A Prefeitura de Fortaleza oferta, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), neste mês de agosto, 1.515 vagas para 43 cursos on-line em diversas áreas de conhecimento, como formação e tecnologia, artes, comunicação e empregabilidade. As matrículas iniciam na terça-feira (04/08). O objetivo do uso de ferramentas on-line é adaptar os sonhos e perspectivas dos jovens à nova realidade durante a pandemia do novo coronavírus.

Alguns dos cursos disponibilizados são: Fotografia de produtos; Criando sua série de TV; Técnicas de desenho; Ballet Clássico; Planeje seu curta-metragem; Assistente administrativo e muito mais.

Clique e confira a lista completa de cursos 

Clique e se inscreva

Os interessados podem se inscrever pelo Canal da Juventude e cada aluno poderá participar de um curso por mês. Durante os cursos, é utilizada a metodologia de ensino presencial virtual, por meio do qual o professor permanece em interação com os alunos.

Sobre a Rede Cuca

A Rede Cuca é uma rede de proteção social e oportunidades formada por três Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas), mantidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude.

Geridos pelo Instituto Cuca, os Cucas Barra, Mondubim e Jangurussu atendem, prioritariamente, jovens de 15 a 29 anos, oferecendo cursos, práticas esportivas, difusão cultural, formações e produções na área de comunicação e atividades que fortalecem o protagonismo juvenil e realizam a promoção e a garantia de direitos humanos.

Além disso, a Rede Cuca também visa levar para a periferia de Fortaleza possibilidades e alternativas de fruição cultural por meio da realização de eventos estratégicos, festivais, mostras, exposições e programação permanente de shows, espetáculos e cinema.

Publicado em Juventude

peça de divulgação

A Prefeitura de Fortaleza abre inscrições, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude, para o segundo edital de Jovens Monitores em Psicossocial da Rede Cuca. Serão selecionados 27 jovens, com idade entre 16 e 29 anos, para atuar no programa de Monitoria pelo período de cinco meses. As atividades serão realizadas nos três equipamentos da Rede Cuca (Barra, Jangurussu e Mondubim). As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas até o dia 30 de julho, exclusivamente, por meio de formulário eletrônico disponibilizado no Canal da Juventude.

Clique para se inscrever

Para participar é necessário ter experiência comprovada em cursos e projetos da Rede Cuca, além de não ser beneficiado com bolsa ou ajuda de custo em decorrência de qualquer outro edital da Rede Cuca.

O Programa de Jovens Monitores em Psicossocial é um laboratório de ensino-aprendizagem em que os selecionados participarão de vivências profissionais junto à rotina da equipe de Atendimento Psicossocial e Promoção de Saúde e promoverão ações em conjunto com a equipe técnica da Rede Cuca.

O processo seletivo contará com duas etapas de classificação. A primeira consiste em uma análise curricular e a segunda em entrevistas. O resultado preliminar da primeira fase será divulgado no dia 04 de agosto. Já o resultado final do edital será publicado no dia 11 de agosto.

Saiba mais


A Rede Cuca conta com três equipamentos localizados nos bairros Barra do Ceará, Jangurussu e Mondubim, e oferta, todos os meses, uma média de 5 mil vagas entre as 28 modalidades esportivas e mais de 60 cursos distribuídos em oito áreas de formação para jovens entre 15 e 29 anos, prioritariamente.

A Rede também leva para a periferia de Fortaleza a oportunidade de participação em eventos culturais como festivais, mostras, exposições, sessões de cinema e espetáculos, além de atividades voltadas ao psicossocial.

Publicado em Juventude

Peça de Divulgação

A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), nesta sexta-feira (17/07), o resultado final da terceira edição do concurso de vídeos, que este ano foi voltado à temática da violência como resultado das discriminações. A votação aconteceu na plataforma internacional do projeto, entre os dias 16 e 30 de junho.

