Avenida Leste Oeste
Em virtude do evento, a Av. Leste-Oeste será interditada a partir de 13h em ambos os sentidos
Religiosos devem se reunir em nome da fé na 17ª Caminhada com Maria, realizada nesta quinta-feira (15/08), data em que é celebrado o dia de Nossa Senhora da Assunção, padroeira de Fortaleza. O evento, que já faz parte do calendário católico da Cidade, contará com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para garantir o controle do tráfego e a segurança dos fiéis. Serão disponibilizados aproximadamente 220 agentes do órgão e orientadores de trânsito.
 
A operação será iniciada às 6h com o isolamento do Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha, onde acontece a concentração. Após a saída do cortejo, previsto para 14h, batedores e viaturas do órgão acompanharão a procissão que sairá do santuário em direção à Catedral Metropolitana, no Centro, realizando bloqueios temporários e desvios necessários de acordo com o avanço da caminhada.
 
Em virtude do evento, a Av. Leste-Oeste será interditada a partir de 13h em ambos os sentidos com bloqueios ao longo das ruas Estevão de Campos, Gomes Passos, Jacinto Matos e Filomeno Gomes.
 
A AMC orienta que os veículos evitem trafegar na Av. Leste-Oeste e vias adjacentes no período de 13 às 20h. O tráfego será liberado à medida que a caminhada for prosseguindo. Ao chegar na Catedral, agentes de trânsito promoverão o isolamento das ruas de acesso onde ocorrerá a missa campa e permanecerão no local até a dispersão total do público.
 
Ônibus disponíveis
 
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) reforçará a frota de ônibus para o evento religioso com 74 coletivos extras distribuídos nos terminais Messejana, Siqueira, Parangaba, Conjunto Ceará, Antônio Bezerra e Papicu, na Praça da Estação e na Praça do Coração de Jesus, a partir de 8 horas da manhã até meia-noite.
 
A partir de 18h, 20 ônibus estarão concentrados na Praça da Estação e três na Praça Coração de Jesus, para fazer o percurso do público de volta para casa.
 
Publicado em Mobilidade
operários numa obra
A Av. Alberto Craveiro passará a contar com um novo sistema de drenagem, próximo ao Makro, ponto crítico de alagamento durante o período chuvoso

Para dar continuidade às obras do viaduto da Av. Alberto Craveiro, no Castelão, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa que, na manhã da próxima segunda-feira (05/08), haverá a interdição de pista na Av. Alberto Craveiro, no sentido Aldeota-Castelão, entre a alça do viaduto da CE 401 (Av. Senador Carlos Jereissati) e a R. Pedro Dantas. A medida é necessária para viabilizar o início das obras de drenagem na via, que terá a duração de 30 dias.

Em virtude das obras, a AMC orienta que os condutores que trafegam na Av. Senador Carlos Jereissati em direção ao Castelão, no sentido Oeste-Sul, deverão dobrar à direita na R. Neném Gonçalves, à esquerda na R. Pedro Dantas e à direita na Av. Alberto Craveiro. Já para quem vem da Av. Raul Barbosa em direção ao Castelão deve seguir no contrafluxo da Av. Alberto Craveiro, entre a alça do viaduto e a R. Pedro Dantas. É importante ressaltar que a pista da Alberto Craveiro, no sentido Castelão-Aldeota, funcionará como mão dupla contemplando os dois sentidos.

Confira o mapa da interdição

A Secretaria Regional VI informa que agentes da Célula de Participação Social realizam um trabalho de mobilização nas casas dos moradores do bairro para orientar sobre as intervenções na área. Na oportunidade são entregues panfletos com sugestões de rotas alternativas.

Sobre a obra

A Av. Alberto Craveiro passará a contar com um novo sistema de drenagem, próximo ao Makro, ponto crítico de alagamento durante o período chuvoso. A construção da nova galeria de drenagem e a elevação da pista irão facilitar no escoamento da água em direção ao Riacho Martinho. A principal via de acesso à Arena Castelão também passará por obras de requalificação com a construção de calçadas, ciclovia e pavimentação asfáltica.

