Nova estação do Bicicletar na Areninha do Pirambu (Regional I)
O novo modelo vai ampliar, modernizar o sistema e trazer mais conforto, com estações maiores e oferecendo mais vagas para as bicicletas, dentre outras melhorias

O prefeito Roberto Cláudio entrega, nesta quarta-feira (15/01), às 8h, na Areninha do Pirambu, o primeiro pacote de seis novas estações da primeira fase de expansão do Bicicletar, levando o sistema de compartilhamento para novas áreas da cidade. O novo modelo vai ampliar, modernizar o sistema e trazer mais conforto, com estações maiores e oferecendo mais vagas para as bicicletas, dentre outras melhorias.

Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), o Bicicletar agora expande o sistema de compartilhamento de bicicletas para novas regiões da Cidade. O projeto começará pelo corredor oeste de Fortaleza, do Centro até a Barra do Ceará (Regional I), tornando-se o terceiro maior sistema do tipo no Brasil em número de estações, atrás somente de Rio de Janeiro e São Paulo, e o primeiro em número de estações por habitantes.

Serviço
Inauguração do primeiro pacote de novas estações da expansão do Bicicletar
Data: 15/01 (quarta-feira)
Horário: 8h
Local: Areninha do Pirambu (Avenida Leste-Oeste, 1980)

Publicado em Mobilidade

O prefeito Roberto Cláudio anuncia, durante coletiva de imprensa, no Auditório do Paço Municipal, nesta quinta-feira (18/10), às 14h, a ampliação do sistema Bicicletar para outras áreas da Cidade. Na ocasião, será apresentado o novo modelo e a localização das novas estações de compartilhamento de bicicletas.

O sistema Bicicletar surgiu em 15 de dezembro de 2014 e foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), com o objetivo de solucionar o transporte de pequeno percurso e facilitar o deslocamento das pessoas em Fortaleza, estando as estações distribuídas em pontos estratégicos da Capital.

Atualmente, Fortaleza conta com 80 estações do Bicicletar e um total de 800 bicicletas disponíveis. A partir de agora, o programa será ampliado para novos bairros, garantindo maior área de abrangência

Serviço
Coletiva de imprensa para anúncio da ampliação do sistema Bicicletar
Data: 18/10 (quinta-feira)
Local: Auditório do Paço Municipal (Endereço: Rua São José, 01 – Centro)
Horário: 14h

Publicado em Mobilidade
Ciclofaixa da Avenida Virgílio Távora
A nova ciclofaixa possui cerca de 1,9 km de extensão e é unidirecional, junto ao canteiro central, em ambos os sentidos da Avenida Virgílio Távora

A Prefeitura de Fortaleza concluiu a implantação de uma nova ciclofaixa na Avenida Senador Virgílio Távora, garantindo uma conexão no sentido norte-sul naquela região, que antes não possuía uma opção de deslocamento seguro para ciclistas. Com isso, Fortaleza conta agora com 241,8km de malha cicloviária, evidenciando um aumento de 251% de ampliação na malha cicloviária somente na gestão do prefeito Roberto Cláudio.

Desenvolvida pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), a nova ciclofaixa possui cerca de 1,9 km de extensão, no trecho entre as avenidas Pontes Vieira e Dom Luís, e é unidirecional, junto ao canteiro central, em ambos os sentidos da Avenida Virgílio Távora. Além de garantir o ir e vir com segurança dos ciclistas, a nova ciclofaixa se conecta à quatro já existentes, sendo elas das avenidas Antônio Sales, Santos Dumont, Dom Luís e rua Tertuliano Potiguara.

Com a implantação desta infraestrutura cicloviária, Fortaleza conta agora com 241,8km de malha cicloviária, sendo 103 km de ciclovias, 134,8 km de ciclofaixas, 3,9 km de ciclorrotas e 0,1 km de passeio compartilhado. Este número representa um aumento de 251% de ampliação na malha cicloviária somente na gestão do prefeito Roberto Cláudio, tendo em vista que Fortaleza tinha apenas 68,2km de ciclovia no final de 2012.

De janeiro até agora, já foram implantados cerca de 16km de malha cicloviária em diversos bairros da cidade. Em breve, a Avenida Oliveira Paiva e a Rua Nereu Ramos também serão contempladas com novas ciclofaixas.

