.

A Vila das Artes abre inscrições, nesta quarta-feira (29/01), para a oficina “A Narratividade Sonora”. Parte do Programa de Férias da Escola Pública de Audiovisual, a atividade terá a condução de David Aynan e ocorrerá durante a semana de 10 a 14 de fevereiro, das 9h às 13h. As inscrições devem ser realizadas online até o dia 05/02 e os candidatos devem ter idade mínima de 18 anos.

Clique para se inscrever

A oficina “Narratividade Sonora” se propõe a trabalhar a construção do pensamento sonoro desde a pré-produção, levando em conta a importância do som como elemento narrativo que cria e altera características das cenas. Dividida em três partes, trabalha temas como proposta de direção de som, tratamento acústico do espaço, técnicas de uso de microfones, mixagem e diversas outras.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema.

Sobre o ministrante

David Aynan é graduado em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Atua na área de direção, designer de som e montagem. É membro fundador do Movimento de Cinema Negro Tela Preta e conselheiro fiscal da APAN (Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro). Dirigiu o documentário de curta metragem “Canções de Liberdade” (2013), o filme “O Som do Silêncio” (2017), que recebeu o prêmio de melhor curta do Nordeste na mostra do Cinema Contemporâneo do Nordeste (2018) e menção honrosa no 10° Festival de Cinema de Triunfo (2017), e o curta “Um ensaio sobre a Ausência” (2018), selecionado para a competitiva de curtas da Mostra de cinema de Tiradentes 2019.

Atualmente, David está finalizando o longa “Okunrin”, documentário que investiga a masculinidade negra. Trabalhou como designer de som e captação de som direto no média metragem “Bikud@s” (2013), fez direção musical no curta “Lápis de Cor” (2014) e atuou como diretor de som em “Cinzas” (2015) e na série “Diz Aí”, veiculada no Canal Futura em 2017. Trabalhou ainda como assistente de som no longa “Um Dia com Jerusa” (2019) e como mixador no filme “Ilhas de Calor” (2019).

Serviço
Oficina “A Narratividade Sonora”, com David Aynan
Inscrições: até 05/02 no Canal da Cultura
Data de realização: de 10/02 a 14/02
Hora: das 9h às 13h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes promove, nesta sexta-feira (31/01), sessão especial com a exibição de filmes produzidos por estudantes da quinta turma do Curso de Realização da Escola Pública de Audiovisual. O evento ocorrerá às 20h, no Cinema do Dragão, com entrada gratuita.

Serão exibidas, no total, quatro produções: “Desterro”, “Minha Vozinha”, “Pátria” e “Preces precipitadas de um lugar sagrado que não existe mais”. O evento marca a finalização do primeiro dos ciclos que compõem a formação. “Cada ciclo é composto por atividades teóricas da linguagem audiovisual, seguidas por disciplinas técnicas, a que chamamos Ateliês. Os filmes a serem exibidos são os resultados do Ateliê 1. Neles, direção, fotografia, som, montagem e diversos outros aspectos do trabalho de realização de um filme recebem a assinatura dos estudantes do curso”, explica Kennya Mendes, coordenadora da Escola Pública de Audiovisual da Vila da Artes.

A quinta turma de Realização em Audiovisual da Vila das Artes iniciou em março de 2019, após seleção que contou com mais de 600 inscritos. Deste total, 35 foram chamados para participar do curso de dois anos de duração, que segue até o primeiro semestre de 2021.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sinopses

Desterro: Habitando a catástrofe, uma jovem feiticeira encontra na desesperança a força motora da mudança e elabora rotas de fuga.

Minha Vozinha: Esse documentarista é pura encrenca e vai transformar a vida de sua equipe, uma produtora e três diretores, numa grande confusão. Mas essa nova carreira não vai ser moleza, por que ele tem todo um talento e criatividade na busca de fazer um genuíno filme de avó, no interior de Brejo Santo, na fazenda do Seu Benedito.

