A Prefeitura de Fortaleza divulga, nesta sexta-feira (03/05), o resultado da seleção de 25 bolsistas do Juventude Digital (JD). A 3ª edição do edital JD na Prática recebeu 266 inscrições e selecionou jovens para desenvolver projetos de tecnologia com bolsas de R$ 400. A lista completa pode ser conferida no portal do JD.

Após etapas de inscrição, avaliação de documentos e entrevistas, foram selecionados jovens residentes em Fortaleza, de 15 a 29 anos, para desenvolver projetos junto com o time do Juventude Digital, aprimorando habilidades técnicas e socioemocionais, como gestão de tempo, trabalho em equipe e liderança.

“O JD vem se consolidando como referência para jovens que buscam qualificação para o mercado da tecnologia e a grande procura para nossa bolsa demonstra esse movimento. Além disso, temos vários alunos empregados após passarem por nossa bolsa, justamente porque, como bolsista, o aluno consegue criar portfólio para apresentar em uma seleção e isso é um diferencial”, acrescenta Gabriela Carvalho, coordenadora de Empregabilidade do JD.

Os selecionados para o JD na Prática atuarão nos JD_Labs, nos Cucas Barra do Ceará, Mondubim e Jangurussu e nos Centros de Recondicionamento Tecnológico (CRT’s) da Praia de Iracema e do Bom Jardim. Os grupos serão divididos entre os projetos JD Social Media para Empreendedoras, JD Tecnologia para Todos e JD Software House, que abordam letramento digital e criação de soluções tecnológicas.

Buscando incentivar mais diversidade no mercado de tecnologia, o edital destinou 50% das vagas para mulheres, pessoas autodeclaradas como pessoas negras (pretas e pardas), povos originários/indígenas, comunidades quilombolas e membros da comunidade LGBTQIA+.

Serviço
Resultado final do JD na Prática - 3ª edição
Onde: portal do JD 
Mais informações: @juventudedigital_ (Instagram)

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até quinta-feira (02/05), para o curso de Manutenção e Montagem de Computadores do Juventude Digital (JD), com prioridade para a comunidade do Dendê, no bairro Edson Queiroz. A formação é gratuita e as pessoas interessadas podem se inscrever no portal do JD.

A qualificação é destinada a jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente egressos ou estudantes de escolas públicas. Com carga horária de 24h, o curso acontece no Centro de Recondicionamento Tecnológico (CRT) do Edson Queiroz, que funciona em parceria com a Universidade de Fortaleza (Unifor), dentro da própria universidade.

“Em colaboração com a universidade, a Prefeitura está fazendo um trabalho de busca ativa de jovens moradores da comunidade. Esse é um curso que pode abrir portas para a juventude do entorno conhecer oportunidades de qualificação para a tecnologia ofertadas pelo JD”, destaca Gabriela Carvalho, coordenadora de Empregabilidade do programa.

As aulas abordam desde os componentes dos computadores até a detecção de problemas e soluções nos equipamentos. No total, 23 turmas já concluíram o curso, resultando em 285 alunos capacitados.

Centro de Recondicionamento Tecnológico (CRT)

Coordenado pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova) e pelo programa Juventude Digital, o CRT já recebeu mais de 5 toneladas de doação de resíduos eletrônicos e integra uma série de iniciativas inovadoras na área. O projeto possui unidades nos bairros Praia de Iracema, Bom Jardim e Edson Queiroz. Além das unidades do CRT, todas as Secretarias Regionais de Fortaleza recebem resíduos eletrônicos.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 191 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 166 eventos.

Serviço
Inscrições para curso de Manutenção de Computadores
Período: até quinta-feira (02/05)
Local: portal do Juventude Digital 
Mais informações: @juventudedigital
Gratuito

Publicado em Fortaleza
Alunas do curso mexendo em computador.
Curso já qualificou quase 300 jovens de Fortaleza (Foto: Daniel Calvet)

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até segunda-feira (22/01), para o curso de Manutenção e Montagem de Computadores do Juventude Digital (JD). A formação é gratuita e as pessoas interessadas podem se inscrever no portal do JD.

São três turmas para jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente egressos ou estudantes de escolas públicas. A formação possui carga horária de 24h e as aulas acontecem no Centro de Recondicionamento Tecnológico (CRT) da Praia de Iracema.