Publicado em Mobilidade
O passe gratuito para o Biclicletar é para usuários novos e antigos
Atualmente, o Bicicletar conta com 800 bicicletas distribuídas em 80 estações

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) comemora, neste domingo (19/08), o Dia Nacional do Ciclista com passes gratuitos do Bicicletar. Durante todo o dia, a 1h30 será gratuita. A ideia é incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte e de lazer.

O passe diário estará liberado durante todo dia do domingo da seguinte forma: o usuário que pegar uma bicicleta numa estação poderá utilizá-la por uma hora e meia gratuitamente. Caso queira continuar utilizando de forma gratuita, ele deverá deixar a bicicleta na estação, esperar 15 minutos e pegar novamente. Se quiser continuar o uso, sem interrupção, pagará R$ 5,00 pelo adicional de cada hora. Tanto usuários novos quanto já cadastrados poderão usufruir desse benefício.

O Bicicletar foi lançado em 2014, pela Prefeitura de Fortaleza e é um dos sistemas mais utilizados no Brasil, registra uma média de 2 mil viagens por mês. Atualmente, conta com 800 bicicletas distribuídas em 80 estações. Até 2020, a Prefeitura de Fortaleza tem como meta implantar mais 120 estações.

Até o início de agosto, o sistema realizou mais de duas milhões de viagens e também deixaram de ser emitidas mais de 757 toneladas de gás carbônico na atmosfera com a utilização das bicicletas compartilhadas, já que esse seria o montante produzido caso essas viagens tivessem sido realizadas por carros.

Sobre o dia Nacional do Ciclista

O dia Nacional do Ciclista foi sancionado e publicado no Diário Oficial da União, em novembro do ano passado. A data escolhida é uma homenagem ao ciclista Pedro Davison que foi atropelado enquanto pedalava na faixa central do Eixão Sul de Brasília. Ele veio ao óbito em 19 de agosto de 2006.

Publicado em Fortaleza
Ônibus na Faixa Exclusiva
Além das novas medidas, o Prefeito apresentará também um balanço dos resultados alcançados com programas já implantados na Cidade

O prefeito Roberto Cláudio anuncia, nesta quinta-feira (15/03), às 15h, no Paço Municipal, o novo pacote de ações com o objetivo de melhorar os serviços de transporte público em Fortaleza. Além das novas medidas, que incluem a implantação de dois miniterminais, o gestor apresentará também um balanço dos resultados alcançados com programas já implantados, como as faixas exclusivas e corredores de ônibus, o Bilhete Único; melhorias, como wi-fi e ar condicionado nos coletivos, e o aplicativo Meu Ônibus, dentre outras iniciativas.

Os projetos serão executados em parceria pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e demais órgãos da administração municipal. Com o desenvolvimento de projetos específicos, a gestão do prefeito Roberto Cláudio vem reorganizando o trânsito e promovendo o convívio saudável entre os diversos modais, obtendo resultados melhores do que as expectativas.

Serviço
Anúncio de novas ações para o transporte público em Fortaleza
Data: Quinta-feira (15/03)
Local: Paço Municipal (Rua São José, 01 - Centro)
Horário: 15h

Publicado em Mobilidade
Estação do Bicicleta Integrada ao lado do Terminal do Siqueira
O Bicicleta Integrada é pioneiro no Brasil pelo foco na integração com o transporte público e conta com 250 bicicletas distribuídas em cinco estações próximas a terminais de ônibus

A Prefeitura de Fortaleza substituirá até o final deste ano um total de 100 bikes do Bicicleta Integrada, o sistema de compartilhamento de bicicletas de Fortaleza que vem incentivando cada vez mais a integração com o transporte público, por meio de grandes estações próximas a terminais de ônibus. A primeira etapa de substituição teve início nesta segunda-feira (27/11).

Coordenado pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio da Gestão Cicloviária de Fortaleza, o trabalho de substituição será dividido em duas etapas. Nesta segunda-feira (27/11), 60 novas bikes, com patrocínio do Extra, começaram a operar no lugar de outras nas estações dos terminais Conjunto Ceará, Messejana e Siqueira. A segunda etapa ocorre até o final deste ano, quando outras 40 bikes também serão substituídas nas estações dos terminais Parangaba e Papicu, com patrocínio do Grupo Marquise, Unifor e Indaiá.

