Infográfico com dados

A Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), entre os dias 04 e 14 de dezembro, período de matrículas para alunos novatos que pretendem ingressar na Rede Municipal de Ensino. Para o ano letivo de 2021, por conta da pandemia, a matrícula de alunos novatos, da pré-escola, Ensino Fundamental regular parcial e Educação de Jovens e Adultos (EJA) terá uma etapa eletrônica, com a utilização do Sistema de Pré-matrícula Virtual no seguinte endereço: https://prematricula.sme.fortaleza.ce.gov.br/.

Por meio desse sistema, pais ou responsáveis realizarão o cadastro do aluno, escolherão três opções de unidades escolares mais próximas da sua residência. A partir daí, o pai ou responsável receberá o contato da gestão da escola para o agendamento do atendimento presencial, onde serão apresentados os documentos do aluno e efetivada a matrícula.

Aos pais que possuem dificuldades de acesso à internet, a Prefeitura continuará ofertando a opção da matrícula presencial em todas as unidades escolares da Rede Municipal. Basta que no período de matrícula, os responsáveis procurem a escola mais próxima de sua residência e apresentem a documentação necessária.

Vale destacar que, neste período de enfrentamento à pandemia da Covid-19, as unidades de ensino adotarão todas as medidas de segurança sanitária durante o processo de matrícula, como distanciamento, uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura e disponibilidade de álcool gel para higienização das mãos.

O processo de organização das matrículas da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza objetiva assegurar o acesso e a permanência dos alunos nas unidades de ensino, assim como zelar pelo bom atendimento das famílias que procuram vaga escolar na Rede. É importante ressaltar que, mesmo com o calendário divulgados pela SME, os alunos podem ser matriculados na Rede em qualquer período do ano.

Para os alunos veteranos, a Rede Municipal já realizou a confirmação das matrículas dos estudantes que nela permanecerão em 2021. Em contato com os responsáveis, cada unidade escolar atualizou o endereço, documentação e solicitou o cartão de vacina atualizado do aluno para confirmação da matrícula.

Vale destacar que a gestão municipal realiza, todos os anos, as matrículas da Educação Inclusiva de forma antecipada, com o objetivo de identificar as necessidades educacionais específicas dos alunos, mapear as escolas e assegurar, de forma prévia, a organização dos suportes e recursos de acessibilidade física e pedagógica.

Todas as informações relacionadas às etapas da matrícula de alunos que pretendem ingressar na Rede Municipal em 2021 são divulgadas nos endereços http://educacao.fortaleza.ce.gov.br/ e http://intranet.sme.fortaleza.ce.gov.br/.


Documentação
Para efetivar a matrícula de alunos novatos, os responsáveis devem procurar a escola mais próxima de sua residência e apresentar a seguinte documentação: cópia da certidão de nascimento e CPF; documento de transferência (histórico escolar ou declaração da escola de origem); três fotos 3x4; cartão de identificação social do responsável legal (NIS); comprovante de residência; cópia do laudo ou avaliação pedagógica das crianças com deficiência; cartão de vacinação atualizado para Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA; e CPF ou RG do responsável, quando o aluno for menor de idade.

Os pais ou responsáveis que desejam realizar inscrição do filho no Registro Único devem entregar a seguinte documentação: carteira de trabalho ou declaração que comprove o trabalho; cópia da certidão de nascimento; cópia do comprovante de endereço; cópia do cartão de vacina; cópia do CPF do aluno; cópia do RG e CPF do responsável; cópia do comprovante da renda mensal da família; cópia do laudo ou avaliação pedagógica das crianças com deficiência; cópia do cartão bolsa família e duas (2) fotos 3x4.

É importante ressaltar que a ausência de algum documento não pode ser impedimento para efetivação da matrícula. Caso o aluno não possua algum dos documentos solicitados, os conselhos Tutelares de cada Distrito de Educação devem ser acionados para regulamentação da documentação. O responsável pode efetuar a matrícula e depois entregar a documentação.

Infográfico com dados
x

 

Publicado em Educação
Kits de alimentação escolar
O benefício é individual e assegurado para todos os alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos


A Prefeitura de Fortaleza iniciou, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), a nona etapa da entrega de kits de alimentação aos 231 mil alunos da Rede Municipal de Ensino. A ação tem o objetivo de complementar a alimentação dos estudantes, durante o período de suspensão das aulas presenciais, em decorrência do enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

Somando-se ao quantitativo das demais entregas, realizadas entre março e novembro, Fortaleza entregou às famílias dos estudantes cerca 20.700 toneladas de alimentos e 20.790.000 unidades de ovos. Os kits serão entregues aos alunos enquanto as aulas presenciais estiverem suspensas. O benefício é individual e assegurado para todos os alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA), contemplando creches conveniadas, Centros de Educação Infantil e escolas. 

A exemplo do que ocorreu nas etapas anteriores, a distribuição dos kits acontece nas unidades escolares, obedecendo um cronograma, onde a direção da escola entra em contato com as famílias para informar quando os alimentos estarão disponíveis para retirada. A entrega começa pelos alunos da Educação Infantil. Assim como nas demais etapas, medidas de segurança e higiene serão tomadas no processo de entrega.  