A qualificação aborda desde os componentes dos computadores até a detecção de problemas e soluções nos equipamentos. No total, 23 turmas já concluíram o curso, resultando em 285 alunos capacitados.

Centro de Recondicionamento Tecnológico (CRT)

Coordenado pelo Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova) e pelo programa Juventude Digital, o CRT já recebeu mais de 5 toneladas de doação de resíduos eletrônicos e integra uma série de iniciativas inovadoras na área. Além dos CRTs, todas as Secretarias Regionais de Fortaleza recebem resíduos eletrônicos.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 191 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 166 eventos.

Serviço
Inscrições para curso de Manutenção de Computadores
Período: até segunda-feira (22/04)
Local: portal do JD
Mais informações: @juventudedigital_ 
Gratuito

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza promove na próxima semana, entre os dias 23 e 27 de abril, a 1ª Semana do Design do Juventude Digital (JD). A programação é gratuita e inclui oficinas, rodas de conversa e visitas técnicas, abordando mercado, oportunidades e carreira na área. As inscrições estão abertas no portal do JD.

O evento acontece em alusão ao Dia Mundial do Design Gráfico (27 de abril) e contempla a Casa da Cultura Digital e os JD_Labs localizados nos Cucas Mondubim, Barra do Ceará e Jangurussu. Na próxima terça-feira (23/04), a abertura da Semana contará com uma roda de conversa sobre mercado e processos criativos.

As oficinas abordam design gráfico, design de interface e uso do LinkedIn. Com prioridade para jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, as formações possuem certificação para os participantes. Também haverá uma oficina de Pixel Arte, em parceria com a Associação Fortaleza Azul, para jovens autistas.

Os alunos do Juventude Digital ainda poderão participar de uma visita técnica exclusiva na empresa Abracadabra para conhecer a rotina e o trabalho de um estúdio que é referência na capital.

“A 1ª Semana do Design vai possibilitar uma imersão muito rica no universo do design. Essa é mais uma ação da Prefeitura para qualificar nossos jovens para o mercado da tecnologia e apresentar a esse público todas as possibilidades profissionais desse setor”, destaca Gabriela Carvalho, coordenadora de Empregabilidade do JD.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 191 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 166 eventos.

Serviço
1ª Semana do Design JD
Período: 23 a 27 de abril
Inscrições: portal do JD 
Mais informações: @juventudedigital

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta quinta-feira (18/04), mais uma edição do Papo de Pedal, uma blitz de escuta e serviços para ciclistas, como reparos em bikes. A iniciativa faz parte do programa Pedala Mais, que incentiva o uso do pedal na Capital. As ações serão oferecidas de 16h às 18h junto à ciclovia da Av. Américo Barreira, continuação da Av. José Bastos, em frente ao número 5931, no bairro Demócrito Rocha.

As atividades incluem a distribuição de plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas e serviços de reparos simples de bicicletas, como ajuste de peças, lubrificação, limpeza de corrente e enchimento de pneus. A ação é coordenada pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP) em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e com o Laboratório de Inovação de Fortaleza (Labifor/Citinova).

Para a equipe envolvida na iniciativa, um dos pontos mais altos da ação será a oportunidade de diálogo com os usuários de bike. “O Papo de Pedal possibilita fortalecer o elo entre os ciclistas e a administração pública. Ao ouvir quem se desloca de bicicleta na nossa cidade, podemos melhor planejar e executar ações que beneficiem os deslocamentos com mais segurança e conforto a partir das demandas apresentadas”, destaca Isabela Castro, coordenadora de Mobilidade Urbana da SCSP.

Sobre o Pedala Mais

O Papo de Pedal é uma das iniciativas do Pedala Mais para incentivar uma adesão maior ao uso de bicicletas e se junta a uma série de medidas do programa com foco no investimento em soluções inovadoras, ampliação, requalificação e proteção das infraestruturas cicloviárias. A meta é dobrar o número de usuários de bike na Capital, de 5% para 10%, pelos próximos 10 anos.

