A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta quarta-feira (21/02), às 9h30, a entrega da requalificação do Centro de Educação Infantil (CEI) Francisca Fernandes Magalhães, no bairro Bonsucesso. A unidade tem 97 alunos e foi beneficiada com melhorias estruturais e modernização dos espaços.

Com investimento de R$ 616.998,27, este é o 27º equipamento de educação reformado entregue à população. A obra integra o pacote de requalificação do parque escolar de Fortaleza, que visa proporcionar mais conforto, segurança e acessibilidade para alunos, professores e funcionários.

Serviço
Entrega de requalificação do CEI Francisca Fernandes Magalhães
Data: 21/02 (quarta-feira)
Horário: 9h30
Local: Rua Taquari, 1033 - Bonsucesso

Publicado em Educação
Caravana
Agenda inclui rodas de conversa, oficinas pedagógicas e motivacionais, aulões, entre outras atividades

A agenda de novembro na Rede Municipal de Ensino destaca a fase final de preparação para as provas do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece) 2023. E é com o propósito de intensificar o foco dos estudantes para as avaliações externas de diagnóstico da educação pública que a Secretaria Municipal da Educação (SME) realiza a Caravana Aprender+.

Promovida anualmente, a iniciativa visa a prática educativa voltada à melhoria da aprendizagem dos alunos. “A Caravana é mais uma ação que busca promover esse incentivo e maior preparação dos nossos estudantes. O objetivo é que todo mundo tenha um nível de excelência que é a escala de proficiência do Spaece”, ressalta a secretária Dalila Saldanha.

A programação da Caravana Aprender+ inclui rodas de conversas com pais e estudantes, aplicação de simulados, oficinas pedagógicas e motivacionais, dinâmicas variadas, aulões de Língua Portuguesa e Matemática, entre outras atividades.

Na Escola Municipal Professor José Cirio Pereira Filho, localizada no Bom Jardim, por exemplo, a motivação é a palavra-chave. A unidade escolar foi a primeira colocada do Município no Spaece 2022 e espera manter os bons resultados alcançados. “Queremos avançar cada vez mais! Além de toda a parte pedagógica, nós estamos engajando as famílias. Eles são parte fundamental nesse processo de motivar os alunos”, pontua a diretora Francisca Francimar Gomes.

 

Caravana
Nesta edição, o Spaece envolve 56.940 estudantes de unidades educacionais da Rede Municipal

Spaece 2023

Neste ano, o Spaece envolve 56.940 estudantes de unidades educacionais da Rede Municipal. A edição 2023 do processo avaliativo ocorre nos dias 28, 29 e 30 deste mês, de forma censitária, envolvendo alunos do Ensino Fundamental dos 2º, 5º e 9º anos, nas disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática. No caso dos estudantes do 2º ano do Ensino Fundamental, na vertente Spaece-Alfa, a avaliação terá como base o nível de leitura.

“Temos uma ótima expectativa para as avaliações dessa edição. Nosso processo de preparação acontece durante todo o ano. Ao longo dos meses de setembro, outubro e novembro, os Distritos de Educação realizam a checagem de dados, fazem intervenções e acompanham as escolas. E a Caravana Aprender + é essa motivação que traz uma maior divulgação das avaliações dentro da comunidade escolar”, destacou Osvaldo Negreiros, coordenador do Ensino Fundamental.

Desempenho da educação de Fortaleza

Idealizado em 1992 pelo Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Educação (SEDUC), o Sistema de Avaliação tem servido para a implementação de políticas públicas educacionais e de práticas pedagógicas inovadoras nas escolas estaduais e municipais.

Segundo dados do Spaece 2022, Fortaleza manteve o nível desejável de alfabetização. O sistema avaliou 293.825 estudantes, distribuídos em 3.840 escolas municipais e estaduais no ano passado. De acordo com os dados, a Capital está em um nível desejável de alfabetização na idade certa pelo oitavo ano consecutivo e, apesar da queda do desempenho registrada em todo o Estado, manteve o bom desempenho.

Reconhecimento dentro da Rede Municipal
As escolas municipais que alcançam os melhores resultados no Spaece e no Spaece-Alfa são homenageadas no Prêmio Escola com Excelência em Desempenho (Pemed). A premiação é uma referência importante para o aprimoramento da qualidade no ensino-aprendizagem na Rede Municipal de Ensino.

