A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) preparou uma operação especial para facilitar o acesso dos torcedores à partida entre Fortaleza e Libertad, nesta terça-feira (08/08), a partir das 19h30, na Arena Castelão. Um efetivo de 40 agentes controlará o tráfego no entorno do evento, válido pelas oitavas de final da Sul-Americana. 

A atuação terá início às 13h e seguirá até 22h. Neste período, o órgão disciplina a circulação de veículos nas avenidas do Contorno, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e rotatória do Castelão. Para facilitar a travessia de pedestres, alguns trechos serão contemplados com cones para induzir a redução de velocidade.

Ao fim do jogo, o deslocamento será facilitado com a abertura do canteiro central da Av. Paulino Rocha, próximo ao portão de saída do estacionamento. A medida melhora a fluidez dos condutores que seguem em direção à BR-116, Cidade dos Funcionários e Aldeota.

Em caso de necessidade, os tempos semafóricos serão ajustados para aumentar a fluidez de veículos.

Fortaleza x Santos

A AMC também preparou uma operação de mobilidade para domingo (13/08), data em que Fortaleza e Santos entram em campo às 18h30 pelo Brasileirão. O efetivo total de 30 agentes fará controle de tráfego semelhante, de 15h às 21h30, para priorizar o ir e vir do público.

Recomendações 

A AMC orienta que os torcedores redobrem a atenção quanto às normas de circulação e evitem estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros. A condução segura, em respeito aos limites de velocidade, também é uma orientação importante devido ao fluxo mais intenso de pedestres.

Para coibir irregularidades, o órgão coibirá irregularidades com viaturas que circulam no entorno da praça esportiva. As principais vias de acesso serão ainda acompanhadas por meio das câmeras de videomonitoramento da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito.

 A população pode solicitar atendimento de ocorrência de irregularidades ou sinistros à AMC pelo número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

Publicado em Mobilidade
homem aperta botão de semáforo para pedestre
Na parte superior da botoeira, há uma placa com o texto em braille e alerta vibratório, que melhora a compreensão da informação pelo tato (Foto: Alex Costa)

Na data em que se comemora o Dia Internacional do Pedestre, 08 de agosto, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) implementa nova tecnologia semafórica para facilitar a travessia de pessoas com deficiência visual ou de idosos com baixa visão. Trata-se de botoeiras instaladas em semáforos que emitem sinalização sonora, de localização e mensagens de voz, proporcionando um ir e vir mais seguro à população. A medida beneficia cidadãos que transitam a pé pela cidade e estão mais vuneráveis a atropelamentos.

De acordo com o gerente da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito do órgão, Lélio do Vale, a ferramenta já está sendo utilizada nos equipamentos situados na Av. Dom Luís com Rua Cel. Linhares, Av. Osório de Paiva (nas proximidades da Igreja São José), além da Av. Alberto Craveiro (próximo à Igreja de São Francisco de Assis e da Rua General Romel).

"A partir de agora, todos os semáforos para pedestres que forem implantados na cidade passarão a contar com esses dispositivos, previstos em normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A expansão será gradativa e o nosso intuito é permitir melhores condições de acessibilidade", reforça o técnico.

Nova tecnologia

Dentre as funcionalidades, a novidade é que as botoeiras emitem sinais de localização sonoro para que esse grupo de usuários possa, pelo som, encontrar o local correto de travessia, além de disparar mensagens de voz informando ao pedestre que a demanda foi registrada e que aguarde o tempo de verde destinado à sua passagem. Na parte superior do equipamento, há ainda uma placa com o texto em braille e alerta vibratório, que melhora a compreensão da informação pelo tato.

Outro benefício é que os alertas sonoros emitidos mudam conforme o tempo de travessia vai se esgotando e as botoeiras são posicionadas aos pares de modo a orientar os pedestres na direção da linha de travessia desejada.

Segundo explica o técnico da AMC, o nível dos sons dos equipamentos varia de acordo com a intensidade do ruído na via. "Dessa forma, em um período de maior volume de tráfego, quando há mais barulho, por exemplo, o som da botoeira fica mais alto. Já à noite e madrugada, quando o movimento é bem menor, o som emitido torna-se mais baixo", explica Lélio.

