A ação de fiscalização será contínua nos pontos de grande fluidez de trânsito por toda a cidade

Em quatro meses de fiscalização ostensiva para coibir estacionamentos irregulares na cidade, mais de 11 mil notificações foram aplicadas e 2.807 veículos apreendidos, o que representa uma média diária de 20 remoções. O resultado é reflexo de uma ação conjunta entre Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Polícia Rodoviária Estadual (PRE) que visa a implantar a cultura de respeito às regras básicas de circulação e convivência urbana.


    Nos primeiros 120 dias de operação, as blitze volantes percorreram os bairros Centro, Aldeota, Montese e Messejana para autuar e rebocar carros e motos que estavam obstruindo o tráfego. Dentre os locais fiscalizados, a área central foi onde os agentes de trânsito registraram mais infrações, totalizando 1.678 veículos apreendidos.


    Para o gerente de operações da AMC, Disraelli Brasil, a ação é contínua e garante maior fluidez ao trânsito. “Como há uma rotatividade muito grande de pessoas nestes bairros, a fiscalização será por tempo indeterminado justamente para evitarmos que novos infratores surjam e desrespeitem não só à legislação vigente, mas o direito do próximo”, atenta.


    A principal irregularidade registrada dentre os carros removidos foi estacionar em local proibido, que é considerada infração média, ganho de quatro pontos na carteira e multa no valor de R$ 85,13. Já a maior parte das motos apreendidas estavam estacionadas no passeio. Neste caso, de infração de natureza grave, o condutor leva cinco pontos na carteira e deve desembolsar R$ 127,69 pelo erro cometido em desacordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).


    Após a remoção, todos os veículos são levados para o depósito do Detran (Avenida Godofredo Maciel, 2.900 – bairro Maraponga). O acesso à sede do Órgão é das 8 às 15 horas. Os veículos apreendidos pela manhã são liberados à tarde, enquanto os apreendidos à tarde são liberados na manhã do dia seguinte.


    Para liberar o veículo, o proprietário deve se dirigir ao bloco de fiscalização, onde terá que solicitar o boleto de pagamento da taxa do reboque (R$ 63,86) e a diária (R$ 9,12 - carros e R$ 6,08 -motos). A multa pode ser paga somente por ocasião do licenciamento anual. Caso haja alguma pendência no licenciamento ou no IPVA, a mesma deve ser quitada. Somente depois desse pagamento, o veículo é liberado.

 

Publicado em Mobilidade
A AMC orienta que os torcedores utilizem táxi ou transporte coletivo para chegar ao Presidente Vargas

Neste domingo (18/8), a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) realizará operação especial de tráfego em apoio à Corrida contra o Fumo e ao jogo entre Fortaleza e Baraúnas pela Série C do Campeonato Brasileiro. Em ambos os eventos esportivos será disponibilizado um efetivo de 60 agentes, sendo 30 para cada um deles.


Com estimativa de 1.500 atletas inscritos, a corrida terá percursos de 10 e de 5 quilômetros e caminhada de um quilômetro. O trajeto será o mesmo em todas as provas, iniciando a partir das 7h com largada na Praça do Ferreira, de onde segue pela r. Major Facundo, r. Pedro I, r. Pe. Mororó, r. Castro e Silva, r. Conde D’Eu, r. Sena Madureira, r. Pedro I, r. Floriano Peixoto e retorna à Praça do Ferreira.


Nas vias incluídas na rota da competição o tráfego será compartilhado, ficando uma faixa destinada aos participantes e a outra ao fluxo veicular. Agentes de trânsito, distribuídos ao longo dos principais cruzamentos, efetuarão bloqueios temporários à medida que os competidores se deslocarem.


Para a partida que acontece às 16h no Estádio Presidente Vargas (PV), a AMC adotará medidas já habituais: coibição de estacionamento irregular nas principais vias de acesso ao estádio e bloqueio das ruas onde estão localizadas as entradas.