Somando mais de R$ 1 milhão em recursos, o Pemed 2023 condecorou 192 escolas, premiando financeiramente 87 unidades, que podem utilizar os recursos para melhorias, conforme a necessidade de cada escola. Além disso, na última edição, 416 alunos receberam smartphones, sendo 100 para os estudantes do 5º ano e 316 para os do 9º ano. Todos os 1.235 professores das escolas premiadas ganham elogio no Diário Oficial do Município (DOM).

Publicado em Educação
Treinamento CICV
Treinamento busca fortalecer a boa gestão no marco do Programa Acesso Mais Seguro (Fotos: Alcides Freire)

Com o objetivo de fortalecer a boa gestão no marco do Programa Acesso Mais Seguro (AMS), a Secretaria Municipal da Educação (SME) realizou, nas últimas quarta e quinta-feira (08 e 09/11), o Treinamento de Treinadores em Gestão de Estresse. Promovida na Academia do Professor Darcy Ribeiro, a ação foi organizada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), em parceria com os profissionais da SME que implementam o programa na Rede de Ensino.

Conduzido pela coordenadora do Programa de Saúde Mental e Apoio Psicossocial do CICV, Renata Reali, o momento reuniu 30 profissionais, entre psicólogos e técnicos de mediação. A formação oportunizou diversos conhecimentos que serão replicados pelos participantes a outros profissionais em seus locais de atuação, bem como implementados de acordo com as características do contexto em que estão inseridos.

“O treinamento conta com parte teórica e atividades práticas. Isso inclui desde incidentes de violência, até o trabalho de forma preventiva na questão de saúde mental. A partir disso, os participantes estão aptos a darem respostas efetivas e mobilizar também outros profissionais da educação municipal”, explicou Renata Reali.

Treinamento CICV
A formação oportunizou diversos conhecimentos que serão replicados pelos participantes a outros profissionais

“Essa iniciativa fortalece o movimento formativo de mediação realizado pela Rede Municipal. Essa programação tem o intuito de mitigar situações referentes aos conflitos, por meio de estratégias de enfrentamento de situações de violência e autoproteção da comunidade escolar”, incluiu o gerente da célula de Mediação Social e Cultura de Paz da SME, Alex Viana.

Fortalecendo as ações do Programa Acesso Mais Seguro (AMS), a agenda tratou de temáticas relacionadas ao autocuidado, estratégias de enfrentamento para situações preventivas à reativas, além de intervenções em gestão de estresse.

“É extremamente necessário abordar esses conhecimentos voltados ao acolhimento. Essa parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha traz um conteúdo muito sólido e completo. Isso nos dá uma maior preparação para o gerenciamento de crises e oferta de acolhimento dentro das nossas escolas”, pontuou Edgar Nogueira Lima, articulador do Serviço de Psicologia Escolar da SME.

Programa Acesso Mais Seguro (AMS)

A Prefeitura Municipal de Fortaleza implementa o Programa Acesso Mais Seguro (AMS) desde 2018. A metodologia AMS é desenvolvida pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), e tem o objetivo de mitigar situações referentes aos conflitos territoriais, por meio de estratégias integrais e ações concretas que sistematizam a autoproteção da comunidade escolar. Desde novembro de 2022, a Lei nº 11.312 dispõe sobre a Política Municipal de Acesso Mais Seguro (AMS) na capital cearense.

Publicado em Educação
Conferência
Conferência discutiu construção do novo Plano Nacional de Educação (2024-2034)

Um espaço de diálogo e colaboração, reunindo diversos setores da comunidade educacional para contribuir com o aprimoramento da qualidade da educação em Fortaleza. A 7ª Conferência Municipal de Educação de Fortaleza foi um encontro entre representantes da sociedade civil, gestores, conselheiros, trabalhadores da Educação, pais/famílias e estudantes em um evento que buscou fortalecer a política educacional da Cidade. O evento, promovido pelo Fórum Municipal de Educação de Fortaleza (FME), foi realizado na última sexta-feira, 27 de outubro, na Academia do Professor Darcy Ribeiro.

A mesa de abertura foi composta pelo secretário adjunto da Educação, Jefferson Maia; representando a Comissão de Educação da Câmara Municipal, vereadora Adriana Almeida (PT); a coordenadora do Fórum Estadual de Educação, Ciza Viana; representando os alunos da escola pública, Kleberson Kauã Brandão; presidente do Sindiute, Cristina Guilherme; presidente do Conselho Municipal de Educação, Fátima Garcia; representando a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Ceará, o assessor José Guerreiro Chaves Neto e a presidente do FME, Lara Picanço.