Publicado em Infraestrutura
Três agentes de trânsito sinalizando para carros
A orientação para quem segue na Rua Frederico Borges é dobrar à esquerda na Rua Ana Bilhar, à direita na Av. Virgílio Távora e à direita na Av. Antônio Justa

A Prefeitura de Fortaleza informa, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), que realizará a interdição da Rua Frederico Borges, no bairro Varjota, a partir desta quinta-feira (01/08), no trecho compreendido entre a rua Ana Bilhar e a Av. Antônio Justa. O bloqueio será necessário para a continuação das obras do Polo Gastronômico da Varjota, que teve início com a construção de uma galeria de drenagem nas ruas Castro Monte e Tavares Coutinho, e que seguem agora com os serviços de urbanização da Rua Frederico Borges.

Confira o mapa de desvio

As intervenções contemplam toda a revitalização da via com a substituição da pavimentação asfáltica por piso em blocos de concreto, construção de novas calçadas, ciclofaixas e passagens elevadas para pedestres.

Os serviços, especificamente neste trecho, terão duração de 40 dias e contarão com o suporte operacional dos agentes da AMC. A orientação para quem segue na Rua Frederico Borges é dobrar à esquerda na Rua Ana Bilhar, à direita na Av. Virgílio Távora e à direita na Av. Antônio Justa.

Durante esta semana, a equipe de articulação da Secretaria Regional II estará na região informando sobre o início das obras, dando suporte com orientações e auxiliando os moradores e comerciantes quanto ao bloqueio que será estabelecido temporariamente no local.

Sobre a obra

O projeto do Polo Gastronômico da Varjota prevê a urbanização de 1,5 km das ruas Ana Bilhar e Frederico Borges, oferecendo novas vias com calçadas padronizadas e mobiliários urbanos em todo o quadrilátero da Varjota, melhorando o acesso aos mais de 110 estabelecimentos da região e fortalecendo o turismo local.

A região passará a contar, ainda, com intervenções urbanísticas como a instalação de parklets, paraciclos, jardineiras, arborização e nova iluminação. Orçadas em R$ 13 milhões, as obras têm conclusão prevista para abril de 2020.

Publicado em Infraestrutura
Trecho de avenida à beira mar e morro gramado ao lado
A interdição acontece a partir desta segunda-feira (29/07) na pista sul (sentido Centro/Porto do Mucuripe)

Para dar continuidade às obras de requalificação viária na Av. Vicente de Castro, a Prefeitura de Fortaleza realizará, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), um bloqueio parcial no trecho compreendido entre a Av. Beira Mar e a Rua Benedito Macêdo. A interdição acontece a partir desta segunda-feira (29/07) na pista sul (sentido Centro/Porto do Mucuripe). Em virtude do bloqueio, os motoristas devem circular na pista contrária (sentido Porto do Mucuripe/Centro), que passará a operar como mão dupla. Não haverá desvio e os agentes darão suporte operacional à intervenção.

A medida é necessária para o início das obras de drenagem e substituição do pavimento asfáltico pelo piso intertravado, seguindo o mesmo padrão de requalificação da Av. Beira Mar.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), responsável pela obra, a escolha do novo pavimento visa facilitar o escoamento da água, melhorar a sensação térmica da via, além de garantir mais acessibilidade com a instalação de piso tátil, rampas e passagens elevadas para pedestre. A avenida também passará a contar com sistema de drenagem, novas calçadas, paisagismo e ciclovia. A intervenção terá duração de cerca de 60 dias.

Outras vias dos Corredores Turísticos

Em paralelo à obra da Av. Vicente de Castro, mais duas vias pertencentes aos Corredores Turísticos também estão recebendo obras de requalificação de passeios, com calçadas padronizadas, piso intertravado, acessibilidade, paisagismo e ciclofaixas, como é o caso das ruas Adolfo Caminha, na Praia de Iracema, e João Moreira, no Centro.

Com duração de aproximadamente oito meses, as obras estão orçadas em R$ 9,8 milhões e têm como objetivo fazer a ligação entre os principais corredores comerciais e turísticos da Cidade, priorizando o pedestre.

Publicado em Infraestrutura

A Prefeitura de Fortaleza preparou, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), um planejamento de mobilidade para o Fortal 2019. O Carnaval fora de época, que acontece entre os dias 25 e 28 de julho, contará com uma operação especial de trânsito e de transporte público coletivo para facilitar o acesso dos foliões.

Durante os quatro dias de evento, a operação de trânsito será iniciada a partir de meio-dia com o monitoramento do tráfego e a coibição de estacionamento irregular na Avenida Aldy Mentor e nas principais rotas de chegada e saída da Cidade Fortal. Um efetivo diário composto por cerca de 100 agentes e orientadores de tráfego irão trabalhar em conjunto para otimizar o deslocamento do público.

