A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) preparou uma operação especial de trânsito para facilitar o acesso de torcedores à partida entre Fortaleza e Alianza Lima, válido pela tercera rodada da Libertadores, nesta quarta-feira (27/04). Os trabalhos também contarão com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). 
 
Um efetivo de 28 agentes e operadores da AMC atua no controle de tráfego a partir do meio-dia até a dispersão total da torcida, por volta de 23h30. 
 
As ações serão concentradas nas avenidas do Contorno, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e rotatória do Castelão. Também haverá cones em faixas de pedestres para redução de velocidade e para facilitar a travessia no entorno da arena. 
 
Viaturas também estarão no entorno do estádio coibindo irregularidades e as principais vias de acesso serão acompanhadas por meio das câmeras de videomonitoramento da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito.
 
Recomendações
 
A AMC orienta que os torcedores saiam de casa com pelo menos duas horas de antecedência para ter acesso à Arena Castelão. 
 
Os condutores também devem redobrar atenção às normas de circulação viária e não estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros, e reduzir a velocidade devido ao fluxo de pedestres.
 
Em caso de ocorrências de irregularidades ou sinistros de trânsito, a população pode solicitar atendimento da AMC pelo número 190,  da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).
 
Publicado em Mobilidade

Nesta quarta-feira (13/04), data em que se comemora o Aniversário de Fortaleza, educadores de trânsito vão levar serviços à população por meio do projeto AMC Itinerante. Os moradores do Bairro de Fátima serão contemplados nesta edição do programa, que disponibizará uma unidade móvel do órgão na Av. Treze de Maio, no estacionamento da Igreja de Fátima, de 8 às 16h.

Toda e qualquer pendência relacionada à multa, como indicação de condutor e recursos, solicitações diversas e credenciamento de idosos e pessoas com deficiência poderão ser solucionadas com maior agilidade. "Procuramos estar cada vez mais próximos dos cidadãos, garantindo maior comodidade na garantia dos seus direitos e melhorando o atendimento", reforça o superintendente da pasta, Antônio Ferreira.

Credenciamento

Um dos serviços mais procurados pelo público, o credenciamento de idosos e pessoas com deficiência será realizado mediante apresentação da documentação necessária e cumprimento de requisitos exigidos como ter mais de 60 anos e comprovar a deficiência.

Para se credenciar, a pessoa com deficiência deverá apresentar os seguintes documentos: laudo ou atestado médico; RG, CPF e comprovante de residência. Os idosos precisam dos mesmos documentos, com exceção do laudo médico.

Publicado em Mobilidade
a imagem mostra a sinalização horizontal de velocidade máxima de 50km/h na avenida da universidade
No âmbito da engenharia, a readequação da velocidade de 60 para 50 km/h em vias com intenso fluxo de veículos na Capital tem reduzido em 64,5% os acidentes com vítimas nesses locais (Foto: Kiko Silva)
A Prefeitura de Fortaleza registrou, no primeiro trimestre deste ano, o menor índice de mortes no trânsito das últimas duas décadas. Foram 26 óbitos contabilizados entre janeiro e março de 2022, uma redução de 65% quando comparado à média do mesmo período dos anos anteriores, em que 73 pessoas perderam a vida. Em relação a 2021, a queda foi de 41% com 44 registros. 
 
A diminuição é resultado das medidas adotadas pela gestão municipal, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), no âmbito da preservação de vidas.
 
Segundo levantamento da AMC, motociclistas ainda são os mais vulneráveis no trânsito e representam mais da metade das mortes, com 52%. Na segunda posição do ranking aparecem os pedestres (40%), seguido de ciclistas (4%) e ocupantes de veículos de quatro rodas (4%).
 
A maior parte dos acidentes acontece nos finais de semana entre 19h e 4h da manhã, o que indica a probabilidade da associação de fatores de risco como a ingestão do álcool ao dirigir e o excesso de velocidade.
 
Segurança viária
 
Como forma de promover a conscientização dos condutores para um ir e vir seguro, a Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo políticas públicas eficazes, divididas em três eixos principais: engenharia de tráfego, educação e fiscalização preventiva.
 
