Ação acontece de 8h até 12h da sexta-feira (22/11) com objetivo de alertar a população sobre a prevenção da doença

A Prefeitura de Fortaleza realizará nesta sexta-feira (22/11) o Dia D de Combate à Dengue em vários pontos da cidade. Na Regional I, acontecerá na praça do Carlito Pamplona e em seus arredores, das 8h às 12h. O objetivo da ação é alertar a população sobre a prevenção da doença.

O Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS) da Regional I fará blitz educativa no cruzamento das avenidas Francisco Sá e Pasteur, distribuição de material informativo com orientações sobre prevenção à doença. Também serão feitas visitas domiciliares, afixação de cartazes e banners com dados epidemiológicos.

Para alcançar o público infantil, serão realizadas atividades lúdicas, a exemplo de peças teatrais e exposição de maquetes contendo o ciclo de vida do mosquito. A idéia é transformar as crianças da comunidade em agentes multiplicadores de combate à dengue.

 

Prevenção e Sintomas
Para evitar a doença, a equipe do NESMS da Regional I ressalta que é fundamental eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti. Para isso, é necessário adotar práticas básicas no dia a dia, como evitar acúmulo de lixo, manter as caixas d’água limpas e tampadas. Com relação aos sintomas da dengue, ao perceber febre alta, dores no corpo, no globo ocular e na cabeça, o paciente deve procurar de imediato uma unidade de saúde.

 

Serviço: Dia D de combate à Dengue acontecerá na pracinha do Carlito Pamplona

Data: sexta-feira (22/11)

Horário: das 8h às 12h

Local: praça do Carlito Pamplona

Endereço: cruzamento das avenidas Francisco Sá com Pasteur


 

Publicado em Gestão
As atividades ocorrem diariamente até o dia 1°/11 com vídeos, maquetes e distribuição de material informativo

Dos dias 29/10 às 1°/11 (de terça-feira a sexta-feira), na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT) da fábrica CIONE, a Secretaria Regional III está realizando palestras que abordarão temas como a dengue e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).


A ação é uma parceria da prefeitura com a fábrica de castanha, Companhia Industrial de Óleos do Nordeste (CIONE), que tem como objetivo orientar e sensibilizar os funcionários da fábrica sobre a temática da dengue e DSTs, oferecendo informações sobre as medidas preventivas.


As atividades estão ocorrendo diariamente das 10h às 13h, possuindo a seguinte programação: uma exposição educativa sobre a dengue com exibição de vídeos, apresentação de maquetes e distribuição de material informativo sobre o controle dos criadouros do mosquito Aedes aegypti na fábrica e em suas residências. Além de rodas de conversa sobre as DSTs, informado sobre a prevenção das doenças, formas e locais de tratamento, com também a distribuição de preservativos masculinos e femininos.


Serviço

Regional III promove exposição sobre a dengue e DST na fábrica CIONE

Data/Hora: 29/10 a 01/11 (terça-feira a sexta-feira), das 10h às 13h.

Local: rua Professor Leite Gondim, 109, Padre Andrade.



 

 

Publicado em Saúde
As crianças aprenderão como devem ser guardados os objetos para que não haja mosquitos

Durante os dias 08 e 09 de outubro na Semana da Criança do Parque Ecológico EcoPoint, a Secretaria Regional III está realizando exposição educativa sobre o ciclo evolutivo do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. 

Com o objetivo de orientar e sensibilizar os frequentadores do EcoPoint (pai, mães e crianças) para o controle dos criadouros do mosquito em suas residências, a exposição contará com exibição de vídeos, apresentação de maquetes, bem como dinâmicas e distribuição de material informativo para os visitantes do local.

Mais

Ações simples combatem a proliferação do mosquito da dengue como manter caixas d’água, barris, tambores, tanques e cisternas, devidamente fechados. Não deixar água parada em locais como: vidros, potes, pratos e vasos de plantas ou flores, garrafas, latas, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, canaletas, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas, tocos e bambus, buracos de árvores, além de outros locais em que a água da chuva é coletada ou armazenada.

Serviço

Regional III promove exposição sobre a dengue na Semana da Criança do EcoPoint

Data/Hora: 08 e 09 de Outubro (Terça e Quarta-feira), das 8h às 17h.

