A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), convoca, neste mês de outubro, os motoristas de aplicativos com veículos de placa final 8 para vistorias. A chamada ocorre durante todo o mês de outubro e obedece ao calendário 2021 de vistorias para veículos de transporte individual de passageiros por plataforma digital. O agendamento deve ser feito pelo site https://etuforweb.fortaleza.ce.gov.br

Os motoristas que não realizarem as vistorias dos veículos dentro do prazo previsto são passíveis de multa e apreensão nas blitze realizadas pela Etufor. Os motoristas com final de placa de 1 a 7 que perderam o prazo de vistoria nos meses anteriores, ou seja, que estão com vistorias vencidas, podem agendar a qualquer momento. A Etufor ressalta que os motoristas que nunca fizeram as vistorias em seus veículos e querem começar a operar devem se regularizar. Os motoristas que já passaram pela vistoria em 2020 não precisam fazê-la em 2021.

Segurança dos passageiros

Para verificar se o veículo está com a vistoria em dia e regularizado, os passageiros e motoristas podem escanear o QR code que fica no selo afixado no vidro dianteiro dos veículos.

As vistorias visam garantir a segurança dos passageiros, avaliando itens básicos, como estado e conservação dos pneus, sistema elétrico e carroceria. Outro item considerado é a identidade visual do veículo, que deve obedecer ao Decreto No. 14.415, de 03 de maio de 2019, que determina o tamanho máximo de adesivo (14cm x 14cm) afixado no vidro traseiro no lado direito superior, sinalizando a marca do aplicativo ou a frase “Este veículo trabalha por aplicativos”.

Caso o veículo não atenda aos itens necessários e seja reprovado, o motorista pode corrigir as adequações e agendar nova vistoria. Após a vistoria, o selo e o respectivo laudo são emitidos, comprovando a aprovação do carro.

Serviço
Para agendar, os motoristas devem acessar o site https://etuforweb.fortaleza.ce.gov.br, emitir o Documento de Arrecadação Municipal (DAM) no valor de R$ 110,23 e apresentar o veículo no dia e hora marcados à sede da Etufor (Av. dos Expedicionários, 5677 – Vila União).

CALENDÁRIO VISTORIAS 2021

Final 8

outubro

Final 9

novembro

Final 0

dezembro

Publicado em Mobilidade
grupo de pessoas pinta uma rua com cores básicas: amarelo, azul e vermelho
O objetivo é ocupar de forma democrática áreas atualmente ociosas da malha viária da cidade com intervenções de baixo custo (Foto: Kiko Silva)

O projeto Praças Vivas da Prefeitura de Fortaleza entrega, nesta quinta-feira (29/07), mais um espaço de lazer e convivência para os pedestres e comunidade que mora no entorno do cruzamento da Av. Jovita Feitosa com a Rua Frei Marcelino, no bairro Parque Araxá.

O objetivo é ocupar de forma democrática áreas atualmente ociosas da malha viária da cidade com intervenções de baixo custo e por meio de urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito.

O novo espaço, que terá 300m², será contemplado ainda com o plantio de oito ipês, jardineiras com plantas diversas, bancos, mesas, além de toda a sinalização renovada.

Nova velocidade

A Av. Jovita Feitosa, por sua vez, está recebendo um novo limite de velocidade, de 50 km/h, para reduzir os sinistros. Será dado um período educativo de seis meses para os motoristas se adaptarem à mudança.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que a readequação da velocidade de 60 para 50 km/h aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver.

Publicado em Mobilidade
agente da AMC coloca uma plaquinha atrás do selim de uma bicicleta enquanto é observado pelo ciclista
Durante a mobilização, serão distribuídas plaquinhas com a frase “respeite o ciclista” ou "respeita a ciclista" para ser acoplada na bicicleta (Foto: Rodrigo Carvalho)

A Prefeitura de Fortaleza realiza, neste domingo (25/07), de 8 às 10h, ação educativa de respeito ao ciclista no cruzamento da Av. Beira-Mar com Rua Ildefonso Albano.