A Prefeitura segue ampliando a infraestrutura voltada para ciclistas com o Pedala Mais. Só na atual gestão foram instalados 91,9 km de malha cicloviária, chegando a 440,6 km de ciclofaixas, ciclovias, ciclorrotas ou passeios compartilhados na Capital. Até dezembro, o objetivo da gestão municipal é alcançar a marca de 500 quilômetros.

Além disso, Fortaleza já conta com sete Xiringadores, equipamentos desenvolvidos para amenizar o calor de quem pedala pela cidade, e terá estações do Bicicletar em 105 novos locais ainda não contemplados com o programa, totalizando 300 equipamentos modernizados com bikes elétricas e dispositivos antifurtos nas 12 Regionais de Fortaleza.

 

Publicado em Mobilidade
Jovens reunidos na sede do Juventude Digital
Projeto de bolsas do Juventude Digital já beneficiou cerca de 60 jovens de Fortaleza (Foto: Sandy Albuquerque)

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até a próxima terça-feira (23/04), para seleção de 25 bolsistas do Juventude Digital (JD). A 3ª edição do edital JD na Prática seleciona jovens para desenvolver projetos de tecnologia com bolsas de R$ 400. As inscrições acontecem no portal do JD.

Para se inscrever, é necessário ter entre 15 e 29 anos e morar em Fortaleza. Além disso, possuir certificação em atividades formativas do JD, como oficinas e cursos, contribui na pontuação da primeira etapa de seleção.

A bolsa tem duração de três meses e, nesse período, os bolsistas contarão com o apoio do time do Juventude Digital no planejamento e execução de projetos que poderão ser apresentados como portfólio. Os selecionados realizarão atividades nos JD_Labs, nos Cucas Barra do Ceará, Mondubim e Jangurussu, e nos Centros de Recondicionamento Tecnológico (CRTs) da Praia de Iracema e do Bom Jardim.

Segundo Gabriela Carvalho, coordenadora de Empregabilidade do JD, essa é uma oportunidade importante para a trajetória dos alunos, pois permitirá o desenvolvimento de habilidades técnicas e socioemocionais, como gestão de tempo, trabalho em equipe e liderança. “O JD entende a necessidade de extrapolar a capacitação e, por isso, possui estratégias para que os jovens possam colocar em prática seus conhecimentos. Criar e executar um projeto com a ajuda do nosso time é um diferencial numa seleção no mercado”, completa.

Vagas afirmativas

Buscando incentivar mais diversidade no mercado de tecnologia, o edital possui 50% das vagas reservadas para mulheres, pessoas autodeclaradas como pessoas negras (pretas e pardas), povos originários/indígenas, comunidades quilombolas e membros da comunidade LGBTQIA+.

Encaminhamento para o mercado

Mauro Henrique, 23 anos, fez cursos no Juventude Digital, foi bolsista na 2ª edição do JD na Prática, em 2023, e atualmente está empregado como desenvolvedor em uma startup de tecnologia. “Ser bolsista no JD ajudou a me desenvolver bastante e me deu mais experiência em habilidades que uso todos os dias no meu trabalho, como trabalho em equipe, resolução de problemas e comunicação, além de ter sido um diferencial no meu currículo que auxiliou na seleção para a vaga”, comenta.

Na bolsa, Mauro organizou, com sua equipe, grupos de estudos para incentivar os alunos dos cursos do JD a manterem-se engajados durante a formação. As duas edições do JD na Prática já beneficiaram cerca de 60 jovens.

Serviço
Inscrições abertas para 3ª edição do JD na Prática
Período: até terça-feira (23/04)
Local: portal do JD 
Mais informações: @juventudedigital

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até quinta-feira (11/04), para 240 vagas em cursos de tecnologia gratuitos e on-line. As formações são oferecidas pelo Juventude Digital (JD), por meio do projeto JD Trilhas, nas áreas de dados, programação, design, jogos, marketing e inteligência artificial. As inscrições acontecem no portal do JD.

Podem se inscrever jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente egressos ou estudantes de escolas públicas e moradores de bairros com IDH baixo ou muito baixo. Os cursos são síncronos, gratuitos e acontecem de forma remota, com carga horária de 24h. As capacitações incluem níveis básico e intermediário.

