mulher observa peixes numa banca de mercado
Foram coletados preços em todas as regionais da Capital, bem como nos Mercados Públicos de Messejana e São Sebastião e ainda nos Mercados de Peixes da Barra do Ceará e do Mucuripe (Foto: Thiago Gaspar)

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou, nesta quarta-feira (13/04), uma pesquisa com preços de 59 produtos típicos para a Semana Santa, como peixes, vinhos e pães de coco. O Procon encontrou diferença de preços, entre os peixes, de até 217%. No caso, o quilograma do filé de pescada amarelo congelado, que foi encontrado de R$ 23,62 a R$ 74,99. A orientação é pesquisar e avaliar entre peixes frescos e congelados, qual a opção que atende a necessidade do consumidor.

A pesquisa foi realizada entre os dias 28 de março e 11 de abril e está disponível no portal da Prefeitura de Fortaleza. Foram coletados preços em todas as regionais da Capital, bem como nos Mercados Públicos de Messejana e São Sebastião e ainda nos Mercados de Peixes da Barra do Ceará e do Mucuripe.

O peixe mais barato no levantamento feito pelo Procon é o quilo congelado do palombeta (pilombeta), que pode ser encontrado de R$ 8,49, no bairro Dias Macedo (Regional 8).

Já o peixe mais caro está na Aldeota (Regional 2), onde o quilo do bacalhau foi encontrado de R$ 149,99. Mas o bacalhau tipo "saithe" pode baixar para R$ 49,99, na Cidade dos Funcionários (Regional 6), uma diferença de 200% entre diferentes tipos de bacalhau.

Pesquisa de produtos da Semana Santa

Maiores variações (peixes congelados)

Produto Menor preço Maior preço Variação
Filé de pescada amarela (Kg) R$ 23,62 R$ 74,99 217%
Filé de bacalhau (Kg) R$ 62,09 R$ 149,99 142%
Filé de sirigado (Kg) R$ 34,99 R$ 81,69 133%

Entre os mercados públicos, o peixe fresco mais barato está no Mercado de Messejana, onde o quilo da sardinha custa R$ 14,00. Já o peixe fresco mais caro (filé de salmão), foi encontrado no Mercado dos Peixes do Mucuripe, custando R$ 90,00, o quilo.

Um dos peixes bastante procurados, a tilápia inteira fresca, pode ser encontrada de R$ 18,00, nos Mercados de Messejana e São Sebastião, bem como no Mercado dos Peixes da Barra do Ceará. O mesmo produto custa R$ 25,00, o quilo, no Mercado dos Peixes do Mucuripe, conferindo uma diferença de 39%. Se a opção for o peixe pargo inteiro fresco, o quilo do produto pode ser encontrado por R$ 45,00, no Mercado dos Peixes do Mucuripe, bem como no Mercado Público de Messejana. O mesmo peixe custa R$ 50,00, no Mercado São Sebastião.

Entre os camarões frescos, o produto de 12g, pode ter até 25% de diferença, sendo encontrado de R$ 20,00, o quilo, no Mercado de Messejana, enquanto que no Mercado São Sebastião e nos Mercados dos Peixes do Mucuripe e da Barra do Ceará, o mesmo camarão salta para R$ 25,00.

Maiores variações (peixes frescos)

Produto Menor preço Maior preço Variação
Filé de sirigado (Kg) R$25,00 R$70,00 180%
Filé de tilápia (Kg) R$18,00 R$40,00 122%
Cavalinha (Kg) R$16,00 R$35,00 119%

A diretora do Procon Fortaleza, Eneylândia Rabelo, alerta que os estabelecimentos não podem aumentar os preços somente por conta da alta procura de produtos para a Semana Santa. "O Código de Defesa do Consumidor proíbe a elevação de preços, sem justa causa caracterizando, assim, uma prática abusiva", explicou.

