Identidade visual do Selo Municipal
Na edição de 2019 foram inscritas 569 unidades escolares, sendo 363 contempladas com o Selo

A Secretaria Municipal da Educação (SME) entrega nesta quarta-feira (12/02), às 14h, na Academia do Professor Darcy Ribeiro, o Selo Escola Amiga da Saúde 2019 para 363 escolas da Rede Municipal de Ensino. Na ocasião, também haverá o lançamento do plano de ações de prevenção e combate às arboviroses, que será executado pelas unidades de ensino ao longo de 2020. A solenidade contará com a participação da secretária da Educação, Dalila Saldanha.

O Selo Escola Amiga da Saúde, realizado em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), tem como objetivo fomentar a participação de alunos, pais, professores e toda a comunidade escolar, dos seis Distritos da Educação, nas ações de mobilização, conscientização e prevenção às arboviroses. Além do caráter preventivo e de promoção da saúde, as iniciativas também estimulam o protagonismo estudantil, valorizam os conteúdos trabalhados em sala de aula e fortalecem a integração com a comunidade em geral.

A comenda é também uma forma de reconhecer e divulgar as melhores iniciativas e trabalhos artísticos e culturais produzidos pelos alunos e educadores envolvidos nas ações do município de Fortaleza.

Na edição de 2019 foram inscritas 569 unidades escolares, sendo 363 contempladas com o Selo. Em 2018, foram 468 inscrições e 323 escolas receberam a homenagem. Já em 2017, a ação contou com 334 escolas inscritas, das quais 137 receberam o Selo.

Serviço:
Entrega do Selo Escola Amiga da Saúde para unidades da Rede Municipal
Data: 12/02 (quarta-feira)
Horário: 14h
Local: Academia do Professor Darcy Ribeiro (Rua Dona Leopoldina, 907 - Centro)

Publicado em Educação
Foto: Liezio Gomes. Plateia de educadores e agentes da área da saúde durante a capacitação para combater às Arboviroses.
Plateia de educadores e agentes da Saúde durante capacitação (Foto: Liezio Gomes)

Na manhã desta quinta-feira (23/01), educadores, diretores, agentes e supervisores técnicos das áreas da Saúde e Educação que atuam no território da Regional II estiveram reunidos no Teatro São José para uma capacitação sobre o enfrentamento às arboviroses.

O encontro teve como objetivo apresentar o balanço dos trabalhos executados em 2019 e o plano de estratégias para 2020, com foco intensivo no combate às arboviroses em postos de saúde e escolas. A primeira capacitação para o fortalecimento das estratégias aconteceu na Regional II e seguirá pelas demais Regionais da Cidade.

O chefe do Gabinete da Regional II, João Freire Neto, agradeceu a presença dos profissionais e reforçou a importância da prevenção e do combate a essas doenças. “Vamos envolver todos os nossos profissionais em uma campanha sistemática, no sentido de unir os esforços necessários para sermos bem sucedidos”, enfatizou.

No decorrer de 2018 e 2019, o cenário epidemiológico de Fortaleza apresentou uma significativa queda no número de casos de arboviroses registrados, incluindo dengue, zika e febre chikungunya. “Os nossos esforços seguem sendo intensificados e, neste sentido, destacam-se as operações nas fronteiras dos municípios, a Operação Quintal Limpo, as ações em parceria com a Secretaria Municipal da Educação e, principalmente, as ações das equipes de combate às endemias. Toda a Cidade está mapeada para diagnosticar onde há mais infestação de mosquito e maiores casos de doença. São medidas que nos possibilitam enxergar melhor onde podemos atuar e reduzir ao máximo os riscos de infestação. Precisamos do engajamento da população para nos auxiliar neste combate”, comentou Itamar Mendes, supervisor geral do Distrito Técnico de Endemias.

Como precaução de um possível surto, será disponibilizada uma estrutura assistencial, dispondo de insumos, materiais e atendimento adequado. Para isso, 23 postos de saúde – estrategicamente espalhados entre as Regionais de Fortaleza – estarão equipados e, caso haja necessidade, serão referência no atendimento. Na Regional II, os postos de saúde preparados são: Aída Santos, Irmã Hercília e Roberto Romero. Além disso, as ações desenvolvidas pelo Núcleo de Controle de Zoonoses como vacinação antirrábica, desratização, exames de calazar e eliminação de animais peçonhentos, serão intensificadas ao longo do ano.

A reunião foi conduzida pelo Distrito Técnico de Endemias com o apoio do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (NESMS) e do Núcleo de Controle de Zoonoses, visando a integração entre a Saúde e Educação.

Publicado em Saúde
Campanha de combate às arboviroses 2019.
Campanha de combate às arboviroses 2019.

A Prefeitura Municipal de Fortaleza realiza, nesta quinta-feira (23/01), às 10h, reunião com os educadores, diretores, agentes e supervisores técnicos das áreas da saúde e da educação, que atuam no território da Regional II, para uma capacitação com orientações de enfrentamento às Arboviroses. A reunião acontecerá no Teatro São José, às 10h.