A temática da conferência trouxe à discussão o "Plano Nacional de Educação (2024-2034): Política de Estado para a garantia da educação como direito humano, com justiça social e desenvolvimento socioambiental sustentável". O secretário adjunto da Educação, Jefferson Maia, considera o evento municipal como mais uma oportunidade de reconstrução da educação. “Ficamos felizes por receber todos os representantes que compõem o fórum na Academia do Professor. Foi um momento de debates, discursos e ideias, pensando na reconstrução da educação do país. Isso será possível se tivermos um plano nacional forte, sustentável e olhando para o futuro”, enfatiza Jefferson.

O aluno presidente do grêmio, Kleberson Kauã Brandão, da Escola Municipal Creuza do Carmo Rocha, na Granja Portugal, representou os estudantes de Fortaleza na abertura da conferência. Atuante no cotidiano escolar, ele avalia que a participação dos alunos nas discussões é fundamental. “Estou feliz por marcar presença no evento e representar meus colegas. O aluno e o professor têm uma visão mais ampla das necessidades da escola, por isso achei legal a gente participar. É uma satisfação ser presidente do grêmio e contribuir com minha escola”, observa.

Programação

A programação incluiu palestra magna com Sofia de Evaristo Menescal (membro do Fórum Nacional dos Conselhos Estaduais e Distrital de Educação( e plenária de aprovação do regimento da conferência. A agenda seguiu com plenária de eixos para discussão e eleição de delegados de todos os segmentos propostos, que irão representar Fortaleza na Conferência Estadual, podendo ser eleitos para participar da Conferência Nacional Educação (Conae) 2024.

As discussões nas salas temáticas foram pertinentes, avalia a presidente do Fórum Municipal de Educação de Fortaleza, Lara Picanço: “Tivemos uma tarde produtiva em que todos colaboraram com proposições para serem levadas para a conferência estadual, que ocorrerá neste mês de novembro. Tivemos a eleição de todos os delegados e encerramos com uma plenária final, em que agradeci a todos pelas contribuições”.

Fórum Municipal de Educação (FNE)

Coordenado pela Secretaria Municipal da Educação (SME), o Fórum Municipal de Educação foi instituído em 2015. Atualmente, o FNE é composto por 31 setores da sociedade com atuação reconhecida na melhoria da educação municipal, entre eles estão universidades públicas e privadas, sindicatos e secretarias municipais e estaduais.

Entre as atribuições do fórum estão: I- participar do processo de concepção, implementação e avaliação das políticas de educação; II - acompanhar, junto às esferas do Poder Legislativo, a tramitação de projetos referentes às políticas educacionais; e III - acompanhar e avaliar os impactos da implementação dos Planos Municipal, Estadual e Nacional de Educação.

Publicado em Educação
Festival Internacional Outubro Docente
Festival celebra a troca de experiências, crescimento profissional e protagonismo docente (Foto: Alcides Freire)

"Um plantador de esperança plantando em cada criança. Um adulto sonhador. E esse cordel foi escrito, porque ainda acredito na força do professor". Assim, o poeta Bráulio Bessa abriu o Festival Internacional Outubro Docente, que comemora o mês do professor na Rede Municipal de Ensino. Na manhã desta segunda-feira (16/10), a Secretaria Municipal de Educação deu início à agenda que ocorre durante toda esta semana no Centro de Eventos do Ceará.

Em sua segunda edição, o festival celebra a troca de experiências, crescimento profissional e protagonismo docente. Com o tema: “Ampliando as Fronteiras da Educação”, a programação deste ano busca ampliar os conhecimentos dos professores do Município. “Escolhemos essa temática para partilhar as diversas possibilidades que nós precisamos buscar no dia a dia. A nossa mensagem é de acolhimento e respeito por essa profisão”, disse a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

“Até sexta-feira iremos acolher 10 mil professores celebrando a nossa profissão. Aqui, os professores irão vivenciar diversos ambientes para que possam voltar para as salas de aula com um olhar mais qualificado, com inovação e intersetorialidade”, pontuou a gestora, destacando a variedade de atividades que compõem o evento, desde mostra de talentos, palestras, diálogos, oficinas, lançamentos de livros, exposição e shows culturais.