“Acreditamos no potencial da juventude de Fortaleza para crescer no mercado de tecnologia, que está repleto de oportunidades. Por isso, as trilhas do Juventude Digital permitem experimentar uma jornada muito rica em diversas áreas, com atividades práticas e professores qualificados”, salienta Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital.

Cursos disponíveis

- Iniciando a carreira na programação com Java (básico);
- Python para Análise de Dados (intermediário);
- Introdução a Banco de dados SQL (básico);
- Introdução à Inteligência Artificial e ChatGPT (básico);
- Introdução ao UX/UI Design (básico);
- Desenvolvimento Web com VueJS (intermediário);
- Social media para iniciantes (básico);
- Introdução a jogos digitais (básico).

Como se inscrever

Para se inscrever nos cursos, basta acessar o portal do Juventude Digital e criar uma conta no Fortaleza Digital com endereço da Capital. Em seguida, é necessário selecionar o curso desejado, clicar em “Pré-inscrição” e aguardar a confirmação de matrícula por e-mail e na área do aluno, no portal do JD.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 191 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 166 eventos.

Serviço
Inscrições para cursos de tecnologia do Juventude Digital
Período: até quinta-feira (11/04)
Local: portal do JD 
Mais informações: @juventudedigital_ (Instagram)

Publicado em Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza está com inscrições abertas, até segunda-feira (01/04), para um curso de programação exclusivo para mulheres (cis, trans e travestis). A capacitação, on-line e totalmente gratuita, é promovida pelo Juventude Digital (JD). As alunas certificadas ainda receberão mentoria exclusiva, facilitando sua inserção no mercado de trabalho.

São disponibilizadas 30 vagas para jovens de 15 a 29 anos, residentes em Fortaleza, prioritariamente egressas ou estudantes de escolas públicas e moradoras de bairros com IDH baixo ou muito baixo. Para se inscrever no curso “Introdução ao React JS e TypeScript”, é recomendável ter noções básicas em HTML, CSS e JavaScript, embora não seja obrigatório possuir esse conhecimento prévio.

A formação é síncrona e tem duração de 24h, ocorrendo entre os dias 5 de abril e 11 de maio. As aulas acontecem às sexta-feiras, das 18h30 às 20h30, e aos sábados, das 10h às 12h. A instrutora será Paula Cinthya, desenvolvedora front-end na empresa de tecnologia Lovel.

Após o curso, as alunas certificadas terão acesso a uma mentoria exclusiva com mulheres profissionais da programação.“Pela primeira vez, o JD está abrindo um curso exclusivo para mulheres garantindo que as alunas recebam orientação profissional após a capacitação. Isso faz toda a diferença para que elas sigam na carreira, aumentando suas chances de inserção no mercado”, comenta Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital.

O JD capacitou mais de 11 mil mulheres e atua de forma contínua no incentivo à igualdade de gênero na tecnologia com ações afirmativas e projetos prioritários para mulheres. O curso integra a programação especial do Juventude Digital realizada no Mês da Mulher.

Como se inscrever

Para se inscrever no curso, basta acessar o portal do Juventude Digital e criar uma conta no Fortaleza Digital com endereço da Capital. Em seguida, é necessário selecionar o curso “Introdução ao React JS e TypeScript”, clicar em “Pré-inscrição” e aguardar a confirmação de matrícula por e-mail e WhatsApp.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou 189 cursos, 77 oficinas e alcançou 43 mil pessoas em 145 eventos.

Serviço
Curso de programação para mulheres no Juventude Digital
Prazo para inscrição: até 01/04
Inscrição: portal do JD
Mais informações: @juventudedigital (Instagram)

Publicado em Fortaleza

 

Grupo de pessoas em apresentação na Câmara Municipal
Resultados foram apresentados durante solenidade na Câmara Municipal (Fotos: JL Rosa/CMFor)

O Juventude Digital (JD), da Prefeitura de Fortaleza, capacitou 30 mil jovens para o mercado da tecnologia, alcançando 75% da meta do programa. Esses e outros resultados estão no relatório de atividades do JD e foram apresentados pela Prefeitura, nesta terça-feira (12/03), na Câmara Municipal. O programa, criado em outubro de 2021, foi instituído como política pública permanente da cidade pela Lei Municipal nº 11.172.