Em função da quadra chuvosa, os primeiros meses do ano possuem uma incidência maior de viroses e de casos de arboviroses. Neste sentido, o encontro tem como objetivo apresentar as estratégias de trabalho para 2020, com novas ações de controle e prevenção dessas doenças. Na ocasião, também será apresentado o relatório dos trabalhos executados em 2019.

De acordo com a programação da campanha de combate às arboviroses, as ações desenvolvidas pelo Núcleo de Controle de Zoonoses como vacinação antirrábica, desratização, exames de calazar e eliminação de animais peçonhentos, serão intensificadas ao longo do ano.

A ideia é ampliar o debate e qualificar as formas de comunicação com as Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) e as escolas da Rede Pública Municipal de Ensino. Neste sentido, o evento conta com o apoio da Coordenadoria Regional de Saúde (Cores II) e do Distrito de Educação da Regional II.

Durante o encontro, também será feito um debate no sentido de acolher ideias e sugestões de ações mais eficazes no controle e prevenção das Arboviroses.

Como forma de precaução a possíveis surtos, será disponibilizada estrutura assistencial, contando com insumos, materiais e atendimento adequado, no intuito de realizar ações abrangentes, descentralizadas, eficientes e integradas no combate às arboviroses. Para isso, 23 Postos de Saúde – estrategicamente espalhados entre as Regionais de Fortaleza – estarão equipados e, caso haja necessidade, serão referência no atendimento. Na área da Regional II temos os seguintes postos de saúde considerados referencia: Aída Santos, irmã Hercília e Roberto Romero.

A reunião será conduzida pelo Distrito Técnico de Endemias com o apoio do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) e do Núcleo de Controle de Zoonoses.

Serviço:
Reunião de mobilização para o combate às Arboviroses
Data: 23/01
Local: Teatro São José (Rua Rufino de Alencar, 299-327 – Centro)
Horário: às 10h

Publicado em Fortaleza
Mutirão percorreu as ruas do bairro Luciano Cavalcante.
Mutirão percorreu as ruas do bairro Luciano Cavalcante

A Prefeitura de Fortaleza realizou, durante desta semana, um mutirão de combate às arboviroses no bairro Luciano Cavalcante. A ação percorreu as ruas do bairro levando informações de prevenção e teve culminância na Praça da Igreja Santa Luzia, localizada na Rua Antônio Rocha. A mobilização foi coordenada pelo Distrito Técnico de Endemias e pelo Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social da Regional II.

A iniciativa faz parte do Plano de Sustentabilidade para o Controle do Aedes Aegypti da Prefeitura e tem como objetivo conscientizar a população sobre a prevenção e eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue, zyka e chikunguya. Durante o mutirão, a população contou com uma programação dinâmica com exposição educativa sobre os estágios de vida do mosquito Aedes Aegypti, apresentações lúdicas, além de abordagens de conscientização ambiental, com distribuição de mudas e materiais informativos.

Ainda como parte da programação, a população também foi beneficiada com serviços de requalificação de pontos de lixos e visitas domiciliares por meio da Operação Quintal Limpo. Os agentes de endemias e os educadores em saúde percorreram as ruas do bairro orientando sobre a vedação correta das caixas d’águas, os cuidados com possíveis criadouros, e distribuindo sacos plásticos para recolhimento de materiais inservíveis e instruções de descartes adequados para materiais de grande porte.

A equipe de Saúde da Regional II também esteve presente com atendimentos de aferição de pressão arterial, teste de índice de massa corporal (IMC), testes posturais, alongamentos e técnicas de Fisioterapia para redução de dor, vacinação animal, teste de Leishmaniose (DPP), além de vacinação humana com Tríplice Viral, Antitetânica, Hepatite B e HPV.

De acordo com o supervisor geral de Apoio do Distrito de Endemias da Secretaria Regional II, Alexandre Pedrosa, os bairros são escolhidos de acordo com a quantidade de manifestação de doenças relacionadas às arboviroses. “Desde o começo do ano, realizamos 16 mutirões de combate ao mosquito, sendo 10 deles regionais e 6 municipais. É de extrema importância que a comunidade e o poder público se unam neste período que antecede a quadra chuvosa para trabalhar ações que visam reduzir a proliferação do vetor”, explicou.

As ações serão intensificadas até dezembro deste ano, envolvendo as Secretarias Municipais da Educação (SME), de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), além de entidades não governamentais. Na área de abrangência da Regional II, estão previstos mais quatro mutirões. O próximo será realizado entre os dias 18 e 22 de novembro, no bairro Vicente Pinzón.

Publicado em Fortaleza
Exposição do ciclo do mosquito Aedes
Em 2018 foram realizadas 37 mil e 500 abordagens educativas, atingindo mais de meio milhão de pessoas.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Célula de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), tem promovido ações educativas de combate ao Aedes aegypti em diversos bairros da capital. Nesta sexta-feira (25/01) o trabalho acontece nas barracas da Praia do Futuro, às 10 horas, e "Feirinha da Beira Mar", às 15 horas. A programação acontece desde o início da semana e já realizou atividades nas seis Regionais, envolvendo a população dos bairros como Vila Velha, Jacarecanga, Vicente Pinzón, Papicu, Praia do Futuro, Meireles, Quintino Cunha, Antônio Bezerra, Henrique Jorge, Montese, Democrito Rocha, Mondubim e Messejana. 