Outubro Docente
Cada dia de evento irá combinar programações fixas com outras especialmente planejadas para as datas (Foto: Alcides Freire)

Pluralidade de conteúdos
A pluralidade do festival está na gama de conteúdos que permeiam a rotina dos profissionais. “Me surpreendi com a grandiosidade dessa ação. É uma forma de reconhecer o nosso trabalho e nos garante novos aprendizados que, com certeza, irão agregar na escola. A ponta final desse festival são os alunos. Eles terão professores mais qualificados”, compartilha Maria Cristina, educadora na Escola Municipal João Nunes Pinheiro,  no bairro Conjunto Ceará.

O evento é marcado pela realização simultânea de várias atividades ao longo de cada dia. Entre os destaques estão as palestras magnas de Viviane Mosé (17/10), José Pacheco (18/10), Carla Akotirene (19/10) e Daniel Becker (20/10). A agenda conta ainda com 12 salas com diferentes convidados, a exemplo da Profª Dra. Socorro Acioli, que neste primeiro dia compartilhou seus conhecimentos e motivou os educadores.

“Toda a minha carreira foi pautada por professores que estiverem em momentos decisivos. Estar aqui é uma responsabilidade muito garante e uma tentativa de cultivar novos sonhos. Me sinto devolvendo muito do que recebi. É uma alegria falar para este público”, afirmou a convidada especial.

O Festival Internacional Outubro Docente segue até a próxima sexta-feira (20/10). Além das atividades flexíveis e palestras, ao longo da semana o público poderá conferir o 3º Colóquio de Pesquisas em Educação e Ensino e a I Mostra de Práticas Pedagógicas Inovadoras. O Festival irá promover também os lançamentos de três volumes do projeto “Professor Autor: Fazendo História… Trocando Figurinhas”, com 92 trabalhos dos autores da edição 2022 do projeto.

Publicado em Educação
Professor Sem Fronteiras
As despesas referentes às passagens, hospedagens, alimentação e inscrições são financiadas pela Prefeitura de Fortaleza

Na véspera do Dia do Professor, 25 docentes da Rede Municipal de Ensino embarcaram para um intercâmbio na Espanha neste sábado (14/10). “Sempre tive vontade de fazer um intercâmbio, porém nunca pude por questões financeiras. Mas agora vou como profissional e isso servirá de exemplo para os meus alunos”. Feliz com a realização do antigo sonho e levando essa motivação na bagagem, a professora Joelma Freire faz parte do grupo que irá participar da segunda etapa do programa Professores sem Fronteiras.

”O programa é uma ação que potencializa a formação dos nossos profissionais, uma possibilidade de contato com instituições internacionais de referência no cenário mundial. Nesta primeira edição, contemplamos 50 professores. Desses, 25 viajaram para a França e outros 25 estão indo hoje para a Espanha com todas as despesas financiadas pela Prefeitura. Nosso plano é realizar, até 2024, intercâmbios para 200 professores da Rede Municipal”, explicou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Na sexta-feira (13/10), desembarcou em Fortaleza o primeiro grupo de professores, que viajou para a França. Por lá, os docentes participaram de formação durante duas semanas, no Instituto Nacional Superior do Professorado e da Educação (Inspé) da Universidade Grenoble Alpes (UGA), na cidade de Grenoble. A instituição pública de pesquisa é considerada uma das 100 melhores universidades do mundo. Além da formação, os professores também realizaram agenda cultural e os chamados “ateliês”: visitas a escolas de educação infantil, ensino fundamental e EJA, entre outras atividades.

Com visitas escolares (ateliês), workshops, jornada de convívio com professores locais, passeios culturais, entre outras ações, a agenda dos intercambistas na Espanha ainda incluirá formação na Universidade da Estremadura (UEx), instituição estadual situada na comunidade autónoma da Estremadura, no sudoeste da Península Ibérica.

Empolgado com a oportunidade, Lucas Ribeiro afirma que alunos e colegas estão igualmente ansiosos. ”Esse intercâmbio tem se mostrado motivador para outros professores e estudantes. Eu vi os olhos dos meus estudantes brilhando quando disse que tinha sido aprovado, sermos inspirações e motivá-los a continuar estudando para alcançar seus sonhos também é outra vitória desse programa. Sem dúvida, isso fortalecerá vínculos que transformarão o ensino e a aprendizagem”, celebra o professor de Ciências da Natureza da Escola de Tempo Integral Professora Antonieta Cals, no São João do Tauape.

