Visando otimizar ainda mais o processo de vacinação em Fortaleza, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza, a partir desta segunda-feira (21/06), o cadastro de pessoas que ainda não efetuaram sua inscrição no site Saúde Digital (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/#/boas-vindas).

Técnicos atuarão nas centrais de atendimento do órgão localizadas nos shoppings Benfica e RioMar Papicu para dar todo o suporte necessário. “A ideia é cadastrar, principalmente, moradores das comunidades ao redor que não têm acesso à internet, incluindo-lhes digitalmente”, esclarece Juliana Coelho, superintendente da AMC.

Após esse protocolo, o cidadão que buscar ajuda junto às centrais da AMC para se cadastrar deve aguardar ser comunicado por WhatsApp ou ainda pelas atendentes do órgão. “Nossas equipes vão ficar acompanhando as listas de agendamento que são publicadas no site da Prefeitura de Fortaleza e, em seguida, contactá-los. Mas lembramos que vamos acompanhar apenas a situação das pessoas que tiverem procurado nosso auxílio no cadastramento”, explica.

Balanço

Um total de 1.176.400 vacinas foram aplicadas na Capital até quinta-feira (16/06). 839.095 fortalezenses receberam a primeira dose, dentre os quais 337.305 receberam a segunda.

No início do mês, Fortaleza iniciou a vacinação da população em geral, de forma escalonada por idade. A aplicação do imunobiológico neste grupo ocorre por agendamento, em ordem decrescente de idade, iniciando com os de 59 anos e avançando até os que possuem 18 anos.

Atendimento

A Central de Atendimento do RioMar Papicu funciona de segunda a sábado, de 10h às 22h. Já a do Benfica encontra-de aberta somente nos dias úteis, de 08h às 18h.

Publicado em Saúde

No intuito de fortalecer ainda mais a integração entre instituições e as ações de segurança pública e viária, a superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Juliana Coelho, recebeu, nesta quarta-feira (16/06), a visita do secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron.

Durante o encontro, que também contou com a presença do vice-presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Antônio Ferreira, foi apresentada a Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito.

O espaço reúne mais de 600 câmeras de vigilância que atuam para garantir um ir e vir mais seguro à população, seja otimizando o atendimento a acidentes, planejando políticas públicas que ajudem a reduzir os sinistros, além de coibir a criminalidade.

Desde 2017, a Segurança Pública do Ceará conta com o compartilhamento das câmeras de monitoramento de tráfego na Capital. A medida ocorreu por meio da assinatura de um termo de cooperação técnica entre a pasta estadual e o órgão municipal.

“Essa visita de hoje foi importante para reafirmar essa parceria entre Prefeitura de Fortaleza e Governo do Estado. Nós já temos um termo de cooperação técnica desde 2017 em que nós fazemos o repasse de imagens das nossas câmeras de videomonitoramento, assim como a Secretaria da Segurança também nos repassa essas informações. O compartilhamento de dados auxilia para reforçar dois eixos: segurança viária e pública”, pontuou Juliana Coelho.

Operação Apostos

Caron descreveu a AMC como “uma grande parceira da SSPDS”, disse. Ele aproveitou ainda para falar da participação do órgão municipal em operações integradas que têm ocorrido semanalmente. “Atuamos em conjunto por meio da representação da Autarquia na Ciops e também por meio de várias operações integradas como a Operação Apostos, com a presença da AMC aqui no município de Fortaleza. É muito importante essa integração da Segurança Pública com os órgãos de controle de trânsito”, completou.

Publicado em Mobilidade

A partir deste domingo (13/06), a Ciclofaixa de Lazer vai retomar três opções de rotas ligando os bairros Cocó, São Gerardo e Montese ao Centro e Praia de Iracema. Ciclistas poderão utilizá-las ente 06h e 12h.

Os pontos de apoio permanecem no Anfiteatro do Parque do Cocó, Passeio Público, Igreja Nossa Senhora Aparecida e Praça Jonas de Freitas (atrás do North Shopping).