Pátria: Em uma fita VHS são narrados pensamentos sobre Pátria, nacionalismo e poder.

Preces precipitadas de um lugar sagrado que não existe mais: Voltando para casa depois de uma festa de reggae, Breno vai parar numa zona de sacrifício entre o presente, o passado e o futuro.

Escola de Audiovisual

Fundada em 2006, a Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes oferece gratuitamente o Curso de Realização em Audiovisual. A formação de dois anos tem carga horária de 1.700h/a, com a chancela de extensão certificada pelo curso de Cinema e Audiovisual do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará (ICA/UFC). A Escola ainda realiza cursos livres de curta duração durante todo o ano, inclusive nas férias. Outro serviço oferecido é o programa “Pontos de Corte”, com formação e apoio aos cineclubistas.

Serviço
Ateliê 1 – Exibição de filmes da 5ª turma do Curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes
Data: Sexta-feira (31/01)
Hora: 20h
Local: Dragão do Mar – Cinema do Dragão, Sala 2 (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes realiza, nesta quarta-feira (29/01), mais uma edição do programa Conversa de Academia. A atividade, promovida pela Escola Pública de Dança, será conduzida por Princesa Ricardo Marinelli e iniciará às 19h. O encontro será antecedido por intervenção artística realizada por participantes do laboratório criativo conduzido por Marinelli ao longo da última semana.

Com tema “Transperformance Coletiva”, o debate será pautado em noções e práticas conceituais e políticas do universo do transformismo e da performance queer. “Trata-se de uma oportunidade performática de olhar para si e encontrar coisas que sejam diferentes daquilo que se é todos os dias. Transperformar, nessa proposta, é investigar outros lados da moeda que somos, portamos ou desejamos”, explica Marinelli.

O programa Conversa de Academia tem como objetivo compartilhar o resultado de trabalhos acadêmicos com temas ligados à dança e estimular a visibilidade desses estudos criando um ciclo contínuo de diálogos.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema.

Serviço
Conversa de Academia – “Transperformance Coletiva”, com Princesa Ricardo Marinelli
Data: Quarta-feira (29/01)
Hora: 19h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes abre inscrições, por meio da Escola Pública de Dança, para a residência artística “Movimento Autêntico”. Com a condução de Soraya Jorge, a atividade ocorrerá de 11 a 14 de fevereiro, das 9h às 12h e das 14h às 18h, na Vila das Artes. São ofertadas, ao todo, 25 vagas, destinadas a bailarinos, criadores de danças, performers e comunidade em geral interessada. Inscrições devem ser realizadas online até o dia 2 de fevereiro.

Clique aqui para se inscrever

A residência artística será antecedida, no dia 10 de fevereiro, pela palestra “Movimento Autêntico – Uma abordagem somática relacional”. Na ocasião, Soraya apresentará conceitos ligados à disciplina para o público interessado. Diferente da atividade que inicia no dia seguinte, a palestra é aberta ao público e não requer inscrições.

“Movimento Autêntico é uma abordagem somática relacional que tem como objetivo desenvolver a escuta apurada dos impulsos corporais, explorando uma interrogação: o que me leva a mover? Pode ser um pensamento, uma sensação, um desejo, um som, uma memória, uma voz interna ou externa. O objetivo é propiciar um contato com estes impulsos para, conscientemente, expressá-los ou contê-los”, explica Soraya Jorge, ministrante da palestra e da residência artística.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre a ministrante
Soraya Jorge é doutoranda em Dança pela Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa. Formou-se em Dança Contemporânea na Faculdade Angel Vianna, onde leciona há mais de 20 anos. Seu trabalho como pesquisadora já foi apresentado em congressos, palestras e workshops em diferentes partes do mundo. Seu primeiro contato com o Movimento Autêntico se deu em 1993, no Authentic Movement Institute. Estudou com Neala Haze, a quem assistiu por dois anos, Tina Stromsted, Joan Chodorow e Janet Adler. Entre 1994 e 2003, frequentou os retiros de pesquisa Mystical Practice, Mystical Dance, facilitados por Janet Adler. Em 1999, começou seu trabalho de forma sistemática com o Movimento Autêntico no Brasil, oferecendo sessões individuais e em grupo, supervisões e retiros em muitas cidades, incluindo também Lisboa (Portugal), Berlim (Alemanha) e Viena (Áustria). De 2015 a 2019, participou de retiros com Julia Gombos, com quem, desde agosto de 2017, ensina a Disciplina do Movimento Autêntico para indivíduos e grupos a antigos praticantes da disciplina.