“Acredito que a troca de experiências será muito rica. Temos projetos extraordinários e precursores que servem de exemplo para outras cidades brasileiras e, agora, estrangeiras. Pretendo aprender ao máximo, saber como funciona o sistema de educação da Espanha e trazer inspirações para minhas práticas diárias”, celebrou Joelma Freire, professora da Escola Municipal Moura Brasil, localizada no bairro Moura Brasil.

Critérios de participação
Dentre as avaliações de participação previstas nos editais 10/2023 e 11/2023, foram analisadas produções docentes e científicas dos professores, assim como o tempo de docência em sala de aula. Entre os critérios, estão: projeto aprovado no Edital de Boas Práticas; relato de experiência aprovado e publicado no Projeto Professor Autor; trabalhos selecionados para a Feira de Ciências – etapa municipal; trabalhos selecionados para a Feira de Ciências – etapa estadual, entre outros.

Para Lucas Ribeiro o conjunto de critérios valoriza a atuação dos professores dentro da Rede Municipal. “Esse intercâmbio é um reconhecimento e valorização aos professores que já desenvolvem projetos e publicam suas experiências. Como docente, penso que será uma grande formação. Sem dúvidas as observações e as vivências irão transformar minha forma de ver a sala de aula e a Rede de Ensino. Acredito que a Espanha também ficará surpresa com os excelentes profissionais e experiências que iremos compartilhar”, descreveu o educador.

Publicado em Educação
Dia do Professor
Na data em que celebra-se o Dia do Professor, as histórias desses docentes mostram que ser educador é sinônimo de protagonismo, conquistas e transformação (Foto: Alcides Freire)

Um professor aprovado no maior concurso realizado nos últimos anos na área da Educação em Fortaleza. Outro, há 18 anos na Rede Municipal de Ensino, vivencia a primeira edição de um intercâmbio no exterior. Neste domingo (15/10), data em que celebra-se o Dia do Professor, as histórias de Marcelo Costa e Gilson Franco mostram que ser educador é sinônimo de protagonismo, conquistas e transformação.

Na Escola de Tempo Integral Maria Odete Colares, no bairro Messejana, Marcelo Costa hoje se vê realizado. Esforçado e comunicativo, o professor de Geografia encontrou no concurso da Prefeitura de Fortaleza a oportunidade de se estabelecer na profissão. “Sou professor há quase dez anos. Já trabalhei nas redes particulares e Estadual, então, ter essa chance na rede pública de Fortaleza foi maravilhosa. A tensão foi grande, mas a alegria de passar não dá pra descrever. É uma grande realização”, disse orgulhoso.

A conquista de Marcelo anda lado a lado com os avanços na qualidade do ensino na Capital. Para a melhor execução de suas atividades, por exemplo, o professor de Geografia conta com um kit de microfones. ”Nosso instrumento de trabalho é a voz e ter essa ferramenta facilita na própria atenção dos alunos. Vejo isso como um reconhecimento ao professor e um olhar cuidadoso para com a nossa saúde", relatou Marcelo, que também recebeu um chromebook, item que já foi entregue a mais de 12 mil professores da Rede Municipal.

“Os materiais agregam ao exercício da nossa profissão. Tudo o que a gente puder utilizar para repassar o conhecimento é válido. Saber que a gente contribui para o aprendizado de outro ser humano é a nossa maior conquista. Comemorei o concurso sem acreditar e, hoje, celebro o conhecimento de cada estudante. Por isso esse suporte é tão fundamental”, completou.

Dia do Professor
A conquista de Marcelo anda lado a lado com os avanços na qualidade do ensino na Capital (Foto: Alcides Freire)

Valorização profissional
A qualificação permanente é uma ação que vem sendo fortalecida na Capital. Além da formação continuada ofertada pela Secretaria Municipal da Educação (SME), ao longo do ano, novas opções de aprendizados são possibilitadas com projetos voltados aos docentes, como financiamento de cursos de pós-graduação stricto sensu, e a oferta de vagas de mestrado e doutorado por meio do Observatório da Educação.

Entre as conquistas, está ainda a garantia do piso salarial em 2023, incluindo o reajuste geral de 5,79% concedido a todos os servidores públicos municipais. Outro benefício é a promoção por titulação, além da progressão por tempo de serviço e qualificação, conforme Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

Além da entrega dos microfones e chromebooks, a Educação do Município busca ampliar os horizontes dos profissionais por meio de outras políticas públicas, como o intercâmbio pedagógico em países do continente europeu, dentro do programa Professor Sem Fronteiras.