Coordenada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Ciclofaixa de Lazer oferece aos participantes o acompanhamento e suporte de agentes do órgão e da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

Idealizada em dezembro de 2014, a Ciclofaixa de Lazer está consolidada como uma importante opção de lazer e esporte aos domingos na capital, incentivando o hábito saudável da prática esportiva.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Beira Mar (pela ciclovia paisagística), Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Dr João Moreira, até o Passeio Público.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar a Praça Jonas Freitas, conhecida como Praça dos Animais ou Praça do North Shopping, no bairro São Gerardo (Regional 3), ao Passeio Público. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, Av. Antônio Sales e Rua Carlos Vasconcelos, seguindo para o Aterro, onde se conectará com a Rota Leste, em direção ao Passeio Público, no Centro.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese (Regional 4), ao Passeio Público. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. dos Expedicionários, Rua Barão do Rio Branco, Av. Domingos Olímpio, onde se conectará com a rota oeste, em direção ao Passeio Público, no Centro.

 

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) vai implantar na noite desta quinta-feira (10/06) um novo semáforo exclusivo para pedestres na Av. Leste-Oeste, em frente à Praça Marcílio Dias (Corpo de Bombeiros). A ação faz parte do programa de segurança viária desenvolvido em Fortaleza para reduzir os sinistros com vítimas fatais.

O objetivo é promover a travessia segura dos pedestres, preservando suas vidas. Nos últimos cinco anos, foram registrados pelo órgão 654 acidentes na Jacarecanga, sendo 78 atropelamentos.

Após essa implantação, a Capital passará a operar com 1060 semáforos: 56% destes equipamentos operam em tempo real e 44% de modo convencional.

Outras intervenções 

No início deste ano, a Av. Leste-Oeste recebeu melhorias na sinalização, além de nova ciclovia no trecho compreendido entre a Rua Jacinto Matos e Av. Alberto Nepomuceno. A velocidade máxima também foi readequada para 50 km/h desde a Rua Jacinto Matos até a Av. Dom Manuel.

Publicado em Mobilidade
aveinida do imperador
A via também recebeu serviços de recapeamento, além de ter toda a sua sinalização revitalizada

Como parte do conjunto de intervenções de segurança viária desenvolvidas para o Centro da Cidade, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) concluiu, nesta terça-feira (08/06), uma nova faixa exclusiva de ônibus e ciclofaixa na Av. Imperador. A via também recebeu serviços de recapeamento, além de ter toda a sua sinalização revitalizada.

A medida vai beneficiar passageiros de ônibus que trafegam em 51 linhas ao longo da avenida. A faixa, que tem 1,7 km de extensão, está localizada no lado direito da via e liga a Av. Castro e Silva à Rua Instituto do Ceará.

Ciclistas também terão garantido um espaço de circulação para realizarem seus deslocamentos com segurança. A ciclofaixa, que também interliga a Av. Castro e Silva à Rua Instituto do Ceará, fica no lado esquerdo da Av. Imperador e posteriormente se conectará à ciclovia da Av. José Bastos.

Nova velocidade 

A sinalização horizontal implantada indica ainda um novo limite de velocidade na Av. Imperador que passa a ser de 50 km/h. As placas serão instaladas ao longo deste mês. Será dado um período educativo de seis meses para que os motoristas se adaptem à alteração.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), readequar a velocidade de 60 para 50 km/h em uma via aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver.

O excesso de velocidade interfere no campo visual do motorista, dificultando a percepção de pedestres e outros obstáculos nas ruas.

Em Fortaleza, este é o principal comportamento de risco cometido. Conforme pesquisa realizada pelo órgão de trânsito, disponibilizada no Relatório Anual de Segurança Viária, 13% dos veículos excederam a velocidade no ano passado.

Em um balanço geral, realizado entre 2016 e 2020, a AMC aponta que houve uma redução de 67% no número de acidentes fatais, além de uma queda de 20,9% de casos com vítimas lesionadas, nas vias que tiveram o limite readequado.