Durante a mobilização, serão distribuídas plaquinhas com a frase “respeite o ciclista” ou "respeita a ciclista" para ser acoplada na bicicleta. O material é refletivo e auxilia no deslocamento, sendo uma importante medida de segurança durante os percursos noturnos.

A intervenção ocorre durante a edição da Ciclofaixa de Lazer que disponibiliza três opções de rotas ligando os bairros Cocó, São Gerardo e Montese ao Centro e Praia de Iracema. Ciclistas poderão utilizá-las entre 06h e 12h.

Os pontos de apoio permanecem no Anfiteatro do Parque do Cocó, Passeio Público, Igreja Nossa Senhora Aparecida e Praça Jonas de Freitas (atrás do North Shopping).

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Beira-Mar (pela ciclovia paisagística), Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Dr João Moreira, até o Passeio Público.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional 3), ao Passeio Público. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, Av. Antônio Sales e Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para o Aterro, onde se conectará com a Rota Leste, em direção ao Passeio Público, no Centro.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional 4), ao Passeio Público. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. dos Expedicionários, Rua Barão do Rio Branco, Av. Domingos Olímpio, onde se conectará com a rota oeste, em direção ao Passeio Público, no Centro.

Publicado em Mobilidade

A partir desta quarta-feira (21/07), a Prefeitura de Fortaleza começa a implantar a readequação da velocidade em dois importantes corredores do bairro Parquelândia: Bezerra de Menezes e Jovita Feitosa. O objetivo é reduzir acidentes com alto índice de severidade.

Planejada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a sinalização de 50 km/h deve ser concluída até o final deste mês.

Na Av. Bezerra de Menezes, o trecho contemplado com a medida será entre as avenidas Humberto Monte e Pe. Ibiapina. Já na Av. Jovita Feitosa, vai desde a Av. José Jatahy até a Rua Viriato Ribeiro.

Entre 2015 e 2020, 24 pessoas perderam a vida na Av. Bezerra de Menezes. Foram registrados 885 sinistros no geral, sendo 86 atropelamentos. Por dia costumam trafegar na via cerca de 54 mil veículos.

Considerando o mesmo período, o órgão contabilizou na Av. Jovita Feitosa 495 sinistros. Destes, 23 eram atropelamentos. Houve cinco óbitos. O fluxo veicular diário é composto por 49 mil veículos.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a readequação da velocidade de 60 para 50 km/h aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver. Conforme a instituição, a velocidade elevada provoca um efeito de afunilamento no campo visual do condutor, dificultando a percepção de pedestres e outros obstáculos nas ruas.

Ação educativa

Para comunicar a mudança da velocidade aos condutores e pedestres, a Gerência de Educação da AMC realizará ações educativas nesta quarta-feira (21/07), entre 7h e 10h, na Av. Bezerra de Menezes, em frente ao North Shopping. Durante a tarde, agentes e educadores do órgão farão a mobilização no cruzamento da Av. Jovita Feitosa com Av. José Jatahy.
 
A exemplo de outras vias que já operam com 50 km/h, os motoristas terão até seis meses para se adaptarem à alteração. A previsão é que sejam autuados somente após esse período.

Publicado em Mobilidade
uma mulher pinta um jogo de amarelinha numa rua
As ações incluem urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito (Foto: Thiago Gaspar)

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), realizou, na última quinta-feira (15/07), a primeira edição do projeto Praças Vivas, no bairro Rodolfo Teófilo. Trata-se de um conjunto de intervenções de baixo custo que tem como objetivo ocupar de forma democrática espaços atualmente ociosos da malha viária da cidade.

Desta vez, o trecho da Rua Dr. Bezerrinha, entre as ruas Gustavo Braga e Pastor Samuel Munguba, foi contemplado com a medida, que proporciona à população ambientes amigáveis para ocupação do espaço público, além de lúdicos e seguros para as crianças.

As ações incluem urbanismo tático, arte urbana, implantação de mobiliário, limpeza urbana, melhoria da iluminação pública e reordenação do trânsito.

