Peças de um jogo de Tangram com imagens de partes dos corpos dos bailarinos compõem duas figuras saltitantes. Ao centro, está escrito

A Vila das Artes apresenta, por meio da Escola Pública de Dança, nesta segunda e terça-feira (25 e 26/11), os espetáculos “Fortaleza em Mono-blocos” e “8 Pontos”. Com início às 19h e entrada mediante a doação opcional de 1Kg de alimento não perecível, o evento ocorre no Theatro José de Alencar. A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

No evento, que marca a finalização de mais um ano do Curso de Formação Básica em Dança, ocorre também a solenidade de homenagem aos alunos formandos da segunda turma do curso, intérpretes do espetáculo “Fortaleza em Mono-blocos”. Para a coordenadora da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, Marina Carleial, as apresentações são um importante passo na trilha de alunos e professores. “O resultado é sempre emocionante. Além de ser a culminância de um ano de muita dedicação e trabalho, é ainda a despedida de mais uma turma de jovens bailarinos”, afirma a coordenadora.

Espetáculo de conclusão da segunda turma do curso, “Fortaleza em Mono-blocos” tem concepção e direção do coreógrafo mineiro Vanilton Lakka. O trabalho, originalmente pensado para espaços públicos, pesquisa as relações entre dança, corpo e cidade. “A coreografia se organiza a partir da lógica de jogos, onde regras preestabelecidas pressionam os corpos a tomarem decisões estratégicas, usando de princípios técnicos como rolamentos, quedas, saltos e suspensões”, explica Lakka. “É um trabalho dinâmico e vigoroso que incorpora, ainda mais, o diálogo com questões urbanas contemporâneas ao currículo pedagógico e repertório coreográfico da Escola Pública de Dança da Vila”, comenta Marina.

Já o espetáculo “8 Pontos”, criação colaborativa entre professoras e professores da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, tem a interpretação de alunas e alunos do 2º, 3º, 4º e 5º ano do Curso de Formação Básica em Dança. Com trilha original elaborada por Thiago Almeida, o espetáculo fala sobre o movimento dançado, investigando a relação e a influência mútua entre espaço, música, geometria e movimento. “A trilha mergulhou fundo em nossas questões criativas. O espetáculo se configura, assim, como um jogo sobre o que nos move e de como a música nos mobiliza”, comenta Silvana Marques, que assina a direção coreográfica com Angela Souza.

Curso de Formação Básica em Dança
Fundado em 2011, o Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes tem por objetivo fornecer subsídios práticos e teóricos para o desenvolvimento criativo de obras coreográficas. Destinado a crianças e pré-adolescentes com idades entre 8 e 13 anos, o curso tem duração de seis anos e prevê em seu currículo variadas disciplinas que abordam técnicas contemporâneas, clássicas e populares. Em 2017, o curso formou sua primeira turma, apresentando o espetáculo “Lança”. Atualmente, o edital de seleção de alunos e alunas referente ao período 2020-2026 se encontra com inscrições abertas até 20 de janeiro de 2020.

Mais informações no site www.viladasartesfortaleza.com.br 

Ficha Técnica – “Fortaleza em Mono-blocos”
Concepção e Direção Coreográfica: Vanilton Lakka
Assistentes Coreográficos: Gizele Patrício e Cláudio Henrique Strondum
Figurino: Marina Carleial, Artur Carvalho e Evânia Luz
Luz: Walter Façanha
Designer Gráfico: Leandro Ferreiras
Imagens: Thiago Matine
Intérpretes:
Alicy Ferreira Nascimento dos Anjos
Ana Beatriz da Silva de Oliveira
Ana Gabriela Marques Vasconcelos
Ana Karla Caetano Holanda
Ana Lara Beserra da Silveira
Ana Luizy Vieira de Oliveira
Antonia Letícia Vasconcelos dos Santos
Deylane Belchior Peres
Domitila Isabely Ferreira Gomes da Costa
Gabrielly Vitória Souza dos Santos
Iane Elen Costa Coelho
Maitê Ximenes Cruz Fonseca
Maria Eduarda Gomes da Silva
Maria Luisa Temóteo da Costa
Neygerly Julie Pinheiro Pontes
Raíssa Nunes Fernandes
Saulo Rodrigues Cavalcante
Stella Campelo Tomaz de Oliveira