O engenheiro da Prefeitura, Gustavo Pinheiro, explica a necessidade dessa substituição, que faz parte do trabalho de manutenção do Bicicleta Integrada. “As novas bicicletas serão incluídas no sistema para substituir outras que, com o tempo de intenso uso do sistema, tiveram alguma danificação, o que é normal visto a grande demanda de utilização. Portanto, em breve, os usuários terão 100 bicicletas novas em ótimo estado de manutenção”, afirma Gustavo.

Iniciado em junho de 2016, o Bicicleta Integrada é pioneiro no Brasil pelo foco na integração com o transporte público e conta hoje com cinco estações, oferecendo um total de 250 bicicletas distribuídas pelos Terminais de Ônibus dos bairros Conjunto Ceará, Messejana, Siqueira, Papicu e Parangaba. Ao longo deste período de atividades, o sistema foi responsável por 52.555 viagens e recebeu 4.797 cadastros (até 16:00 do dia 23/11/17), sendo que os terminais que mais se destacaram em volume de viagens foram Conjunto Ceará e Parangaba.

Ao longo do próximo semestre, mais três estações serão implantadas no Centro, Terminal Antônio Bezerra e Terminal Lagoa, tendo o patrocínio do Shopping RioMar. Com a expansão do sistema, também ampliam-se as possibilidades para o usuário e incentiva-se o uso da bicicleta, além de dar mais vida à cidade, uma vez que se abre alternativas para mais bicicletas e pessoas nas ruas.

Todo o sistema é operado pela empresa Serttel, responsável por dar manutenção técnica nos equipamentos e tem custeio misto, sendo patrocinado pelo Extra (estações dos terminais Conjunto Ceará, Messejana e Siqueira), Unifor e Indaiá (estação do Terminal do Papicu) e Grupo Marquise (estação do Terminal da Parangaba). Assim como acontece com o Bicicletar e os Veículos Alternativos para Mobilidade (VAMO), a gestão pública municipal não tem nenhum ônus financeiro com o sistema Bicicleta Integrada.

Cadastro e regras de utilização
O Bicicleta Integrada funciona todos os dias da semana, sempre das 05 horas às 23h59 para retirada das bicicletas, e 24 horas (tempo integral) para devolução das bicicletas. O tempo de posse que o usuário tem direito à bicicleta é de 14 horas, possibilitando que faça, por exemplo, o pernoite com a bicicleta do sistema ou permaneça no seu local de trabalho com ela e devolva após o expediente. Outro importante fator é que as bicicletas retiradas a partir das 17h das sextas-feiras e vésperas de feriado poderão ser devolvidas até às 9h do dia útil subsequente, sem que haja penalidade para o usuário. O usuário pode retirar a bicicleta via Bilhete Único, Autoatendimento, ligando para 4003-0386 ou pelo aplicativo Bicicleta Integrada, disponível gratuitamente para iOS e Android no site do sistema: www.bicicletaintegrada.com

Com regras distintas do sistema Bicicletar, a utilização das bicicletas é gratuita, bastando que o usuário realize cadastro presencialmente no Posto de Cadastramento dos Terminais de Ônibus, onde são feitas as adesões ao Bilhete Único Fortaleza, de forma que também não há taxa de adesão para a utilização do sistema. Para isso, é obrigatório ter 18 anos para se cadastrar e apresentar as originais e cópias do RG, CPF, comprovante de endereço e Bilhete Único cadastrado no CPF do usuário, além de número de telefone celular válido e pessoal.

Malha Cicloviária
Com o Programa de Expansão da Malha Cicloviária em amplo desenvolvimento, a Prefeitura de Fortaleza, somente no período da atual gestão, bateu um recorde histórico, ampliando em 221% a rede cicloviária na cidade. Dessa forma, a cidade, que tinha 68 quilômetros de rede cicloviária ao final de 2012, hoje conta com os atuais 218,8 quilômetros de infraestrutura cicloviária, sendo 101,5 km de ciclovias, 115,8 km de ciclofaixas, 1,4 km de ciclorrotas e 0,1 km de passeio compartilhado. Os trabalhos são coordenados pela SCSP, por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e as Regionais. Veja o mapa da Malha Cicloviária existente.

Publicado em Mobilidade
Com investimento de R$ 95 milhões, as obras da nova Avenida Aguanambi foram iniciadas em fevereiro do ano passado
Com investimento de R$ 95 milhões, as obras da nova Avenida Aguanambi foram iniciadas em fevereiro do ano passado

A Prefeitura de Fortaleza fará a liberação parcial do tráfego na Av. Aguanambi, na próxima terça-feira (26/09), a partir das 7h. Com isso, os motoristas que seguem no sentido BR116/Centro, devem acessar o novo viaduto - que terá mais duas faixas liberadas - e seguir pela Av. Aguanambi com destino ao Centro da cidade.   