Desde as 13h, os agentes da AMC estarão realizando o controle de tráfego no entorno do estádio, coibindo estacionamentos irregulares e iniciando os bloqueios viários das ruas Costa Sousa e Paulino Nogueira. A terceira rua de acesso ao PV que também será bloqueada é a Rua Marechal Deodoro, com interdição prevista para o mesmo horário. A operação será realizada até o final da partida e dispersão do público.


A AMC orienta que os torcedores utilizem táxi ou transporte coletivo para chegar ao Presidente Vargas e alerta, aos que optarem por utilizar veículo particular, que estacionem apenas em locais permitidos e que não bloqueiem a saída das residências sob risco de tero veículo multado e rebocado.

 

Publicado em Esporte e Lazer
Bloqueio se dará entre as ruas Francisco Domingos e Júlio Braga

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), interditará provisoriamente o sentido sul-norte da Av. dos Astronautas, também conhecida como Perimetral, para viabilizar a realização de obras da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). O bloqueio passa a vigorar a partir desta sexta-feira (9/8) e contará com o auxílio dos agentes de trânsito para orientar os motoristas.


A interdição acontecerá no trecho compreendido entre as ruas Francisco Domingos e Júlio Braga. O desvio de tráfego será feito da seguinte forma: o condutor que trafegar pela av. dos Astronautas deve pegar à rua Verbena, onde será montado um contrafluxo, e seguir até a Rua Júlio Braga.


A previsão de término da obra é de 45 dias. Durante a intervenção, a rua Verbena terá sentido duplo, entre as ruas Cumaru e Júlio Braga. Os semáforos da av. Perimetral no cruzamento com a r. Júlio Braga serão ajustados para auxiliar os desvios.


Segundo a Cagece, no trecho serão assentados 300 metros de uma adutora com 1.500 milímetros de diâmetro. A nova tubulação é em aço, e irá transportar água da Estação de Tratamento de Água Oeste (ETA Oeste), até o reservatório da Companhia, localizado no bairro Pici.

 

Publicado em Fortaleza
O plano vai fazer um estudo para identificar áreas que demandam manutenção e construção de ciclovias

A Prefeitura de Fortaleza está dialogando com o movimento ciclista da Capital para a construção, em conjunto, do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI). Na última terça-feira (06/08), representantes do movimento Ciclovida foram recebidos pelo secretário de Conservação e Serviços Públicos, João Pupo, e por técnicos da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) para discutir os projetos da gestão municipal com foco na priorização do transporte não motorizado.

Esse foi o primeiro encontro após a assinatura da ordem de serviço para elaboração do PDCI, solenidade que ocorreu no último dia 25 de julho. O Plano Diretor Cicloviário Integrado de Fortaleza fará um estudo para identificar áreas que demandam manutenção e construção de ciclovias, ciclofaixas e bicicletários na cidade, além de regulamentar o uso destes espaços. A colaboração dos ciclistas é fundamental para o desenvolvimento do diagnóstico do cenário atual.

“Nessa primeira conversa, os representantes do movimento ciclista de Fortaleza apresentaram algumas demandas que foram anotadas para verificarmos a viabilidade”, explica o secretário João Pupo, da SCSP. Dentre as vias citadas no encontro, foi sugerida para análise a Rua Ana Bilhar, no bairro Meireles. Técnicos da AMC farão uma vistoria ao longo da rua a fim de analisar se a mesma tem capacidade para comportar um espaço de circulação de bicicletas, considerando, principalmente, a segurança dos usuários.

A próxima reunião entre Prefeitura e ciclistas está agendada para o dia 19 de agosto, quando o movimento ciclista deve apresentar novas propostas e a AMC apresentará algumas respostas para as primeiras demandas apresentadas.

Atualmente, Fortaleza tem 74 km de ciclovias entre ciclovias federais, estaduais e vias municipais. A construção de novos 40 km já está prevista como parte de obras do Transfor.