Serviço
Palestra “Movimento Autêntico – Uma abordagem somática relacional”, com Soraya Jorge
Data: 10 de fevereiro
Hora: das 18h às 20h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)
Aberto ao Público

Oficina “Movimento Autêntico”, com Soraya Jorge
Inscrições: até 2 de fevereiro, em cultura.fortaleza.ce.gov.br
Data de realização: de 11 a 14 de fevereiro
Hora: das 9h às 12h e das 14h às 18h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes realiza, nesta sexta-feira e sábado (24 e 25/01), a Imersão Colaborativa para Planejamento da Escola Pública de Arte e Cultura Digital (EPACD). O evento, que marca a consolidação da mais nova escola do equipamento cultural, ocorre das 16h às 21h, na sexta-feira (24/01), e das 15h às 18h, no sábado (25/01). As inscrições devem ser realizadas por ordem de chegada.

O evento tem por objetivo reunir artistas digitais e outros agentes que vivenciam e desenvolvem projetos ligados à cultura digital para a construção das diretrizes que nortearão a EPACD. Eric Barbosa, um dos coordenadores da escola, enaltece o caráter colaborativo e democrático da imersão. "A intenção é abrir, pensar junto, construir coletivamente o que poderemos desenvolver na escola. Para isso, convidamos professores, estudantes, pesquisadores, hackers, desenvolvedores e todos os possíveis realizadores que atuam no espectro da arte e da cultura digital", afirma.

Além de Eric, a escola conta com dois outros coordenadores, Paulo Amoreira e Vitor Grilo. Os três fizeram parte do corpo consultivo pedagógico que, ao longo de 2019, investigou e reuniu diferentes referências e propostas metodológicas encontradas em outras partes do País e do mundo.

Na sexta-feira (24/01), a abertura do Imersão contará com a presença de Gilvan Paiva, secretário da Cultura de Fortaleza; Mileide Flores, diretora da Vila das Artes; e Davi Gomes, presidente do Instituto Iracema.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação
Sexta-feira (24/01)
16h - Mesa de abertura "A Escola Pública de Arte e Cultura Digital: Processo, Planejamento e Implementação". Participantes: Eric Barbosa, Paulo Amoreira e Vitor Grilo (Colegiado Consultor); Gilvan Paiva (Secretário da Cultura de Fortaleza); Mileide Flores (Diretora da Vila das Artes); Davi Gomes (Presidente do Instituto Cultural Iracema)
17h - Inscrições + Coffee Break
17h30 - Grupos de Trabalho. Finalização prevista para 20h30

Sábado (25/01)
15h - Apresentação de resultados dos Grupos de Trabalho do dia anterior
16h - Elaboração do documento final
17h - Apresentação dos resultados da Imersão Colaborativa e coleta das assinaturas dos presentes

Serviço
Imersão Colaborativa para Planejamento da Escola Pública de Arte e Cultura Digital da Vila das Artes
Data: sexta-feira e sábado (24 e 25/01)
Hora: das 16h às 21h, na sexta-feira (24/01), e das 15h às 18h, no sábado (25/01)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de maio, 1221 – Centro)
Inscrições por ordem de chegada

Publicado em Cultura
.

