café da manhã para a equipe de limpeza da Regional II de Fortaleza
Confraternização para comemorar os resultados obtidos este ano ocorreu na seda da Secretaria Regional II

Os agentes de limpeza pública, que trabalham diariamente na área da Regional II de Fortaleza, tiveram uma manhã diferente. Os garis participaram de um café da manhã, na sede da Secretaria Regional II, para comemorar os resultados obtidos durante todo este ano e reforçar o compromisso com a cidade em 2018.

“O trabalho desenvolvido pelos garis, na área da Regional II de Fortaleza, tem sido motivo de orgulho. Eles demonstram todo o amor que possuem pela cidade, por meio do serviço de limpeza executado com tanto empenho. Um trabalho em equipe que vem trazendo bons resultados. Hoje, em nome da prefeitura, só posso agradecer imensamente todo o apoio e dedicação de vocês”, afirma Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria Regional II.

Os profissionais responsáveis pela limpeza e manutenção de ruas, praças, parques e vias públicas substituíram os equipamentos de trabalho, como vassouras, pás e carrinhos de coleta por cestas básicas, doadas e entregues pelas mãos daqueles que coordenam o trabalho dos operadores de limpeza. “Queremos agradecer e proporcionar um natal mais feliz para nossa equipe, nossos parceiros diários nessa batalha para eliminar os pontos de lixo existentes na cidade de Fortaleza”, enfatiza Breno Pinto, coordenador de acolhimento à sociedade.

O evento contou com a participação do superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor), Régis Tavares, além de representantes da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SPSC), Viafor, Grupo Marquise e Ecofor Ambiental.

Publicado em Meio ambiente
Ecoponto
O novo Ecoponto é o nono equipamento com este perfil implantado na Regional V

O prefeito Roberto Cláudio inaugura, nesta quarta-feira (13/09), às 9h, o Ecoponto do bairro Mondubim (Regional V), implantado na Rua Carlos Pimenta, esquina com a Rua Coronel Tibúrcio. Com a iniciativa, já são 34 equipamentos como este em Fortaleza incentivando junto à população o descarte seletivo de resíduos sólidos e proporcionando um comportamento cada vez mais sustentável.

O novo Ecoponto é o nono equipamento com este perfil implantado na Regional V, tendo sido concebido a partir de uma parceria entre a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor) e a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). O local conta com caçambas para coleta e estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento.

Assim como os demais, o novo Ecoponto do Mondubim oferece local adequado para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de pneus, óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. Os Ecopontos também oferecem ao cidadão o benefício do programa Recicla Fortaleza, que dá desconto na conta de energia e crédito no Bilhete Único pela troca de resíduos recicláveis, resultado de parceria entre a Prefeitura de Fortaleza, a Enel Distribuição Ceará (Enel) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus).

Outros 33 Ecopontos já foram implantados e encontram-se em pleno funcionamento, estando distribuídos nos bairros Centro, Barra do Ceará, Vila Velha, Carlito Pamplona, Pirambu, São João do Tauape, Varjota, Cidade 2000, Praia do Futuro, Vicente Pinzon, Jóquei Clube, Pici, Bairro de Fátima, Vila Peri, Serrinha, Conjunto Esperança, Conjunto Ceará, José Walter, Aracapé, Granja Portugal, Jardim Cearense, Edson Queiroz, Cidade dos Funcionários, Jangurussu, Parque Dois Irmãos, Messejana, São Bento, Sapiranga e Dias Macedo. Até o fim deste ano, a expectativa é que Fortaleza conte com um total de 50 Ecopontos, estrategicamente distribuídos pelos bairros de todas as Regionais.

Recicla Fortaleza
Para ter acesso aos benefícios, é simples. Basta que o fortalezense procure um dos Ecopontos mais próximos, levando a conta da Enel ou o Bilhete Único, para fazer o cadastro e receber o cartão Recicla Fortaleza. Daí, é separar os resíduos recicláveis e levá-los até o Ecoponto para pesagem, lembrando de armazená-los sem sobra de alimentos ou produtos para não atrair insetos e gerar mau cheiro. No Ecoponto, o cidadão confere a tabela de valores dos resíduos recicláveis, pois o crédito será calculado de acordo o peso e os tipos de materiais, levando em consideração o mercado.

