Participantes do Pronasci II em pé posando para foto
O Seminário Nacional de Participação e Adesão ao Pronasci II ocorreu em Brasília

A Prefeitura de Fortaleza assinou, esta semana, o termo de adesão ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci II), que garante a captação de R$ 3,1 milhões para investimentos em segurança cidadã, nas áreas de combate à violência contra mulher, segurança nas escolas e aquisição de equipamentos. A assinatura ocorreu durante o Seminário Nacional de Participação e Adesão ao Pronasci II, ocorrido em Brasília.

O recurso é resultado da participação de Fortaleza em três editais pelo Programa, por meio da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec). No edital Mulheres, Fortaleza receberá R$ 393.340,06 para a aquisição de viaturas caracterizadas e equipamentos para o desenvolvimento de ações voltadas para atuar junto às mulheres que estão em situação de violência doméstica e familiar, residentes no município de Fortaleza e que, estejam sob medida protetiva de urgência de acordo com a Lei nº 11.340/06 (Lei Maria da Penha).

No edital Escolas, a cidade receberá R$ 853.726,50, com a finalidade de fortalecer as ações preventivas das patrulhas e rondas escolares da Guarda Municipal, bem como para fortalecimento da investigação e inteligência no monitoramento e repressão de crimes realizados ou planejados contra a comunidade escolar e seus membros, incluindo ações em ambientes virtuais. Ao todo, serão beneficiados diretamente 241.515 alunos e 9.268 servidores da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza, além de pais e parentes de alunos e frequentadores das escolas, que serão beneficiados indiretamente. A ação atuará em todas as regionais.

Já no edital Municípios, a Capital receberá R$ 1.885.337,24 para investir em equipamentos para a Corporação, visando beneficiar a população residente nos bairros Centro, Praia de Iracema, Meireles, Vicente Pinzón, Praia do Futuro II e Barra do Ceará, num total de cerca de 218 mil habitantes.

Para o titular da Sesec, coronel Eduardo Holanda, a captação desse recurso mostra a importância dada à área de segurança cidadã. “Submetemos projetos nos três editais lançados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e Fortaleza foi aprovada nos três. São investimentos focados no grupo especializado Maria da Penha, investimentos no serviço de ronda escolar e um edital de R$ 1,8 milhão para equipamentos diversos para a nossa Guarda Municipal. Isso tudo mostra Fortaleza buscando alternativas de fontes de recursos para que a gente possa investir mais na segurança cidadã da nossa cidade”, ressalta.

Fortaleza em destaque

Durante o Seminário Nacional de Participação e Adesão ao Pronasci II, que contou com a participação do secretário, coronel Eduardo Holanda, e do corregedor da Guarda Municipal, inspetor Rômulo Reis, a Prefeitura teve a oportunidade de apresentar sua experiência exitosa na área de segurança cidadã. O inspetor compôs a mesa “Experiências Nacionais e Internacionais Exitosas na Área de Segurança" e apresentou os avanços da cidade a um público formado por gestores públicos e comandantes civis e militares de todo o Brasil.

“Apresentei a experiência exitosa da parceria da Secretaria da Segurança Cidadã e da Guarda Municipal de Fortaleza junto ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). Foi uma parceria que trouxe mais profissionalismo aos servidores e maior segurança jurídica na atuação, por meio dos protocolos operacionais padrão e da transversalização das Normas Internacionais de Direitos Humanos, durante os cursos oferecidos pela Academia Municipal de Segurança Cidadã. Poder expor os resultados em um evento nacional tão relevante, demonstra que o modelo de segurança cidadã de Fortaleza deve ser reconhecido e replicado”, explica.