Vinhos e espumantes
Entre os vinhos, é possível comprar quase três garrafas, de 750ml, no estabelecimento mais barato, em comparação com o preço de uma garrafa no local mais caro. É o caso do vinho espumante, de fabricação nacional, que pode sair por R$ 21,50, no bairro Parreão (Regional 4), enquanto que o mesmo produto custa R$ 76,99, na Maraponga (Regional 10), conferindo uma diferença de 258%.

Maiores variações (vinhos e espumantes)

Produto Menor preço Maior preço Variação
Vinho espumante (750ml) R$ 21,50 R$ 76,99 258%
Vinho tinto (750ml) R$ 17,99 R$ 55,50 209%
Vinho tinto (750ml) R$ 26,69 R$ 60,99 129%

Pão de coco
Um dos itens mais procurados, na Semana Santa, é o pão de coco. A diferença do quilo do produto entre o estabelecimento mais barato e o mais caro chega a 102%, variando os preços entre R$ 11,47, no Dias Macedo, na Regional 8, a R$ 23,22, no Jacarecanga (Regional 1).

Maiores variações (pão de coco)

Produto Menor preço Maior preço Variação
Pão de coco (Kg) R$ 11,47 R$ 23,22 102%

Ovos de Páscoa
O Procon Fortaleza divulgou no dia 08 de abril, a pesquisa com preços dos ovos de chocolate para a Páscoa. Foram coletados preços de 47 tipos de ovos e caixas de chocolate, entre tradicionais e infantis, no período de 28 de março a 07 de abril. Também foram coletados preços de ingredientes para a fabricação caseira de produtos para a Páscoa.

A diferença de um ovo de chocolate da mesma marca, chega a 104%, sendo encontrado um produto de 150 gramas, de R$ 26,99, no bairro Parreão (Regional 4), enquanto que o mesmo item custa R$ 54,99, na Maraponga, na Regional 10.

Dicas
Para os peixes frescos, o cuidado deve ser a conservação, pois devem estar bem armazenados e em gelo. Verifique sua aparência observando se os olhos estão brilhantes e as escamas bem presas ao corpo.

Observe se a pele do peixe é clara e uniforme. Não devem existir manchas avermelhadas ou pontos escuros, indicando bolor, nem a presença de algum pó branco ou cinza na pele, indicando que o bacalhau foi mal conservado ou processado.

Procure conhecer a procedência do bacalhau e cuidado para não comprar peixe salgado no lugar de bacalhau. Uma boa dica é verificar se, na embalagem, há informações se o produto é tipo bacalhau e qual a espécie do peixe.

Se houver divergência de preços entre o valor anunciado com o registrado no caixa, o consumidor deve pagar sempre o menor valor.

Fique atento às informações detalhadas sobre data de validade do produto, peso e composição. A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, verificando se não há amassados ou furos que podem contaminar o produto.

Publicado em Economia

Em virtude do aniversário de Fortaleza e do período de celebração da Semana Santa, a Prefeitura de Fortaleza decreta ponto facultativo nos expedientes de quarta e quinta-feira (13 e 14/04).

O Decreto nº 15.303, de 11 de abril de 2022, não deverá afetar o funcionamento dos serviços essenciais, tais como: serviços de assistência da saúde de urgência e emergência, socorros urgentes, limpeza pública, fiscalização e orientação de trânsito, segurança e salva vidas.

Decreto nº 15.303

Publicado em Servidor
Pesquisadores do Procon encontraram o mesmo peixe sendo vendido de R$ 12,00 a R$ 28,00, no Mercado dos Peixes, no Mucuripe.
Pesquisadores do Procon encontraram o mesmo peixe sendo vendido de R$ 12,00 a R$ 28,00, no Mercado dos Peixes, no Mucuripe

Nesta segunda-feira (15/4), o Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou os preços de peixes frescos e produtos típicos para a Semana Santa. A pesquisa, realizada nos dias 9, 10 e 15 deste mês, contempla ainda preços de vinhos e pães de coco. O Procon visitou os mercados públicos de Messejana, Mercado dos Peixes, no Mucuripe, bem como o Mercado São Sebastião, no Centro. O órgão de defesa do consumidor emitiu recomendação aos supermercados de Fortaleza e para os permissionários dos mercados públicos da Capital, alertando sobre a prática abusiva de elevação de preços, sem justa causa.