Como não está prevista nenhuma interdição viária, os condutores poderão deixar seus veículos no estacionamento privado disponível no próprio local do evento. Dependendo da estimativa do público, a AMC poderá desviar o tráfego da Av. das Castanholeiras para a Av. Santos Dumont no intuito de desafogar o trânsito.

A AMC orienta ainda que os foliões utilizem táxi ou transporte coletivo para chegar à Cidade Fortal e alerta aos que optarem por utilizar veículo particular que não dirijam sob efeito de álcool, estacionem apenas em locais permitidos e saiam de casa com antecedência para evitar transtornos.

Frota de Ônibus

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) disponibilizará 34 ônibus extras para a operação de transporte público coletivo durante o Fortal 2019. O acesso ao evento será facilitado por meio da linha especial, bem como a maior oferta de linhas que serão prolongadas ou estendidas para atender ao evento.

A linha especial 840 - Papicu/Fortal entra em operação a fim de atender a demanda, interligando o Terminal do Papicu e a Cidade Fortal. A operação começará a partir de 14 horas e os ônibus da linha especial ficarão à disposição do controle operacional do Terminal do Papicu.

Nos dias do evento, a Etufor ampliará os horários de onze linhas (confira abaixo) e prolongará o itinerário de três linhas em direção à Cidade Fortal: 831 - Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000; 832 - Papicu/Cidade 2000 e a 833 - Cidade 2000/Centro.

Prolongamentos provisórios dos horários de 11 (onze) linhas nos dias de evento:

027 - Siqueira/Papicu/Aeroporto

028 - Antônio Bezerra/Papicu

030 - Siqueira/Papicu/13 de Maio

041 - Parangaba / Oliveira Paiva / Papicu

042 - Antônio Bezerra/Francisco Sá/Papicu

045 - Cj Ceará/Papicu/Montese

051 - Grande Circular I

052 - Grande Circular II

076 - Cj Ceará/Aldeota

092 - Antônio Bezerra / Papicu / Praia de Iracema

804 - Aldeota

Os veículos das linhas abaixo deverão cumprir o prolongamento de itinerário:

831- Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000

832- Papicu/Cidade 2000

833- Cidade 2000/Centro

Linhas corujões que atendem no horário de 00h às 04h e integram no Terminal do Papicu:

023 – Corujão/Edson Queiroz/Papicu

034 – Corujão/Av. Paranjana I

035 – Corujão/Av. Paranjana II

036 – Corujão/Conjunto Ceará/Montese

037 – Corujão/Conjunto Ceará/Aldeota

048 – Corujão/Parangaba/Papicu

054 – Corujão / Praia do Futuro / Caça e Pesca

055 – Corujão / Grande Circular I

056 – Corujão / Grande Circular II

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Defesa Civil iniciam o bloqueio temporário do tráfego de veículos e de pedestres na Avenida Rui Barbosa, no trecho compreendido entre as Avenidas Historiador Raimundo Girão e Beira-Mar. O bloqueio vai ocorrer em virtude do descarregamento do material para início das obras de engorda do novo aterro da Avenida Beira-Mar.

Confira o mapa com o bloqueio

Outro ponto de bloqueio é na Avenida Beira-Mar, entre as Avenidas Barão de Studart e Rui Barbosa. A intervenção será realizada entre os dias 18 e 30 de julho, das 9 às 16h e das 23 às 5 horas.

O bloqueio temporário acontece em função da descarga dos contentores e tubos flutuantes que serão utilizados na execução da obra que será executada a partir do mês de agosto. Para o trabalho, serão utilizados veículos pesados como carretas, guindastes e empilhadoras.

A operação conta, ainda, com o apoio da Secretaria Regional II, Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP).

Apesar da alteração de circulação, estará garantido o acesso local para moradores com a presença dos agentes de trânsito e da Defesa Civil que darão suporte operacional à intervenção. Os órgãos municipais orientam que os condutores evitem o trecho bloqueado.

Obra

As obras preveem a engorda de aproximadamente 80 metros da faixa de praia, com 1,2 km de extensão, no trecho que corresponde a toda faixa de areia existente entre os espigões da Avenida Rui Barbosa até a Avenida Desembargador Moreira.

As intervenções, que consistem na recomposição da engorda do aterro existente na Praia de Iracema e a criação de um novo aterro entre as Avenidas Rui Barbosa e Desembargador Moreira, e resultarão, juntas, em cerca de 2 km de engorda, uma área que equivale a quase 18 quarteirões. O cronograma de obra para a conclusão do novo aterro é agosto de 2020, o mesmo das obras de requalificação da Avenida Beira-Mar.