(Veja o vídeo da matéria)

Publicado em Mobilidade
A ação foi iniciada nessa terça-feira (23) nas avenidas José Bastos e Godofredo Maciel (Foto: Rubêns Venâncio)

Na semana em que se comemora o Dia do Motociclista, a Prefeitura de Fortaleza dá continuidade às abordagens educativas para conscientizar os usuários de motos sobre a importância de um tráfego seguro e responsável. A ação foi iniciada nessa terça-feira (23) nas avenidas José Bastos e Godofredo Maciel.

Nesta quinta-feira (25), o trabalho será realizado, das 16h às 18h30, na Via Expressa e Leste-Oeste. O objetivo é evitar acidentes e incentivar a utilização correta dos equipamentos de segurança.

Durante a mobilização, os motociclistas serão orientados acerca do uso do capacete e o respeito às leis de trânsito, além de receber instruções sobre como realizar o transporte de carga em conformidade com a nova legislação. Aos agentes de trânsito cabe a função de verificar a documentação do condutor, as condições de trafegabilidade do veículo e coibir infrações.

No primeiro dia de blitz educativa, 10 motos foram apreendidas em virtude de licenciamento atrasado e quando conduzida por condutor não habilitado. A iniciativa foi aprovada pelos motociclistas que, por terem o corpo totalmente exposto sobre duas rodas, não costumam sair ilesos de grande parte dos acidentes.

Paralelo a essas ações, a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) permanece com um stand em funcionamento no piso térreo do Shopping Benfica, até sábado (27), de 10h às 20 horas. No local, serão repassadas informações acerca da prevenção de acidentes e distribuídos materiais informativos, além de exibição de vídeos com campanhas educativas. 

Serviço
Dia 25 (quinta-feira)
Horário: 16h às 18h30
Locais:
Via Expressa - entre as avenidas Alberto Sá e Santos Dumont
Leste-Oeste - em frente à Escola Aprendizes de Marinheiro

Dia 27 (Sábado)
Horário: 8h às 11h
Local: Rua Beni de Carvalho - próximo ao Ari de Sá

Dias 23 a 27
Horário: 10h às 20h
Local: Shopping Benfica

Publicado em Mobilidade
Os agentes fiscalizarão o consumo de álcool entre motoristas e organizarão o serviço dos ambulantes

Consolidada como a maior micareta fora de época do Brasil, o Fortal chega à sua 22ª edição trazendo grandes nomes do axé, sertanejo e forró em quatro dias. Para facilitar o acesso dos foliões ao evento e promover a organização do tráfego, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) disponibilizará um efetivo diário de 120 agentes distribuídos em 24 motocicletas e 45 viaturas.


De 25 a 28 de julho, período de realização da festa, a operação será iniciada às 14 horas com a coibição de estacionamento irregular na avenida Aldy Mentor e nos cruzamentos das rotas de chegada e saída da Cidade Fortal. Agentes de trânsito farão fiscalização da lei seca e atuarão de forma integrada com a regional II para ordenar o comércio ambulante. A travessia de pedestres também será assegurada garantindo um ir e vir mais seguro.


Como não está prevista nenhuma interdição viária, os condutores poderão deixar seus veículos no estacionamento privado disponível no próprio local do evento. Dependendo da estimativa do público, a autarquia poderá desviar o tráfego da avenida das Castanholeiras para a avenida Santos Dumont no intuito de desafogar o trânsito.


A AMC orienta que os foliões utilizem táxi ou transporte coletivo para chegar à Cidade Fortal e alerta aos que optarem por utilizar veículo particular para que não dirijam sob efeito de álcool, estacionem apenas em locais permitidos e saiam de casa com antecedência para evitar maiores transtornos.