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) estarão no local controlando o tráfego. O fluxo de veículos de grande porte, como ônibus e caminhões, continua pela Av. Visconde do Rio Branco.

Obra

Com investimento de R$ 95 milhões, as obras da nova Avenida Aguanambi foram iniciadas em fevereiro do ano passado e fazem parte do corredor expresso Messejana/Centro. O projeto prevê diversas intervenções na região, como a requalificação e urbanização da avenida, que passará a contar com quatro faixas para fluxo de veículos, sendo uma exclusiva para o transporte público, além de novas calçadas, ciclovia, instalação de seis estações de ônibus junto ao canteiro central e a reforma de duas praças e da rotatória existente sob o novo viaduto.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) informa que a obra está com 65% de execução. Com entrega prevista para janeiro de 2018, o projeto prevê a ampliação e urbanização de toda a Av. Aguanambi, no trecho entre a Av. Domingos Olímpio e a rotatória da Av. Eduardo Girão.  

Quando concluídas as intervenções, Fortaleza ganhará seu terceiro corredor expresso de ônibus. O sistema irá garantir a redução do tempo de viagem dos coletivos, principalmente na Av. Aguanambi, por onde trafegam hoje 71 mil veículos por dia, além de 37 linhas de ônibus que beneficiam, diariamente, cerca de 198 mil passageiros. As obras de reforma e ampliação do Terminal de Messejana, também fazem parte deste pacote de obras de mobilidade urbana. A previsão de entrega do novo Terminal de Messejana é novembro deste ano.

Publicado em Infraestrutura
Um lado do túnel já recebeu o guarda-corpo
Um lado do túnel já recebeu o guarda-corpo

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), deu início ao serviço de instalação de guarda-corpo nas calçadas localizadas no entorno do túnel da Av. Padre Antônio Tomás. O gradil tem o objetivo de delimitar e resguardar o tráfego de pedestres no local, dando mais segurança e proteção aqueles que transitam pelo equipamento.

O novo guarda-corpo terá 240 metros de extensão, com estrutura em aço, semelhante à instalada no nível superior do túnel Dep. Wellington Landim, na Av. Engenheiro Santana Júnior.

Antes de ser fixado, o guarda-corpo recebeu pintura especial e galvanização em todas as suas peças, processo que irá garantir uma maior durabilidade e evitar corrosões.

Os serviços tiveram início no túnel Prefeito Dr. Juraci Vieira Magalhães, no sentido Cocó/Centro, com instalação de parte das grades de proteção. O próximo passo agora será a instalação do gradil também no pavimento superior túnel. O prazo total para o fim dos serviços é setembro deste ano.

A medida reforça o artigo 254, parágrafo II do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que diz: “É proibido ao pedestre cruzar pistas de rolamento nos viadutos, pontes, ou túneis, salvo onde exista permissão”.

Publicado em Infraestrutura
Ciclofaixa
O projeto está em desenvolvimento, e a obra tem previsão de início para fevereiro de 2018

Fortaleza foi a primeira capital escolhida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pelo Ministério das Cidades para participar do Programa Mobilidade Urbana de Baixo Carbono, que vai implantar a primeira ciclovia de referência do Brasil.

O programa tem o objetivo de incorporar a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE) e poluentes locais nos projetos e ações de mobilidade urbana no Brasil, associada à promoção da melhoria do transporte público e do transporte não motorizado, principalmente nas médias e grandes cidades do País.

O projeto piloto do programa será executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf) e Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), com a construção de uma ciclovia de referência com intervenções urbanas voltadas para a mobilidade urbana por meio da bicicleta, contribuindo para um maior desenvolvimento de infraestrutura cicloviária da região noroeste da Cidade e sua orla.

As vias selecionadas para execução do projeto modelo do Programa Baixo Carbono são as avenidas Coronel Carvalho e Av. Radialista José Lima Verde. Com extensão total de aproximadamente 5 Km, as duas avenidas cortam os bairros Barra do Ceará, Jardim Iracema, Floresta e Padre Andrade.