 

Publicado em Mobilidade
A partir desta terça-feira (16/07), um novo semáforo começa a funcionar no cruzamento da Av. Eduardo Girão com Rua Ministro Joaquim Bastos, no Bairro de Fátima. A medida atende à solicitação da comunidade e objetiva reduzir colisões, garantindo mais segurança a condutores e pedestres que circulam pelo trecho.
 
A intervenção também inclui alteração de circulação, conforme prevê o projeto da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). O motorista que trafega pela Av. Eduardo Girão (sentido rodoviária/rotatória) não poderá dobrar à esquerda na Rua Ministro Joaquim Bastos. A opção é dobrar à direita na Rua Luciano Magalhães, à esquerda na Rua Bartolomeu de Gusmão e à esquerda novamente na Rua François Teles de Menezes. Já quem segue no sentido contrário da Av. Eduardo Girão (rotatória/rodoviária) só deverá seguir em frente, não sendo permitido realizar nenhum tipo de conversão.
 
Confira aqui o mapa com o desvio. 
 
Outra mudança aprovada pelo órgão é a inversão de sentido da Rua Ministro Joaquim Bastos no trecho compreendido entre a Av. Eduardo Girão e Rua Martinho Rodrigues. O fluxo oriundo da Rua Ministro Joaquim Bastos passa somente a chegar na Av. Eduardo Girão, concentrado, portanto, no sentido oeste-leste. Agentes do órgão darão suporte operacional à implantação durante os primeiros dias até que haja adaptação dos condutores. 
 
O novo semáforo terá tecnologia que possibilita comunicação direta com a central do Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (CTAFOR), permitindo a detecção de falhas de forma imediata e acelera o tempo dos serviços de manutenção. Outro benefício é que os tempos desses aparelhos são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Desta maneira, as vias de maior fluxo são priorizadas, sendo atribuído maior tempo de verde para elas. Com essa implantação, Fortaleza passa a contar com 940 equipamentos.
Publicado em Mobilidade

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), dará início, a partir desta terça-feira (18/06), à implantação de um novo binário que irá proporcionar mais segurança e fluidez aos condutores e pedestres que trafegam pelo bairro Papicu (Regional II). Com a intervenção, os motoristas deverão redobrar a atenção ao trafegar pelas ruas Joaquim Lima e Pereira de Miranda.

Acesse o mapa com as alterações no trânsito

Conforme projeto técnico realizado pela AMC, a Rua Joaquim Lima terá seu sentido de circulação invertido, passando a operar no sentido leste/oeste (Praia do Futuro/Centro). Já a Rua Pereira de Miranda, que hoje é mão dupla, concentrará todo o fluxo apenas no sentido oeste/leste (Centro/Praia do Futuro). Tais alterações serão adotadas no trecho compreendido entre a Av. Engenheiro Santana Júnior e a Rua Almeida Prado.

Por ser uma área de grandes polos geradores de viagens, como hospitais e empreendimentos, a medida tem o intuito de otimizar o ir e vir das pessoas, além de servir como apoio à Av. Santos Dumont e à Rua Lauro Nogueira, favorecendo os laços de quadra e o acesso local dos moradores. “Com a implantação de sentido único, espera-se ainda reduzir os conflitos de tráfego e aumentar a capacidade de circulação”, afirma o gerente de Operação e Fiscalização da AMC, Disraelli Brasil.

Durante os primeiros dias após a intervenção, agentes de trânsito atuarão nos principais cruzamentos para controlar o tráfego e realizar um trabalho de orientação com os usuários. A população foi comunicada previamente por meio de placas instaladas ao longo das vias.

Publicado em Mobilidade

Além de ser exigência legal, o cinto de segurança é equipamento indispensável para reduzir o índice de severidade dos acidentes de trânsito. Em Fortaleza, o uso do dispositivo por adultos que estavam ocupando bancos da frente ou de trás aumentou de 68% a 94% nos últimos quatro anos, conforme pesquisa realizada pela Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, através da Universidade Johns Hopkins, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC). O estudo ainda apontou significativos incrementos por parte dos passageiros adultos que ocupavam os bancos traseiros, crescendo de 21% em outubro de 2015 para 47% em fevereiro deste ano.