Materiais que geram crédito no Recicla Fortaleza
Os materiais que vão gerar crédito na conta de energia são vidro, metal, papel, plástico e outros, como na divisão abaixo:

Vidro
- Embalagens de vidro, café solúvel e maionese, e garrafas de cerveja, refrigerantes e aguardente.

Metal (Exceto Cobre)
- Ferros em geral, parafusos, latas de cerveja e refrigerantes, aço inox, antimônio, baterias de carro e moto, chumbo e bronze.

Papel
- Papelão, jornais, livros, cadernos, papel branco e papel misto.

Plástico
- Garrafas de refrigerantes (PET), filme, PVC, mangueira, sacolas, embalagens de água sanitária, margarina e detergente.

Outros
- Óleo de cozinha e embalagens Tetrapak (leite, sucos e achocolatados).

Serviço
Inauguração do Ecoponto Mondubim
Data: 13 de setembro de 2017 (quarta-feira)
Endereço: Rua Carlos Pimenta, esquina com a Rua Coronel Tibúrcio – Mondubim
Horário: 9h.

Publicado em Meio ambiente
Serão realizados limpeza, paisagismo, pintura, ciclomonitoramento e ação de educação socioambiental
O ponto será adotado pela comunidade, o que ajudará na sustentabilidade da ação

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Regional I, realiza, nesta sexta-feira (18/08), a partir das 8h, ação de limpeza para eliminação de ponto de lixo recorrente no Álvaro Weyne. A ação ocorre na avenida Tenente Lisboa com a rua João Ribeiro, ao lado da linha férrea, como parte das comemorações do aniversário de 65 anos do bairro.

Além da limpeza do ponto, será feita a requalificação da calçada, paisagismo, pintura e grafitagem com a participação das famílias. Também está previsto ciclomonitoramento e atividade de educação socioambiental junto aos moradores e comerciantes. O ponto será adotado pela comunidade, o que ajudará na sustentabilidade. A Prefeitura já melhorou a iluminação no local, contribuindo para a segurança pública.

Diariamente, o Município disponibiliza, em todos os bairros da Cidade, centenas de garis, acompanhados por caçambas, microcoletores, caminhões e compactadores para a execução das coletas domiciliares e das limpezas de pontos de lixo. Já foram também instalados 31 Ecopontos e foi iniciado o Projeto Ecopolos.

A eliminação do ponto de lixo contará com parceria entre a Secretaria Regional I, Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acefor), Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da Ecofor, e Polícia Ambiental.

No Álvaro Weyne, a Prefeitura entregou o Centro de Educação Infantil Nossa Senhora de Fátima, reformou a Praça Hugo Rocha, inaugurou a primeira Sala de Inovação Educacional com Laboratório Experimental do Google for Education e Multilaser e realizou uma edição do Regional Itinerante, entre outras iniciativas.

 

Publicado em Meio ambiente
Pontos de lixo requalificados
A Rua Manoel Jesuíno (Varjota) é um dos espaços requalificados na Regional II

A união entre a Prefeitura e as comunidades residentes na Regional II de Fortaleza está transformando a realidade de vias que antes serviam como depósito irregular de resíduos sólidos. Somente nos sete primeiros meses deste ano, por meio de um esforço conjunto da população e o poder público, foram requalificados 15 espaços públicos.

A equipe da Secretaria Regional II realizou, em cada uma destas áreas, uma ação de limpeza, incluindo varrição, capinação e total remoção do lixo. Além disso, foi executado um trabalho educativo com a população, orientando sobre o uso dos ecopontos e conscientizando sobre a importância de armazenar corretamente seus dejetos orgânicos e somente colocá-los na calçada, no dia e na hora que o caminhão de coleta domiciliar for recolher.

Nos locais onde a estrutura física estava comprometida, foram recuperados passeio e muros. Novas cores também foram aplicadas nessas áreas, por meio de um trabalho de grafitagem. “Essa iniciativa transforma a realidade de uma comunidade. Cada espaço que conseguimos, com ajuda da comunidade, limpar e requalificar torna-se convidativo para a convivência. É um trabalho que vai além de remover resíduos, ele devolve a auto-estima da comunidade”, afirma Ferruccio Feitosa, titular da Secretaria Regional II.