No âmbito da engenharia, a readequação da velocidade de 60 para 50 km/h em vias com intenso fluxo de veículos na Capital tem reduzido em 64,5% os acidentes com vítimas nesses locais. Para os pedestres, estão sendo expandidas as travessias elevadas, as áreas de trânsito calmo, calçadas vivas e faixas diagonais, enquanto que para os ciclistas a infraestrutura cicloviária é ampliada de forma contínua e hoje já alcança a marca de cerca de 410 km. Os motociclistas, que são os que mais morrem no trânsito, também são contemplados com as já conhecidas áreas de espera, espaço situado entre a faixa de pedestres e a faixa de veículos, onde eles podem aguardar a abertura do sinal com mais segurança.
 
No tocante à educação, os educadores de trânsito da AMC também têm função indispensável na redução de acidentes fatais. Cientes do seu papel de orientar, eles estão diariamente nas ruas dialogando e distribuindo materiais educativos a todos que compartilham o trânsito, sobre temas como respeito e comportamento seguro, riscos de beber e dirigir, e o respeito à sinalização e limites de velocidade. Também são desenvolvidos cursos que orientam quanto a uma conduta mais prudente aos mais vulneráveis, como motociclistas e ciclistas.
 
Com relação à fiscalização preventiva, a Autarquia Municipal de Trânsito intensifica suas operações sempre orientada por dados e evidências, de maneira a incentivar a adoção de um comportamento seguro no trânsito. No primeiro trimestre deste ano, foram realizadas 41.506 abordagens nos comandos operacionais. O órgão efetuou 10.050 exames de etilômetro. Destes, 68 deram positivo e 469 motoristas se recusaram a testar, o que indica condução sob efeito de álcool.
 
Monitoramento
 
Além da presença dos agentes nas ruas, os acidentes de trânsito são monitorados 24h pela Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito. Mais de 600 câmeras acompanham a circulação dos veículos em tempo real e, a partir dessas imagens, o atendimento é otimizado. A estrutura ainda permite uma análise aprofundada das causas de eventuais ocorrências e auxilia medidas preventivas que evitem novos sinistros.
 
Balanço 2021
 
Em 2021, Fortaleza chegou ao sétimo ano seguido com redução de mortes no trânsito. O resultado é fruto do reforço nas ações e políticas públicas integradas para evitar a ocorrência de acidentes com maior severidade. Foram 184 óbitos registrados nas vias da cidade. O número é 51% menor em relação ao ano de 2014, que registrou 377 mortes, ano que antecede a sequência de reduções. 
 
Além disso, o principal indicador aferido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) segue em queda e aponta uma redução de 55,8% no risco de morte de trânsito em Fortaleza nos últimos 10 anos. Na Capital, são registradas 6,8 mortes a cada 100 mil habitantes. Em 2011, eram 15,4.
Publicado em Mobilidade
A Prefeitura de Fortaleza preparou uma programação especial para a Ciclofaixa de Lazer deste domingo (10/04) com o objetivo de comemorar o aniversário de 296 anos da Capital. Além das três rotas disponíveis de 6h às 12h, os ciclistas também poderão participar de um passeio turístico cultural que vai percorrer praças do Centro da cidade onde estarão acontecendo apresentações musicais.
 
A primeira edição da Ciclofaixa Cultural no tradicional evento ciclístico terá início às 8h com a participação do músico Jean Dumont na Cidade das Crianças. No local, haverá aluguel de bicicletas e voluntários da rede Bike Anjo vão auxiliar os iniciantes do modal. 
 
De lá, a partir de 9h, especialistas da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) percorrem com os ciclistas a Praça do Ferreira, Praça General Tibúrcio (Praça dos Leões), Praça Waldemar Falcão e Praça dos Mártires, no Passeio Público, onde toda a família poderá curtir as apresentações do Palhaço Peralta, Tia Mel e Banda, e David Simplício. Durante a visita guiada de bike, será possível entender como cada espaço público faz parte da construção da história da capital.
 
Minicircuito de bike infantil
 
Como ocorre todos os domingos, educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) montam o Minicircuito de Bike Infantil no Parque Rachel de Queiroz, onde a Secretaria Regional 3 levará atividades como aula de ritmos e oficina de gesso, e na Cidade da Criança, que ainda terá distribuição de plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas. 
 
Agentes da AMC, da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal de Fortaleza darão suporte no decorrer dos três percursos disponíveis de 6h às 12h e nos quatro pontos de apoio. Esta edição da Ciclofaixa de Lazer contará com o apoio do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus).
 