Segundo o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Arcelino Lima, os cidadãos estão adotando um comportamento mais preventivo e seguro ao se deslocar pela cidade, o que também é reflexo das ações de educação e fiscalização desenvolvidas pelo órgão. “Deixar de usar o cinto de segurança é um dos principais fatores de risco que potencializam as lesões em um acidente de trânsito. Cientes disso, realizamos periodicamente abordagens nas quais verificamos a utilização deste equipamento obrigatório que, quando colocado corretamente, evita que o corpo seja arremessado para fora do veículo”, esclarece.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso do cinto de segurança reduz o risco de morte entre os motoristas e passageiros do banco da frente em até 50%, e de ferimentos leves e graves em até 20% e 45%, respectivamente. Já a utilização entre passageiros do banco traseiro reduz o risco de ferimentos fatais em até 25% e de ferimentos leves em até 75% em caso de acidentes.

“Muitas pessoas ainda pensam que não, mas o uso do cinto no banco traseiro é crucial, pois além da segurança para o passageiro, protege os que estão na frente. No caso de uma batida, por exemplo, o peso de corpos e objetos projetados dentro do veículo se multiplica, aumentando muito o risco de uma fatalidade”, explica o chefe do Núcleo de Operação e Fiscalização da AMC, Disraelli Brasil. No ano passado, em Fortaleza, foram registradas cerca de 65 mil autuações pelo não uso do cinto de segurança.

Também houve melhora no uso dos assentos infantis para crianças de até 11 anos incompletos na capital cearense. Em outubro de 2015, os pesquisadores observaram um percentual de apenas 29% de uso dos equipamentos, enquanto que em fevereiro de 2019 o índice subiu para 47%. A conclusão é de que apesar do avanço, ainda é preciso melhorar a proteção para as crianças – que pode ser a diferença em caso de acidentes.

O que diz o Código de Trânsito Brasileiro

De acordo com a legislação de trânsito no Brasil, não utilizar o cinto de segurança seja no banco dianteiro ou traseiro em qualquer circunstância, em áreas urbanas ou rurais, é uma infração de natureza grave, com multa no valor de R$ 195,23 e cinco pontos no prontuário do condutor. Já com relação aos assentos infantis, crianças de até um ano devem ser acomodadas em equipamentos do tipo “bebê conforto”; até quatro anos, em “cadeirinhas”, até os sete anos e meio em “assentos de elevação” e a partir daí com cinto de segurança – todos no banco traseiro. Caso o condutor de um veículo seja flagrado fazendo o transporte de crianças sem os equipamentos de segurança adequados para a idade, pode ser autuado por infração gravíssima, fica sujeito a multa no valor de R$ 293,47, com retenção do veículo até a regularização do caso e ganha 07 pontos na carteira de habilitação.

“Acompanhar esses estudos que apontam o comportamento da população sobre fatores de risco para acidentes de trânsito que podem ser a diferença entre a vida e a morte é crucial. Permite aos gestores orientar as políticas públicas de segurança no trânsito para prevenir cada vez mais mortes e ferimentos nas nossas ruas e avenidas” conclui o coordenador executivo da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global em Fortaleza, Dante Rosado.

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza, de quarta-feira (29/05) até sexta-feira (31/05), o segundo leilão de veículos deste ano. A frota é composta de carros e motocicletas que se encontram apreendidos há mais de dois meses no depósito do órgão, sem manifestação dos proprietários, conforme previsão legal contida no Art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O leilão será realizado às 10h nas modalidades presencial no Pátio do Leiloeiro (Rua Coronel Zacarias José de França, 255A, no bairro Cajazeiras) e online por meio do site www.celsocunhaleiloes.com.br. As sessões ocorrem simultaneamente.

Poderão participar da concorrência pessoas físicas maiores de idade ou emancipadas que estejam portando documento de identidade, CPF e comprovante de endereço. No caso de empresas, é necessário que estas sejam devidamente inscritas no CNPJ e regulares junto ao INSS.

O lance varia de acordo com o tipo de veículo e condição do mesmo. Ao todo, serão leiloados 790 lotes, sendo 140 automóveis e 650 motocicletas. Os bens serão entregues no estado de preservação em que foram recolhidos, cabendo aos participantes estarem cientes das características dos mesmos.

Serviço:
Leilão Público da AMC (presencial)
Datas: 29 a 31/05 (quarta a sexta-feira)
Horário: 10h
Local: Rua Coronel Zacarias José de França, 255A - Cajazeiras

Publicado em Mobilidade