Local: Av. Sen. Fernandes Távora, 387, Jóquei Clube.

 

Publicado em Saúde
O Ellery está entre os cinco bairros da Regional I com maior índice de infestação predial da dengue

Parceria entre a Secretaria Regional I e a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) levou, na última semana, a peça “Esquadrão Contra o Desperdício” ao Centro de Educação Infantil (CEI) Martinz de Aguiar, no bairro Ellery. O teatro de fantoches repassou para a criançada informações educativas de prevenção à dengue e ao desperdício de água.

Com a dupla “Pingo e Gota D’água” e com as educadoras do CEI, cinqüenta crianças, entre um e quatro anos de idade, aprenderam a evitar banhos demorados, a fechar a torneira enquanto escovam os dentes, e que a torneira mal fechada traz vários prejuízos. A ação também mostrou a eles que a água acumulada em latas, tampinhas, pneus velhos, vasos e garrafas facilita a visita indesejada do mosquito Aedes aegypti.

O bairro Ellery está entre os cinco bairros da Regional I com maior índice de infestação predial da dengue. A ação que levou o Teatrinho de Fantoches às crianças é parte do Projeto “Saúde da Família”, desenvolvido por Martinz de Aguiar, com o objetivo de favorecer experiências que promovam aprendizagens relacionadas ao bem estar e à saúde. O Projeto oferece, mensalmente, atividades lúdicas voltadas à realidade das famílias das crianças atendidas pelo CEI.

Publicado em Educação
Caberá às brigadas o controle e prevenção contra o mosquito transmissor da doença (Foto: Queiroz Neto)

Reduzir a menos de 1% a infestação pelo mosquito da dengue em Fortaleza. Essa é a meta já adotada pelo Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD) e que deve ser atingida na capital cearense. Para tanto, teve início na manhã desta quarta (22/5), no Hemoce, um treinamento para formação de brigadas de controle e prevenção contra o mosquito transmissor da doença. A ação está sendo realizada pela Coordenadoria da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e segue até amanhã (23/5).

Na quinta-feira, será a vez dos alunos da Associação Peter Pan, no bairro Vila União, e da Escola Marcos Valentim, no bairro da Serrinha, receberem o grupo, que fará atividade voltada para as crianças. Haverá apresentação de fantoches para ilustrar de forma lúdica as informações sobre a doença e como evitá-la.

“A luta é grande, mas com ações simples podemos eliminar o Aedes Aegypti. Esperamos que essas pessoas que trabalham na zeladoria e manutenção de instituições de grande porte possam multiplicar os conhecimentos adquiridos nesse treinamento. Mas também precisamos do apoio e conscientização da população”, ressaltou Mauro José, educador em saúde da Secretaria Regional III.

Ele explica que caberá ao grupo tarefas como identificar e eliminar focos do mosquito transmissor, bem como elaborar cronograma semanal de trabalho e motivar as pessoas envolvidas. Essas, por sua vez, receberam cartilha educativa e tiveram a oportunidade de assistir a vídeo educativo que abordou desde o acasalamento do mosquito até o estágio de transmissão da Dengue.

Mauro José destaca a importância da vigilância epidemiológica e cita o exemplo do bairro Amadeu Furtado, na Regional III. Com população superior a 11 mil pessoas, o bairro está hoje com quase 2% de infestação da doença.

Entenda a doença

A Dengue é uma doença infecciosa aguda, causada pelo vírus RNA, com quatro divisões diferentes: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. Ela é transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti infectado e ocorre principalmente em áreas de clima quente e úmido. A maior incidência na capital costuma acontecer no primeiro semestre do ano.

Os sintomas da doença são: febre inesperada, dores de cabeça, corpo e juntas, muitas vezes confundidos com outras doenças dessa estação. É importante que diante de qualquer desses sintomas o cidadão dirija-se à unidade de saúde mais próxima para diagnóstico e possível tratamento.

Publicado em Saúde
O bairro já apresentou 26 suspeitas de dengue

A Prefeitura de Fortaleza iniciou, nessa quarta-feira (15), ação educativa contra a proliferação do Aedes Aegypti no bairro Vila Velha. Com Índice de Infestação Predial (IIP) equivalente a 1.41%, em 2013, o bairro já apresentou 26 suspeitas de dengue. A intervenção segue até sexta-feira (17). O bairro está recebendo carro de som com mensagens de prevenção e controle da dengue, visitas domiciliares, afixação de cartazes, panfletagens e limpeza dos pontos de lixo.