Ficha Técnica – “8 Pontos”
Concepção e Direção Coreográfica: Angela Souza e Silvana Marques
Coreografias: Alda Pessoa, Dayana Ferreira, Gizele Patrício e Jorge Luiz
Intérpretes: Aluno(a)s do 2º, 3º, 4º e 5º ano do Curso de Formação Básica em Dança da Vila das Artes
Trilha sonora: Thiago Almeida
Figurino: Marina Carleial e Evânia Luz
Luz: Walter Façanha
Confecção de material cênico: J A Aires
Designer Gráfico: Leandro Ferreiras
Imagens: Thiago Matine

Serviço:
Espetáculos de Dança da Vila das Artes: “Fortaleza em Mono-blocos” e “8 Pontos”
Data: 25 e 26/11 (segunda e terça-feira)
Hora: 19h
Local: Theatro José de Alencar (Rua Liberato Barroso, 525 – Centro)
Valor: Gratuito / Doação de 1Kg de alimento

Publicado em Cultura

Peça gráfica

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes recebe, neste mês de novembro, um recorte da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos. Originalmente realizada em 2018, em várias cidades do País, o evento celebra os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e os 30 anos da Constituição da República Federativa do Brasil. A programação, gratuita e aberta ao público, ocorre de 26 a 28 de novembro, a partir das 18h, na Vila das Artes.

Com filmes que abordam temas como democracia, direitos de crianças e adolescentes, direitos da população indígena, imigração e outros, a Mostra recebe um recorte específico a cada dia. Na abertura, dia 26, ocorre a Sessão Temática, de classificação livre, com a exibição do longa-metragem “Heróis”, de Cavi Borges.

No dia 27, a Sessão Panorama exibe quatro curtas-metragens: “Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones” (Elias Norberto da Silva, Juana Morais, José Guntin Rodriguez, Maurício Nunes e Sandro Livramento / Brasil / 25 min), “À Espera” (Nivaldo Vasconcelos e Sónia André / Moçambique / 22 min), “A Rua Noiz” (Eduardo Cunha Souza e Pedro Cela / Brasil / 2018 / 14 min / Documentário) e “Nós” (Thiago dos Santos Simas/ Brasil/ 6 min). A sessão tem classificação de 14 anos.

Encerra a programação a Sessão Mostrinha, no dia 28, com filmes destinados ao público infantil. Serão exibidos os curtas “A Câmera do João” (Tothi Cardoso/ Brasil / 22 min) e “A Bicicleta do Vovô” (Henrique Dantas / Brasil / 22 min).

A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema.

Serviço:
12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos
Datas: 26, 27 e 28/11
Horário: 18h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes realiza, por meio da Escola Pública de Dança, na terça-feira (12/11), mais uma edição do programa Conversa de Academia. A convidada é a dançarina e pesquisadora Emyle Daltro, que apresentará o tema “Composição em dança e invenção de mundos”, estudo realizado durante seu processo de Doutoramento em Arte. O evento tem início às 18h, na Vila das Artes.

A partir do trabalho de dança “Folharal”, realizado com o músico multi-instrumentista Bruno Esteves, Emyle compartilhará pesquisa sobre estratégias composicionais e de aprendizagem, por meio das relações com “coisas”, humanas ou não, levadas em conta como coautoras de corpos e danças. “Na conversa de academia, pretendo partir do processo de criação de Folharal para compartilhar o quanto a composição tanto em quanto para a cena, quanto em ou para a sala de aula inventam modos de vida, conectam mundos, constituindo mutuamente aprendizagem e criação em dança”, explica a pesquisadora.