Em dois anos, o programa ainda realizou 241 cursos e oficinas, e alcançou 43 mil pessoas por meio de 145 eventos. Tássila Ribeiro, 22 anos, é uma das alunas beneficiadas. A jovem passou por cursos na área de jogos, foi bolsista do JD e conseguiu um estágio na Controladoria Geral do Município (CGM), por meio do projeto Jovens Talentos, onde ajudou a criar um jogo premiado em 2023.

Na solenidade, Tássila contou como o programa a ajudou a se desenvolver pessoal e profissionalmente. “Consegui descobrir todas as possibilidades do mercado da tecnologia e o que eu quero para minha carreira. Só tenho a agradecer por essa política pública que está transformando a realidade de tantos jovens de Fortaleza”, disse.

Residente no Presidente Kennedy e oriunda da rede pública de ensino, Tássila faz parte do público-alvo do programa. Cerca de 87% dos alunos do Juventude Digital moram em bairros de IDH baixo ou muito baixo. Enquanto isso, 75% dos jovens atendidos são egressos de escolas públicas.

Aluna do Juventude Digital discursando na Câmara Municipal
Tássila Ribeiro, 22 anos, conseguiu seu estágio por meio do projeto Jovens Talentos, do Juventude Digital

Resultados

Após dois anos, o programa se consolida como a maior política pública permanente de capacitação para a tecnologia no Nordeste. Coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), o Juventude Digital é organizado nos eixos de JD Mercado, JD Hardware, JD Ensino Fundamental e JD Games.

Segundo Luiz Alberto Sabóia, presidente da Citinova, o JD foi idealizado ainda durante a pandemia de covid-19, no Plano de Governo do prefeito José Sarto, como uma estratégia de desenvolvimento socioeconômico, considerando a necessidade de inclusão produtiva da juventude e a falta de profissionais qualificados no setor.

De acordo com dados da PNAD Contínua de 2020, mais de 63 mil jovens de Fortaleza nem trabalhavam, nem estudavam. Além disso, 47,5% dos jovens desempregados tinham até 29 anos. Em contrapartida, o mercado da tecnologia deve ter um déficit de 530 mil profissionais até 2025, segundo pesquisa do Google.

“Criamos o JD para ser uma ponte entre o potencial da nossa juventude e as oportunidades do mercado da tecnologia, gerando emprego e renda. A economia digital é um dos principais motores do desenvolvimento dos países nos próximos anos e seu insumo fundamental é a mão de obra qualificada. Essa é a lacuna que o JD procura preencher”, salientou Luiz Alberto durante o evento na Câmara dos Vereadores.

Homem discursando na Câmara Municipal
“Criamos o JD para ser uma ponte entre o potencial da nossa juventude e as oportunidades do mercado da tecnologia, gerando emprego e renda", explicou o presidente da Citinova, Luiz Alberto Sabóia

Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital, destaca que o programa foi ganhando complexidade ao longo do tempo, desenvolvendo estratégias de empregabilidade a partir das demandas de seu público-alvo. “O JD vai além da capacitação, acompanhando os jovens para que eles alcancem seus sonhos e inspirem outros jovens. Neste ano, queremos ampliar ainda mais nossas parcerias com empresas e organizações, aproximando nossa juventude do mercado de trabalho”, completou.

Por ser uma política pública intersetorial, o JD conta com a parceria de outros órgãos na sua execução, incluindo a Secretaria Municipal da Juventude (Sejuv) e a Secretaria Municipal de Educação (SME). Davi Gomes, titular da Sejuv, ressaltou que a juventude tem sido uma prioridade da gestão. “Estamos vendo o resultado de uma política pública de qualidade que tem transformado a vida de tantos jovens. O Juventude Digital faz parte da estratégia do prefeito Sarto de aproveitar o potencial dos jovens da cidade”, enfatizou.

Acesse o relatório de atividades do Juventude Digital

Novas metas

Até 2024, o Juventude Digital deverá ultrapassar a meta da gestão de qualificar 40 mil jovens. Além disso, há perspectiva de inaugurar novos equipamentos, como seis novos Centros de Recondicionamento Tecnológico (CRTs) na cidade. Novas parcerias com empresas, universidades e startups também serão firmadas com o intuito de ampliar a rede de oportunidades dos jovens qualificados pelo programa.