Publicado em Mobilidade

Após quase quatro meses sem funcionar em virtude da pandemia, a Ciclofaixa de Lazer retoma suas atividades a partir deste domingo (06/06).

A 290ª edição vai oferecer aos ciclistas neste primeiro dia apenas a opção de rota leste que liga o Parque do Cocó ao Passeio Público, passando pela Av. Beira-Mar.

Coordenada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Ciclofaixa de Lazer oferece aos participantes o acompanhamento e suporte de agentes do órgão, da Guarda Municipal e da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

Idealizada em dezembro de 2014, o projeto está consolidado como uma importante opção de lazer e esporte aos domingos na capital, incentivando o hábito saudável da prática esportiva.

Percurso 

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao Passeio Público, passando pelo Ponto de Apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu, Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Beira Mar (pela ciclovia paisagística), Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno e Rua Dr. João Moreira até o Passeio Público.

Outra opção de passeio alternativo é seguir até o Mercado dos Peixes aproveitando a ciclovia existente.

Publicado em Mobilidade

Como parte do conjunto de intervenções de segurança viária desenvolvido para o Centro da Cidade, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) implanta no cruzamento da Av. Tristão Gonçalves com Rua Liberato Barroso a maior faixa de pedestres do País. A sinalização, que possui 40 metros de extensão, estará concluída nesta segunda-feira (31/05). O objetivo é garantir a quem anda a pé mais tranquilidade para realizar a travessia.

Além da faixa de pedestres, a ação também contempla pintura do urbanismo tático aumentando a área da calçada através de cores que chamam a atenção dando mais segurança para acomodar os pedestres.

Na semana seguinte, a Av. Tristão Gonçalves vai receber ciclofaixa ligando a Av. Duque de Caxias até a Rua Castro e Silva em um percurso de 1,5 km de extensão.

Centro mais vivo

Considerado um importante polo gerador de tráfego pela oferta de comércios e serviços, o bairro registrou nos últimos cinco anos 5.493 mil acidentes. Deste total, 439 foram atropelamentos. 2.838 pessoas ficaram feridas e 47 perderam a vida neste período.

Estima-se que diariamente sejam realizadas 216 mil viagens ao Centro, sendo 66% realizada a pé, de ônibus, bicicleta e metrô. “Precisamos criar condições de deslocamento seguro aos usuários mais vulneráveis a acidentes. Dados do Relatório de Segurança Viária mostram que os pedestres representaram 33,7% das vitimas fatais e 11,2% da vítimas feridas de sinistros de trânsito no ano passado”, alerta Juliana Coelho, superintendente do órgão.

Área de Trânsito Calmo

Além da faixa de pedestres, urbanismo tático e ciclofaixa, o bairro recebe ainda uma Área de Trânsito Calmo. A ideia é criar uma série de mecanismos físicos que possibilitem que aqueles que estão se locomovendo a pé tenham suas viagens priorizadas com segurança.

A previsão é de que até o final de junho haja a instalação de 14 travessias elevadas e moderação na velocidade. O novo limite nas vias internas situadas dentro do quadrilátero formado pela Av. Imperador, Rua João Moreira, Rua Sena Madureira e Av. Duque de Caxias passará a ser de 30 km/h, assim como a Av. Tristão Gonçalves. Já no corredor da Av. Imperador, os veículos não poderão exceder os 50 km/h.

Melhorando a visibilidade dos motoristas, 93 cruzamentos serão renovados, 15 receberão tachões e 10 o programa Esquina Segura, que consiste numa sinalização com dispositivos específicos para evitar o avanço da preferencial. 28 tempos exclusivos para pedestres ainda vão ser colocados em todos os semáforos situados ao longo da Imperador e Tristão Gonçalves a fim de minimizar os conflitos.

Calçada Viva

A exemplo da calçada viva existente na Barão do Rio Branco, o programa que amplia a área de calçada em vias com grande demanda de pedestres está sendo prolongado até a Santa Casa de Misericórida e para outras ruas como Floriano Peixoto e Assunção.