A Vila das Artes abre inscrições, por meio da Escola Pública de Teatro, para a oficina “Projétil – Elaboração de artefatos de produção cultural por artistas-gestores”. Com a condução de Gyl Giffony, a atividade ocorrerá de 10 a 18 de fevereiro, das 18h às 21h, na Vila das Artes. Ao todo, são ofertadas 20 vagas destinadas a artistas da cena, produtores e comunidade em geral interessados no campo da gestão e produção cultural. As inscrições devem ser realizadas online até o dia 5 de fevereiro.

Clique para se inscrever

A partir de jogos e dinâmicas, exposições dialógicas, exibições de slides e projeções de vídeos, a oficina tratará de temas como trajetória artística e plano de ação, planejamento estratégico e desenho de projetos culturais. “A oficina é realizada a partir de conteúdos e reflexões sobre trajetória artística, planos e planejamento, apresentando parâmetros de gestão de interesses e projetos de quem vive, ou pretende viver, o campo cultural. Ela convoca cada participante a refletir sobre seu percurso e construção identitária como artista-gestor, dimensionando ações e projetos de interesses no presente, apontando, por fim, aos passos por vir, projetando o que se pode e deve realizar”, explica Gyl Giffony.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Sobre o ministrante

Gyl Giffony é artista, produtor e pesquisador nas áreas do teatro, gestão, produção e direitos culturais. Membro da Inquieta Cia. e do Instituto Brasileiro de Direitos Culturais (IBDCult), é doutorando em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Tem experiências em produção, gestão, interlocução e curadoria para instituições como Secretaria Nacional da Juventude (Governo Federal), Centros Culturais Banco do Nordeste, Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC), Mapa Produções (Teatro Riachuelo/Natal RN) e SESC. Trabalhou com o Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare (RN) e Barracão Teatro (SP), na área de gestão cultural. É autor do livro “De quem é a cena? A regulamentação do exercício amador e profissional de atores e atrizes”.

Serviço
Oficina “Projétil – Elaboração de artefatos de produção cultural por artistas-gestores”, com Gyl Giffony
Inscrições: até 05/02
Data de realização: de 10/02 a 18/02
Hora: das 18h às 21h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura

A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), grade da programação repleta de atividades e ações culturais gratuitas. 

Confira aqui a programação completa.

A programação pré-carnavalesca terá início nesta sexta-feira (24/01) e seguirá até o dia 16 de fevereiro. A festa contará com atrações no Aterrinho da Praia de Iracema, no Benfica, na Praça do Ferreira, no Mercado dos Pinhões, na Mocinha, na Praça Cristo Redentor (Teatro São José), no Largo dos Tremembés, na Praça Figueira de Melo, no Horto Florestal Municipal Falconete Fialho, no Mercado São Sebastião, no Polo dos Queijos e no Mercado da Aerolândia.

A Vila das Artes está com inscrições abertas para o Curso de Formação Básica em Teatro: Percursos de Teatro para Crianças e Adolescentes, até o dia 11 de fevereiro. Promovido pela Escola Pública de Teatro da Vila das Artes, o processo formativo é destinado a crianças e adolescentes com idades entre 8 e 14 anos. Para se inscrever, basta acessar o site.

Para crianças e jovens do entorno do bairro Autran Nunes, uma opção gratuita e divertida no período de férias escolares é participar das atividades promovidas pela Biblioteca Pública Cristina Poeta. A opção desta semana é uma Oficina de Slime, massa modelável pra brincar. As inscrições podem ser feitas a partir de cadastro simples, na recepção da biblioteca, até o dia da oficina, que acontece nesta quarta-feira (22/01).

A programação ainda conta com Literatura em Foco, na Biblioteca Dolor Barreira; Festival Gastronômico no Mercado Cultural dos Pinhões; música instrumental no Passeio Público; visitação aberta ao público no Memorial do Paço; e muitas outras atividades.