Clique aqui para conferir o resultado
Clique aqui para acessar o edital

O objetivo da iniciativa foi selecionar e premiar os melhores produtos audiovisuais elaborados por alunos das escolas públicas de Fortaleza e que são atendidos pelo projeto Recognize and Change (Reconhecer e Mudar), promovendo, assim, a sensibilização sobre o tema da discriminação e suas implicações na sociedade.

Este ano, o concurso foi dividido nas categorias vídeo e playlist, e contou com iniciativas mais amplas para a execução dos vídeos como flashmobs em casa e peças teatrais, em virtude do isolamento social. Os alunos puderam, ainda, contar com videoaulas de professores de audiovisual da Rede Cuca, que foram exibidos por meio da JuvTv, o canal Youtube produzido pelos jovens comunicadores.

Com vídeos de duração entre 30 segundos e três minutos, os participantes do concurso concorreram a uma premiação para os três produtos com maior número de votos na plataforma internacional do projeto e ainda com maior pontuação de uma banca de jurados, sendo o resultado final composto 60% por intermédio dos votos do público e 40% por intermédio dos votos de um júri especial nomeado pela Coordenadoria de Juventude. Foram quatro vídeos inscritos na categoria vídeos.

O terceiro lugar receberá um prêmio no valor de R$ 1.200,00, o segundo de R$ 1.600,00 e o primeiro lugar, o valor de R$ 2.000,00.

Sobre a Premiação

Nos próximos dias, a organização do projeto entrará em contato com os jovens para agendar, de maneira individual, por equipe, uma data para a premiação simbólica que acontecerá na Coordenadoria Especial de Juventude e contará com a presença do coordenador de Juventude, Luis Fernando. Na ocasião, os jovens deverão portar as cópias e originais do RG, CPF e comprovante de residência, junto com o termo de responsabilidade do representante legal e conta bancária que está no anexo I do edital. Os valores serão repassados aos jovens nos dias seguintes mediante a correta apresentação dos documentos necessários.  

Saiba mais

O projeto Recognize and Change (Reconhecer e Mudar), com duração de três anos, tem por objetivo ampliar a divulgação de uma cultura baseada na pluralidade de identidades e no reconhecimento mútuo entre os jovens, além de promover uma conscientização sobre os Direitos Humanos, o combate ao bullying e às diferentes formas de violência e discriminações. Ao redor do mundo, o Recognize and Change atua simultaneamente na Itália, Brasil, Bulgária, Cabo Verde, França, Grécia, Portugal, Romênia e Espanha.

Publicado em Juventude
peça de divulgação
A Rede Cuca é uma rede de proteção social e oportunidades formada por três Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas) mantidos pela Prefeitura de Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza oferta, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), neste mês de julho, 1.080 vagas para cursos on-line em diversas áreas de conhecimento, como tecnologia, artes, comunicação e empregabilidade. As matrículas iniciam na próxima terça-feira (07/07).

O objetivo do uso de ferramentas on-line é adaptar os sonhos e perspectivas dos jovens à nova realidade durante a pandemia do novo coronavírus.

Alguns dos cursos disponibilizados são: Produção de vídeos para Internet; Inglês básico; Desenho para iniciantes; Violão para iniciantes; Teatro; Assistente administrativo; Departamento Pessoal e muito mais.

Clique para conferir a lista completa de cursos

Clique aqui para se inscrever

Os interessados podem se inscrever pelo Canal da Juventude e cada aluno poderá participar de um curso por mês. Durante os cursos, é utilizada a metodologia de ensino presencial virtual, por meio do qual o professor permanece em interação com os alunos.

Sobre a Rede Cuca

A Rede Cuca é uma rede de proteção social e oportunidades formada por três Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas), mantidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude.

Geridos pelo Instituto Cuca, os Cucas Barra, Mondubim e Jangurussu atendem, prioritariamente, jovens de 15 a 29 anos, oferecendo cursos, práticas esportivas, difusão cultural, formações e produções na área de comunicação e atividades que fortalecem o protagonismo juvenil e realizam a promoção e a garantia de direitos humanos.