Além de todos esses benefícios, os pontos favoráveis para o plantio receberam mudas de espécie nativa e a comunidade está cultivando a vegetação. “Antes, eu tinha uma rampa de lixo na minha rua, agora está tudo mudado. Está limpo, com plantas e pintado com desenhos artísticos. As crianças olham para os desenhos na parede e não deixam os pais jogarem lixo na calçada, elas entendem que um lugar tão limpo e lindo não pode ter lixo. Para permanecer sempre assim, basta que a população guarde o lixo e espere o caminhão passar. Ele passa três vezes por semana, sem falha. Lixo na rua é doença na nossa casa e nós temos que prevenir para não acontecer. Tem que haver essa parceria da população com a prefeitura, porque assim, dá certo”, enfatiza Francisco Gama Correia, morador do bairro Varjota há 50 anos.

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Regional IV, realiza mais uma edição da Operação Quintal Limpo, quinta e sexta-feira (27 e 28/04), no bairro Serrinha, área que apresenta alto índice de infestação do Aedes aegypti.

Cerca de 30 agentes vão percorrer as ruas do bairro com o objetivo de conscientizar a população sobre medidas que combatem o mosquito transmissor da dengue, zika e chikunguya. O trabalho ocorre entre 8h e 12h. O ponto inicial será na rua Madre Eliza Balde com Sturdart Jucá. Ao todo, serão visitas 761 imóveis. De acordo com a Secretaria Municipal da Saude (SMS), somente este ano no bairro Serrinha foram notificados 226 casos de dengue e 244 de chikunguya.

Durante os dois dias, serão feitas visitas domiciliares, com a distribuição de material educativo, sacos plásticos, soro de reidratação oral e uma caçamba irá recolher materiais inservíveis e lixo. Os agente também vão orientar sobre como evitar os criadouros do mosquito. "A limpeza dos quintais reflete diretamente na saúde da população. Todos, poder público e comunidade, devem tomar providências para eliminar focos desse mosquito altamente nocivo a saúde. O uso da caçamba na operação também pode ser usado para recolher móveis que não servem mais, evitando que esse material seja jogado na rua", disse Francisco Sales, secretário da Regional IV.

Publicado em Fortaleza
Ecoponto
Projeto estimula novos modelos e ações para a limpeza urbana (Foto: Kiko Silva)

O prefeito Roberto Claudio inaugurou, na manhã desta sexta-feira (25/11), mais dois novos ecopontos na cidade, o primeiro, no Jardim Cearense, e o outro, no Pici. Os equipamentos celebram um ano do projeto em Fortaleza, estimulando novos modelos e ações para a limpeza urbana, além da ampliação do serviço de coleta seletiva na Cidade.

Os ecopontos fazem parte de uma política de sucesso da Prefeitura, trazendo benefícios diretos à população, como explicou o gestor da Capital. “Hoje, estamos inaugurando dois Ecopontos, um no Jardim Cearense e outro no Pici. Até o fim de dezembro, serão 24. Quando inauguramos um espaço desses, acabamos três ou quatro rampas de lixo no entorno. Este é um estímulo para que o cidadão que faz uma pequena reforma, poda de árvore, troca de mobília, traga esse lixo para cá, ao invés de colocar na calçada, ficando no meio do canteiro central. Mas, principalmente, este é um incentivo para que a coleta seletiva tenha espaço adequado para ser tratado, inclusive para gerar emprego e renda”, afirmou.

O equipamento do bairro Jardim Cearense é resultado de uma parceria entre a Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor) e a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), com o apoio da MRV Engenharia. Já no Pici, o ecoponto foi construído em formato de alvenaria, com projeto executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf). Os Ecopontos contam com caçambas para coleta e estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento.

João Pupo, secretário da Conservação e Serviços Públicos, lembrou que a atividade consolida um projeto que veio para mudar de vez a forma de lidar com o lixo na Cidade. “Estamos materializando uma política planejada nesta gestão. Inauguramos, hoje, o 21º e 22º ecopontos. Esta é uma ação vencedora, boa em todos os aspectos, pois fomenta a economia, na medida que gera uma cadeia, transformando lixo em dinheiro. É inteligente para a administração, pois diminui os gastos com a coleta, além do objetivo principal, o ambiental, transformando áreas antes degradas pelo lixo”, declarou.

Moradora do Jardim Cearense, Marcela Nepomuceno, conta que com a nova política, a situação do local mudará de vez, e para melhor. “Antes, o pessoal jogava lixo na área, jogava entulho, o resto de árvores, ia amontoando e ficava muito imundo, trazendo doenças e sujeira para as casas. Agora, a gente sabe que não vai ter inseto, barata e rato para dentro de casa. Ainda tem o incentivo para trocar o lixo por dinheiro, agora não tem porque colocar o lixo no meio da rua”, disse.