 

Publicado em Esporte e Lazer
As regras sobre o transporte de carga em motocicleta estão regulamentadas na Lei 12.009/2009 e na Resolução do Contran 356/2010

A Prefeitura de Fortaleza iniciou a capacitação do efetivo operacional da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) sobre transporte de carga em motocicleta, conforme estabelecido na Lei 12.009/2009 e na Resolução do Contran 356/2010. O objetivo do treinamento, realizado nessa terça-feira (16/07), no auditório do órgão, é atualizar os agentes acerca da legislação vigente para que eles possam, ao final do treinamento, começar o trabalho de fiscalização e garantir mais segurança aos motociclistas.

Durante os meses de julho e agosto, os agentes receberão as instruções sobre a legislação e, a partir de então, estarão aptos a fiscalizar e efetuar as medidas administrativas cabíveis para o motociclista que for flagrado transportando carga de forma indevida. Entre as ações, será proibido o transporte de combustíveis inflamáveis ou tóxicos e de galões, com exceção de botijões de gás com capacidade de 13 kg e de galões contendo água mineral, com capacidade de 20 litros, desde que com o auxílio de sidecar ou semirreboques.


A legislação prevê que as motocicletas destinadas ao transporte de mercadorias devem estar dotadas de dispositivos para a acomodação da carga, podendo ser do tipo fechado (baú) ou aberto (grelha), alforjes, bolsas ou caixas laterais, desde que sejam atendidas as dimensões máximas fixadas pelo Contran. O equipamento do tipo fechado (baú) também deve conter faixas retrorrefletivas de maneira a favorecer a visualização do veículo.

Publicado em Mobilidade
As regionais II (26%), IV (23%) e VI (21%) foram as que receberam os trabalhos de forma mais intensificada

A Prefeitura de Fortaleza implantou, durante o primeiro semestre deste ano, 37.740,52 m² de sinalização horizontal e 4.030 placas de sinalização vertical por toda a cidade. Além disso, foram sinalizados 1.441 cruzamentos, instalados 13 semáforos, implantadas e/ou renovadas 57 faixas de pedestres, 10 vagas para idosos, 13 vagas para pessoas com deficiência e 72 vagas de táxis, totalizando 377 projetos executados em seis meses de administração municipal.

Visando melhorar a fluidez do tráfego, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), foi realizada a alteração de circulação de determinadas vias da Capital. Bairros como Aldeota, Benfica, Cocó, Dionísio Torres, Meireles, Sapiranga, Papicu, São Gerardo e Montese foram contemplados com a implantação de binários ou sentido único, que reduzem os riscos de conflitos e acidentes.

As regionais II (26%), IV (23%) e VI (21%) foram as que receberam os trabalhos de forma mais intensificada, apesar de todas terem sido beneficiadas para atender às necessidades da população. A Prefeitura está trabalhando, diariamente, de forma ininterrupta, para recuperar a sinalização viária das ruas da Capital que estão sendo recapeadas ou que estão passando por obras, com o objetivo de garantir a segurança de pedestres e condutores que circulam pela cidade.

Além das obras para a melhoria da circulação de vias públicas, a AMC também atendeu, nos primeiros seis meses de 2013, um total de 8.904 colisões no trânsito de Fortaleza. Os atendimentos foram realizados através da Central de Operações da AMC, que funciona 24 por dia, para evitar transtornos no trânsito ocasionados por acidentes.

Mudanças de circulação:

Aldeota
Sentido único - R. Bárbara de Alencar entre R. Silva Paulet e R. Tibúrcio Cavalcante.

Benfica
Sentido único - R. Gervásio de Castro entre R. Juvenal de Galeno e R. Luiz de Miranda.

Cocó
Sentido único - R. Vilebaldo Aguiar entre R. Zuca Accioly e Av. Engenheiro Santana Jr.
Sentido único - R. Almeida Prado entre Av. Santos Dumont e R. Bento Albuquerque.

Dionísio Torres
Sentido único - R. Nunes Valente entre Av. Antônio Sales e Av. Pontes Vieira.

Sapiranga
Sentido único - R. Crisanto Moreira da Rocha entre R. Mário Alencar Araripe e R. Professor Solon Farias.