Neste enredo, quem embarcou para a Espanha no último sábado (14/10) foi o professor Gilson Franco. O docente de Língua Portuguesa faz parte do grupo de 50 educadores da primeira edição do programa. A ação reúne uma programação pedagógica durante 15 dias, dividida em dois grupos: O primeiro, com 25 professores, foi para a França no dia 30 de setembro. Já o segundo grupo viajou para a Espanha, também com 25 professores.

"Eu ainda estou sem acreditar que isso é verdade. Ir para a Europa com todas as despesas custeadas, conhecer outro sistema educacional e compartilhar nosso ensino vai nos enriquecer”, falou o educador repleto de emoção, vivenciando aos 53 anos de idade sua primeira experiência internacional.

Querido pelos alunos e colegas da Escola Municipal Sebastião de Abreu, no bairro Bom Jardim, Gilson é um exemplo do amor e criatividade que permeiam a prática docente. Aproveitando todas as formas que a comunicação oferece, ele utiliza da literatura de cordel para despertar o interesse dos estudantes dentro da sala de aula.

“A educação acontece por diferentes meios. Meu pai era boiador e eu cresci no meio de vaqueiros, logo o cordel teria que fazer parte da minha vida docente. Tenho utilizado essa literatura para fazer projetos que possibilitem a escrita e leitura, trazendo nessa carga linguística temas importantes, como o combate ao bullying e gratidão”, explicou o professor.

A importância de ensinar com o coração está no regionalismo de Gilson e entusiasmo de Marcelo. Eles, assim como tantos outros docentes, realçam na profissão que forma todas as outras os desafios, mas - sobretudo - os exemplos inspiradores. E é com essa carga de inspiração que o professor Gilson parabeniza os demais:

“O nosso trabalho é gigante. É no chão de cada sala de aula que nós mudamos a vida de muitos alunos. Eu espero que cada professor tenha a dimensão do que significa seu ofício. Cada criança que cruza nosso caminho é a esperança de um futuro melhor. Somos uma transformação! Feliz Dia do Professor”.

Publicado em Educação
Caravana do
Iniciativa faz parte das atividades do Selo Escola Amiga da Saúde - Todos Contra o Aedes (Foto: Alcides Freire)

Ações de combate às arboviroses estão sendo realizadas nas escolas de Fortaleza. Uma parceria entre Secretarias Municipais de Educação (SME) e Saúde (SMS) promove a Caravana do "Dia D" como iniciativa de conscientização e mobilização social nas unidades escolares municipais. A estratégia fomenta o combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão de doenças como dengue, chikungunya e zika.

A caravana do “Dia D” ocorre às quartas-feiras e consiste na visita dos agentes de endemias e mobilizadores sociais às escolas com palestras, exposição de material informativo, maquetes e distribuição da cartilha “Marcelinho: o detetive contra o Aedes”, que inclui atividades educativas que ensina às crianças sobre a importância de evitar a proliferação do mosquito.

Dando continuidade à iniciativa, na manhã da última quarta-feira (04/10), a Escola Municipal Irmã Simas, no bairro Lagoa Sapiranga, recebeu a programação com participação de agentes de endemias, orientando os alunos sobre o ciclo de vida do Aedes aegypti e tarefas a serem adotadas no dia a dia para o enfrentamento ao mosquito. “A caravana é muito importante porque vem fomentar um trabalho que já realizamos na escola de conscientização quanto aos cuidados que os alunos devem ter no combate às arboviroses, não só na escola, mas em casa”, observa Odilene Aquino, coordenadora da unidade.

Caravana nas escolas
Ao longo do mês, a programação percorrerá unidades, mobilizando a participação de alunos, pais, professores e toda a comunidade escolar. “Esta ação tem grande relevância para a rotina escolar. Temos resultados diretos na busca por focos de proliferação do mosquito, e além disso, envolve os alunos em uma atividade lúdica, ao mesmo tempo que ensina na prática como combater o Aedes aegypti, fazendo-os se tornarem multiplicadores de ações no combate ao mosquito na escola, na rua e em casa”, explica a gerente da Célula de Assistência ao Educando da SME, Andrea Peres Fragoso.