Publicado em Segurança Cidadã
Guardas municipais posicionados ao lado de bicicletas
O policiamento ocorre pela manhã, tarde e noite, com três equipes de guardas municipais, de segunda a quarta-feira, e cinco equipes, de quinta-feira a domingo

A Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) reforçou sua atuação ao longo da orla da Praia do Futuro, durante o mês de julho. A ação tem o objetivo de proporcionar maior segurança e tranquilidade aos fortalezenses e turistas que frequentam o local durante o período das férias escolares. Segundo a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), cerca de 350 mil visitantes chegam à capital neste período, aumentando o fluxo de frequentadores em pontos turísticos, como a praia.

Durante o mês, o policiamento ocorre pela manhã, tarde e noite, com três equipes de guardas municipais, de segunda a quarta-feira, e cinco equipes, de quinta-feira a domingo. A atuação da GMF é realizada por meio de múltiplos modais em campo, ou seja, com equipes de agentes em viaturas, motocicletas e bicicletas (por meio do Ciclopatrulhamento), que reforçam o patrulhamento urbano de toda a região.

"Nosso principal foco com a ação é permitir que os frequentadores da Praia do Futuro possam curtir o espaço em segurança. Com o aumento do fluxo devido ao período de férias, reforçamos também a nossa presença no local para os três turnos e utilizando diversos modais para percorrer todo o perímetro da orla", explica o secretário da Segurança Cidadã, Cel. Eduardo Holanda.

Além do policiamento na região, a Guarda Municipal também está atuando em parceria com equipes da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), no reforço à fiscalização local, além da atuação da Regional 7, que está reforçando a limpeza, zeladoria e ordenamento urbano da Praia do Futuro ao longo do mês.

Publicado em Segurança Cidadã

Tradicional evento que a Prefeitura de Fortaleza desenvolve para incentivar a prática do esporte e do modal econômico e sustentável, a Ciclofaixa de Lazer chega neste domingo (23/07) a mais uma edição. São três rotas para pedalar de 6h às 12h, totalizando 26 km de percurso.

Durante todo o trajeto, o evento ciclístico conta com a operação de agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal de Fortaleza.

São quatro pontos de apoio aos usuários de bike localizados na Cidade da Criança, no Centro, no Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó; no Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy; e na Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese. Neste local, uma equipe da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) fará a entrega de 50 mudas medicinais e ornamentais. Entre as espécies disponíveis, os frequentadores poderão escolher entre pitanga, boldo, planta da felicidade e pingo de ouro.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar – ciclovia paisagística – pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade
criança num leito sem aparecer o rosto
Todos os meses, o IJF recebe cerca de 550 novos pacientes com idade entre zero e 14 anos acolhidos com fraturas graves nos braços e pernas ou mesmo traumatismos cranianos causados por quedas

No mês de julho, período das férias escolares, é comum o aumento de acidentes com as crianças, como arranhões, quedas, desidratação e insolação, ou mais graves, como fraturas, afogamentos, intoxicações, queimaduras e choques elétricos. Para prevenir esses eventos, a Prefeitura de Fortaleza reforça orientações básicas para os pais ou responsáveis se manterem atentos aos pequenos, além de adotarem algumas medidas de precaução aos comportamentos e situações de risco nos ambientes domésticos e nos momentos de lazer.

De acordo com gerente do Samu Fortaleza, Cristiano Rola, independente do cenário ao qual a criança esteja exposta, os cuidados podem envolver também o uso de equipamentos de proteção. “Ao andar de bicicleta, patins e patinete, por exemplo, é importante orientar sobre o uso de capacetes, joelheiras e cotoveleiras, para minimizar o impacto de possíveis quedas”, alerta o médico, que também chama atenção para os riscos de queda envolvendo altura.

“É comum que, nas quedas com altura, a batida seja na cabeça. Sendo assim, os pais ou responsáveis devem, após o incidente, verificar se existe inchaço, vermelhidão, sangramento e perguntar à criança onde existe dor, sem sugerir o local. Verifique se ela apresenta sonolência e, sendo necessário, chame ajuda do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), através do 192”, complementa.