Os gêneros alimentícios ofertam carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais, que colaboram com a imunidade dos alunos. O responsável por cada aluno recebe o kit composto por 1 caixa com 12 ovos, 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho.

Publicado em Educação
A Prefeitura de Fortaleza vai expandir o Projeto Sintonia de atendimento psicológico on-line. A partir desta quinta-feira (02/07), os profissionais da educação que atuam na Rede Municipal de Ensino também contarão com o suporte psicológico por meio da plataforma virtual. Os interessados devem acessar o site sintonia.sepog.fortaleza.ce.gov.br, responder ao formulário eletrônico, com preenchimento dos dados pessoais, indicativo dos motivos que levaram a buscar atendimento e sugestão de dia para o atendimento.
 
Desde maio, o Projeto Sintonia está disponível para os profissionais municipais de saúde que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus. 
 
Articulado pela primeira-dama de Fortaleza Carol Bezerra, o Projeto é executado em parceria com as Secretarias Municipais da Saúde e Educação. “As ações são desenvolvidas a partir dos três princípios básicos dos Primeiros Cuidados Psicológicos, que são: observar, escutar e aproximar. Com a ampliação do programa, vamos potencializar esse apoio aos profissionais da educação que atuam nas unidades de ensino da Rede Municipal para identificar reações de crises emocionais e intervir para o alívio desses sintomas”, comenta a primeira-dama Carol Bezerra.
 
Com a ampliação, a expectativa é ofertar mais uma possibilidade de acompanhamento da saúde mental dos profissionais da Educação. De acordo com a titular da SME, Dalila Saldanha, a iniciativa é de extrema relevância, especialmente no retorno às atividades escolares presenciais após o isolamento social. "Compreendemos que esse momento exigirá um cuidado ainda maior com a saúde mental da comunidade escolar. Além disso, estamos prestando um apoio psicológico e ações de cuidado a fim de superar os danos emocionais causados aos nossos profissionais ao longo período de pandemia”, afirma.
 
Esta iniciativa atende também a uma reivindicação da categoria, apresentada por meio do Sindiute, para que o Município promova ações voltadas ao cuidado e à saúde mental dos trabalhadores em Educação. 
 
O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 21 horas, e no sábado, das 14 às 16 horas. A sessão dura em média 50 minutos e é realizada por meio de links de chamada de vídeo ou voz, dependendo da preferência do profissional atendido. 
 
São aproximadamente 100 psicólogos municipais capacitados para atuar no Sintonia. Cada um conta com uma equipe de supervisores e um psiquiatra de referência caso seja preciso interconsulta ou encaminhamento. Será possível também orientar, avaliar e realizar encaminhamentos à Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).
 
O atendimento psicológico on-line segue as normas da Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 11/2018.
Publicado em Educação
Professora e alunos da Rede
Dentre os conteúdos disponíveis estão coletânea de cursos totalmente gratuitos, dicas e tutoriais de tarefas e jogos educativos

A Secretaria Municipal da Educação (SME), considerando o contexto da pandemia do COVID-19, disponibiliza, a partir desta sexta-feira (03/04), para os profissionais da Educação novos recursos que agregam diversos conteúdos digitais, assim como oportunidades formativas, no site da Academia do Professor Darcy Ribeiro

A ação tem como objetivo apoiar professores e gestores fortalecendo a prática docente no contexto de orientações de atividades domiciliares para que escola, gestão e família possam, juntos, dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem durante o período de suspensão das aulas.

Dentre os conteúdos disponíveis os professores poderão encontrar uma coletânea de cursos totalmente gratuitos, disponíveis na internet e selecionados pela equipe SME. Também será possível encontrar um agregado de informações, dicas e tutoriais sobre ferramentas úteis no suporte às tarefas de ensino domiciliar. Por fim, uma seção com dicas de jogos educativos e outra com canais educacionais.

Publicado em Educação

Professor e aluno da Rede de Ensino Municipal
Orientações pretendem instruir os profissionais sobre o desenvolvimento de atividades a serem realizadas pelos alunos em casa

A Prefeitura de Fortaleza divulga, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), em articulação com a entidade representativa dos profissionais da Educação, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sindiute), orientações para o trabalho domiciliar de profissionais da Rede Municipal de Ensino. O objetivo é que gestão, escola e família, juntos, possam dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem dos 231 mil alunos neste período de suspensão de aulas, com atividades pedagógicas para serem realizadas em regime de domicílio. 

As orientações pretendem instruir os profissionais sobre o desenvolvimento de interações/vivências e atividades domiciliares a serem realizadas pelos alunos em casa nos dias de afastamento social para enfrentamento à pandemia do coronavírus, em conformidade com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

Para a Educação Infantil, a SME reforça a importância de atividades que proporcionem interações/vivências com as famílias. Neste sentido, a Secretaria orienta professores e demais profissionais na promoção de ações de fortalecimento dos vínculos, afetos e relações, além da proteção e cuidados das crianças, por meio de atividades propostas às famílias.