Além disso, a Rede Cuca também visa levar para a periferia de Fortaleza possibilidades e alternativas de fruição cultural por meio da realização de eventos estratégicos, festivais, mostras, exposições e programação permanente de shows, espetáculos e cinema.

Publicado em Juventude

peça de divulgação

A Prefeitura de Fortaleza lança, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), a campanha Meu Arraiá da Juventude. A atividade começa nesta terça-feira (16/06) e segue até a quarta-feira (24/06).

Para participar, os interessados devem decorar um espaço da própria casa com o tema junino e postar no feed do Instagram pessoal com a hashtag #meuarraiadajuventude. Desta forma, as pessoas participarão da ação de forma segura.

A disputa conta com a curadoria do coordenador de Comunicação Popular da Rede Cuca, João Bento, da coordenadora de Formação e Tecnologia da Rede Cuca, Zoraia Nunes, e do coordenador de Cultura da Rede Cuca, Mapurunga Júnior.

A foto vencedora receberá uma cesta de comidas típicas de São João e mais alguns brindes. O objetivo da campanha é continuar difundindo e fortalecendo a tradição cultural junina do Estado.

Devido ao isolamento social, neste ano de 2020, acontecerá uma edição especial do Arraiá da Juventude on-line. O resultado da campanha Meu Arraiá da Juventude será divulgado no dia 27 de junho, durante o encerramento da programação do evento on-line.

Saiba mais

Na edição virtual do Arraiá da Juventude 2020, o púbico poderá acompanhar, durante a programação, uma banda ao vivo tocando músicas juninas, vídeos dos vencedores de 2019, entrevistas com rainhas de quadrilhas, webinários sobre culinária junina e muito mais.

Serviço:
Rede Cuca lança campanha Meu Arraiá da Juventude on-line
Período: 16 a 24 de junho 
Local: Instagram oficial da Coordenadoria de Juventude (@juventudefortaleza)

Publicado em Juventude

peça de divulgação

A Prefeitura de Fortaleza realiza neste mês de junho, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas da Juventude (CEPPJ), a campanha Abra Suas Asas. A programação será realizada por meio da plataforma digital, como forma de respeitar o isolamento social em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Clique para acessar a programação

A iniciativa faz referência ao Junho da Diversidade, mês em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+. A programação especial da campanha contará com lives de artistas LGBTQIA, bate-papo sobre hormonoterapia e violação dos direitos LGBTs, entre outros.

O Dia Internacional do Orgulho LGBT é comemorado dia 28 de junho. A data é utilizada para enfatizar a conscientização social sobre a cultura de combate à homofobia e também para reforçar o orgulho das orientações sexuais de cada um.

Serviço:
Prefeitura promove campanha online Abra Suas Asas 
Data: 04 a 26 de junho
Local: YouTube.com/juvtv e no Instagram @juventudefortaleza

Publicado em Juventude

Neste período de pandemia, quando é necessário o isolamento social, os cursos da Rede Cuca estão sendo disponibilizados por meio de plataformas digitais, Essa realidade levou os professores a um processo de reaprender a ensinar. Neste contexto, foi preciso reinventar a forma de dar aula para garantir qualidade e apropriação dos conteúdos por parte dos alunos.

O Ensino Presencial Virtual foi a metodologia adotada. Os professores estão em interação com a turma, durante todo o período do curso, por meio de vídeo conferências. Além disso, utilizam as plataformas digitais para disponibilizar material didático, propor atividades, indicar referências de textos, vídeos e filmes e, ainda, aplicar avaliações. Tudo isso, pode garantir a participação direta dos alunos e os torna protagonistas nesse processo de formação.