Nos ecopontos, a população pode fazer o descarte gratuito de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de pneus, óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros, metais, celulares e aparelhos eletroeletrônicos. Além disso, estes equipamentos ampliam também o benefício do Programa Recicla Fortaleza, que gera desconto na conta de energia e crédito no Bilhete Único pela troca de resíduos recicláveis.

Todos os equipamentos do tipo funcionam de segunda-feira a sábado, sempre de 8h às 12h e de 14h às 17h. Para atender à população, um funcionário da Ecofor Ambiental, responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos, dá orientações e recebe o material. Um outro colaborador atesta a quantidade de resíduos depositados em cada contêiner dos Ecopontos.

Recicla Fortaleza gera créditos
É nos Ecopontos onde a população pode ter acesso ao benefício do programa Recicla Fortaleza, que dá desconto na conta de energia e crédito no Bilhete Único pela troca de resíduos recicláveis, resultado de parceria entre a Prefeitura de Fortaleza, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Numa etapa posterior, os créditos também poderão ser utilizados na conta de água.

Para ter acesso aos benefícios, é simples. Basta que o fortalezense procure um dos Ecopontos mais próximos, levando a conta da Enel ou o Bilhete Único, para fazer o cadastro e receber o cartão Recicla Fortaleza. Daí, é separar os resíduos recicláveis e levá-los até o ecoponto para pesagem, lembrando de armazená-los sem sobra de alimentos ou produtos para não atrair insetos e gerar mau cheiro. No equipamento, o cidadão confere a tabela de valores dos resíduos recicláveis, pois o crédito será calculado de acordo o peso e os tipos de materiais, levando em consideração o mercado.

Publicado em Meio ambiente
250 homens divididos em 18 equipes fizeram a limpeza de nove bairros da Regional III

Durante os meses de junho e julho, nove bairros da Regional III receberam serviços de limpeza urbana, capinação, varrição, retirada de lixo das ruas e avenidas, como também pintura das principais praças.  A ação visa manter a cidade limpa e retirar sujeiras encontradas nas vias, como galhos, folhas de árvores, lixo doméstico e entulhos.

Os bairros beneficiados pela limpeza foram: Parquelândia, Bela Vista, Rodolfo Teófilo, Parque Araxá, Pici, Jóquei Clube, Henrique Jorge, João XXIII e Bonsucesso.

De acordo com o Núcleo de Limpeza Urbana da SER III, a média de lixo e entulho recolhidos era de 13 toneladas ao dia. Na ação, 18 equipes com o total de 250 homens da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb) efetivaram o serviço.

Giovane Albuquerque, chefe do Núcleo de Limpeza Urbana da Regional III, ressalta a importância de manter a cidade limpa. “A limpeza proporciona higiene às ruas, avenidas, canais e bocas de lobo, como também evita pragas de ratos, baratas e de mosquitos transmissores de doenças”.

Publicado em Fortaleza
Agente de saúde aplica raticida em jangadas (Foto: Marcos Moura)

Mais de oito mil imóveis, residenciais e comerciais, localizados na área da Secretaria Regional II de Fortaleza foram contemplados com ações de desratização (controle de roedores) entre janeiro e maio de 2013. A intervenção da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Regional II, ocorreu nos seguintes bairros: São João do Tauape, Vicente Pinzón, Mucuripe, Joaquim Távora, Luciano Cavalcante, Aldeota, Praia de Iracema e também no Centro.


Estes bairros possuem maior risco de incidência de leptospirose (doença transmitida pela urina de roedores) por estarem localizados próximos de áreas vulneráveis, como vielas, riachos, córregos, terrenos baldios, encostas e feiras.


O trabalho de desratização ocorre sistematicamente na Regional II, sendo promovido pelo Distrito de Saúde. Além disso são realizadas ações de combate a leshimaniose, raiva e escorpiões.


Outras Ações

A Secretaria Regional II junto ao Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de Fortaleza também realizou ações de eliminação de roedores, visando a Copa das Confederações.


Foram limpos os seguintes locais: entorno do Mercado Central, Beira-Mar e Praia do Futuro. Os pontos foram escolhidos, devido ao grande fluxo turístico e ao manejo de alimentos por parte das pessoas que frequentam esses locais.