O programa Conversa de Academia tem como objetivo compartilhar o resultado de trabalhos acadêmicos com temas ligados à dança e estimular a visibilidade desses estudos criando um ciclo contínuo de diálogos.

A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema.

Sobre a ministrante
Artista da dança, professora e pesquisadora nos cursos de graduação em Dança, da Universidade Federal do Ceará (UFC) desde 2013. Nascida em Cuiabá, MT, em 1975. Iniciou seus estudos em dança aos sete anos de idade. Aos 17 anos, começou a conduzir aulas de dança e nunca mais parou deste então. Doutora em Arte pela UnB (Universidade de Brasília), mestra em Estudos de Cultura Contemporânea pela UFMT, tem especialização em Planejamento e Gestão Cultural e graduação em Comunicação Social. Mudou-se de Brasília para Fortaleza em 2013 e, em novembro desse mesmo ano, realizou Intervenções de Dança com estudantes das graduações em dança no bosque da reitoria da UFC. Integrou o Projeto de Pesquisa Mapeamento da Dança nas capitais brasileiras e no Distrito Federal (2015). Foi coordenadora dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Dança da UFC (2016-2018). Em 2017, fez a orientação dramatúrgica do trabalho Cabeças Sagradas, com coreografia de Gerson Moreno. Coordenou o Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID Dança e Teatro da UFC), trabalhando com três escolas da rede pública de ensino de Fortaleza (2018-2019). É co-orientadora do grupo de pesquisa Sonoridades Múltiplas, coordenado também por Consiglia Latorre, trabalhando improvisação e composição em música e dança. Coordena o projeto de pesquisa Arte, decolonialidade e invenção e coordenou o projeto de extensão Grande Roda: africanidades, ancestralidades e interculturalidade em movimentos (2017-2018).

Serviço
Conversa de Academia – “Composição em dança e invenção de mundos”, com Emyle Daltro
Data: Quarta-feira (12/11)
Horário: 18h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes lança o edital de seleção de alunos e alunas para o Curso de Formação Básica em Dança referente ao período 2020–2026. Destinado a crianças e pré-adolescentes com idades entre 8 e 13 anos, o curso é uma realização da Escola Pública de Dança e mantém inscrições abertas até 20 de janeiro de 2020.

Acesse o Edital

Para participar do processo seletivo, o representante legal dos candidatos e candidatas devem entregar, pessoalmente, na Vila das Artes, a ficha de inscrição (anexo II do edital) com originais e cópia da documentação exigida (item 4.2 do edital). Serão admitidos até 40 alunos, com idades entre 8 e 10 anos, para as duas novas turmas do 1º ano; e até 30 alunos, com idades entre 9 e 13 anos, para as turmas em andamento (2º ao 4º ano). Pretendentes às vagas das turmas em andamento devem apresentar experiência prévia em Dança. Serão selecionados ainda até 20 suplentes para ocupar eventuais vagas de candidatos aprovados desistentes do 1º ano.

Para a coordenadora da Escola Pública de Dança da Vila das Arte, Marina Carleial, a formação cumpre o objetivo de estimular o conhecimento e o aprofundamento nos estudos em dança, colaborando com a profissionalização na área artístico-cultural. "Trata-se de um curso de seis anos de duração, totalmente gratuito, que promove, junto a crianças e pré-adolescentes, o acesso a um amplo processo formativo que compreende conteúdos técnicos, artísticos e teóricos com foco na dança cênica, visando a inserção e qualificação nesse universo", afirma a coordenadora.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Seleção
Candidatos e candidatas com inscrições válidas passarão por processo seletivo coordenado por profissionais da área da Dança, em data e horário a serem definidos no ato da inscrição. A atividade consiste em uma uma vivência coletiva, segundo a qual candidatos e candidatas serão avaliados em critérios como motivação, criatividade, coordenação motora, aptidão física e nível técnico. Na ocasião, deverão trajar roupas que permitam movimentarem-se livremente.