A orientação do Procon é pesquisar. O quilo do peixe arabaiana, por exemplo, pode chegar a 133,33% de diferença. Pesquisadores do Procon encontraram o mesmo peixe sendo vendido por R$ 12,00 em um box chagando a R$ 28,00, o quilo, no mesmo Mercado dos Peixes.

O quilo do camarão também apresenta alta variação, sendo comprado de R$ 25,00 a R$ 40,00, uma diferença que chega a 60%.

Confira todos os preços.

Entre os vinhos, é possível comprar quase duas garrafas, de 750ml, no estabelecimento mais barato, em comparação com o preço de uma garrafa no local mais caro. É o caso do vinho salton, de fabricação nacional, que pode sair por R$ 20,49, no bairro Maraponga, na Regional V, enquanto que o mesmo produto custa R$ 38,99 , no bairro Joaquim Távora, na Regional II, conferindo uma diferença de 90,29%.

Um dos itens mais procurados, na Semana Santa, é o pão de coco. A diferença do quilo do produto entre o estabelecimento mais barato e o mais caro chega a 108,90%, variando os preços entre R$ 8,09 e R$ 16,90.

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, reforça que os estabelecimentos não podem aumentar preços apenas pelo aumento da procura dos produtos para a Semana Santa. "O Código de Defesa do Consumidor proíbe a elevação de preços, sem justa causa caracterizando, assim, prática abusiva". Cláudia explica que a infração pode resultar em multa de até R$ 12,7 milhões.

Maiores variações por segmentação

Bacalhau

Produto Menor Maior Variação
Tipo Saithe R$ 39,99 R$ 49,90 24,78%
Porto (bandeja) R$ 61,99 R$ 99,90 61,16%


Peixes frescos e crustáceos

Produto Menor Maior Variação
Arabaiana R$ 12,00 R$ 28,00 133,33%
Atum R$ 12,00 R$ 20,00 66,67%
Camarão 17g R$ 25,00 R$ 40,00 60,00%
Biquara R$ 10,00 R$ 15,00 50,00%
Filé de pargo R$ 30,00 R$ 45,00 50,00%

Pão de coco

Produto Menor Maior Variação
Pão de coco R$ 8,09 R$ 16,90 108,90%

Vinhos e espumantes

Produto Menor Maior Variação
Salton R$ 20,49 R$ 38,99 90,29%
Miolo R$ 33,90 R$ 59,98 76,93%
Benjamin R$ 33,90 R$ 52,59 55,13%
Cidra Cereser R$ 9,79 R$ 14,29 45,97%
Chalise R$ 9,99 R$ 14,49 45,05%

Ovos de Páscoa
O Procon Fortaleza divulgou no dia 08/04, a pesquisa com preços dos ovos de chocolate nos supermercados da Capital. A diferença no preço no ovo de chocolate da mesma marca e com o mesmo peso chegou a 42,35% entre o estabelecimento mais caro e o mais barato. Confira os preços dos ovos de páscoa.

Dicas
Para os peixes frescos, o cuidado deve ser a conservação, pois devem estar bem armazenados e em gelo. Verifique sua aparência observando se os olhos estão brilhantes e as escamam bem presas ao corpo.

Procure conhecer a procedência do bacalhau e cuidado para não comprar peixe salgado no lugar de bacalhau. Uma boa dica é verificar se, na embalagem, há informações se o produto é tipo Bacalhau e qual a espécie do peixe.

Se houver divergência de preços entre o valor anunciado com o registrado no caixa, o consumidor deve pagar sempre o menor valor.

Fique atento às informações detalhadas sobre data de validade do produto, peso e composição. A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, verificando se não há amassados ou furos que podem contaminar o produto.