Publicado em Mobilidade

Nesta quinta e sexta-feira (20 e 21/05), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza o segundo leilão de veículos do ano. Ao todo, serão disponibilizados 1.055 lotes, entre automóveis, motocicletas e sucatas removidos há mais de 60 dias pelo órgão e não reclamados por seus proprietários.

Em virtude da pandemia da Covid-19 e para evitar riscos de contaminação, o leilão será realizado exclusivamente na modalidade on-line pelo site https://www.celsocunhaleiloes.com.br. Os interessados em adquirir os bens já podem oferecer os lances na página oficial do leiloeiro. A disputa pelos lotes terá início às 10h do dia 20 de maio de 2021, começando pelo lote 01 e sucessivamente até o lote 550. "Já no dia 21 de maio, às 10 horas, teremos a retomada do leilão com a disputa pelo lote 551 e sucessivamente até o lote 1055", detalha a superintendente Juliana Coelho.

A participação é aberta a pessoas físicas maiores de idade ou emancipadas portando documento de identidade, CPF e comprovante de endereço. Empresas também podem participar, desde que estejam devidamente inscritas no CNPJ e regulares junto ao INSS e à Justiça do Trabalho.

Serviço:
Leilão de Veículos da AMC
Data: 20 e 21/05 (quinta e sexta-feira)
Site: https://www.celsocunhaleiloes.com.br 

Publicado em Mobilidade

A partir desta quinta-feira (13/05), começa a funcionar a Área de Trânsito Calmo da Igreja de Nazaré, no Montese. A intervenção, executada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), tem como foco a humanização do espaço urbano, o aumento da percepção de segurança e estímulo à convivência cidadã, além da redução de acidentes.

A nova Área de Trânsito Calmo está localizada na Rua André Chaves, importante corredor de tráfego que liga a Av. Luciano Carneiro à Av. João Pessoa. A região possui significativo volume veicular, com 531 veículos por hora, e fluxo de pedestres, com 370 pedestres por hora. A mesma medida já é realidade em outras vias do bairro: Irmã Bazet, Elvira Pinho e Pe. João Piamarta.

Após estudo do local, verificou-se que no período de 2015 a 2018 ocorreram 216 acidentes com vítimas feridas e três com vítimas fatais, apontando a necessidade de uma intervenção para aumentar a segurança do trânsito.

“Propusemos a construção de um platô elevado, no trecho que liga a Igreja à Praça, compreendendo 1155 m2 de novo pavimento em piso intertravado, implantação de piso tátil, 280 m2 de requalificação de calçadas e novo mobiliário urbano”, detalha a superintendente da AMC, Juliana Coelho.

Nesse ponto, ainda está prevista a regulamentação da velocidade de 30 km/h, atendendo à recomendação da ONU para a redução de acidentes de trânsito em áreas de circulação significativa de pedestres.


Em Fortaleza, há dez Áreas de Trânsito Calmo. São elas:

1.Área de Trânsito Calmo do Benfica – Campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) – Regional IV (implantada em setembro de 2019)

2. Área de Trânsito Calmo da Praia de Iracema – Regional II – Projeto Cidade da Gente no entorno do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (implantada em agosto de 2018)

3. Área de Trânsito Calmo do Albert Sabin - Regional III (Implantada em Novembro de 2017)

4. Área de Trânsito Calmo da Cidade 2000 – Regional II – Projeto Cidade da Gente (implantada em agosto de 2019)

5. Área de Trânsito Calmo no Bairro Rodolfo Teófilo – Regional III (implantada em junho de 2016)

6. Área de Trânsito Calmo no Montese - Rua Irmã Bazet Regional III (Implantada em Setembro de 2020)

7. Área de Trânsito Calmo no Montese - Rua Elvira Pinho Regional III (Implantada em Setembro de 2020)

8. Área de Trânsito Calmo no Montese - Rua Pe. João Piamarta Regional III (Implantada em Setembro de 2020)

9. Área de Trânsito Calmo da Praia de Iracema - Rua dos Tabajaras (Implantada em janeiro de 2021)

10. Área de Trânsito Calmo do Instituto Dr. José Frota - IJF (Implantada em março de 2021)

Publicado em Mobilidade

Um estudo realizado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) apontou que a média de acidentes com mortes em Fortaleza caiu 67% em vias que tiveram a velocidade readequada entre 2016 e 2020. O estudo considerou dados de sinistros contabilizados no período antes e depois da implantação de 50 km/h nas avenidas Presidente Castelo Branco, Osório de Paiva, Francisco Sá e Augusto dos Anjos.

