaleza começa a distribuir máscaras aos passageiros do transporte coletivo, a partir desta quinta-feira (30/04), por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

A distribuição terá início pelos terminais da Parangaba e Siqueira. Em seguida, as máscaras estarão disponíveis também nos terminais de Messejana, Antônio Bezerra, Papicu, Lagoa e Conjunto Ceará.

A Etufor distribuirá um kit individual para cada passageiro que estiver nas filas de embarque dos terminais. As máscaras são laváveis e reutilizáveis e foram produzidas por costureiras e microempresas de Fortaleza por meio do programa “Todos com Máscara”.

A orientação é que o passageiro realize a devida higienização antes de utilizar. O kit individual contém duas máscaras para que o passageiro possa utilizar nos trajetos de ida e volta, evitando contaminação.

“Os funcionários dos terminais distribuirão nas filas dos terminais, em horário de pico, para que os usuários possam seguir viagem. Não adianta dirigir-se ao terminal para pegar máscara. Isso é um risco desnecessário”, explica o coordenador de Operações da Etufor, Raimundo Rodrigues.

Higienização
A Prefeitura de Fortaleza garantiu o reforço de higienização nos equipamentos de transporte, incluindo a limpeza diária dos veículos nas garagens das empresas associadas ao Sindiônibus. Estão disponíveis também nos sete terminais dispositivos com álcool em gel. Além disso, está garantida a disponibilidade de água e sabão nos banheiros, bem como novas pias nas plataformas dos sete terminais.

Projeto Todos com Máscara
As máscaras são feitas de tecido em tricoline e elanca em cor branca e são reutilizáveis. Elas podem ser lavadas em solução com água e sabão. Todas acompanham um manual de orientação de recomendação de higiene para que a população possa saber como utilizar neste momento de pandemia. Cada embalagem vem com duas unidades. Os produtos atendem a demanda crescente da população e serão utilizados para conter o avanço do novo coronavírus em Fortaleza. O Projeto Todos com Máscara foi realizado por meio de credenciamento, com inscrições no período de 05 a 07 de abril de 2020, e teve um total de 5.217 inscritos.

banner do canal coronavírus fortaleza

Publicado em Mobilidade