A ação já vem sendo desenvolvida nas escolas como atividade do Selo Escola Amiga da Saúde - Todos Contra o Aedes. No entanto, a caravana passa a ser intensificada entre os meses de outubro e novembro, em cada um dos seis Distritos de Educação, integrando o conjunto de atividades já realizado na Rede Municipal, que participa do Comitê Intersetorial de Controle de Ações das Arboviroses. Nesta perspectiva, toda quarta-feira é o Dia "D" na luta contra o mosquito nas escolas municipais.

Selo Escola Amiga da Saúde
As atividades realizadas no "Dia D" contra o Aedes fazem parte do portfólio de ações que as unidades estão realizando para obterem o Selo Escola Amiga da Saúde: Todos contra o Aedes 2023. Participam todas as unidades da Rede Municipal. O selo tem o objetivo de fomentar a participação das crianças, adolescentes, educadores e comunidade escolar nas ações de mobilização, conscientização e prevenção de doenças causadas pelo Aedes.

Publicado em Educação
Painéis artísticos
A instalação dos painéis integra os compromissos de Fortaleza como membro da Rede de Cidades Criativas da Unesco (Foto: Alcides Freire)

O universo criativo do artista cearense Franklin Stein agora integra o espaço da Escola de Tempo Integral (ETI) Professora Antonieta Cals, no bairro São João do Tauape. Como parte do projeto Painéis Artísticos nas Escolas, a Prefeitura de Fortaleza inaugurou, nesta quinta-feira (28/09), o mural “O encontro do assum preto com a asa branca”, de produção do ilustrador.

A partir do projeto, a Capital realiza experiência inédita no Brasil: a inauguração de uma série de quarenta murais, que vão ser instalados ao longo de 2023, em 27 escolas municipais e 13 escolas estaduais, espalhadas por todas as regionais da Cidade.

“Essa iniciativa amplia o repertório cultural dos estudantes. É um meio de incentivar o imaginativo das nossas crianças e expandir a arte para a comunidade escolar“, considera o secretário adjunto da Educação, Jefferson Maia, destacando a relevância da ação fruto de parceria entre a Vice-Prefeitura, secretarias municipais de Cultura (Secultfor) e Educação (SME) e da fábrica Cerbras.

Com a instalação do painel no São João do Tauape, Fortaleza já soma quatro murais inaugurados. As três primeiras escolas municipais a receberem foram a ETI Hildete de Sá Cavalcante, no Mondubim, a ETI Leonel de Moura Brizola, no bairro Planalto Ayrton Sena, e a ETI Pastor Florêncio Nunes Neto, no Parque Presidente Vargas.

Quem é Franklin Stein

Franklin Stein é ilustrador, quadrinista, designer, fotógrafo, produtor cultural, artista. Produziu e participou de exposições no Brasil e no exterior, sempre combinando cultura pop e arte popular, o fazer manual com o digital. Cria personagens fantásticos (robôs e monstros) estilizando a fauna/flora e discutindo questões sobre progresso versus meio ambiente.

Intervenção artística no ambiente escolar

Em abril de 2022,  a Prefeitura lançou o edital Painéis Artísticos nas Escolas com o objetivo de levar arte  para dentro das Instituições Públicas de Ensino. Agora, o processo está na etapa de entrega das obras dos 18 artistas fortalezenses. Todas impressas em cerâmica, o que confere grande durabilidade.

Fortaleza Cidade Criativa da Unesco

A instalação de painéis artísticos em escolas públicas integra os compromissos da cidade de Fortaleza como membro da Rede de Cidades Criativas da Unesco.  Um dos compromissos assumidos com este título, é a inserção da linguagem do design nas escolas, como ferramenta de transformação social.

Publicado em Educação
Professores sem fronteiras

A Educação de Fortaleza romperá fronteiras para levar dois grupos de educadores para intercâmbio pedagógico em países do continente europeu. O feito é possível por meio da primeira edição do Programa Professores sem Fronteiras, que promoverá a experiência internacional para 50 educadores da Rede Municipal de Ensino. Os selecionados viajarão para França e Espanha, por duas semanas. Este é mais um projeto de valorização docente da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME).

Os professores selecionados para o intercâmbio participam de curso pré-viagem entre ao longo de toda esta semana, na Academia do Professor Darcy Ribeiro. O propósito deste momento formativo é fornecer informações sobre cultura, língua e dados sobre o país de destino do intercâmbio, além de outras orientações.