Ação educativa

Além do novo recurso que visa melhorar a travessia de quem é mais frágil no trânsito, o Dia Internacional do Pedestre será marcado com ação educativa, nesta terça-feira (08/08), a partir das 8 horas, na Av. Alberto Craveiro. O objetivo é conscientizar sobre o respeito à faixa. Segundo levantamento do órgão, pedestres correspondem a 44% das mortes por acidentes, atrás apenas dos usários de motocicletas. Em Fortaleza, as iniciativas da AMC priorizam esse público.

Veja outras ações Prefeitura voltadas à segurança do pedestre

Áreas de Trânsito Calmo

Para promover o convívio urbano e a segurança viária, o programa Área de Trânsito Calmo é responsável por uma série de mecanismos físicos que possibilitem que aqueles que estão se locomovendo a pé, em regiões específicas da cidade, tenham seus deslocamentos priorizados. As medidas vão desde uma nova faixa de pedestre feita de forma elevada, até a redução de velocidade da via para 30km/h, além da renovação da sinalização horizontal e vertical. Já são 17 áreas, como nos bairros Rodolfo Teófilo (no entorno da Faculdade de Medicina da UFC), Vila União (no entorno do Hospital Albert Sabin) e Benfica (próximo à Residência Universitária da Universidade Federal do Ceará - UFC).

Readequação de velocidade

Atualmente, cerca de 50 vias de Fortaleza possuem a velocidade readequada para 50 km/h para reduzir a gravidade dos sinistros e garantir a segurança de todos os usuários, principalmente os mais frágeis, como os pedestres e ciclistas.

Um levantamento apontou a redução de 68,1% na média de acidentes com mortes em ruas e avenidas que tiveram a velocidade máxima readequada para 50 km/h. O estudo teve como base 16 vias cuja readequação foi implementada há mais de 12 meses, como as avenidas Presidente Castelo Branco, Osório de Paiva e Augusto dos Anjos. Ainda de acordo com a análise, o quantitativo de sinistros com vítimas lesionadas caiu 18,9%. Já os atropelamentos diminuíram 29,7% e o de sinistros gerais, 23,3%.

Praças Vivas

O conceito de mobilidade requer que as cidades sejam planejadas para as pessoas. Seguindo essa premissa, 18 bairros da cidade já foram beneficiados com 20 projetos do Praças Vivas, um conjunto de intervenções de baixo custo que tem como objetivo ocupar de forma democrática espaços atualmente ociosos da malha viária dos centros urbanos. A iniciativa chegou, por exemplo, ao Pici, Lagoa Redonda, Maraponga, Jardim América e Vicente Pinzón.

Travessias elevadas

Faixa acima do nível da rua e alinhada com a calçada para priorizar a passagem do pedestre, tornando a travessia mais segura. Fortaleza já conta com 92 equipamentos do tipo, sendo as mais recentes implementadas na Rua Adriano Martins, entre a Av. Francisco. Sá e a Rua Caririaçu, no bairro Jacarecanga, e na Rua Tenente Francisco Paiva, entre a Rua Barra Mansa e a Rua Descarte Braga, na Granja Lisboa.

Faixas em diagonal para pedestres

Também conhecida como “faixa em X”, a faixa diagonal evita que pedestres façam duas travessias para acessar o outro lado de uma via nos cruzamentos semaforizados. O sistema implantado reduz o tempo médio de travessia e protege quem anda a pé de conflitos e acidentes. A medida é realidade é em cruzamentos como Av. Desembargador Gonzaga x Av. Oliveira Paiva, Av. Ministro Albuquerque Lima x Av. C, Av. Santos Dumont x Av. Desembargador Moreira, Av. 13 de Maio x Av. da Universidade, Av. Historiador Raimundo Girão e Av. Monsenhor Tabosa e Av. Heráclito Graça x Av. Dom Manoel.

Programa Esquina Segura

Prolongamento de calçadas executado com sinalização horizontal e balizadores que diminuem a distância para o pedestre atravessar e reduz a prática de estacionamento irregular nas esquinas. A sinalização está presente em mais de 400 cruzamentos. O programa foi reconhecido pelo Road Safety Awards, principal prêmio mundial que reconhece ações desenvolvidas para a segurança no trânsito.

Caminhos da Escola

Trata-se de um conjunto de intervenções que visa promover a segurança no trânsito e o desenvolvimento infantil em áreas que se situam ao redor de instituições de ensino, transformando completamente o espaço para o pedestre. O primeiro projeto piloto foi implantado no final de 2019, no bairro Cristo Redentor. De lá para cá, a medida contemplou outros locais da cidade como Conjunto Palmeiras, Granja Lisboa e Planalto Ayrton Senna.