Serviço
Juventude Digital
Mais informações: site do JDInstagram do JD

Publicado em Fortaleza
Mulher sentada perto de computador
Aluna do Juventude Digital, Thais foi contratada após projeto prioritário para mulheres (Foto: Bruno Ko)

Inspirar outras mulheres a ingressar no mercado da tecnologia agora é o que motiva Thais Marques, 22 anos. A jovem recebeu sua primeira oportunidade de trabalho na área após capacitação realizada em parceria entre o Juventude Digital (JD), programa da Prefeitura de Fortaleza, e a Lanlink, empresa de tecnologia de Fortaleza. Essa é uma das ações para incentivar a igualdade de gênero realizadas pelo JD, que já capacitou mais de 11 mil mulheres.

“A gente ainda é minoria nesse mercado e ver que existe um projeto específico voltado para a inclusão é muito inspirador. Eu, como mulher ingressando nessa área, vou inspirar outra mulher a trabalhar com a tecnologia também, mostrando que há oportunidade e chance para nós”, relata Thais, que participou do projeto Dragões Alados e hoje trabalha como suporte técnico aos clientes da Lanlink.

O curso na área de service desk (atendimento ao cliente) aconteceu em 2023 e priorizou mulheres e pessoas com deficiência (PCDs). Ao final, 39 alunos certificados passaram por processo seletivo exclusivo. Dos sete contratados até o momento, quatro são mulheres.

Conforme levantamento realizado em 2022 pela Catho, empresa de recrutamento, as mulheres ocupam apenas 23,6% dos postos de trabalho no mercado da tecnologia. No Juventude Digital, o percentual de pessoas do gênero feminino capacitadas chega a 37% do total de alunos.

Nayra Moura, 30 anos, também é aluna do Juventude Digital contratada após o projeto Dragões Alados. Engajada em cursos e eventos do programa há um ano, a jovem foi ainda bolsista no JD. “Como mulher, eu vejo a capacitação como uma oportunidade de aumentar a quantidade de mulheres no mercado. Assim como o JD me ajudou, acredito que pode ajudar outras jovens”, comemora.

Jovem mulher em pé sorrindo
Também contratada no mercado da tecnologia, Nayra Moura participou de cursos, eventos e bolsa no Juventude Digital (Foto: Daniel Calvet)

Outras ações de incentivo à diversidade

Segundo Ianna Brandão, coordenadora do Juventude Digital, o programa realiza iniciativas diversas para promover a inclusão das mulheres no mercado da tecnologia, incluindo grupo de estudo de gênero com alunas, eventos específicos para mulheres na tecnologia e projetos com vagas prioritárias para mulheres.

“Existe uma disparidade de gênero histórica nesse setor que precisa de ações afirmativas para ser reduzida. Por isso, o JD trabalha tanto para criar uma rede de apoio para as meninas da área buscando incentivá-las a seguir na carreira, quanto para oportunizar a qualificação de mais mulheres para esse mercado repleto de possibilidades”, completa.

Programação especial

Ao longo do mês de março, o JD promove uma programação especial com foco nas mulheres, incluindo curso exclusivo, grupo de mentoria para mulheres, oficina e eventos. Nesta sexta-feira (08/03), no Dia Internacional da Mulher, acontece uma live no perfil do Juventude Digital no Instagram, com o tema “Mulheres líderes na tecnologia”, às 12h30. A convidada é Luana Ribeiro, gerente de Unidade de Negócio na Mobills, startup de Fortaleza que atua com soluções financeiras.

Juventude Digital

O Juventude Digital, programa da Prefeitura de Fortaleza que qualifica jovens para o mercado da tecnologia, foi lançado em outubro de 2021 como uma política pública permanente da cidade. É coordenado pela Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), em parceria com outras secretarias, como a da Juventude e a da Educação. O JD capacitou 30 mil jovens, realizou mais de 200 cursos e oficinas e alcançou 22 mil pessoas em cerca de 100 eventos.

Serviço
Juventude Digital
Capacitação de jovens de Fortaleza para o mercado da tecnologia
Incrições: site do Juventude Digital 
Mais informações: @juventudedigital_ (Instagram)

Publicado em Fortaleza
Página 1 de 11