De acordo com o Samu Fortaleza 192, foram registradas 174 ocorrências de crianças, entre um e 12 anos, em janeiro de 2023, últimas férias escolares. Somam 289 ocorrências envolvendo crianças da mesma faixa etária nos meses de janeiro e julho de 2022. Já o total de atendimentos chegou a ser de 2.015 crianças atendidas ao longo do ano, sendo a principal causa: as quedas.

Instituto Dr. José Frota

Todos os meses, o Instituto Dr. José Frota (IJF), hospital de referência regional em traumas de alta complexidade, recebe cerca de 550 novos pacientes com idade entre zero e 14 anos acolhidos com fraturas graves nos braços e pernas ou mesmo traumatismos cranianos causados por quedas.

Entre os relatos mais comuns na Emergência estão os de acidentes durante brincadeiras, jogos de futebol e ainda por falta de proteção em janelas e escadas. Para os especialistas da unidade da rede municipal de saúde, a diversão é essencial para o pleno desenvolvimento das crianças, assim como o aprendizado repassado pelos pais sobre as situações de perigo e noções de segurança, que são importantes na formação de um adulto responsável. Por isso, a manutenção de um ambiente seguro e a supervisão constante de adultos são indispensáveis.

Outro motivo de atenção importante dos pais e responsáveis são os riscos de acidentes domésticos com queimaduras e choques elétricos. Apenas entre janeiro e junho deste ano, mais de 280 crianças chegaram ao Centro de Tratamento de Queimados do IJF com lesões causadas, principalmente, por contato com líquidos e alimentos quentes, além de explosão de substâncias inflamáveis e contato com fios expostos e o uso indevido de tomadas e extensões elétricas. Os ferimentos causados por esse tipo de acidente podem deixar sequelas permanentes, como cicatrizes, amputação de membros e problemas de locomoção, quando não evoluem em um óbito prematuro.

Um ambiente seguro para as crianças também depende da prevenção de intoxicações por consumo acidental de produtos de limpeza, medicamentos e até mesmo venenos e demais substâncias químicas. “A recomendação é colocar esses materiais na parte superior de armários e prateleiras, mesmo os de uso diário. Eles devem ser guardados em seus vasilhames originais e nunca na geladeira ou próximo a alimentos, a fim de evitar ingestão inadvertida. Crianças são naturalmente curiosas e tendem a querer experimentar, principalmente se os produtos forem coloridos e em formato de doces, por exemplo. Em caso de ingestão, não deve ser estimulado vômito ou introdução de líquidos. O responsável deve pegar a embalagem do produto ingerido e levar junto com a criança para um serviço de emergência”, complementa o gerente do Samu.

A Emergência do IJF conta com um serviço especializado para assistência toxicológica em plantão permanente, inclusive para a orientação da população e de profissionais de outras unidades por meio do telefone (85) 3255-5012.

Salvamento Aquático

salva-vidas na praia
A ISA atua com guarda-vidas em postos fixos em diversos pontos da orla fortalezense

Já em ambientes que tenham água, as precauções precisam ser redobradas e os primeiros socorros devem ser ágeis. Em praias, a orientação é nunca deixar a criança sozinha, ficar atento às placas de sinalização do local, averiguar se há salva-vidas na região, se a correnteza do mar está própria para o banho ou se tem embarcações por perto.

A Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) da Guarda Municipal atua com guarda-vidas em postos fixos em diversos pontos da orla fortalezense, como Barra do Ceará, Carapebas, Praia dos Crush, Jangada, Praia de Iracema, Ponta Mar e Náutico, de domingo a domingo, das 8h às 17h. Além disso, a Inspetoria realiza também ações preventivas de caráter educativo, com orientações e abordagens a banhistas. Em 2022, a Inspetoria salvou 132 vidas, e neste ano, até maio, o número foi ultrapassado, com 135 pessoas resgatadas.