Curso de Formação Básica em Dança
Fundado no ano de 2011, o Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes tem por objetivo fornecer subsídios práticos e teóricos para o desenvolvimento criativo de obras coreográficas. Destinado a crianças e pré-adolescentes com idades entre 8 e 13 anos, o curso tem duração de seis anos e prevê em seu currículo as seguintes disciplinas: Abordagens técnicas contemporâneas, Dança Clássica, Danças Tradicionais e Populares, Ateliê de Repertórios, Elementos da Música, Ateliê de Experimentação e Composição, Elementos da cena, Ateliê de Análise e Estudo de Obras Coreográficas, Introdução à História da Dança, Danças Urbanas e Introdução à Análise do Movimento.

Serviço
Edital de Formação Básica em Dança 2019
Inscrições: Até 20 de janeiro de 2020
Período de Seleção: 27 a 31 de janeiro de 2020
Resultado Preliminar: 7 de fevereiro de 2020
Recurso: 10 a 14 de fevereiro de 2020
Resultado Final: 21 de fevereiro de 2020
Matrículas novos alunos e início das aulas: 2 de março de 2020

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes recebe, nesta sexta-feira (08/11), uma série de atividades especiais gratuitas integrantes do III Seminário Artes da Cena. De tema “Artivismos e Docências”, o evento é uma iniciativa do Curso de Licenciatura em Teatro e do Mestrado Profissional em Artes do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (ICA-UFC), em parceria com Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno e apoio da Escola Pública de Teatro da Vila das Artes.

O seminário tem na comissão organizadora os professores Renata Silva (coordenadora geral), Juliana Rangel, Juliana Carvalho, Héctor Briones, Tharyn Stazak e Tiago Fortes. Eles explicam que o evento foi planejado para “pensar a arte como modo de produção e operação de resistências, percebendo as micropolíticas de existências nas escolas, nas ruas, nos espaços comunitários”. Consideram que será um espaço de encontro e debate e desejam que, “a partir da aproximação de práticas artísticas, políticas e educacionais, haja uma perspectiva positiva e significativa na produção de saberes conectado s ao reconhecimento de nosso tempo histórico”.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
Na sexta-feira (08/11), a Vila das Artes recebe, a partir das 14h, extensa programação, iniciada com a palestra "Antifacismo Tropical", ministrada pelo Prof. Dr. Danichi Hausen Mizoguchi (Universidade Federal Fluminense – UFF). Às 16h, Helena Vieira, Levi Mota e Isadora Teixeira conduzem o fórum aberto "Artivismos e Performatividade". A programação do dia é finalizada com o espetáculo teatral "Ainda Vivas", do Grupo Nóis de Teatro.

Uma realização da Escola Pública de Teatro da Vila das Artes, a oficina “Performance, Mulher e Corpo Negro” também é parte da programação do III Seminário Artes da Cena. Ministrada pela doutoranda em Artes Cênicas Mônica Pereira de Santana, a oficina ocorre nos dias 6 e 7 de novembro, das 9h às 12h, e no dia 8 de novembro, das 9h às 13h. O resultado das inscrições pode ser conferido em www.viladasartesfortaleza.com.br.

Serviço
III Seminário Artes da Cena na Vila das Artes
Data: Sexta-feira (08/11)
Hora: 14h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes promove, por meio das Escolas Públicas de Audiovisual e de Teatro, de quarta a sexta-feira (06 a 08/11), atividades em alusão ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro. A iniciativa é parte da campanha "Ceará sem racismo", fruto da parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado do Ceará. A programação segue por todo o mês em diversos equipamentos culturais e está disponível em www.cearasemracismo.com.

Com sessões com filmes alusivos à data, a Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes participa da campanha na quarta e na quinta-feira (06 e 07/11). A sessão "Filmes da Vila" apresentará, nesta quarta (06/11), filmes realizados por alunos e ex-alunos dos cursos ofertados pela escola. Na quinta-feira (07/11), a sessão "Convidados" contempla produções audiovisuais de outros realizadores.