Salete Lima, do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social da Secretaria Regional I,  conta que, após cada ação semelhante a esta, as equipes retornam ao local para fazer monitoramento e observam que as famílias estão aplicando o que é ensinado. “As comunidades estão colocando nossas dicas em prática. É certo que a gente ainda constata água acumulada em latas, tampinhas, pneus velhos, vasos, garrafas, caixas d´água, mas já é bem menos”, conta a educadora em saúde.

Este ano, a Regional I já realizaou ações educativas contra a dengue nos bairros Ellery, Monte Castelo, Cristo Redentor, Barra do Ceará e Jardim Guanabara, como parte do Plano de Contingência para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue para 2013, da Secretaria Municipal de Saúde. “Nossas equipes estão levando a campanha educativa também a locais com conglomerados de pessoas, a exemplo de escolas, associações comunitárias, ONGs, templos religiosos e supermercados. Uma forma de levar a ação a mais gente”, conta o supervisor geral do Distrito Técnico de Endemias da Regional I, Gilberto Lima.

Na Regional I, os bairros com maior IIP são o Jardim Guanabara (3.76%), Carlito Pamplona (2,80%) e São Gerardo (2,17%). Em 2013, foram 229 suspeitas de dengue na área, número relativo a 5% dos casos notificados em Fortaleza este ano.

 

Publicado em Saúde
O evento contou com a presença de proprietários de depósitos de materiais recicláveis e pessoas das comunidades adjacentes

A Prefeitura de Fortaleza realizou uma operação educativa de combate à dengue, nesta quinta-feira (11), no auditório da Policlínica Nascente, no bairro Dendê. O evento contou com a presença de proprietários de depósitos de materiais recicláveis e pessoas das comunidades adjacentes.

Os participantes receberam informações de como podem contribuir na prevenção e combate à dengue. O alerta foi feito por técnicos da Secretaria Regional IV do Distrito de Saúde, do  Departamento Técnico de Dengue (DT), do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS) e pela equipe de Mobilização Social.

Somente em 2012, foram mapeados 482 pontos estratégicos (PE’s) de possíveis focos de dengue na área de abrangência da Regional IV. Para que novos casos da doença não ocorram, são mobilizados 174 colaboradores do Departamento Técnico de Dengue para fiscalizar os locais.

Para o conselheiro do Orçamento Participativo (OP) da Regional IV, Marconi Goes, de 59 anos, ações como essas são relevantes. “Esta é uma atitude muito boa do poder público. Saio daqui mais consciente”, declarou. De acordo com a chefe do NESMS, Floripe Passos, a ação educativa se estenderá por todos os bairros da Regional IV, tendo em vista a importância do procedimento.

Publicado em Gestão
Até o último dia 21 de março, foram notificados, em Fortaleza, 1.461 casos de dengue (Foto: Estácio Jr./ arquivo))

Com o objetivo de combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti e a transmissão da dengue em Fortaleza, uma equipe de 107 agentes de endemias da Secretaria Regional II está realizando, diariamente, ações de combate a doença em diversas áreas. A ação prioriza os bairros com maior índice de infestação e com o maior número de casos notificados até agora. São eles: Centro, Aldeota, Dionísio Torres, Meireles, São João do Tauape, Joaquim Távora, Praia do Futuro II e Luciano Cavalcante. 

Até o último dia 21 de março, foram notificados, em Fortaleza, 1.461 casos de dengue – desses, 337 foram confirmados. A Regional II tem oito casos confirmados. Os bairros Aldeota e Dionísio Torres apresentam o maio índice de infestação com, respectivamente, 2,20% e 2,01%.

Os trabalhos contemplam visitas domiciliares com abordagens educativas, eliminação de depósitos, vedação de caixa d´água e, quando necessário, aplicação de larvicida. Além da investigação dos casos notificados, é realizado o bloqueio de área com borrifação (UBV costal), visitas aos pontos estratégicos (borracharias, reciclagens, canteiros de obras e etc) e encaminhamento para Vigilância Sanitária e para o Distrito de Meio Ambiente dos pontos estratégicos e de imóveis que precisam ser fiscalizados.