O entorno imediato à intervenção é predominantemente residencial e atualmente possui uma praça de 181m² que receberá limpeza, capina e a ampliação de 175m² com área de lazer, totalizando 356m². Nos últimos cinco anos, foram registrados ao redor do local 53 sinistros totais, com 38 vítimas feridas e dois atropelamentos.

O projeto prevê até o final deste ano intervenções nos seguintes bairros: Parque Iracema, Centro, Montese, Padre Andrade, Monte Castelo, Parreão, Ant. Bezerra, Vicente Pizon, Barroso, Conj. Ceará e Papicu.

“Esperamos que, após a conclusão, as áreas requalificadas se tornem pontos de atenção para os condutores de veículos e que proporcionem um convívio para a população e minimize os riscos de acidentes”, reforça Juliana Coelho, superintendente da AMC.

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza, com apoio da Parceria por Cidades Saudáveis, da Fundação Bloomberg, inicia nesta terça-feira (13/07) o projeto Caminhos da Escola na Av. Valparaíso, no bairro Conjunto Palmeiras. Trata-se de um conjunto de intervenções que visam promover a segurança no trânsito e o desenvolvimento infantil em áreas que se situam ao redor de instituições de ensino. Ao todo, mais de 3.750 alunos devem ser beneficiados com a iniciativa, que ficará pronta até o final deste mês.

A área passará por uma readequação de velocidade de 30 km/h para garantir um ir e vir mais seguro aos estudantes. Serão construídos 742 m² de novas calçadas e ampliação das existentes, além de ilhas de proteção para pedestres, 20 faixas de pedestres, sendo uma delas elevada, uma lombada, mobiliário urbano (como bancos, jarros e lixeiras), pintura lúdica de brincadeiras para as crianças e sinalização especial.

Serão beneficiadas com a ação três colégios municipais (Escola Municipal César Cals de Oliveira Neto, Escola Municipal Marieta Cals e Escola Municipal Professora Maria do Socorro Ferreira Virino), dois Centros de Educação Infantil (CEI Maria do Socorro Ferreira Virino e CEI César Cals de Oliveira Neto) e uma Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEFM Doutora Aldaci Barbosa), além do Projeto ABC Conjunto Palmeiras, que busca atender a crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 17 anos.

O programa 

O Programa “Caminhos da Escola”, da Prefeitura Municipal de Fortaleza, nasceu a partir da análise de dados publicados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que mostram que sinistros de trânsito são a principal causa de morte entre crianças de 5 a 14 anos no mundo.

O primeiro projeto piloto do programa foi implantado no final de 2019, no bairro Cristo Redentor. A intervenção ocorreu inicialmente de forma temporária com materiais de baixo custo e rápida implantação: tintas, jarros, mesas, bancos e brinquedos para as crianças. Todos esses elementos foram capazes de transformar completamente cerca de 1000 m² em um espaço mais seguro e atrativo para quem  caminha na área. Desde então, ainda em maio de 2021, a Prefeitura de Fortaleza também implantou o programa no bairro Granja Lisboa, no entorno das escolas Lireda Facó e ABC Bom Jardim.

Sobre a Parceria por Cidades Saudáveis

A Parceria para Cidades Saudáveis, apoiada pela Bloomberg Philanthropies em colaboração com a Organização Mundial da Saúde e a Vital Strategies, é uma rede global de 70 cidades comprometidas em salvar vidas. Por meio de intervenções comprovadas e de alto impacto, as cidades da rede estão trabalhando para reduzir as doenças não transmissíveis - doenças cardíacas, diabetes, doenças pulmonares crônicas e câncer - e lesões em suas comunidades. Desde 2017, a cidade de Fortaleza conta com o apoio da Parceria para a implantação de projetos com foco em segurança viária e mobilidade ativa.

 

Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), vai implantar um novo limite na Av. Bernardo Manuel, entre as avenidas Senador Carlos Jereissati e Presidente Costa e Silva. A sinalização de 50 km/h, que terá início nesta quinta-feira (15/07), objetiva reduzir o número de acidentes com alto índice de severidade. A via passa pelos bairros Serrinha, Itaperi, Mondubim e Parque Dois Irmãos.