Publicado em Cultura

A Vila das Artes abriu, nesta sexta-feira (17/01), as inscrições para a II Jornada de Teatro & Educação. Com o tema “Teatro, Educação e Política: um pensar-fazer cotidiano”, o evento, organizado pela Escola Pública de Teatro da Vila das Artes, ocorre de 3 a 16 de fevereiro e apresenta programação inteiramente gratuita, com especial direcionamento para arte-educadores, professores formadores, estudantes, artistas e pesquisadores da arte teatral. As inscrições seguem até 30 de janeiro.

Clique para se inscrever

Conduzidas por Vanéssia Gomes, Fernando Leão e Licko Turle, profissionais que atuam na interface entre Teatro, Educação e Política, as atividades da jornada visam promover a reflexão e o diálogo acerca dos três temas na prática diária de artistas e arte-educadores. Três oficinas teórico-práticas e uma roda de conversa compõem a programação. Todas apontam para uma postura ética que se alicerça na construção de sujeitos emancipados, aptos a pronunciar um mundo mais justo socialmente”, comenta Graça Freitas, coordenadora da Escola Pública de Teatro da Vila das Artes.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Programação

A programação da II Jornada de Teatro & Educação é inteiramente gratuita. Os interessados devem realizar inscrições por meio de formulário online disponibilizado acima e no Canal da Cultura. O preenchimento garante inscrição em todas as atividades do evento. Confira:

- Roda de conversa “Teatro, Educação e Política: um pensar-fazer cotidiano”: A roda de conversa sobre o tema do evento terá a participação dos três professores convidados, Vanéssia Gomes, Fernando Leão e Licko Turle. Ocorre na quinta-feira (13/02), das 18h às 21h.

- Oficina “Pedagogia do Teatro: jogos para uma ação política teatral”: com a condução de Vanéssia Gomes, a oficina busca contribuir com o trabalho de artistas e educadores em sala de aula, tendo como parâmetro a potencialização – de forma prática – do pensamento político que alicerça o método do Teatro do Oprimido. Ocorre às segundas e quartas-feiras entre 3 e 16 de fevereiro, das 18h às 21h, e sábado (08/02), das 9h às 12h, na Vila das Artes. Vanéssia Gomes é socióloga, mestra em Artes, atriz e pesquisadora em teatro.

- Oficina “A linguagem do teatro no espaço cênico e na sala de aula”: com a condução de Fernando Leão, a atividade permite aos participantes experimentar os elementos estéticos da imagem, do som e da palavra – presentes na linguagem teatral – com a intenção de representar, transgredir e recriar formas de percepção da realidade. Ocorre às terças-feiras (04 e 11/02), quinta (06/02) e sexta-feira (07/02), das 18h às 21h, na Vila das Artes. Fernando Leão é arte-educador, com graduação em Artes Cênicas e Licenciatura em Teatro, mestre em Humanidades e doutorando em Educação.

- Oficina “Introdução ao Teatro do Oprimido – Jogos, Exercícios e Teatro-Imagem”: com a condução de Licko Turle, a atividade pretende introduzir o pensamento ético e estético de Augusto Boal e ampliar a visão crítica das influências que a metodologia absorve desde o Teatro de Arena até as novas concepções que levam à teoria da Estética do Oprimido. Ocorre de sexta-feira a domingo (14 a 16/02), das 18h às 21h no primeiro dia, das 9h às 13h e das 14h às 18h no segundo, e das 9h às 13h no último, na Vila das Artes. Licko Turle é licenciado em Letras, mestre e doutor em Artes Cênicas, pesquisador, ator e diretor teatral; iniciou suas atividades profissionais com Augusto Boal, em 1986, com quem fundou o Centro de Teatro do Oprimido no Brasil (CTO-Rio).