Calçadas Vivas

O projeto torna o transporte a pé prioridade. Em vez de apenas pavimentar uma reduzida faixa ao longo de avenidas dominadas pelos automóveis, esta sinalização amplia o espaço de caminhabilidade com intervenções de baixo custo, como tinta, bancos, balizadores e floreiras. Assim são ampliadas as áreas de passeio para proporcionar conforto e acessibilidade àqueles que andam a pé, privilegiando o convívio entre as pessoas garantindo mais segurança viária. Na Capital, as áreas de passeio foram prolongadas e receberam novas cores na Rua Floriano Peixoto, Assunção, Barão do Rio Branco, Almirante Jaceguai e Av. da Universidade.

Faixa Iluminada

O cruzamento da rotatória da Praça Portugal com a Av. Dom Luís, em Fortaleza, recebeu este ano projeto pioneiro na América Latina que contribui para a redução de acidentes de trânsito a partir de um sistema inteligente de iluminação dinâmica de pedestres. O sistema possui um conjunto de luzes que é acionado por inteligência artificial que identifica a presença humana em faixa de pedestres. A partir do movimento de passagem, a iluminação dinâmica é ativada lançando feixes de luz sobre quem caminha, do início à conclusão da travessia. O sistema ainda pode iluminar de forma independente pedestres que transitam em sentidos opostos na faixa, aumentando a visibilidade de quem faz o percurso a pé e chamando a atenção do condutor.

Publicado em Mobilidade

No intuito de garantir o disciplinamento do tráfego durante a realização da primeira Marcha em Defesa das Mulheres em Fortaleza, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) disponibiliza um efetivo de cerca de 25 agentes e orientadores para controlar a circulação durante o percurso. A manifestação alusiva aos direitos femininos acontece neste sábado (05/08), a partir das 7h30, com concentração na Procuradoria Especial da Mulher, ao lado da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece).

A operação de trânsito terá início às 6 horas com a coibição de estacionamento irregular e reserva de vagas para ônibus na Rua Visconde de Mauá, no trecho compreendido entre a Av. Dom Luís e Rua Pereira Valente. Como parte do planejamento, a Av. Desembargador Moreira será bloqueada no cruzamento com a Av. Pontes Vieira e com a Rua Isaac Amaral.

À medida que o grupo for se deslocando, interdições provisórias serão realizadadas. Estão previstos bloqueios na Av. Desembargador Moreira com Rua Tomás Acioli, com Av. Pe. Antônio Tomás e no entorno da Praça Portugal.

Durante o trajeto, o grupo pretende abordar pautas como a luta contra a violência doméstica e o feminicídio. O movimento é uma iniciativa da Procuradoria Especial da Mulher, da Alece, e mais 30 entidades parceiras. O objetivo é levar à sociedade civil uma reflexão sobre as desigualdades de gênero que ainda permeiam a sociedade e se refletem nos altos índices de violência contra a mulher no estado do Ceará.

Transporte público

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) desvia os coletivos das linhas que trafegam pelas vias utilizadas pelo evento, seguindo as orientações dadas pelos agentes da AMC.

Publicado em Mobilidade

A partir desta terça-feira (01/08), data que marca o retorno às atividades escolares, a Prefeitura de Fortaleza intensifica as ações educativas no entorno das escolas. O objetivo da mobilização, desenvolvida pela Gerência de Educação da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), é incentivar um maior respeito às normas de convivência urbana durante o embarque e desembarque dos estudantes nos colégios. 

A atividade, que acontece nos horários de maior fluxo de veículos e pedestres nas proximidades das instituições de ensino, é também uma forma de se aproximar cada vez mais da população estimulando uma mudança de cultura nos condutores. Estão previstas orientações quanto à importância do uso de itens de segurança e respeito às vagas de estacionamento. 

O principal foco da abordagem são os pais, que devem receber orientações sobre as infrações que mais comprometem a fluidez e a segurança viária. “Estacionar em fila dupla, em faixa de pedestres, em local proibido ou nas esquinas são infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e que precisam ser evitadas”, ressalta André Luís Barcelos, gerente de educação para o trânsito da AMC.

Fluxo veicular

Com o retorno das aulas, o órgão registra um aumento médio de 15% no fluxo de veículos em Fortaleza. A AMC realiza o controle de tráfego por área das vias com maior movimento. Com isso, ajustes no controle de semáforos são executados em tempo real, ampliando a frequência de abertura dos equipamentos.