Em caso de acidentes com águas-vivas nas praias, a queimadura acontece pelas toxinas que são liberadas. A orientação do Samu é retirar a vítima da água e lavar a lesão com água do mar e vinagre. Em nenhum momento deve-se lavar o local com água doce, bebida alcoólica ou urina. Os tentáculos podem ser retirados com palito de picolé e a região deve ser protegida da exposição ao sol. Além disso, deve-se buscar ajuda médica o mais breve possível.

Já as piscinas devem ser protegidas por cercas ou estarem cobertas. Outra dica importante é optar por portões com trava, dificultando o acesso da criança à área em momentos em que esteja desacompanhada de um adulto. Na estrutura da piscina, os pais ou responsáveis podem se atentar ao tipo de sugador e se o filtro está desligado na hora do banho. Também é importante estar atento para que os meninos e meninas evitem brincadeiras de prender o fôlego sem supervisão ou pular em lugares rasos. Afogamentos em reservatórios de água também são comuns, portanto, deve-se esvaziar baldes, bacias, cisternas e outros recipientes, além de mantê-los tampados.

“É indicado que crianças sejam incentivadas a aprenderem nadar o quanto antes, para ter mais familiaridade com a água. No entanto, em caso de afogamento, se a vítima estiver inconsciente, deve ser iniciada a ventilação e a compressão cardíaca e acionar imediatamente o Samu, após a retirada da criança da água”, alerta Dr. Cristiano.

Atendimento pediátrico

Na Capital, os 118 postos de saúde acolhem os casos de baixa complexidade, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. As doze UPAs de Fortaleza, sendo seis geridas pelo Município, realizam atendimento pediátrico de urgência e emergência 24h por dia, todos os dias. A linha do cuidado infantil no município de Fortaleza dispõe ainda do IJF, que atende crianças com idade entre zero e 14 anos, incluindo sua unidade referência no tratamento de queimados.

Os pais e responsáveis também estão amparados com atendimento de emergência clínica e cirúrgica para as crianças. A atenção especializada vai desde o nascimento e cuidados neonatal, com a Rede Materno-Infantil composta por cinco maternidades até internações médicas para procedimentos de diferentes graus de complexidade.

O Hospital da Criança de Fortaleza Dra. Lúcia de Fátima Ribeiro Guimarães Sá possui atendimento exclusivo para o público infantil em urgência, emergência, demanda eletiva e pronto atendimento 24h, além de cirurgia clínica, traumatológica e em otorrinolaringologia.

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza celebrará a diversidade com a segunda edição do Pedal LGBTI+ neste domingo (18/06). O evento, promovido pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em conjunto com a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual e o Centro de Referência Janaína Dutra, vinculados à Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), a partir de uma iniciativa do coletivo Mães da Resistência, fará parte da programação da Ciclofaixa de Lazer, que oferece três rotas para os ciclistas de 6h às 12h.

O pedal, cuja participação é gratuita, terá o parque da Cidade da Criança, no Centro, como ponto de apoio e de concentração dos participantes, às 7h da manhã. De lá, às 7h30, os ciclistas percorrerão uma rota de 9,5 km que seguirá pela Rua Pinto Madeira, Rua Carlos Vasconcelos, Av. Beira-Mar, Avenida Abolição, Av. Pessoa Anta, Av. Alberto Nepomuceno e rua Sena Madureira.

Antes e depois do pedal, a Cidade da Criança oferecerá diversas atividades para dar visibilidade à luta pela igualdade de direitos da comunidade e pelo reconhecimento da diversidade sexual. Entre elas, rodas de conversa, serviços e brindes, como uma bandeira arco-íris – símbolo do movimento – para compor a bike.