Programação Ciclofaixa Cultural
 
8h – apresentação musical Jean Dumont – Cidade das Crianças
9h às 9h30 – início do passeio cultural – Cidade das Crianças
9h45 às 10h10 – Praça do Ferreira
10h15 às 10h35 – Praça General Tibúrcio (Praça dos Leões)
10h40 às 11h – Praça Waldemar Falcão
11h10 às 11h40 – Passeio Público - apresentação do Palhaço Peralta (9h30), Tia Mel e Banda (11h10) e David Simplício (12h30)
 
Rota leste
 
A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Dr. João Moreira, Rua Floriano Peixoto, Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança.
 
Rota oeste
 
A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.
 
Rota sul
 
A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, Av. Domingos Olímpio - onde se conectará com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), Rua Carlos Vasconcelos, Rua General Sampaio, Rua Pedro Pereira seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.
Publicado em Mobilidade

A partir desta quinta-feira (24/03), o trecho da Rua General Sampaio compreendido entre as ruas Dr. João Moreira e Senador Jaguaribe será bloqueado provisoriamente para viabilizar interligações à rede de esgoto da Estação das Artes. A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) dará suporte operacional à intervenção, que vai durar cinco dias.  

A orientação é que os condutores que seguem na Rua General Sampaio dobrem à direita na Rua Castro e Silva, à esquerda na Av. Alberto Nepomuceno, à esquerda novamente na Rua Adolfo Caminha e à direita na Av. Presidente Castelo Branco. 

Já para o fluxo proveniente da Rua Dr. João Moreira, a orientação é entrar à esquerda na Rua Senador Pompeu, à esquerda na Rua Castro e Silva, à esquerda na Av. Alberto Nepomuceno, à esquerda novamente na Rua Adolfo Caminha e à direita na Av. Presidente Castelo Branco. 

Transporte coletivo

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) irá alterar o itinerário das linhas 055 - Grande Circular I (Corujão), 106 - Floresta/Centro, 132 - Av. Leste/Oeste/Centro, 901 - Dom Luiz, 903 - Varjota, 905 -Meireles/Centro e 907 - Castelo Encantado/Centro.

As linhas 055 - Grande Circular 1 (Corujão) e 106 - Floresta/Centro (volta) adotarão o desvio pela Rua Dr. João Moreira, Rua Barão do Rio Branco, Av. Pres. Castelo Branco, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Adolfo Caminha, Av. Presidente Castelo Branco e continuam a rota normal.  

A linha 132 - Av. Leste Oeste/Centro acessará a Rua General Sampaio, Rua Castro e Silva, Av. Alberto Nepomuceno, Rua Adolfo Caminha, Av. Presidente Castelo Branco e retoma a rota normal.

As linhas oriundas do Papicu em direção ao Centro, 901 - Dom Luís, 903 - Varjota, 905 - Meireles/Centro e 907 - Castelo Encantado/Centro, seguirão pela Rua Dr. João Moreira, Rua Senador Pompeu e Rua Castro e Silva. 

Tão logo a obra seja finalizada, as linhas retomarão seus itinerários originais.

Publicado em Mobilidade

Referência na redução de mortes e lesões no trânsito, Fortaleza sediará pela primeira vez o programa Re:act de segurança viária. O projeto será lançado nesta terça-feira (22/08), a partir das 8h, na Universidade de Fortaleza (Unifor).

Fortaleza será uma das duas cidades brasileiras selecionadas para participar do programa Re:act de segurança viária. A iniciativa, que conta com o apoio da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em parceria com a Vital Strategies e JDDecaux, consiste na promoção de um concurso para estudantes universitários, onde os alunos devem criar campanhas de mudança de comportamento, para jovens de 18 a 25 anos, sobre a adoção de condutas mais seguras no trânsito.

Os trabalhos serão julgados por uma comissão formada pelo setor público, professores e iniciativa privada, que selecionarão a campanha de segurança no trânsito mais atraente. A ideia é que a campanha seja, ao final, desenvolvida e lançada ao público no segundo semestre deste ano.

Fortaleza é destaque

No Brasil, apenas Fortaleza e São Paulo participam do projeto. “Nossa cidade tem se destacado na mobilidade urbana, com resultados importantes, incluindo a diminuição de lesões e mortes no trânsito. Isso se deve a uma administração pública comprometida com as melhores práticas, que prioriza os usuários vulneráveis e do transporte público", reforça o prefeito José Sarto.