O professor Gleison Oliveira, que no mês de abril mediou dois cursos de Design Gráfico, conseguiu unir às tecnologias digitais muita criatividade e levou o elemento lúdico para a sala de aula. Vestido de personagens diferentes, a cada aula, o professor causou um enorme impacto na turma. Entre os alunos, já surgiam apostas sobre qual seria o personagem do dia seguinte. A trajetória foi de Caverna do Dragão a It: a Coisa, passando por Lampião e Pokemon.

 “Não se trata de vestir uma fantasia, apenas. Mas de construir uma metodologia que traga o lúdico, o fantástico, para a sala de aula. Desenvolvo uma relação entre o conteúdo e o personagem que estou vestindo. Por exemplo: vesti-me de Mestre dos Magos para fala da psicodinâmica das cores. Isso faz com que a aprendizagem seja mais fácil, pois existe a associação.  

Além do aprendizado, metodologias como esta contribuem com outras dimensões do humano. A aluna Luana Lima considera que “ver o professor vestido de personagem foi uma forma de trazer alegria para esse momento tão difícil. Me vi sorrindo e isso foi muito bom”, afirma.

O processo aponta para o fato de que a tecnologia, por si só, não garante o sucesso de um processo formativo. A criatividade do professor, além de sua qualidade técnica e conceitual, é elemento central, seja no concreto ou no virtual.

Publicado em Juventude

Peça de Divulgação 

A Prefeitura de Fortaleza lança, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), nesta terça-feira (28/04), a terceira edição do edital de concurso de vídeos voltado à temática do combate às discriminações do projeto Reconhecer e Mudar. As inscrições seguem até o dia 15 de junho.

O objetivo da iniciativa é selecionar e premiar os melhores produtos audiovisuais elaborados por alunos das escolas públicas de Fortaleza e que são atendidos pelo projeto Recognize and Change (Reconhecer e Mudar), promovendo, assim, a sensibilização sobre o tema da discriminação e suas implicações na sociedade. 

Clique aqui para acessar o edital
Clique aqui para fazer sua inscrição
Clique aqui para fazer upload do vídeo

O candidato precisará preencher um formulário de inscrição eletrônico e enviar os vídeos por meio da plataforma disponibilizada.

Este ano, o concurso será dividido nas categorias: vídeo e playlist e contará com iniciativas mais amplas para a execução dos vídeos como flash mobs em casa e peças teatrais em virtude da atual situação de isolamento social. Os alunos poderão ainda contar com videoaulas de professores de audiovisual da Rede Cuca, que serão exibidas por meio da JuvTv, o canal na plataforma Youtube produzido pelos jovens comunicadores da Rede Cuca.

Com vídeos de duração entre 30 segundos e três minutos, os participantes do concurso irão concorrer a uma premiação para os três produtos com maior número de votos na plataforma internacional do projeto. O terceiro lugar receberá um prêmio no valor de R$ 1.200,00, o segundo de R$ 1.600,00 e o primeiro lugar, o valor de R$ 2.000,00.

Saiba Mais

O projeto internacional, com duração de três anos, tem por objetivo ampliar a divulgação de uma cultura baseada na pluralidade de identidades e no reconhecimento mútuo entre os jovens, além de promover uma conscientização sobre os Direitos Humanos, o combate ao bullying e às diferentes formas de violência e discriminações. Ao redor do mundo, o Recognize and Change atua simultaneamente na Itália, Brasil, Bulgária, Cabo Verde, França, Grécia, Portugal, Romênia e Espanha.

 

Publicado em Juventude

peça de divulgação

Preocupada com o impacto do novo coronavírus nas atividades dos jovens da Cidade, a Prefeitura de Forteza, lançou, na Juv.TV, uma programação especial e diversificada, em virtude dos protocolos de prevenção à pandemia. A ferramenta é um canal direto entre a juventude da capital cearense com os profissionais de diversas áreas da Rede Cuca.

A iniciativa, que é realizada por meio da Cordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), reforça o compromisso da Prefeitura com os jovens e a expertise em responsabilidade.