Serão dois grupos viajantes. O primeiro, com 25 educadores, embarca para a França no próximo sábado (30/09), onde passará por uma programação pedagógica durante 15 dias. Já o segundo grupo, também com 25 professores, irá para a Espanha na segunda quinzena de outubro. A primeira edição do programa ocorre durante o mês do professor da Rede Municipal de Ensino, programação diversa realizada ao longo de outubro em celebração ao Dia do Professor.
 
Histórias e experiências na bagagem

A notícia da aprovação no edital do Programa Professores sem Fronteiras veio bem cedinho do dia, na hora do café das professoras do Centro de Educação Infantil (CEI) Moura Brasil, localizado no bairro Moura Brasil. Quem conta a história é a educadora aprovada para intercâmbio na França, Maria Adriana da Silva. A unidade toda parou o café para comemorar a seleção de Adriana, como uma conquista coletiva.

“Essa experiência é a realização de um sonho meu e de toda minha unidade escolar. Nunca pensei que eu ia viver essa experiência como professora da Educação Infantil. Minha expectativa é levar todo o conhecimento e práticas que temos na etapa da primeira infância de Fortaleza e trazer na bagagem tudo o que eu puder de aprendizados”.

Aos 53 anos de idade, o professor de Língua Portuguesa Gilson Franco é um dos 25 intercambistas que embarcam para Espanha na segunda quinzena do mês de outubro. Esta será a primeira vez que ele faz uma viagem internacional e diz que o sentimento é de reconhecimento e valorização. O docente atua na Escola Municipal Sebastião de Abreu, no Bom Jardim.

“Estou há 18 anos na Rede de Ensino de Fortaleza. Digo aos colegas que estamos em uma das melhores redes de ensino do Brasil. Já viajei para alguns lugares do País e conheci outras redes educacionais. Esse intercâmbio é o maior reconhecimento da minha carreira docente”, descreve, emocionado.

A secretária de Educação de Fortaleza, Dalila Saldanha, explica que esse programa faz parte do Programa de Governo da atual gestão, como uma política de valorização dos professores da Rede Municipal. “Esta é uma iniciativa inédita. É uma alegria para a gestão, para as escolas, estudantes e educadores. Os professores irão levar para esses países um pouco do que fazemos aqui e tenho certeza que irão trazer muita coisa boa na bagagem. Apesar dos desafios, temos conseguido ser referência para o mundo e para o Brasil em diversas áreas, como na Educação”, pontua.

Formação internacional

Na França, os professores vão realizar a formação de duas semanas na Instituto Nacional Superior do Professorado e da Educação (Inspé) da Universidade Grenoble Alpes (UGA), na cidade de Grenoble, nos Alpes Franceses. Essa é uma instituição pública de pesquisa considerada uma das 100 melhores universidades do mundo. Além de ser reconhecida como base para esportes de inverno e pelos museus, a cidade francesa se tornou conhecida por ser um dos maiores centros universitários da França, com aproximadamente 60 mil estudantes.

Já os professores intercambistas da Espanha vão vivenciar a experiência pedagógica na cidade de Cáceres, na região de Estremadura, no oeste de Espanha. Fundada pelos antigos romanos, é o terceiro maior complexo monumental da Europa.

Os dois grupos participarão de formação com carga horária de 48 horas composta por momentos de ateliês presenciais ministrados por dois professores, sendo ao menos um deles lusófono, e outra parte mais prática com a realização de trabalho pessoal, orientado por atividades propostas durante esses ateliês. O intercâmbio inclui também dois momentos de estágio de imersão em escolas locais e passeio cultural em grupo.

Cinco módulos compõem a formação: 1 - conhecer o sistema educativo do país (particularidades e funcionamento); 2 - gerenciar a diversidade em classe (pedagogia inclusiva - parte mais prática de construção de ferramentas, métodos de organização e abordagens pedagógicas adequadas); 3 - avaliar o progresso e os conhecimentos dos alunos; 4 - conhecer o percurso de educação cultural e artística e 5 - manuseio e análise crítica de diferentes ferramentas digitais em classe.

Edital do programa

A seleção para participar do Professores Sem Fronteiras ocorreu por meio dos editais França (10/2023) e Espanha (11/2023), divulgados no site da Secretaria Municipal de Educação. Os processos seletivos disponibilizam vagas para intercâmbio pedagógico no exterior, sendo 25 para França e outras 25 para Espanha.

Publicado em Educação
Página 1 de 24