Uma realização da Escola Pública de Teatro da Vila das Artes, a oficina “Performance, Mulher e Corpo Negro” ocorre de quarta a sexta-feira (06 a 08/11). A oficina, ministrada pela doutoranda em Artes Cênicas, Mônica Pereira de Santana, tem por objetivo refletir sobre os discursos que atravessam os corpos negros, bem como de que maneira a performatividade se apresenta como um espaço para recriação dos discursos sobre o corpo e a afirmação de sua humanidade. O resultado das inscrições pode ser conferido em www.viladasartesfortaleza.com.br.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
Sessão Filmes da Vila (06/11 )
Filmes:
"Febre" (Direção: Paulo Victor / 3 min)
"Santa porque avalanche" (Direção: Paulo Victor Soares / 18 min)
"Nego tem que se virar" (Direção: Mike Dutra / 23 min)
"Teto" (Direção: Darwin Marinho / 15 min)

Sessão Convidados (07/11)
"Griô - Batuque de cores" (Direção: Tiago Nascimento / 23 min)
"Nego Chico" (Direção: Nilo Uchõa / 23 min)
"Salve quem não tem fé!" (Direção: Emanuel Sousa / 12 min)

Hora: 17h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes recebe, a partir desta quarta-feira (06/11), o workshop "Step by Step Guide – Iniciação ao Breakdance", com Carlos Eduardo Paiva, mais conhecido como "Bboy Africano". Com duração de três dias, a atividade segue até sexta-feira (08/11), sempre das 12h às 13h, com inscrições por ordem de chegada. A ação integra o programa Aulas Abertas, da Escola Pública de Dança da Vila das Artes, e é realizada em parceria com a Ocupação Experimentus – Residência de Criação, com colaboração do grupo Sul Clan.

A atividade tem por objetivo apresentar de forma inicial e pedagógica um “passo a passo” do vocabulário corporal do breakdance, para aqueles que desejam entender e familiarizar-se com o movimento. O conteúdo das aulas envolve dança no chão, com elementos acrobáticos executados no solo, como toprock, footwork e freezes.

O programa Aulas Abertas é um projeto destinado a proporcionar aos artistas da dança local oportunidades regulares e adequadas de trabalho e aperfeiçoamento técnico-corporal. Constituído por módulos independentes entre si, em geral com duração de uma semana, o programa visa ainda possibilitar o contato de profissionais e estudantes com distintas propostas de trabalho corporal e artístico desenvolvidas em diferentes contextos de pesquisa e criação em dança.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre o ministrante
Carlos Eduardo Nascimento Paiva, ou Bboy Africano, é arte educador, assessor de arte e cultura, jurado de eventos nacionais de breaking e realiza apresentações em slam, saraus e comerciais de TV. É também um dos primeiros integrantes do grupo Sul Clan. Atualmente desenvolve projeto de ensino do break em Centro Socioeducativos do Ceará.

Serviço
Programa Aulas Abertas – Workshop "Step by Step Guide – Iniciação ao Breakdance", com Carlos Eduardo (Bboy Africano)
Data: 06 a 08/11 (quarta a sexta-feira)
Horário: das 12h às 13h
Local: Vilas das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)
Mais informações: (85) 3105-1402
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes realiza mostra especial, por meio da Escola Pública de Audiovisual, com o tema "Acasos, memórias & destinos no documentário brasileiro: um encontro entre Eduardo Coutinho e João Moreira Salles". Ao longo do mês de novembro, filmes dos dois realizadores irão compor a programação do Cineclube Vila das Artes, em sessões gratuitas e abertas ao público, sempre às segundas-feiras, às 18h.