Clique aqui para ter acesso ao canal

Os jovens que se inscreverem na plataforma YouTube vão ter acesso às aulas do Programa Academia Enem, dicas importantes dos professores de como treinar em casa, além de entrevista com enfermeiras para esclarecer dúvidas sobre prevenção.

"Nesse momento atípico, é fundamental desenvolver boas práticas de comunicação, que ajudem as pessoas a ter uma postura responsável e ao mesmo tempo mais serena. A gente tem se empenhado em transformar a Juv.TV neste espaço de difusão de bons conteúdos, de informação e de esperança também. A juventude precisa compreender o significado deste momento e assumir o compromisso de contribuir, cada um de sua casa, com o enfrentamento à pandemia. Estamos fazendo isso com arte, cultura, esporte e educação", pondera o coordenador de Comunicação Popular da Rede Cuca, João Bento.

Na programação especial, os jovens também vão poder acompanhar o guia jovem da quarentena com dicas de como lavar as mãos de forma correta, livros, filmes, alimentação saudável e o que fazer nesse período de recolhimento, seminários ao vivo sobre educação e tecnologia, tutoriais de dança, canto e teatro, além de entrevistas com profissionais de saúde.

Sobre a Juv.Tv
A Juv.TV é uma webtv produzida totalmente pelos jovens, com programação diária voltada para o cinema, esporte, gênero, filmes, além de transmissões ao vivo dos eventos da Rede Cuca.

Publicado em Juventude
Oficina na escola Dep. Paulino Rocha
Oficina na turma de ensino médio da EEFM Deputado Paulino Rocha

O projeto internacional Recognize and Change (Reconhecer e Mudar) iniciou as atividades do terceiro ano neste mês de março. Iniciativa tem duração de três anos e seu objetivo é ampliar a divulgação de uma cultura baseada na pluralidade de identidades e no reconhecimento mútuo entre os jovens, além de promover uma conscientização sobre os Direitos Humanos, o combate ao bullying e às diferentes formas de violência e discriminações ao redor do mundo. 

O Recognize and Change atua simultaneamente na Itália, Bulgária, Cabo Verde, França, Grécia, Portugal, Romênia, Espanha e Brasil. Fortaleza é a única sede no País e o projeto é executado pela Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ) e cofinanciado pela União Europeia. 

As ações, que irão até maio, acontecem nas escolas estaduais parceiras do projeto situadas nas áreas das regionais V e VI. Este ano, os alunos do terceiro ano do Ensino Médio recebem em sala de aula oficinas mediadas por multiplicadores que debatem temas relacionados à violência, discutida como uma das possíveis consequências da discriminação. Os temas são as formas de violência, autor e vítima e reações assertivas e cultura de respeito. 

Eunice Araújo (16), que é aluna da Escola Dona Júlia Alves Pessoa, no bairro Bom Jardim, destaca a experiência de receber o Reconhecer e Mudar onde estuda. “Conheci o projeto no 1° ano do ensino médio e foi extremamente maravilhoso por ser feito por jovem que faz outros jovens abrirem a mente para propostas novas. Fico muito feliz em contribuir para o projeto e espero que continue assim em muitas escolas justamente porque a gente se sente acolhido por eles”, afirma.

Saiba mais

O Ano I do projeto se concentrou na identidade e nos relacionamentos, proporcionando aos alunos da Rede pública de ensino a possibilidade de reconhecer o direito/dever de ser reconhecido e respeitado, assim como reconhecer e respeitar os outros. Já no segundo ano, as oficinas nas escolas foram baseadas em debates em torno da diversidade e na discriminação, o valor e o respeito de si mesmo e dos outros com tópicos abordados como: análise e desconstrução de estereótipos (a partir dos estereótipos de gênero e culturais); os tipos de discriminação; a responsabilidade individual e a coletiva.

 

Publicado em Juventude
Página 1 de 46