Em áreas localizadas ao redor das escolas, a Autarquia tem reforçado a atuação com agentes e educadores de trânsito, especialmente, nos horários que costumam registrar tráfego veicular mais intenso.

Publicado em Mobilidade

Na despedida das férias, a Ciclofaixa de Lazer deste domingo (30/07) é opção para quem deseja se divertir ao ar livre sobre duas rodas. O percurso de 26 km possibilita aos ciclistas visitarem pontos culturais e turísticos da cidade, passando pelo Parque do Cocó, Centro e Beira-Mar, sempre de 6h às 12h.

No intuito de entreter o público infantil, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza ações educativas na Cidade da Criança. Durante a programação, que começa às 8h, haverá a distribuição de plaquinhas que incentivam o respeito aos ciclistas. Será montado ainda um Minicircuito de Bike Infantil, que leva a garotada a aprender as normas de trânsito brincando com as bicicletas ofertadas pelo Mini Bicicletar.

O Anfiteatro do Parque do Cocó, o Parque Rachel de Queiroz e a Igreja Nossa Senhora Aparecida também são pontos de apoio da Ciclofaixa de Lazer. Agentes da AMC, da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Guarda Municipal de Fortaleza dão suporte aos ciclistas nas três rotas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também tem uma base para atender os ciclistas nos locais.

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção à Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar a Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar – ciclovia paisagística – pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

Em alusão ao Dia do Motociclista, comemorado nesta quinta-feira (27/07), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza ação educativa para conscientizar sobre pilotagem segura e evitar o envolvimento em acidentes. A mobilização acontece na Av. Desembargador Gonzaga, próximo à Igreja da Glória, a partir das 15 horas.

Durante a abordagem, desenvolvida pela Gerência de Educação do órgão em parceria com a Associação dos Trabalhadores por Aplicativos de Fortaleza (ATAF), serão distribuídos folhetos com orientações de segurança viária. O principal objetivo é alertar quanto ao uso do capacete, que quando afivelado corretamente, reduz em até 40% o número de mortes e em 70% a probabilidade de lesões graves.

"A utilização deste equipamento é indispensável para salvar vidas e diminuir a severidade do acidente. As viseiras também devem estar abaixadas para proteger os olhos do condutor e ele deve andar sempre na velocidade compatível com a via, sem exceder os limites ou avançar o sinal vermelho”, explica André Luís Barcelos, agente e educador da AMC.

Outro ponto que merece atenção é em relação à importância de ficar sempre no campo de visão do motorista. Serão demonstrados na prática os pontos cegos, ou seja, locais em que a visibilidade dos motoristas de veículos maiores fica prejudicada. "Quando rodar ao lado de carros, ônibus ou caminhões, o motociclista deve levar em consideração que talvez não esteja sendo visto, podendo ser vítima de um sinistro", acrescenta.

Das 158 mortes registradas no ano passado, 47% foram de usuários de motocicletas. "Apesar de termos registrado uma redução de cerca de 13% no número de mortes envolvendo motociclistas e passageiros, de 2022 para 2021, é um público que merece a nossa preocupação por estar mais exposto nas vias e liderar a estatística de mortalidade", reforça André.

Curso de Pilotagem Segura

Como parte da programação do Dia do Motociclista, a AMC recebe entregadores do aplicativo 99Pop para o curso de pilotagem segura. A capacitação é desenvolvida pelos instrutores do órgão, de 14h às 17h. No treinamento são aprimoradas habilidades na condução segura da motocicleta para enfrentar qualquer situação no trânsito. Legislação, mecânica aplicada e noções de direção defensiva são alguns dos módulos estudados.

Publicado em Mobilidade

A partir desta quinta-feira (13/07), condutores que trafegam pela Aldeota terão que se atentar às mudanças de circulação viária desenvolvidas pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) no bairro. 

A Rua Paula Ney deixará de operar em mão dupla e concentrará o fluxo apenas no sentido leste/oeste no trecho compreendido entre a Rua Prof. Dias da Rocha e Av. Sen. Virgílio Távora. O objetivo é reduzir os conflitos veiculares e aumentar a segurança dos pedestres. 

Segundo o superintendente do órgão, Antônio Ferreira, a Rua Paula Ney já opera com sentido único até a Rua Prof. Dias da Rocha. "O que vamos fazer é prolongar em mais uma quadra, até a Av. Sen. Virgílio Távora, para garantirmos um ir e vir cada vez mais seguro, além de facilitar deslocamentos", esclarece o gestor. 