Segundo a curadora Kamilla Medeiros, a mostra tem por objetivo incitar e fabular sobre o acaso como fio condutor nas obras dos cineastas João Moreira Salles e Eduardo Coutinho. "Os dois documentaristas partem do acaso como encontro com o mundo, seja a partir de entrevistas ou ensaios. Podemos, assim, nos lançar a questões como quais as pontes de acesso que encontramos nos documentários; quais os acasos por trás das câmeras e microfones; e que memórias e afetos nos destinam (ou não) às escolhas numa ilha de montagem. A presente mostra nos propõe investigar, desconfiar, fabular e debater a partir dos filmes", explica.

Proposta de curadoria vitoriosa na convocatória Telas Abertas, a mostra "Acasos, memórias & destinos no documentário brasileiro: um encontro entre Eduardo Coutinho e João Moreira Salles", exibirá em novembro os filmes "O Fim e o Princípio", de Eduardo Coutinho (04/11); “Santiago”, de João Moreira Salles (11/11); "Um dia na vida", de Eduardo Coutinho (18/11); e "No Intenso Agora", de João Moreira Salles (25/11).

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Cinema em Trânsito
Na sessão de abertura, nesta segunda-feira (04/11), antes da exibição do filme "O Fim e o Princípio", de Eduardo Coutinho, o evento contará com a presença do diretor João Moreira Salles para uma roda de conversa com o público, mediada pela curadora Kamilla Medeiros.

Diferente das outras sessões, que ocorrem na Casa de Formação da Vila das artes, a atividade, que integra a programação do 31º Cinema em Trânsito, irá ocorrer no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, equipamento também pertencente ao complexo cultural. Inscrições serão realizadas por ordem de chegada, mediante lotação do espaço.

Programação
04/11: O Fim e o Princípio (Direção: Eduardo Coutinho/ 2005 / Brasil / 110 min / Livre)
11/11: Santiago (Direção: João Moreira Salles / 2007 / Brasil / 80min / Livre)
18/11: Um dia na vida (Direção: Eduardo Coutinho / 2010 / Brasil / 96 min / Livre)
25/11: No Intenso Agora (Direção: João Moreira Salles / 2017 / Brasil / 120 min / 12 anos)

 

Serviço
Cineclube Vila das Artes – Mostra "Acasos, memórias & destinos no documentário brasileiro: um encontro entre Eduardo Coutinho e João Moreira Salles"
Data: Segundas-feiras (04, 11, 18 e 25/11)
Hora: 18h, exceto no dia 04/11 que iniciará às 17h com roda de conversa com João Moreira Salles
Onde: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro), exceto no dia 04/11 que ocorrerá no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim (Rua General Sampaio, nº 1632 – Centro)
Mais informações: (85) 3252-1404
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes divulga a programação da Escola Pública de Circo referente ao mês de novembro. As atividades incluem seminário e oficina realizados em parceria com o 6º Festival Internacional de Circo do Ceará e nova edição do projeto Hoje Tem Espetáculo. As inscrições devem ser realizadas online em www.viladasartesfortaleza.com.br.

Uma realização da Escola Pública de Circo da Vila das Artes, o projeto Hoje Tem Espetáculo é uma iniciativa de fomento da cultura circense com promoção de atividades em espaços descentralizados da capital cearense. Em novembro, leva ao Cuca Mondubim, a oficina "Introdução à Palhaçaria", com Ricardo Bruno, o palhaço "Piloto".

O Festival Internacional de Circo do Ceará, realizado pela Iluminura Produtora Cultural, chega à sua 6ª edição e leva mais de 80 apresentações a cinco cidades cearenses. Em Fortaleza, o evento promove, em parceria com a Vila das Artes, o II Seminário Ensino de Artes Circenses - Experiências de Vivência, Gestão e Memória, com Ângelo Márico e Luciano Bento, no dia 12 de novembro, na Vila das Artes; e a oficina "A Poética da Dramaturgia Circense", com Diocélio Barbosa, entre os dias 13 e 15 de novembro, no Seven Brothers Circo. Os interessados devem ter no mínimo 16 anos para participar das atividades ofertadas.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza, administrado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