Publicado em Economia

IJF
Segundo balanço do hospital, 711 pacientes foram atendidos entre os dias 29 de março e 2 de abril
O número de atendimentos feitos pelo Instituto Doutor José Frota (IJF) durante a Semana Santa teve redução de 10% em relação ao igual período no ano passado. De acordo com o balanço divulgado pela instituição, 711 pacientes foram acolhidos no hospital, entre os dias 29 de março e 2 de abril, tendo como principais causas as quedas de própria altura, os acidentes com motocicleta e os casos de engasgo, ingestão ou aspiração de corpo estanho. No feriado prolongado de 2017, 796 pacientes deram entrada na Emergência.

Na avaliação da direção do IJF, além da redução de novos casos, a sensação de mais agilidade nos atendimentos e fluidez da ocupação dos leitos foi percebida, tanto por usuários como pelos funcionários. Para a superintendente do hospital, Riane Azevedo, as melhores condições de assistência e segurança na atuação dos profissionais são frutos do plano de contingência, adotado no último dia 16 de março. A ação tem como objetivo otimizar os protocolos de avaliação, diagnóstico, tratamento e encaminhamento de pacientes, principalmente os mais graves, no próprio hospital ou em unidades de retaguarda, como no Hospital Fernandes Távora. Assim como já ocorre nos últimos anos, todos os procedimentos necessários foram realizados sem qualquer registro de intercorrência para a realização de exames ou cirurgias, por exemplo.

A superintendente também destaca a importância dos protocolos de integração e gerenciamento de leitos na rede municipal de saúde, das intervenções em mobilidade urbana e de educação e fiscalização do trânsito na Capital. Outra condição para a melhoria dos atendimentos no IJF é o crescimento do nível de conscientização do cidadão como responsável pela garantia de sua própria segurança e também com a dos demais, nas ruas e em casa, no lazer ou no trabalho.

Publicado em Saúde

Maracatu
Ação acontecerá às 14h desta quinta-feira (13/04)
A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setfor), em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura (Secultfor), vai promover, às 14h desta quinta-feira (13/04), no aniversário da Cidade, uma grande festa de recepção aos turistas que estiverem desembarcando no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Os visitantes serão recebidos pelo grupo de Maracatu Vozes da África, além de material informativo, com mapas e pontos turísticos da Capital.

Ainda na ocasião, será inaugurada a Casa do Turista, equipamento da Secretaria Municipal de Turismo que oferece atendimento aos turistas, com material de apoio e informações. O horário de funcionamento será de 8h às 17h, diariamente.

Maracatu Vozes da África
O Maracatu Vozes da África foi fundado em 20 de novembro de 1980 por um grupo de intelectuais, escritores, poetas, folcloristas e carnavalescos, liderados pelo jornalista Paulo Tadeu Sampaio de Oliveira. A primeira apresentação pública aconteceu no carnaval de rua de Fortaleza, em 1981, quando conquistou o título de campeão.

Outros títulos vieram ao longo de sua existência. É o vencedor do Carnaval de Fortaleza 2017, totalizando 14 troféus de campeão e 12 de vice-campeão que, atualmente, encontram-se expostos na sede oficial da agremiação.

Em quase 37 anos de atividades, o Maracatu Vozes da África realizou, aproximadamente, mil apresentações públicas, sempre no intuito de expor o povo afrodescendente em seu aspecto social, econômico, histórico e cultural. A agremiação é dirigida por Francisco Aderaldo de Oliveira.

Publicado em Turismo
Beira Mar
Dos 55 mil turistas que vêm para o Estado, cerca de 30 mil permanecem na capital

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Estado (ABIH-CE), a ocupação hoteleira na Capital deve atingir 62% durante o feriado da Semana Santa, mantendo a mesma taxa do ano anterior. Para o período são esperados cerca de 55 mil turistas chegando ao Ceará, via Fortaleza.

O faturamento do período representa para todo o Estado cerca de R$ 128 milhões de renda gerada na cadeia produtiva do turismo.