A medida faz parte de um conjunto de intervenções de segurança viária que visa moderar a velocidade em vias com alta taxa de acidentalidade. Nos últimos cinco anos, de 2015 a 2020, foram registrados na Av. Bernardo Manuel 885 sinistros e por lá trafegam cerca de 53 mil veículos diariamente.

A exemplo do que ocorre nas demais vias que passaram por mudança, será dado um período educativo de seis meses após a conclusão da sinalização para os motoristas se adaptarem. No início do mês, a velocidade na Av. Borges de Melo também foi readequada.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a velocidade excessiva é o principal fator de risco que mais causa acidentes, responsável por uma em cada três mortes por acidentes de trânsito em todo o mundo.

Conforme a instituição, a velocidade elevada provoca um efeito de afunilamento no campo visual do condutor, prejudicando a percepção de pedestres e outros obstáculos nas ruas. Sem conseguir uma clara imagem do que está ao seu redor, o motorista eleva as chances de um atropelamento ou acidentes em geral.

Publicado em Mobilidade
a foto mostra uma rua do centro do carros e pedestres, o detalhe é que parte da via está pintada de amarelo e vermelho e com cones para que as pessoas possam circular em segurança
A previsão é de que placas e sinalização horizontal estejam concluídas até o dia 15 de julho (Foto: Thiago Gaspar)

Como parte da Área de Trânsito Calmo do Centro, a Prefeitura de Fortaleza segue implantando novo limite de velocidade de 30 km/h em vias do bairro. O objetivo é preservar a segurança do pedestre, um dos usuários mais vulneráveis a acidentes que correspondem a 31% dos óbitos registrados no ano passado.

Planejada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a readequação contempla as ruas situadas dentro do quadrilátero da Duque de Caxias, Imperador, João Moreira, Conde D'eu  e Sena Madureira, além de trechos da Senador Pompeu e Barão do Rio Branco. Vias como Imperador e Duque de Caxias terão velocidade de 50 km/h.

A previsão é de que placas e sinalização horizontal estejam concluídas até o dia 15 de julho. A partir dessa data será dado um período educativo de seis meses para os motoristas se adaptarem à mudança.

“A área central é considerada um importante polo gerador de tráfego pela oferta de comércios e serviços. Registramos nos últimos cinco anos 5.493 mil acidentes por lá. Deste total, 439 foram atropelamentos. 2.838 pessoas ficaram feridas e 47 perderam a vida neste período. Diariamente são realizadas 216 mil viagens, sendo 66% realizada a pé, de ônibus, bicicleta e metrô, fatores que justificam nossas intervenções”, explica a superintendente do órgão Juliana Coelho.

Menor gravidade

As ruas de baixa velocidade salvam vidas e protegem todos os que as utilizam, especialmente os mais frágeis, como pedestres, ciclistas, crianças, idosos e pessoas com deficiência.

Estudos mostram que a partir de 80 km/h é praticamente impossível para um pedestre sobreviver a um acidente. A uma velocidade de 30km/h, o risco de morte de quem anda a pé é reduzido para 10%.

Em Toronto, no Canadá, os acidentes de trânsito caíram 28% desde que os limites de velocidade foram reduzidos de 40 para 30 km/h, o que levou a uma redução de ferimentos graves e fatais em dois terços. Na Colômbia, por exemplo, as fatalidades no trânsito também reduziram 32%.

Publicado em Mobilidade
a foto mostra uma rua com uma faixa de pedestre
A intervenção está situada próxima a polos geradores de tráfego que demandam alto fluxo de transeuntes
Visando promover o convívio urbano e a segurança viária de pedestres e ciclistas, que são os atores mais vulneráveis a acidentes, a Prefeitura de Fortaleza concluiu, nesta terça-feira (22/06), a implantação de uma nova Área de Trânsito Calmo no bairro Itaperi. 
 