Além da Capital, outras 11 cidades ao redor do mundo estão recebendo o programa em 2022, como os Estados Unidos, Reino Unido e Austrália. Vale ressaltar que o feedback nos locais por onde a iniciativa já passou mostraram, consistentemente, que o Re:act é eficaz quando se tratar de aumentar a conscientização dos jovens usuários das vias, dando-lhes voz na segurança do trânsito. 

Segurança viária 

Como resultado das políticas públicas de mobilidade urbana e segurança viária, Fortaleza foi uma das primeiras cidades no mundo a atingir a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) ao reduzir pela metade a taxa de mortes no trânsito. O resultado foi alcançado em 2019 e de lá pra cá os índices vem se mantendo em queda.

Em 2020, o número de óbitos apresentou redução pelo sexto ano consecutivo. A Capital contabilizou uma queda de cerca de 51% no quantitativo de vítimas fatais a cada 100 mil habitantes, saindo de 14,7 em 2014 para 7,2 em 2020.

Em 2014, os acidentes de trânsito foram a quinta causa de morte na cidade, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Em 2020, a posição no ranking caiu para a 16ª, ocupando o melhor lugar até o momento.

Publicado em Mobilidade
Mais uma edição do projeto Bike sem Barreiras será realizada neste sábado (19/03). A iniciativa, promovida pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em parceria com a Uninassau, beneficia pessoas com deficiência, mobilidade reduzida ou autistas para a prática do esporte e convivência no espaço público da cidade.
 
A ação disponibiliza três modelos diferentes de bicicletas adaptadas de 8h às 12h, na Praia de Iracema. São oferecidos um triciclo adaptado para ser pedalado com as mãos, conhecido como ‘handbike’; uma bicicleta dupla, que é pedalada por uma pessoa com deficiência visual e pelo acompanhante; e uma bike adaptada composta por uma cadeira de rodas no lugar da roda dianteira, voltada para usuários com tetraplegia ou deficiência múltipla, chamada de ‘The Duet’.
 
Para esta edição, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) levará 25 beneficiários do cartão gratuidade da pessoa com deficiência. São cidadãos com idade entre 7 e 65 anos que participarão da iniciativa. 
 
Como participar
 
Para ter acesso aos passeios do Bike sem Barreiras não é necessário agendamento prévio. Os interessados devem apenas apresentar documento de identificação com foto na tenda do programa, que funciona ao lado do Centro Cultural Belchior e em frente ao projeto Praia Acessível, idealizado pelo pelo Governo do Estado, via Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), e executado em parceria com a Secretaria Municipal do Turismo (Setfor).
 
Os usuários contam ainda com o suporte de profissionais e alunos do curso de fisioterapia da Uninassau, disponíveis para orientá-los e conduzir as bicicletas, quando necessário.
 
O Bike sem Barreiras integra o projeto-piloto Rota Acessível. Idealizado pela Coordenadoria Especial da Pessoa com Deficiência (Copedef), vinculado à Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), em parceria com a Secretaria Municipal da Gestão Regional (Seger), a iniciativa é um projeto de configuração de rotas totalmente acessíveis, que podem ser utilizadas por pessoas com diferentes deficiências.
 
Saiba mais sobre o Cartão Gratuidade da Pessoa com Deficiência 
 
O cartão é destinado às pessoas que comprovem a deficiência física, mental, auditiva, visual ou múltipla, através do laudo médico padrão emitido pela Rede Pública de Saúde dos níveis Municipal, Estadual, Federal ou pela rede conveniada ao SUS. 
 
Para ter direito ao cartão, o usuário deve atender aos critérios da Lei No. 0057/2008 e sua regulamentação (Decreto nº 12.540/2009) que são residir em Fortaleza, estar fora do mercado formal de trabalho, ser beneficiário do Benefício da Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS); pertencer a uma família beneficiária do Bolsa Família e estar inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal.
Publicado em Mobilidade

No intuito de possibilitar maior fluidez do tráfego e consequente redução de congestionamentos em vias da cidade, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) tem investido em semáforos inteligentes controlados em tempo real. Dentre os 1.062 equipamentos que compõem a rede semafórica da Capital, 56% (594) possuem esse tipo de controle, enquanto 44% (468) são convencionais.