“Estamos com boas expectativas de mantermos os números do ano passado. A rede hoteleira já está com 58,65% de reservas e esperamos alcançar pelo menos 62%. Dos 55 mil turistas que vêm para o Estado, cerca de 30 mil permanecem na capital. Fortaleza é o portão de entrada de todos os outros destinos do Ceará”, destacou o secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira.

Além da capital, outros principais locais também visitados pelos turistas estão Canoa Quebrada, Jericoacoara, Guaramiranga, Cumbuco, Porto das Dunas e Praia das Fontes.

Publicado em Turismo

A Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado realizaram blitze fiscalizatórias em 20 bairros das regionais I, V, VI e do Centro, durante a Semana Santa (28 a 31/03), fechando 36 estabelecimentos comerciais que apresentavam irregularidades, como atender clientes sem o alvará de funcionamento. Já os fiscais da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) apreenderam 21 equipamentos sonoros e lavraram 42 notificações por poluição sonora. O comércio ambulante irregular também foi coibido.

As operações reúnem a Guarda Municipal, a Seuma, as Regionais, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) e a Polícia Militar, com o objetivo de realizar o ordenamento urbano de Fortaleza, contribuindo para a pacificação da Cidade.

As blitze tiveram início no segundo final de semana de março (8, 9 e 10) e ocorrem das 19h à 1h, às sextas-feiras, e aos sábados, e das 17h às 23h, aos domingos. Durante as operações, os fiscais e agentes de trânsito verificam o cumprimento do Código de Obras e Posturas do Município, da legislação de poluição sonora e do Código Brasileiro de Trânsito. Os guardas municipais e policiais militares garantem a segurança do trabalho dos demais profissionais e procuram armas ilegais e drogas ilícitas.

Clique aqui para conferir o resultado das fiscalizações.

Publicado em Meio ambiente

A Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado realizam, nesta Semana Santa, blitze fiscalizatória nas Regionais I, V, VI e Centro. De quinta-feira a sábado, o horário será das 19h à 1 hora e, no domingo, será das 17h às 23 horas. No Centro, a ação ocorrerá no sábado. Participam da operação a Guarda Municipal de Fortaleza, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Regionais e a Polícia Militar/ Ronda do Quarteirão.

O objetivo das blitze é o ordenamento urbano, visando à pacificação da cidade de Fortaleza. O trabalho conjunto começou no segundo final de semana de março (8, 9 e 10), prossegue em todos os finais de semana do mês e a proposta é que seja permanente.

As fiscalizações já ocorreram em 35 bairros, fechando 139 bares e restaurantes que estavam com irregularidades (confira tabela abaixo). A Seuma apreendeu 54 equipamentos sonoros que estavam em desacordo com a legislação e lavrou 103 autos de infração em estabelecimentos por poluição sonora ou utilização de aparelhos de som sem a devida licença.

 

                                                              FISCALIZAÇÃO REGIONAIS

 

 

Bairros Fiscalizados

Bares fechados (8, 9, 10, 15, 16 e 17/03)

Bares Fechados (22 a 25/03)

Regional I

Barra do Ceará, Carlito Pamplona, Antonio Bezerra, Vila Velha, Pirambu, Álvaro Weyne, Jacarecanga

27

17

Regional II

Papicu, Praia de Iracema e Praia do Futuro

-

Nenhum bar foi fechado (02 estabelecimentos comerciais foram notificados)

Regional III

Quintino Cunha, Antonio Bezerra, Jóquei Clube, João XXIII, Pici e Presidente Kennedy

 

-

Nenhum bar foi fechado (16 estabelecimentos foram notificados)

Regional IV

Serrinha, Itaoca, Vila Peri e Panamericano

Nenhum bar foi fechado (7 foram notificados)

 

Regional V

Genibaú, Bom Jardim, Conjunto Ceará, Mondubim, Granja Portugal, Granja Lisboa, Siqueira, Parque São José, Bonsucesso