Quando concluída, a nova ciclovia irá se conectar a todo o calçadão do Vila do Mar e à rede cicloviária já existente na Av. Cel. Matos Dourado (Perimetral), possibilitando uma interligação desde o Terminal de Antônio Bezerra até a orla marítima da região leste.

A elaboração do projeto tem como referência o Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI), aprovado em 2014, como a Lei Municipal nº 10.303/2014, e que, desde então, têm sido pela ampliação do modal com a implantação de ciclofaixas, ciclovias, passeios compartilhados, além do sistema de bicicletas compartilhadas em vias e terminais de ônibus.

O projeto está em desenvolvimento e a obra tem previsão de início para fevereiro de 2018.

Aumento da rede cicloviária
Em 2014, a a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), lançou o projeto Bicicletar, com instalação de estações de bicicletas compartilhadas em diversos bairros e pontos estratégicos da Cidade, tendo surgido como uma solução de transporte de pequeno percurso para facilitar o deslocamento das pessoas em Fortaleza. Já em junho de 2016, também foi lançado o projeto Bicicleta Integrada, que é pioneiro no Brasil pelo foco na integração com o transporte público, ofertando uma nova alternativa de transporte em Fortaleza, de acordo com o planejamento cicloviário da atual gestão municipal.

Com isso, atualmente, a Capital possui 80 estações do Bicicletar, com um total de 800 bikes em diversos bairros, além de cinco estações do Bicicleta Integrada distribuídas pelos terminais de ônibus dos bairros Conjunto Ceará, Messejana, Siqueira, Papicu e Parangaba, oferecendo um total de 250 bikes. Isso quer dizer que a Prefeitura de Fortaleza oferece  um total de 1.050 bikes em toda a Cidade.

Para atender a nova demanda do modal, a Prefeitura de Fortaleza, de 2013 a julho de 2017, bateu um recorde histórico, ampliando em 214% a rede cicloviária na Capital. Dessa forma, o Município, que tinha 68,2 quilômetros de rede cicloviária no início de 2013, hoje conta com os atuais 214 quilômetros de infraestrutura cicloviária, sendo 101,5 Km de ciclovias, 111 Km de ciclofaixas, 1,4 Km de ciclorrotas e 0,1 Km de passeio compartilhado. Os trabalhos são coordenados pela SCSP, por meio do PAITT, em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Seinf e as Secretarias Regionais.

Publicado em Infraestrutura
O trecho inicialmente interditado fica entre as Avenidas Engenheiro Santana Junior e a Avenida dos Jangadeiro (Foto: Kaio Machado)

A Prefeitura de Fortaleza vai iniciar neste sábado (11/5) as obras de mobilidade urbana ao longo da Via Expressa, com a construção de um túnel na avenida Santos Dumont, cruzando a Via Expressa. Esta é uma das importantes obras previstas na matriz de responsabilidades da Copa que contempla o eixo Via Expressa/Raul Barbosa, realizada pelas secretarias Extraordinária da Copa (SecopaFor), de Infraestrutura, Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza  (Etufor).

O trecho inicialmente interditado fica entre as Avenidas Engenheiro Santana Junior e a Avenida dos Jangadeiros. A Via Expressa continuará com seu fluxo normal, sendo necessária sua interdição somente após a conclusão desta primeira etapa. Os veículos devem utilizar as Ruas Joaquim Lima (sentido leste-oeste) e Rua Vilebaldo Aguiar (sentido oeste-leste).

O valor da obra da Santos Dumont é de, aproximadamente, R$ 15 milhões e têm seu término previsto para maio de 2014. Os outros túneis que compõem o trecho da Via Expressa são localizados na Avenida Alberto Sá, Avenida Padre Antonio Tomas e túnel longitudinal da Via Expressa. Outro trecho que compõe as obras na Via Expressa é a construção do túnel na Avenida Raul Barbosa com Avenida Murilo Borges.

O projeto faz parte do plano de mobilidade que viabiliza a interligação do terminal do Papicu ao terminal da Parangaba. De acordo com Domingos Neto, secretário municipal extraordinário da Copa, a obra viabilizará o melhor fluxo não somente na Via Expressa, mas também entre as avenidas do entorno.

Clique aqui para obter mais informações sobre as alterações nas linhas de ônibus

Clique aqui para ver o mapa com o desvio do tráfego no local da obras

Clique aqui para ver a maquete eletrônica das obras de mobilidade eletrônica na Via Expressa

 

 

Publicado em Infraestrutura
Página 1 de 2