Atividades para toda a família

Agentes e orientadores da AMC também estarão na Cidade da Criança para interagir com a família e a garotada com atividades lúdicas que incentivam o respeito às normas de circulação viária. Entre as atrações estão o Minicircuito de Bike Infantil, o jogo de tabuleiro gigante para o trânsito e a distribuição das plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas e

A Ciclofaixa de Lazer conta ainda com outros três pontos de apoio aos ciclistas: Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó; Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese; e Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy. O tradicional evento ciclístico tem suporte nos 26 km de percurso de efetivo da AMC, Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar – ciclovia paisagística – pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade
guardas municipais
Ao todo, mil vagas estão sendo ofertadas para ingresso imediato, sendo 750 para ampla disputa, 50 para Pessoa com Deficiência (PCD) e 200 para Pessoas Pardas e Pretas (PPP)

A Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec) e do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), a aplicação da primeira etapa do concurso da Guarda Municipal. A prova objetiva ocorrerá neste domingo (18/06), das 14h às 18h, em mais de 160 locais de provas distribuídos no município de Fortaleza e circunvizinhança e terá previsão de receber mais de 62 mil candidatos.

Ao todo, mil vagas estão sendo ofertadas para ingresso imediato, sendo 750 para ampla disputa, 50 para Pessoa com Deficiência (PCD) e 200 para Pessoas Pardas e Pretas (PPP). A carga horária é de 240 horas mensais, com remuneração inicial de R$ 3.152,78, além de auxílio-alimentação, podendo acrescentar outras vantagens inerentes ao desempenho da função.

O concurso contará com um plano de segurança especial com equipamentos e ações para evitar qualquer tentativa de transgressão a alguma norma prevista no edital. Detectores de metais serão utilizados em todos os locais de provas distribuidos em todas as salas.

Aproximadamente, seis mil profissionais estarão envolvidos na aplicação das provas objetivas, dentre gestores, fiscais, coordenadores e auxiliares de segurança.

Os candidatos deverão comparecer aos seus locais de prova com no mínimo 60 minutos de antecedência e estar munidos de documento de identidade oficial com foto. Serão considerados documentos de identidade: carteiras de Identidades expedidas por órgãos de segurança e fiscalizadores de exercício profissional, bem como carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação, passaporte, certificado de reservista, carteiras funcionais do Ministério Público e carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, tenham valor legal como identidade. Vale reforçar que o documento deverá estar em perfeitas condições, de forma a permitir com clareza a identificação do candidato e da assinatura. Não será aceito nenhum documento em formato digital ou eletrônico.

Outro detalhe importante é que os candidatos não poderão ingressar na sala de provas sem entregar para recolhimento equipamentos como bips, telefones celulares, notebooks, agenda eletrônica, tablets, smartphones, gravadores, câmeras fotográficas, controle de alarme de carro, relógio de qualquer modelo, dentre outros equipamentos conforme listados no item 8 do edital. Caso o candidato seja surpreendido portando aparelhos eletrônicos, será lavrado Termo de Ocorrência e este será eliminado automaticamente no certame.

O exame intelectual (prova objetiva) terá caráter eliminatório e classificatório, e será composto por 80 questões de múltipla escolha, sendo apenas uma correta, e valerá o máximo de 100 pontos. A prova será dividida em duas áreas: os conhecimentos comuns, onde estarão questões relacionadas à Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Atualidades e Conhecimentos sobre Fortaleza; além de questões de Conhecimentos Específicos, como Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional e Direitos Humanos, Noções de Direito Penal e Processo Penal e Legislação Extravagante.

Na segunda-feira (19/05), a banca deverá divulgar o gabarito preliminar da prova objetiva.

Publicado em Segurança Cidadã

Fortaleza ficou em 2º lugar entre 60 cidades brasileiras selecionadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para receber recursos voltados à prevenção da violência e criminalidade contra mulheres e meninas. No total, serão distribuídos R$ 8 milhões do Fundo Nacional da Segurança Pública para as cidades classificadas.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), foi classificada com o envio de projeto e aprovação em edital, e investirá os recursos recebidos em novas viaturas para o Grupo Especializado Maria da Penha, da Guarda Municipal, equipamentos de menor potencial ofensivo e na realização de estudos, pesquisas e diagnósticos sobre violência contra a mulher e segurança pública, além de pesquisas de vitimização, entre outras ações.