Curso de Iniciação Teatral

Em paralelo às atividades da II Jornada de Teatro & Educação, a Escola Pública de Teatro da Vila das Artes mantém inscrições abertas também para o curso de formação básica “Percursos de Teatro para Crianças e Adolescentes”. Com duração de dois anos, o processo formativo é pioneiro como curso de longa duração destinado ao público infantojuvenil no Ceará. Serão selecionados, no total, 40 crianças e adolescentes com idades entre 8 e 14 anos. As inscrições devem ser feitas online em cultura.fortaleza.ce.gov.br.

Serviço:
II Jornada de Teatro & Educação
Data: 03 a 16/02
Hora: das 18h às 21h (de segunda a sexta-feira), das 9h às 12h (08/02), das 9h às 13h e das 14h às 18h (15/02), e das 9h às 13h (16/02)
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, nº 1221 – Centro)

Publicado em Cultura

A Vila das Artes abre inscrições, nesta quarta-feira (15/01), para duas novas oficinas do Programa de Férias da Escola Pública de Audiovisual. As oficinas “Cinema, fabulação e ficções especulativas”, com Kênia Freitas, e “Introdução à Colorimetria”, com Darwin Marinho, ocorrerão durante a semana de 27 a 31 de janeiro, das 9h às 13h e das 14h às 18h, respectivamente. Inscrições online devem ser realizadas até 23/01. As duas atividades são destinadas a maiores de 18 anos.

Clique e se inscreva na oficina “Cinema, fabulação e ficções especulativas”, com Kênia Freitas

Clique e se inscreva na oficina “Introdução à Colorimetria”, com Darwin Marinho

A oficina “Cinema, fabulação e ficções especulativas” se propõe a pensar as estratégias de criação e invenção no cinema contemporâneo, a partir das conexões entre o conceito de fabulação e o campo da ficção especulativa. “Essas estratégias serão discutidas com base nos tensionamentos e inflexões do campo crítico decolonial e das pesquisas do cinema negro”, comenta Kênia Freitas, ministrante do curso.

Já a oficina “Introdução à Colorimetria” traz uma abordagem teórica e prática a respeito do uso da cor no cinema. Serão trabalhados temas, como: a importância da captação, da direção de arte e da fotografia na colorimetria; a diferença entre correção de cor e colorimetria; e ciência das cores. “Serão realizadas análises de filmes e haverá ainda a introdução ao uso das ferramentas de correção de cor e colorimetria nos softwares Adobe Premiere e Davinci Resolve”, complementa Darwin Marinho, ministrante da oficina.

A Vila das Artes é um equipamento da Prefeitura de Fortaleza coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema.

Sobre os ministrantes

Kênia Freitas é professora, crítica e curadora de cinema, com pesquisa sobre Afrofuturismo e o Cinema Negro. Pós-doutoranda (CAPES/PNPD) em Comunicação da UNESP. Doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ. Realizou a curadoria das mostras “Afrofuturismo: cinema e música em uma diáspora intergaláctica”, “A Magia da Mulher Negra” e “Diretoras Negras no Cinema brasileiro”. Escreve críticas para o site Multiplot! e integra o Elviras, coletivo de mulheres críticas de Cinema.

Darwin Marinho nasceu em Tauá-CE e reside em Fortaleza. Seus trabalhos transitam entre artes visuais, cinema, performance, música e design. É membro da Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro (APAN), diretora artística da residência Antro e integrante dos coletivos Carnaval no Inferno, Negritude Infinita e Fertinha.

Serviço:
Oficina “Cinema, fabulação e ficções especulativas”, com Kênia Freitas

Inscrições: até 23 de janeiro, em https://cultura.fortaleza.ce.gov.br/
Data de realização: de 27 a 31 de janeiro
Hora: das 9h às 13h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Oficina “Introdução à Colorimetria”, com Darwin Marinho
Inscrições: até 23 de janeiro, em https://cultura.fortaleza.ce.gov.br/
Data de realização: de 27 a 31 de janeiro
Hora: das 14h às 18h
Local: Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221 – Centro)
Gratuito

Publicado em Cultura
.