Localizada na Rua Betel, entre a Rua João de França e o Hospital Veterinário Sylvio Barbosa Cardoso, a intervenção está situada próxima a polos geradores de tráfego que demandam alto fluxo de transeuntes como a UPA do Itaperi, o Posto de Saúde Dom Aloísio Lorscheider e a Escola Municipal Projeto Nascente. 
 
O projeto contempla duas lombadas físicas, readequação da velocidade de 30 km/h e uma travessia elevada, garantindo um ir e vir mais seguro a quem anda a pé. 
 
De acordo com a superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Juliana Coelho, “a medida humaniza os espaços urbanos, focando no protagonismo de quem caminha e possibilitando a urbanidade e uso dos espaços públicos”. 
 
Com a nova Área de Trânsito Calmo do Itaperi, a Capital passa a contar com um total de 16 espaços voltados para a segurança dos pedestres. São eles: 
 
1. Benfica – Campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) (implantada em setembro de 2019)
 
2. Praia de Iracema – Projeto Cidade da Gente no entorno do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (implantada em agosto de 2018)
 
3. Albert Sabin  (implantada em novembro de 2017)
 
4. Cidade 2000 – Projeto Cidade da Gente (implantada em agosto de 2019)
 
5. Rodolfo Teófilo (implantada em junho de 2016)
 
6. Édson Queiroz - Rua Desembargador Floriano Benevides Magalhães (implantada em novembro de 2018)
 
7. Meireles - Polo gastronômico da Varjota (implantada em junho de 2020. 
 
8. Montese - Rua Irmã Bazet (implantada em setembro de 2020)
 
9. Montese - Rua Elvira Pinho (implantada em setembro de 2020)
 
10. Montese - Rua Pe. João Piamarta (implantada em setembro de 2020)
 
11. Cidade dos Funcionários - Av. Viena Weyne (implantada em novembro de 2020)
 
12. Praia de Iracema - Rua dos Tabajaras (implantada em dezembro de 2020)
 
13. Instituto Dr. José Frota (implantada em maio de 2021)
 
14. Centro - quadrilátero Av. Duque de Caxias/Imperador/João Moreira/Visconde do Rio Branco (implantada em maio de 2021)
 
15. Igreja de Nazaré (implantada em maio de 2021)
 
16. Itaperi - Rua Betel (implantada em junho de 2021)
 
Publicado em Mobilidade

No intuito de fortalecer ainda mais a integração entre instituições e as ações de segurança pública e viária, a superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Juliana Coelho, recebeu, nesta quarta-feira (16/06), a visita do secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron.

Durante o encontro, que também contou com a presença do vice-presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Antônio Ferreira, foi apresentada a Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito.

O espaço reúne mais de 600 câmeras de vigilância que atuam para garantir um ir e vir mais seguro à população, seja otimizando o atendimento a acidentes, planejando políticas públicas que ajudem a reduzir os sinistros, além de coibir a criminalidade.

Desde 2017, a Segurança Pública do Ceará conta com o compartilhamento das câmeras de monitoramento de tráfego na Capital. A medida ocorreu por meio da assinatura de um termo de cooperação técnica entre a pasta estadual e o órgão municipal.

“Essa visita de hoje foi importante para reafirmar essa parceria entre Prefeitura de Fortaleza e Governo do Estado. Nós já temos um termo de cooperação técnica desde 2017 em que nós fazemos o repasse de imagens das nossas câmeras de videomonitoramento, assim como a Secretaria da Segurança também nos repassa essas informações. O compartilhamento de dados auxilia para reforçar dois eixos: segurança viária e pública”, pontuou Juliana Coelho.

Operação Apostos

Caron descreveu a AMC como “uma grande parceira da SSPDS”, disse. Ele aproveitou ainda para falar da participação do órgão municipal em operações integradas que têm ocorrido semanalmente. “Atuamos em conjunto por meio da representação da Autarquia na Ciops e também por meio de várias operações integradas como a Operação Apostos, com a presença da AMC aqui no município de Fortaleza. É muito importante essa integração da Segurança Pública com os órgãos de controle de trânsito”, completou.

Publicado em Mobilidade
Página 1 de 8