Segundo o secretário municipal da Segurança Cidadã, Cel. Holanda, o resultado em 2º lugar no edital é fruto de uma política exitosa no combate à violência contra a mulher, que está sendo implementada em Fortaleza. "A gestão municipal tem voltado diversas ações específicas para a mulher. Ano passado, o prefeito José Sarto instituiu o Grupo Especializado Maria da Penha que, este ano, ganhou viaturas exclusivas. Esse recurso vem reforçar nossa atuação nessa área, nos permitindo avançar ainda mais numa política ampla de segurança para as mulheres", afirma ele.

Grupo Especializado Maria da Penha

O Grupamento Especializado Maria da Penha da Guarda Municipal de Fortaleza atua, principalmente, junto às mulheres sob medida protetiva e em risco iminente de feminicídio, nas comunidades do entorno das Células de Proteção Comunitária onde estão concentrados os maiores índices relacionados à violência contra a mulher na capital.

No dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, o grupo ganhou mais um reforço do prefeito José Sarto. Seis viaturas com adesivação especial em tons de lilás e brasão específicos foram entregues durante evento na sede da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec). Ao todo, o grupamento é composto por 10 veículos com identificação visual diferenciada para o atendimento a mulheres.

Os 50 servidores que compõem o grupamento foram capacitados e treinados para realizar abordagens e oferecer um atendimento qualificado, tanto às vítimas quanto aos agressores. Como parte da formação, os agentes de segurança receberam orientações sobre as estruturas existentes e como funciona a rede de apoio para mulheres, os tipos de violência, além de um aprofundamento em técnicas de abordagem, protocolos e noções de acolhimento e atendimento humanizado.

A iniciativa do Grupo é uma ação conjunta da Sesec e da Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres, da Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), que teve a responsabilidade de delinear a estrutura e o funcionamento do grupamento como serviço na Rede de Proteção e Segurança Cidadã para mulheres de Fortaleza.

Publicado em Segurança Cidadã
Guardas municipais da inspetoria de ciclopatrulhamento sentados nas bicicletas posando para foto
Os agentes passaram por capacitação com matriz curricular compatível com as atividades e visando ao melhor desempenho profissional diante das rotinas de trabalho

A bordo de bicicletas, agentes da Inspetoria de Ciclopatrulhamento (Iciclo) da Guarda Municipal de Fortaleza realizam atividades diariamente contemplando toda a orla da Beira-Mar e da Praia de Iracema. Ao todo, ocorreram mais de 5.700 ações nos últimos 12 meses quando a Inspetoria foi reativada pela Prefeitura de Fortaleza.

Composta por 28 servidores, a Inspetoria realiza rondas, permanências, dentre outras ações, das 6h às 22h. Dentre as atividades realizadas nos últimos 12 meses, estão ações de rotinas preventivas (2.181), patrulhamento (1.873), procedimentos em delegacia (13), apoio em ações de fiscalização (132), informações turísticas (387), apoio em eventos (49), ocorrências com crianças e idosos desaparecidos (08). Além disso, a Inspetoria contabiliza ainda outras 1.123 ações, como permanências operacionais, escoltas, controle de tráfego e ações preventivas. Outro dado importante é que 89,58% foram resolvidas no próprio local, o que mostra o poder de mediação do efetivo.

Ainda no ano passado, os agentes passaram por capacitação com matriz curricular compatível com as atividades e visando ao melhor desempenho profissional diante das rotinas de trabalho. O treinamento envolveu disciplinas de conceito de ciclopatrulhamento, fundamentação e regras de segurança, instrução prática em armamento e tiro, normas de segurança no trânsito, técnicas de defesa pessoal, segurança do ciclista e equipamentos de proteção individual (EPIs), como também orientações de mecânica básica em bicicletas, manutenção do equipamento, prática ciclista em pista de treinamento e técnicas de abordagem. Por fim, os servidores também passaram por um estágio de treinamento em rondas ostensivas nas bicicletas, na Avenida Beira Mar.