Com a medida, quem trafega na Av. Sen. Virgílio Távora não poderá mais entrar à direita na Rua Paula Ney. A sugestão neste caso é utilizar a Rua Eduardo Garcia e seguir o itinerário normal. Agentes de trânsito darão suporte à implantação da sinalização. 

Renovação da sinalização

Enquanto a Rua Paula Ney é sinalizada, outras vias da Capital também recebem melhoria na sinalização. As avenidas 13 de Maio, Pontes Vieira, Eng. Agrônomo José Guimarãe Duque, Alberto Craveiro e Rua Cruzeiro estão sendo contempladas com a renovação da pintura e placas de sinalização vertical. 

Os munícipes que desejarem solicitar qualquer tipo de sinalização, inclusive semafórica, devem requerer pelo site ou aplicativo AMC Trânsito. Caso prefiram o atendimento presencial na sede do órgão, é necessário agendar pelo 156.

Publicado em Mobilidade

Visando disciplinar o tráfego no entorno da Arena Castelão durante as partidas entre Ceará x Botafogo-PB, nesta sexta-feira (07/07), e do Fortaleza x Atlético Paranense, no domingo (09/07), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) disponibilizará um efetivo de 30 agentes para cada jogo. 

A operação de hoje terá início às 18h30 com a coibição de estacionamento e controle de tráfego nas principais vias de acesso à praça esportiva como avenidas do Contorno, Alberto Craveiro e Paulino Rocha. “Nosso efetivo fará a distribuição  de cones em trechos com maior fluxo de pedestres para que os condutores reduzam a velocidade e possibilitem mais segurança à travessia”, reforça Disraelli Brasil, assessor técnico do órgão. 

A orientação é que os motoristas se desloquem com duas horas de antecedência. Já durante a saída será autorizado o fluxo de veículos pelo canteiro central da Av. Paulino Rocha. A medida otimiza o deslocamento em direção à BR-116 e Cidade dos Funcionários. 

Recomendações

Os condutores devem atentar às normas de circulação viária e não estacionar em locais proibidos, como passeios, garagens e ao lado de canteiros. Não é permitido exceder os limites de velocidade nem beber e dirigir. Viaturas estarão no entorno coibindo irregularidades. Além disso, técnicos da Central da Mobilidade para Preservação de Vidas no Trânsito acompanham, via câmeras de videomonitoramento, as principais vias de acesso.

A população pode solicitar atendimento de ocorrências, como infrações ou sinistros no trânsito, à AMC pelo número 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

Jogo do Fortaleza 

A operação para o jogo de domingo, entre Fortaleza e Atlético Paranaense, é similar e tem o mesmo objetivo: garantir um ir e vir seguro dos torcedores. Agentes entrarão em campo a partir de 15h30 organizando a circulação. 

Publicado em Mobilidade

Iniciando o mês das férias com estímulo ao esporte, a Ciclofaixa de Lazer deste domingo (02/07) permite aos fortalezenses a experiência de pedalar por diversos atrativos turísticos e culturais da cidade. São 26 km de percurso, supervisionado pelos agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e Guarda Municipal, além de ações educativas nos pontos de apoio. É uma programação para toda família que incentiva o hábito de andar de bicicleta desde a infância. 

As atividades lúdicas, que acontecem nesta edição na Cidade da Criança, permitem a interação da garotada com agentes e educadores de trânsito. Pais e filhos também poderão aproveitar as brincadeiras que estimulam a obediência às normas de circulação, como jogo de tabuleiro gigante de trânsito e o Minicircuito de Bike InfantilEstá prevista ainda a distribuição de plaquinhas para bicicletas. 

Além da Cidade da Criança, os pontos de apoio distribuídos nas três rotas de trajeto são o Parque Rachel de Queiroz, no Presidente Kennedy; Anfiteatro do Parque do Cocó, no Cocó; e Igreja Nossa Senhora Aparecida, no Montese. Neste último, a equipe da Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) fará a entrega de mudas medicinais e ornamentais para os presentes. Os ciclistas também terão o suporte do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Rota leste

A rota leste sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares em direção ao ponto de apoio da Cidade da Criança, passando pelo ponto de apoio do Anfiteatro do Parque do Cocó. O percurso seguirá pela Av. Sebastião de Abreu até a Rua Andrade Furtado, seguindo pela Av. Padre Antônio Tomás, Av. Senador Virgílio Távora, Av. Antônio Justa, Av. Abolição, Av. Beira-Mar (podendo acessar pela ciclovia paisagística para o Mercado dos Peixes), Av. Historiador Raimundo Girão, seguir para a Rua Carlos Vasconcelos até a Rua Pinto Madeira seguindo até a Cidade da Criança.