A Regional II, nesse ano, já concluiu a ação nos seguintes bairros: Varjota, Mucuripe e Guararapes. No Cais do Porto foi também realizada a vedação de 95% das caixas d’água, que apresentaram positividade de foco.

Publicado em Fortaleza
Jardim Guanabara, Monte Castelo e Ellery apresentaram altos índices de infestação (Foto: Rubens Venâncio)

Os bairros Jardim Guanabara, Monte Castelo e Ellery receberão, ao longo dos próximos 30 dias, uma ação de sensibilização da Secretaria Regional I, em razão do alto índice de infestação predial do mosquito Aedes Aegypti. As equipes de trabalho visitarão as casas, oficinas e pontos comerciais, fazendo a abordagem educativa contra a propagação do inseto. As atividades realizadas pela Regional I em combate ao mosquito Aedes Aegypti atendem às orientações do Plano de Contingência para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue para 2013, lançado em fevereiro último pela Secretaria Municipal de Saúde.

Como parte das ações para redução dos casos de dengue, o Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social da Regional I realizou, na última semana, um trabalho educativo durante evento da paróquia São Pedro e São Paulo em homenagem às mulheres do Jardim Guanabara. Além da distribuição de informativos, os técnicos da Regional I expuseram as maquetes “Casa Correta” e “Casa Incorreta” e apresentaram o Laboratório Vivo do mosquito Aedes Aegypti.

“O principal objetivo da nossa equipe, em nome do combate à dengue, é conscientizar as pessoas para a importância de suas atuações no combate à doença e tentar fazer com que elas transformem hábitos ruins em bons. A gente conversa, por exemplo, sobre a eliminação de depósitos sem utilidade, para que eles não acumulem água e sobre a conservação da limpeza de quintais”, explicou o supervisor técnico do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social da SER I, Hélio Miranda.

A participação da Prefeitura de Fortaleza na ação social foi uma resposta à solicitação enviada pela Paróquia São Pedro e São Paulo. As comunidades da Regional I interessadas em solicitar, para seus eventos, o trabalho educativo da Secretaria Regional I contra a proliferação do Aedes Aegypti, devem entrar em contato através do telefone 3433.6823.

Publicado em Saúde
Limpeza contra a proliferação do mosquito da dengue envolve moradores próximos à estação Antônio Bezerra (Foto: Fábio Lima/Arquivo)

A Prefeitura Municipal de Fortaleza, por intermédio da Secretaria Regional III, realiza uma Semana de Combate à Dengue na próxima segunda-feira (04/03), às 9 horas, na Estação Antônio Bezerra. A semana é resultado de uma parceria com o METROFOR e surge com intuito de evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, através de limpeza urbana, fiscalização e educação ambiental no local.

De acordo com o Distrito Técnico de Endemias da Regional III, 54 quarteirões e 4.419 imóveis distribuídos em cinco bairros (Antônio Bezerra, Olavo Oliveira, Presidente Kennedy, Quintino Cunha e Padre Andrade) ao redor da estação estarão recebendo as ações.

Segundo o coordenador do Distrito Técnico de Endemias da Regional III, Sidrônio Ferreira, a programação da semana contará com visitas domiciliares de 38 agentes de controle de endemias e agentes comunitários de saúde para orientar a população sobre as doenças relacionadas com lixo. Como também exposição educativa nas escolas e a execução da “Operação Quintal Limpo”, realizadas pela equipe de educação em saúde e mobilização social.

Na última terça-feira (26/02) iniciaram os serviços de retirada de lixo, capina e varrição nas proximidades da Estação do Antônio Bezerra. De acordo com Paulo Roberto Cunha, gerente de sistemas fixos e via permanente do METROFOR, a limpeza ocorrerá do viaduto da Avenida Mister Hull até a Rua Coronel Carvalho.

Serviço:

Assunto: Abertura da semana de combate a dengue nas margens da linha oeste do metrô de Fortaleza

Data/Hora: Segunda-feira, 04/03, às 9 horas

Local de Abertura: Rua José Alcioly, em frente ao número 285, Antônio Bezerra

Contato: Distrito Técnico de Endemias da Regional III, 3488-3255.

 

Publicado em Saúde
Página 2 de 2