Segundo a comandante do Iciclo, inspetora Islândia Sousa, a equipe no uso da bicicleta gera uma aproximação positiva com a população. “Como uma das modalidades de segurança utilizadas em todo o mundo, a bicicleta permite uma maior proximidade física e até emocional entre agentes e cidadãos. Estando mais visíveis na orla, os agentes estão efetivamente mais perto e disponíveis para qualquer necessidade. Isso colabora para uma maior sensação de segurança para os frequentadores do local”, explica.

Os guardas municipais podem ser acionados 24 horas, via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Ciops/SSPDS), pelo número 190.

Publicado em Segurança Cidadã

Amantes de bike têm semanalmente um motivo a mais para pedalar. A Ciclofaixa de Lazer deste domingo (14/05) disponibiliza três rotas de 6h às 12h, além de suporte nos percursos de agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF).

No ponto de apoio do Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, educadores de trânsito levam diversas atividades, como o Minicircuito de Bike Infantil, o jogo gigante de tabuleiro de trânsito e a distribuição de plaquinhas para bicicletas nas versões masculina, feminina e infantil.

As rotas também contarão com postos de atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O evento conta ainda com os pontos de apoio da Cidade da Criança, no Centro, do Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó, e da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar - ciclovia paisagística - pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade
guarda vidas  observando a praia
Na Praia do Havaizinho, existe uma equipe em regime de plantão, composta por três guardas, de sextas-feira a domingo, das 8h às 17h

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec), divulga balanço de salvamentos realizados pela Inspetoria de Salvamento Aquático (ISA) da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) no primeiros quatro meses de 2023. Ao todo, 113 vidas foram salvas pelas equipes de guardas-vidas distribuídos nos postos da orla da cidade, entre os bairros Barra do Ceará e Mucuripe.

Atualmente, existem guardas-vidas em postos fixos em diversos pontos da orla fortalezense, como Barra do Ceará, Carapebas, Praia dos Crush, Jangada, Praia de Iracema, Ponta Mar e Náutico, de domingo a domingo, das 8h às 17h. Os agentes contam com equipamento específicos como flutuadores e nadadeiras.

Na Praia do Havaizinho, existe uma equipe em regime de plantão, composta por três guardas, de sexta-feira a domingo, das 8h às 17h. A disposição da equipe foi uma demanda atendida pela Prefeitura de Fortaleza a partir da solicitação da comunidade do Poço da Draga e visa garantir a segurança dos banhistas na área nos horários de maior fluxo de pessoas no local. Em Janeiro deste ano, o prefeito José Sarto anunciou que o projeto de requalificação, paisagismo e urbanização da Praia de Iracema incluirá a implantação de um novo posto guarda-vidas, na comunidade no Havaizinho.

A Inspetoria de Salvamento Aquático atua ainda no apoio ao Projeto Praia Acessível, que oferece espaço de lazer com esteiras e cadeiras anfíbias, possibilitando o banho de mar assistido às pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida, funcionando de quarta-feira a domingo, na Praia do Lido, conhecida popularmente como Praia dos Crush, em frente ao Centro Cultural Belchior, na Praia de Iracema.

Balanço

De 2020 a 2022, a Inspetoria salvou 356 vidas, sendo 132 só no ano passado, 115 em 2021 e 109 em 2020. Além disso, a Inspetoria realiza também ações preventivas de carater educativo, com orientações e abordagens a banhistas.

A Guarda Municipal de Fortaleza recomenda à população que procure os guarda-vidas antes de entrar no mar para saber os melhores locais e receber dicas para um banho seguro e consciente.

Publicado em Segurança Cidadã