67

10

Regional VI

Curió, Messejana, Conjunto Palmeiras, São Cristovão, Lagoa Redonda, Parque Santa Maria e Barroso

7

11

Total

35 bairros

101

38

 

 

 

Total de bares fechados- 139

 

FISCALIZAÇÃO SEUMA

 

 

8, 9, 10, 15, 16 e 17/03

22 a 25/03

Total

Paredões de som apreendidos

26

28

54

Autuações (falta de licença sonora, poluição sonora)

57

46

103

 


 

Publicado em Fortaleza
No feriado, destacam-se os casos de violência no trânsito associados ao uso de álcool (Foto: Mauri Melo)

A Prefeitura Municipal de Fortaleza conseguiu reduzir em 37,76% o número de macas nos corredores do Instituto Doutor José Frota, o que garante melhores condições de atendimento durante o feriado da Semana Santa. O hospital, que é referência no atendimento de emergência no Ceará, ainda vai oferecer, na retaguarda, um quantitativo de 40 leitos no Pronto Socorro dos Acidentados, 40 leitos no Hospital da Mulher, 10 leitos na Santa Casa de Misericórdia, 20 leitos no Hospital Fernandes Távora e mais 20 no Hospital Batista. Todas essas unidades que oferecem leitos de retaguarda para o IJF realizam cirurgias de média complexidade em traumato-ortopedia, cirurgias bucomaxilofaciais e internação clínica neurológica.


Isso foi possível graças à reativação de convênios com unidades públicas e conveniadas, o que permitiu ao IJF reduzir o número de macas nos corredores em 37,76%. O hospital, que registrava em média 98 pacientes nos corredores, chegou a ter, no último dia 20 de março, 105 pacientes em macas. Com as medidas adotadas pela nova direção, o IJF conseguiu reduzir para uma média de 61 pacientes por dia, tendo chegado a 54 macas no dia 22 de março. Além disso, segundo o superintendente do IJF, Walter Frota, para o período da Semana Santa, “todos os insumos estão garantidos e a escala de profissionais está completa para o atendimento no feriadão”.

A Semana Santa registra, tradicionalmente, um dos maiores índices de atendimento no IJF. Em 2011, foram 963 atendimentos. Em 2012, foram atendidas 991 pessoas, destacando-se os casos de violência no trânsito associados ao uso de álcool. Contando com um dia a mais no feriado, o carnaval de 2011 somou 1.480 atendimentos e o de 2012, 1.205. Em 2011, foram registradas 33 vítimas de agressões físicas, 27 de lesões por arma branca, 19 por arma de fogo somando um total de 79 casos. Comparado com o mesmo período de 2012, houve um aumento de 22,66% no número de atendimentos, quando foram assistidas 15 vítimas de lesões por arma branca, 31 por arma de fogo e 46 de agressões físicas. Também chegaram ao hospital 64 vítimas de quedas da própria altura, 37 vítimas de queimaduras, 19 de picadas de animais peçonhentos e 41 engasgos, o que dá um total de 92 casos.

Publicado em Saúde
Catedral Metropolitana de Fortaleza, um dos pontos de partida das procissões (Foto: Fábio Lima/Arquivo)

Durante a Semana Santa, período em que é celebrada a morte e ressurreição de Cristo, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), mobilizará um efetivo de 60 agentes para dar apoio a procissões no Centro, Mondubim, Benfica, Cristo Redentor, Parangaba, Vila Manoel Sátiro, Rodolfo Teófilo e Luciano Cavalcante. O objetivo da operação é garantir a segurança dos fiéis em todo o percurso, efetuando os desvios temporários e controlando o tráfego.


Outra atuação da autarquia será no entorno do Mercado São Sebastião e no cruzamento da R. Clarindo de Queiroz x R. Tereza Cristina, onde existe um ponto de venda de pescado. Diariamente, cerca de 24 agentes de trânsito estarão coibindo a prática do estacionamento irregular, orientando que os carros estacionem apenas em locais permitidos pela sinalização para garantir a fluidez da via.