 


 

Publicado em Infraestrutura
Cento e cinquenta garis estarão de plantão durante o período do torneio

Enquanto fortalezenses e turistas se vestem de verde e amarelo e entram em clima de festa, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb), prepara um esquema especial para garantir a limpeza da cidade nos dias dos jogos da Copa das Confederações. As partidas, marcadas para os dias 19, 23 e 27 de junho, vão ocorrer na Arena Castelão, mas exigirão reforço nos trabalhos em vários pontos da cidade.

Ao todo, 150 garis estarão de plantão realizando serviços de varrição e recolhimento de lixo. Deste total, 89 vão se dividir no entorno da Arena Castelão, nas ruas próximas e na área destinada aos ambulantes. Outros 30 homens estão escalados para trabalhar nas principais vias de acesso ao estádio, os chamados corredores protocolares. Entre eles, as avenidas Dedé Brasil, Paulino Rocha, Alberto Craveiro e Juscelino Kubitschek. O serviço vai ser realizado das 10 horas da manhã às 10 horas da noite.

Para auxiliar o trabalho, vão ser distribuídos 70 contêineres no entorno da Arena. Ao redor do Castelão, serão 50 unidades de 240 litros (25 para lixo seco e 25 para lixo molhado), além de 18 unidades de 1.600 litros nas principais vias de acesso e duas de 5 mil litros na área dos ambulantes. As equipes também contarão com um caminhão Munck e uma pá mecânica.

Também haverá equipes para reforçar a limpeza na Praia de Iracema, onde é esperada uma grande concentração de torcedores. Serão 40 garis durante o dia e outros 46 à noite. Foram colocadas 360 lixeiras (180 para lixo seco e 180 para lixo molhado) e 8 contêineres de 1.600 litros para coleta de lixo.

Além dos dias de jogos em Fortaleza, a Emlurb garante ainda a limpeza nos pontos de exibição pública montados pela Prefeitura nas Regionais. Telões estão sendo instalados em bairros diferentes todos os dias de jogos da seleção brasileira. Os pontos são: Pólo do Conjunto Ceará (19), Praça do João XXIII (22), Marco Zero da Barra do Ceará (semi-finais - 26 ou 27) e Praça do Bom Jardim (final – 30).

 

Publicado em Turismo
Fiscais em palestra sobre como proceder para manter Fortaleza visualmente mais limpa

Fiscais das sete Secretarias Regionais participaram nesta sexta, 17/05, no auditório da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), de capacitação sobre as Operações de Combate à Poluição Visual e Sonora. O treinamento, ministrado por Maria Luiza Távora e Astrid Câmara, coordenadoras das comissões de Combate à Poluição Visual e Sonora da Seuma, objetiva, sobretudo, esclarecer dúvidas ligadas ao assunto e organizar os trabalhos a fim de que os órgãos executem as atividades em sintonia.

Segundo Maria Luiza, a capacitação possibilita a reciclagem de conhecimentos e, consequentemente, a ampliação das atividades de fiscalizações, incluindo irregularidades que passavam despercebidas por serem costumeiras à paisagem urbana. “Espera-se de agora em diante uma repressão significativa à poluição visual assim como acontece com a poluição sonora e ambiental”, destacou.

No período da tarde, o público - desta vez também externo - recebeu orientações a respeito dos procedimentos a serem adotados para obter autorização de utilização sonora, além de conceitos relativos a esse tipo de poluição. Astrid Câmara ressaltou ainda algumas atividades de fiscalização realizadas pela Seuma como parte das ações de combate à prática. “Existem três medidas diferentes voltadas para essas ações: técnicas, administrativas e comportamentais. Numa palestra como essa, trabalha-se o comportamento, dando instrumentos para medidas técnicas e evitando que sejam colocadas em prática as consequências administrativas".         

Neste momento, as ações de combate à poluição visual concentram-se na remoção de placas imobiliárias e anúncios particulares de aluguel e venda de imóveis colocados em árvores, postes e logradouros públicos. A prática é considerada ilegal. Ao todo, já foram retirados 1.368 materiais de áreas das Regionais I, II, III, IV e V. Na próxima semana, a fiscalização atuará na Regional VI, em seguida na Secretaria Regional do Centro (Sercefor).

Publicado em Infraestrutura