De acordo com o estudo, o quantitativo de acidentes com vitimas feridas também apresentou redução de 20,9%, enquanto os índices de atropelamento sofreram queda de 19,7%. Em todo o mundo, a velocidade excessiva é a causa de uma em cada três mortes por acidentes de trânsito.

As medidas de readequação da velocidade visam garantir a segurança de todos os usários, principalmente, dos mais frágeis como pedestres e ciclistas. "Ao reduzir a velocidade máxima de 60 para 50 km/h, estamos aumentando em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver", defende Juliana Coelho, superintendente da AMC.

Velocidade regulamentada

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que a velocidade máxima de vias urbanas seja 50 km/h. Em Fortaleza, de janeiro a maio deste ano, as avenidas José Leon, Vereador Pedro Paulo, Leste-Oeste (trecho entre Jacinto Matos e Dom Manuel), Santos Dumont, Dom Luís, Bernardo Manuel, João de Araújo Lima, Osório de Paiva (trecho entre Perimetral e Quarto Anel Viário), Abolição, Historiador Rimundo Girão e Antônio Sales tiveram o novo limite estabelecido, mas ainda em caráter educativo sem aplicação de penalidade para os que excederem o novo limite.

"A velocidade é reconhecida como um dos principais fatores de risco de acidentes de trânsito, contribuindo tanto para ocorrência quanto para a gravidade. Adotamos essa prática, já comprovada internacionalmente, para continuarmos salvando vidas. A medida não tem qualquer fim arrecadatório, tanto é que sempre damos um período educativo de seis meses para que os motoristas se adequem", esclarece Juliana.

Riscos

Quanto mais rápido um veículo estiver trafegando, maior será o impacto de um acidente de trânsito. Dessa forma, a velocidade afeta não só o risco de ocorrência de um sinistro, mas a gravidade com que ele ocorre.

A velocidade elevada compromete a visão periférica que o motorista tem de seu entorno. Quanto maior a velocidade, menor o alcance da visão periférica, de tal forma que a percepção do motorista sobre os elementos da via diminui.

Uma redução de até 5% na velocidade do veículo pode resultar em 30% menos sinistros fatais.

Lista de vias que tiveram a velocidade readequada nos últimos seis anos:


Av. Beira Mar 40 km/h
Av. Monsenhor Tabosa 40 km/h
R. Paulo Firmeza 40 km/h
R. Mons. Salazar 40 km/h
R. Ana Bilhar 40 km/h
R. Canuto de Aguiar 40 km/h
R. Pe. Guerra 40 km/h
R. Dom Manuel de Medeiros 40 km/h
Av. Abolição 50 km/h
Av. Antônio Sales 50 km/h
Av. Augusto dos Anjos 50 km/h
Av. Bernardo Manuel 50 km/h
Av. Cel. Carvalho 50 km/h
Av. Dom Luís 50 km/h
Av. Duque de Caxias 50 km/h
Av. Francisco Sá 50 km/h
Av. Frei Cirilo 50 km/h
Av. Gal. Osório de Paiva 50 km/h
Av. Gomes de Matos 50 km/h
Av. João de Araújo Lima 50 km/h
Av. José Leon 50 km/h
Av. Pres. Castelo Branco 50 km/h
Av. Santos Dumont 50 km/h
R. Alberto Magno 50 km/h
R. Vereadro Pedro Paulo 50 km/h

 

Publicado em Mobilidade