PROGRAMAÇÃO:

II Seminário Ensino de Artes Circenses - Experiências de Vivência, Gestão e Memória, com Ângelo Márcio e Luciano Bento
Inscrições: até 08/11 (resultado 11/11)
Ficha de Inscrição
Data: 12/11 (terça-feira)
Hora: das 8h às 17h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Idade mínima: 16 anos
Carga horária: 09h/aula
Gratuito

Oficina "A Poética da Dramaturgia Circense", com Diocélio Barbosa (João Pessoa/PB)
Inscrições: até 11/11 (resultado 12/11)
Ficha de Inscrição
Data: 13 a 15/11 (quarta, quinta e sexta-feira)
Hora: das 14h às 18h
Local: Seven Brothers Circo (localizado no bairro Vila Velha; transporte sai da Vila das Artes todos os dias de oficina)
Idade mínima: 16 anos
Carga horária: 20h/aula
Gratuito

Oficina "Introdução à Palhaçaria", com Ricardo Bruno
Inscrições: até 04/11 (resultado 05/11)
Ficha de Inscrição
Data: 06 a 29/11 (quartas e sextas-feira)
Hora: das 18h às 21h
Local: Cuca Mondubim (R. Marlúcia, s/n - Mondubim)
Idade mínima: 16 anos
Carga horária: 33h/aula
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes realiza, por meio da Escola Pública de Audiovisual, a 31ª edição do programa Cinema em Trânsito, com a participação do documentarista e diretor João Moreira Salles. O evento ocorre às 17h do dia 4 de novembro, no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim. As inscrições serão realizadas por ordem de chegada, mediante lotação do espaço.

O Cinema em Trânsito convida realizadores e pesquisadores em passagem por Fortaleza para exibir seus trabalhos e participar de debates mediados por alunos dos cursos da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes e realizadores locais. A roda de conversa com o diretor carioca abre a mostra "Acasos, memórias & destinos no documentário brasileiro: um encontro entre Eduardo Coutinho e João Moreira Salles", que integra a programação do Cineclube Vila das Artes ao longo do mês de novembro.

Curadora da mostra, Kamilla Medeiros mediará a conversa entre o público e o documentarista. "É curioso notar que Salles chega aos documentários, como ele mesmo diz, de forma acidental, e de maneira similar se deu também o encontro decisivo com o amigo e parceiro de trabalho Eduardo Coutinho. Aproveitando o ensejo da mostra, a roda de conversa será um encontro que surge como uma espécie de convite aos caminhos do risco, do controle e do real inesperado e inventado no documentário brasileiro contemporâneo", comenta a pesquisadora.

A Vila das Artes é um equipamento cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre João Moreira Salles

João Moreira Salles é documentarista, roteirista, diretor e produtor de cinema. Dirigiu "Entreatos", "Nelson Freire", "Santiago", "No Intenso Agora", entre outros documentários. João também é editor e fundador da Revista Piauí.

Cineclube Vila das Artes

De novembro de 2019 a junho de 2020, o Cineclube Vila das Artes apresenta filmes selecionados a partir das propostas de curadoria vitoriosas na convocatória Telas Abertas. Em novembro, a mostra "Acasos, memórias & destinos no documentário brasileiro: um encontro entre Eduardo Coutinho e João Moreira Salles", com curadoria de Kamilla Medeiros, apresentará os filmes "O Fim e o Princípio", de Eduardo Coutinho (04/11); “Santiago”, de João Moreira Salles (11/11); "Um dia na vida", de Eduardo Coutinho (18/11 ); e "No Intenso Agora", de João Moreira Salles (25/11).

Serviço:
Cinema em Trânsito – Roda de conversa com João Moreira Salles
Data: 04/11 (segunda-feira)
Hora: 17h
Local: Centro Cultural Casa do Barão de Camocim (Rua General Sampaio, 1632 – Centro)
Mais informações: (85) 3252-1404
Gratuito

Publicado em Cultura