Uma das principais vantagens dessa tecnologia é a possibilidade de se comunicar diretamente com a Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito do órgão, o que permite a detecção de falhas de forma imediata e agiliza os serviços de manutenção.

Outro benefício é que os tempos desses sinais são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Desta maneira, as vias de maior fluxo são priorizadas, sendo atribuído maior tempo de verde para elas.

Os semáforos da região da grande Aldeota, de alguns dos principais corredores de Fortaleza (avenidas Bezerra de Menezes, Domingos Olímpio, 13 de Maio, Jovita Feitosa, Eng. Santana Jr. e Duque de Caxias), além de outros bairros (Benfica, Cocó, Centro, Fátima, Montese, Parquelândia, Messejana, José Walter, Barra do Ceará, Padre Andrade, Pirambu e Vicente Pinzón), operam com a centralização.

A diferença entre os semáforos centralizados e convencionais é que estes possuem programações fixas para atender os diversos níveis de tráfego durante o dia e têm os tempos determinados através de pesquisas que buscam identificar o fluxo de veículos nos horários de pico. Como não são controlados em tempo real, os problemas detectados nestes aparelhos precisam ser informados à AMC para que seja providenciado o reparo. As reclamações podem ser feitas pelo número 190.

Modernização

Fortaleza está sempre inovando e implantando o que há de melhor em tecnologia nos semáforos. A comunicação entre os semáforos inteligentes, por exemplo, passou de telefônica para fibra óptica, aumentando a confiabilidade e a estabilidade desses equipamentos quanto ao sincronismo.

Além disso, 72% dos semáforos inteligentes possuem nobreak, uma espécie de gerador que garante o funcionamento do sinal por até três horas após queda ou oscilações na rede de energia.

Publicado em Mobilidade

Neste Dia Internacional da Mulher, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) promoverá ação educativa com usuárias de bicicleta durante evento ciclístico na Parquelândia.

Organizado pelo grupo "Amigos pela Bike", o passeio acontecerá nesta terça-feira (08/03), a partir das 19h, partindo da Praça Ari de Sá, no cruzamento da Av. Jovita Feitosa com a Rua Cruz Saldanha. Educadores de trânsito estarão no local distribuindo plaquinhas que estimulam o respeito às amantes do modal. 

Além da distribuição do material, haverá ainda uma captação das participantes para conhecerem o curso de pilotagem segura, realizado gratuitamente pela AMC, que objetiva aprimorar técnicas e desenvolver habilidades na condução da bicicleta. Noções de mecânica básica, percepção e gestão de risco durante as pedaladas também serão tratadas na formação. 

Fortaleza dispõe, atualmente, de 409,9 km de infraestrutura cicloviária. A cidade terá uma malha total de 500 km até o final de 2024 

Serviço
Ação educativa com mulheres durante passeio ciclístico
Data: 08/03 (terça-feira)
Horário: 19h
Local: Praça Ari de Sá (Av. Jovita Feitosa com Rua Cruz Saldanha)

 

Publicado em Mobilidade

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) passa a ser comandada, a partir desta quinta-feira (03/03), pelo engenheiro Antônio Ferreira Silva. O novo superintendente substitui Juliana Coelho, que esteve à frente do órgão entre janeiro de 2021 e fevereiro de 2022.  

De acordo com Ferruccio Feitosa, secretário de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), pasta à qual a AMC é vinculada, o trabalho realizado nos últimos anos em Fortaleza responsável em reduzir pela metade o número de mortes no trânsito será contínuo.

“Juliana fez um brilhante trabalho até aqui. O novo superintendente chega com a missão de contribuir para a melhoria da mobilidade urbana seguindo o processo planejado de expansão da infraestrutura cicloviária e de segurança viária, mas também trazendo inovações para a maior fluidez do trânsito de veículos, especialmente o transporte público coletivo”, destaca.  

Perfil
 
Servidor público municipal, Ferreira trabalha há mais de 30 anos na área de mobilidade urbana da Capital. Passou a maior parte de sua vida pública na Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), onde atua desde a década de 1990 no planejamento de políticas públicas voltadas à priorização do transporte coletivo.

É graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e pós-graduado em Administração de Empresas de Transporte pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

 
Publicado em Mobilidade