Raíssa Nunes Fernandes é uma jovem bailarina que, apesar da pouca idade, já viveu muitas experiências marcantes nos palcos da Cidade. Ao longo dos últimos seis anos, apresentou-se em pelo menos 12 espetáculos diferentes, todos produções da Escola Pública de Dança da Vila das Artes. Raíssa é recém-egressa do Curso de Formação Básica em Dança da instituição, curso que até segunda-feira (20/01), recebe inscrições para a formação de novas turmas e para o preenchimento de vagas remanescentes. São 70 vagas destinadas a crianças e pré-adolescentes com idade entre 8 e 13 anos.

Acesse o Edital

As inscrições deverão ser realizadas presencialmente na Vila das Artes. O representante legal dos candidatos e candidatas deverão entregar pessoalmente a ficha de inscrição (anexo II do edital) com originais e cópia da documentação exigida (item 4.2 do edital).

Segundo Marina Carleial, coordenadora da Escola Pública de Dança, a formação cumpre o objetivo de estimular o conhecimento e o aprofundamento nos estudos em dança, colaborando com a profissionalização na área artístico-cultural. "Trata-se de um curso de seis anos de duração, totalmente gratuito, que promove, junto a crianças e pré-adolescentes, o acesso a um amplo processo formativo que compreende conteúdos técnicos, artísticos e teóricos com foco na dança cênica, visando a inserção e qualificação nesse universo", afirma a Coordenadora.

Raíssa, que credita ao curso grande parte da formação pessoal e como bailarina, concorda com Marina. "Clássico, contemporâneo, hip-hop, dança popular, história da dança, tudo, todas as disciplinas são muito importantes para entender o que a gente está dançando. Posso dizer que foi na Vila que aprendi tudo o que eu sei sobre dança hoje", comenta.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza gerido pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Vagas

Serão admitidos até 40 alunos, com idades entre 8 e 10 anos, para as duas novas turmas do 1º ano, e até 30 alunos, com idades entre 9 e 13 anos, para as turmas em andamento (2º ao 4º ano). Pretendentes às vagas das turmas em andamento devem apresentar experiência prévia em Dança. Serão selecionados, ainda, até 20 suplentes para ocupar eventuais vagas de candidatos aprovados desistentes do 1º ano.

Seleção

Candidatos e candidatas com inscrições válidas passarão por processo seletivo coordenado por profissionais da área da Dança, em data e horário a ser definida no ato da inscrição. A atividade consiste em uma uma vivência coletiva, na qual candidatos e candidatas serão avaliados em critérios como motivação, criatividade, coordenação motora, aptidão física e nível técnico. Na ocasião, deverão trajar roupas que permitam se movimentarem livremente.

Curso de Formação Básica em Dança

Fundado no ano de 2011, o Curso de Formação Básica em Dança da Escola Pública de Dança da Vila das Artes tem por objetivo fornecer subsídios práticos e teóricos para o desenvolvimento criativo de obras coreográficas. Destinado a crianças e pré-adolescentes com idades entre 8 e 13 anos, o curso tem duração de seis anos e prevê em seu currículo as seguintes disciplinas: Abordagens técnicas contemporâneas, Dança Clássica, Danças Tradicionais e Populares, Ateliê de Repertórios, Elementos da Música, Ateliê de Experimentação e Composição, Elementos da Cena, Ateliê de Análise e Estudo de Obras Coreográficas, Introdução à História da Dança, Danças Urbanas e Introdução à Análise do Movimento.

Serviço:
Edital de Formação Básica em Dança 2019

Inscrições: Até 20 de janeiro
Período de seleção: 27 a 31 de janeiro
Resultado preliminar: 7 de fevereiro
Recurso: 10 a 14 de fevereiro
Resultado final: 21 de fevereiro
Matrículas novos alunos e início das aulas: 2 de março

Mais informações: 3105-1402

Publicado em Cultura