O atendimento de ocorrências e a fiscalização do cumprimento das leis de trânsito em toda a cidade continuarão funcionando normalmente durante o feriado. A Central de Atendimento da AMC funciona de forma integrada com a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS) através do 190.


 

Procissões que terão apoio da AMC:

Sexta-feira (29/03)

Centro - A partir das 16h30, a procissão sairá da Catedral Metropolitana de Fortaleza e seguirá pela R. Rufino de Alencar, Av. Dom Manuel, R. Costa Barros, R. São José, de onde retorna para a Catedral. Seis agentes de trânsito distribuídos em uma viatura e duas motos acompanharão a caminhada.

Mondubim – Saindo da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, às 15h, em direção à Capela Sagrada Família, a procissão seguirá pela Av. Wenefrido Melo, R. Alfredo Mamede, R. Pe. Rodolfo, R. Bento Gonçalves, Av. Contorno Norte, Av. Canal. Av. Contorno Sul e R. Fco. Batista da Silva. Seis agentes de trânsito farão a segurança.

Benfica – A procissão partirá às 16h da Paróquia Nossa Senhora dos Remédios com destino à Igreja do Otávio Bonfim. O trajeto será Av. da Universidade, R. Juvenal Galeno, R. Pe. Mororó, R. dos Pracinhas, Av. José Jatahy e R. Dom Jerônimo. Apoio de seis agentes de trânsito.

Cristo Redentor – Às 15h, os fiéis partirão da Igreja Cristo Redentor, localizada na R. Nossa Senhora das Graças, e seguirão pela R. Mons. Hélio Campos, R. Carmélia, R. Dona Mendinha, R. Francisco Calaça, R. Santa Elisa e Av. Dr. Therbege. Seis agentes de trânsito distribuídos em uma viatura e duas motos acompanharão todo o percurso.

Parangaba – Às 17h, a procissão sairá da Paróquia Bom Jesus dos Aflitos, que está localizada na R. Carlos Amora, seguindo pela Av. Gomes Brasil, R. Santa Júlia, R. Araripe Prata, R. Guilherme Perdigão e R. Santa Lígia. Apoio de seis agentes de trânsito durante o percurso.

Vila Manoel Sátiro – A procissão partirá às 16h30 da Paróquia Nossa Senhora das Graças e percorrerá a R. Fernando Farias de Melo, R. Suíça, R. Bulgária e R. Emílio Conde. Seis agentes de trânsito acompanharão a caminhada.

Rodolfo Teófilo – A procissão sairá às 17h da Av. Gonçalves Dias e percorrerá a R. Gustavo Braga, R. Papi Júnior, R. Tavares de Iracema, R. Dr. Bezerrinha, R. Mons. Furtado e R. Antônio Martins, onde está situada a Igreja Evangélica Semeadores no Espírito. Seis agentes de trânsito farão a segurança durante o trajeto.

Luciano Cavalcante – A procissão iniciará às 17h30, saindo da Igreja Menino Deus, seguindo pela R. Jaime Leonel, R. Doralice Costa, R. Reverendo Bolivar Pinto, Av. Norte e R. Teodoro Paiva. Seis agentes de trânsito acompanharão o percurso.


 

Domingo (31/03)

Centro - A partir das 19h30, a procissão sairá da Catedral Metropolitana de Fortaleza e seguirá pela R. Rufino de Alencar, Av. Dom Manuel, R. Costa Barros, R. São José, de onde retorna para o ponto inicial. Seis agentes de trânsito distribuídos em uma viatura e duas motos acompanharão a caminhada.

Benfica – A partir das 16h, a procissão sairá da Igreja dos Remédios e seguirá pela R. Pe. Francisco Pinto, R. Costa e Souza, R. Redenção, R. Adolfo Herbster e retorna para a Av. da Universidade. Seis agentes de trânsito estarão envolvidos na operação.


 

Publicado em Fortaleza