Rota oeste

A rota oeste vai ligar o ponto de apoio do Parque Rachel de Queiroz, no bairro Presidente Kennedy, à Cidade da Criança e à Av. Beira-Mar. O circuito passará pela Rua Braz de Francesco, Av. Bezerra de Menezes, Rua Justiniano de Serpa, Av. Domingos Olímpio, onde poderá se conectar com a rota sul, pela Rua General Sampaio, seguindo pela Rua Pedro Pereira até a Cidade da Criança ou seguir até a Rua Carlos Vasconcelos em direção à Av. Beira-Mar (ciclovia paisagística), onde se conectará com a rota leste, em direção à Cidade da Criança ou ao Parque do Cocó.

Rota sul

A rota sul vai ligar o ponto de apoio da Praça da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Montese, à Cidade da Criança. O percurso partirá da Av. Professor Gomes de Matos, Rua Jorge Dumar, Av. Eduardo Girão, Av. da Universidade, seguir pela Av. Domingos Olímpio (podendo se conectar com a rota oeste, em direção a Av. Beira-Mar - ciclovia paisagística - pela Rua Carlos Vasconcelos) até a Rua Solon Pinheiro, seguindo para a Cidade da Criança e se conectando à rota leste em direção a Av. Beira-Mar e ou ao Parque do Cocó.

Publicado em Mobilidade

Referência na priorização de mobilidade segura, a Prefeitura de Fortaleza está iniciando projeto de segurança viária na Av. Alberto Craveiro. O objetivo da medida é reduzir a severidade dos acidentes a partir da implantação de novas regras de circulação que serão instaladas ao longo da via, no trecho compreendido entre a rotatória da Arena Castelão e Rua São Pedro. O programa começa a ser executado na noite desta quinta-feira (29/06). 

Reconhecida por concentrar importantes polos geradores de viagens, a Av. Alberto Craveiro terá a sinalização renovada em 30 cruzamentos, dois novos semáforos com tempo para pedestres, 22 vagas de estacionamento, revitalização da pintura no entorno de escolas e prolongamento de calçada para facilitar a travessia de quem anda a pé. 

As intervenções também incluem a readequação da velocidade,  que é considerada a principal iniciativa para preservar vidas no trânsito. "Ao ajustarmos o limite máximo de 60 para 50 km/h, estaremos aumentando em 10 vezes a chance do pedestre sobreviver no caso de um atropelamento. Isso quer dizer que, quanto maior a velocidade, menor é o tempo de reação diante de qualquer interferência que venha a surgir no trânsito", alerta Antônio Ferreira, superintendente do órgão. 

Fator de risco

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o excesso de velocidade é o fator responsável por uma a cada quatro mortes no trânsito. Por esse motivo, Fortaleza tem adequado o limite em vias com alta taxa de acidentalidade viária e significativo volume de tráfego. Há um período educativo de três meses para motoristas se adaptarem à mudança. "Uma readequação da velocidade não impacta no tempo de viagem, visto que aumenta apenas 6 segundos por quilômetro, mas é indispensável para salvar vidas", reforça o gestor. 

Os resultados dessa política são comprovados estatisticamente. Exemplo disso é que a Av. Leste-Oeste, primeira da Capital a operar com 50 km/h, registrava uma média de 11 óbitos por ano. Em 2022, não registrou nenhuma morte. Nas demais, houve uma queda de 68,1% nos acidentes fatais. 

De acordo com levantamento da AMC, a Alberto Craveiro registrou, de janeiro de 2019 a maio de 2023, 239 sinistros totais, sendo 11 fatais, 202 com vítimas feridas e 13 atropelamentos. Receberam o mesmo projeto este ano vias como Dom Manuel, Aguanambi, Porto Velho, Treze de Maio e Pontes Vieira. De acordo com o cronograma de execução do órgão, os próximos serão nas avenidas I, no bairro José Walter, e Carneiro de Mendonça, no Demócrito Rocha.

 

 
Publicado em Mobilidade