Visando cumprir a carga horária mínima anual exigida na legislação vigente, as unidades municipais de Ensino Fundamental devem adotar como estratégia de ensino e aprendizagem, durante esse regime especial, a orientação de estudos com atividades domiciliares. As atividades devem ser planejadas e orientadas pelos professores da Rede e entregues aos estudantes e seus familiares pela unidade escolar.

Neste contexto, a gestão escolar se articula com os professores da unidade, por meio das ferramentas de comunicação remota, para que estes enviem seu "Plano Semanal de Atividades Domiciliares". Nos planos, devem constar roteiro de estudos e coletânea de atividades, por semana, bem como as estratégias de avaliações que serão adotadas para os conteúdos ministrados durante esse período. 

Os Distritos de Educação deverão orientar a gestão escolar na organização do "Plano Semanal de Atividades Domiciliares da Escola", contemplando todos os componentes curriculares e ano/série. O roteiro de estudo e a coletânea de atividades deverão ter como referência o livro didático e os materiais complementares trabalhados durante o ano letivo.

Publicado em Educação
Infográfico com dados

A Prefeitura de Fortaleza comunica, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SME), que o período de matrículas para alunos novatos da Rede Municipal de Ensino inicia nesta quinta-feira (02/01) e segue até quarta-feira da semana que vem (08/01). Os pais ou responsáveis devem estar atentos às datas do calendário para garantir a vaga dos seus filhos. O calendário foi elaborado para oferecer mais agilidade ao processo e conforto aos pais, evitando filas de espera.

No dia 2, será a vez da matrícula de alunos novatos a partir de 1 ano de idade (creche) até o 1º ano. No dia 3, poderão se matricular os alunos do 2º ao 4º ano; no dia 6, alunos do 5º ao 7º ano; no dia 7, alunos do 8º e 9º ano; e no dia 8, inicia a matrícula dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Vale lembrar ainda que essas datas são estipuladas para organização do calendário, no entanto, as matrículas para ingresso de alunos nas escolas municipais estão abertas durante todo o ano.

Durante o mês de dezembro, ocorreu o período de inscrições no Registro Único para as turmas de creches (1 a 3 anos), e de prazo de pré-inscrição para as Escolas de Tempo Integral.

A confirmação de matrícula dos alunos veteranos também ocorre em dezembro. A vaga de veteranos é garantida antecipadamente e os pais apenas confirmam a renovação da matrícula.

Documentação

Para efetivar a matrícula de alunos novatos, os responsáveis devem procurar a escola mais próxima de sua residência e apresentar a seguinte documentação: cópia da certidão de nascimento e CPF; documento de transferência (histórico escolar ou declaração da escola de origem); três fotos 3x4; cartão de identificação social do responsável legal (NIS); comprovante de residência; cópia do laudo ou avaliação pedagógica das crianças com deficiência; cartão de vacinação atualizado para Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA; e CPF ou RG do responsável, quando o aluno for menor de idade.

Os pais ou responsáveis que desejam realizar inscrição do filho no Registro Único devem entregar a seguinte documentação: carteira de trabalho ou declaração que comprove o trabalho; cópia da certidão de nascimento; cópia do comprovante de endereço; cópia do cartão de vacina; cópia do CPF do aluno; cópia do RG e CPF do responsável; cópia do comprovante da renda mensal da família; cópia do laudo ou avaliação pedagógica das crianças com deficiência; cópia do cartão bolsa família e duas (2) fotos 3x4.

É importante ressaltar que a ausência de algum documento não pode ser impedimento para efetivação da matrícula. Caso o aluno não possua algum dos documentos solicitados, os conselhos Tutelares de cada Distrito de Educação devem ser acionados para regulamentação da documentação. O responsável pode efetuar a matrícula e depois entregar a documentação.

Organização do calendário

As matrículas antecipadas da Educação Inclusiva aconteceram em novembro, com o objetivo de identificar as necessidades educacionais específicas dos alunos, mapear as escolas e assegurar, de forma prévia, a organização dos suportes e recursos de acessibilidade física e pedagógica. Os pais que perderam o prazo estabelecido ainda poderão procurar qualquer unidade e efetivar a matrícula do seu filho, de acordo com o cronograma da matrícula 2020.

Em dezembro, além de ter iniciado o período de inscrições no Registro Único para as turmas de creches e ter ocorrido a confirmação de matrícula dos alunos veteranos, a SME disponibilizou prazo de pré-inscrição para as Escolas de Tempo Integral (ETI).

A relação final com os alunos selecionados foi divulgada na ETI de interesse do aluno, considerando o número de vagas e os critérios de prioridade. A confirmação da matrícula deve ser realizada no período de 2 a 10 de janeiro.

Nos casos de alunos de ETI, à documentação acrescenta-se, ainda, o termo de adesão assinado pelo aluno e responsável, confirmando a opção pelo tempo integral; questionário socioeconômico, devidamente preenchido e assinado pelo responsável, e a ficha de Saúde do Estudante, devidamente preenchida e assinada pelo responsável.

Calendário de matrículas da Rede Municipal de Ensino de Fortaleza para 2020
Clique aqui o cronograma de matrículas

Publicado em Educação
Página 5 de 5