Meireles
Sentido único - R. Pereira Valente entre Av. Desembargador Moreira e Av. Sen. Virgílio Távora
Sentido único - R. da Paz entre R. Tereza Hinko e R. Pedro Natale Rossi.

Montese
Binário - R. Desembargador Praxedes/R. Almirante Rufino entre R. Alberto Magno e Av. Luciano Carneiro.

Papicu
Binário - R. Joaquim Lima/R. Pereira de Miranda entre R. Almeida Prado e Av. Eng. Santana Jr.

São Gerardo
Binário - R. Padre Anchieta/R. José Cândido entre Av. Bezerra de Menezes e Av. Sargento Hermínio.

 

Publicado em Mobilidade
Trinta agentes farão o controle do tráfego. A ação terá início às 18 horas

Após a Copa das Confederações, a Arena Castelão retoma as atividades e volta a ser palco do jogo entre Ceará e ASA pela Série B do Campeonato Brasileiro. A partida, que acontece neste sábado (13), a partir das 21 horas, contará com o apoio de 30 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) para o controle do tráfego.

A ação terá início às 18 horas com a coibição de estacionamento nas principais vias de acesso à praça esportiva, tais como Paulino Rocha, Dedé Brasil e Alberto Craveiro. Dessa forma, só será permitido estacionar ao longo da Av. Juscelino Kubitschek, que também é opção de rota para os torcedores chegarem até o estádio.

A AMC reforça que não haverá desvios ou bloqueios no entorno da Arena Castelão. Somente um trecho da Av. Alberto Craveiro, situado entre as ruas Pedro Dantas e Paula Frassinetti, está interditado por conta das obras de mobilidade urbana. Para facilitar a chegada do público, as três faixas vão operar no sentido praia/sertão e uma no sentido contrário. Já no final do jogo, todo o sentido da via será invertido, ficando, provisoriamente, no sentido sertão/praia.

Publicado em Mobilidade
O evento acontecerá entre os dias 17 e 21 de julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru (Foto: Kaio Machado)

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) disponibilizará um efetivo diário de 60 agentes para dar apoio ao Halleluya, que acontece entre os dias 17 e 21 de julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU). A operação visa controlar os acessos aos portões de entrada, disciplinar o estacionamento no entorno do evento e auxiliar a travessia dos pedestres nas avenidas Alberto Craveiro e Dedé Brasil.

A partir das 14 horas, haverá um reforço na fiscalização no intuito de coibir o estacionamento na Av. Alberto Craveiro, próximo ao portão principal, e nas ruas Corumbá, Antônio Ferreira e Antônio Farias, que dão acesso à Av. Dedé Brasil. Além disso, redutores de velocidade serão implantados em frente às duas entradas do CEU, situadas nas referidas avenidas, a fim de garantir a segurança dos participantes.

Para facilitar a ida ao festival e distribuir melhor o fluxo veicular, a orientação da AMC é que os veículos particulares acessem ao local do evento pela Av. Alberto Craveiro e os coletivos utilizem a Av. Dedé Brasil.
Em virtude das obras de mobilidade urbana, a pista leste da Av. Alberto Craveiro está interditada entre as ruas Pedro Dantas e Paula Frassinetti. Como não há desvio, a pista oeste opera como mão-dupla.

Durante o evento, os agentes de trânsito vão inverter provisoriamente o sentido das faixas de circulação da via. Na chegada, serão três faixas operando no sentido praia/sertão e uma no sentido contrário. No retorno para casa, acontecerá justamente o oposto.

A operação da AMC será concluída às 7h da manhã, após a dispersão total do público.

Saiba mais
Em sua 16ª edição, o Halleluya será realizado como evento preparatório para a Jornada Mundial da Juventude e reunirá 30 atrações nacionais e internacionais. A estimativa do público é de 200 mil pessoas por noite, segundo a organização.
 

Publicado em Mobilidade