Durante a programação, os educadores do Núcleo de Educação em Saúde e Mobilização Social (Nesms) da SMS promovem blitz educativas em avenidas, exposição do ciclo biológico do vetor, afixação de cartazes em pontos estratégicos dos bairros visitados, distribuição e panfletagem de material informativo sobre dengue, zika vírus e chikungunya, além do incentivo de formação de brigadas em estabelecimentos públicos e privados.

Para a coordenadora do Nesms, Cilene Chaves, o período de férias acaba sendo uma oportunidade de conscientizar a população e os turistas sobre os cuidados com o mosquito. “Nesse período, intensificamos ações em praças, centros comerciais e pontos turísticos da capital com o objetivo de alertar a população para os possíveis criadouros do mosquito. A cada 10 focos encontrados, oito estão localizados nas residências. A participação da população é muito importante nesse momento”, reforçou.

No ano passado, os esforços promovidos pelo Comitê Intersetorial Municipal de Enfrentamento das Arboviroses conseguiu reduzir em 97,7% o número de casos de arboviroses. Foram realizadas 2.233.089 visitas domiciliares para controle focal, que possibilitaram eliminação de 36 mil focos do vetor, inspeção em 29.869 pontos estratégicos, 789 ações de fiscalização sanitária em parceria com a AGEFIS, 6.142 inspeções em imóveis de grande fluxo e 2.155 visitas por demanda da população. Entre as abordagens educativas, foram registradas 37.494 operações atingindo diretamente 583.572 pessoas.

Serviço
Ações educativas contra o Aedes Aegypti
Data: sexta-feira (25/01)
Hora: a partir de 10h
Local: Barracas da Praia do Futuro (Av. Clóvis Arrais Maia, 4930 - Praia do Futuro / Concentração na Barraca do Chico do Caranguejo)

Publicado em Saúde
Exposição educativa de combate às arboviroses.
Exposição educativa de combate às arboviroses.

A Prefeitura de Fortaleza promove, nesta sexta-feira (09/11), a partir das 8h, no bairro Vicente Pinzón, mais um mutirão municipal de combate às arboviroses. A ação, que será coordenada pelas Secretarias Municipais Regional II e de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), acontecerá no estacionamento da Escola Municipal Aída Santos, localizada na Rua Trajano de Medeiros.

A iniciativa faz parte do plano sustentabilidade para o controle do Aedes aegypti, e tem como objetivo conscientizar a população em relação à prevenção e eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue, zyka e chikungunya.

Durante o mutirão, a população contará com uma programação dinâmica que inclui exposição educativa sobre o mosquito Aedes aegypti, apresentações de teatro de fantoches, além de abordagens educativas com conscientização ambiental, distribuição de mudas e materiais informativos.

No decorrer da manhã de atividades preventivas, também estão previstas requalificações de pontos de lixo crônicos, pintura de meio fio, varrição, panfletagem e visitas domiciliares com os agentes de endemias e os educadores em saúde, que devem percorrer as ruas do bairro mostrando aos moradores como é possível se prevenir contra o mosquito. Os profissionais irão orientar sobre vedação correta das caixas d’águas, cuidados com possíveis criadouros, realizando distribuição de sacos plásticos, recolhimento de materiais inservíveis e de materiais de grande porte, a exemplo de móveis, sofás, colchões velhos, pneus, dentre outros.

De acordo com o titular da Secretaria Regional II, Ferruccio Feitosa, a luta contra as arboviroses é de todos e deve ser algo constante. “No segundo semestre, o índice de infestação cai, mas é justamente neste período que precisamos antecipar as ações de enfrentamento ao mosquito antes de começar a chover, período de maior preocupação. Em setembro, promovemos a Operação Inverno Plano de Sustentabilidade, no Meireles, o nosso objetivo é ampliar a redução do índice de infecções das doenças transmitidas por arboviroses. Quero enfatizar que o combate às arboviroses é uma luta de todos e deve ser algo constante. A população também deve fazer a sua parte”, concluiu o Secretário.

O período que antecede a quadra invernosa é o momento em que a Prefeitura se reúne com a população para trabalhar ações que visam a redução do índice de infecções por meio de arboviroses.

Serviço
Mutirão Municipal de combate às arboviroses
Data: 09 de novembro
Horário: 08h
Local: Estacionamento da escola municipal Aída Santos, Rua Trajano de Medeiros, Nº 803, Vicente Pinzón

Publicado em Fortaleza

O município de Fortaleza foi destaque no XVII Congresso das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará, realizado pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems/CE), no município de Iguatu, entre os dias 23 e 25 de maio. Na ocasião, a Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde, conquistou o segundo lugar na categoria Atenção e Vigilância em Saúde, da Mostra “Ceará, Aqui tem SUS”, com o trabalho “Atuação e respostas do Comitê Intersetorial de Controle das Arboviroses no município de Fortaleza no ano de 2017”.

O trabalho apresentado aborda a atuação do Comitê Intersetorial e o impacto de suas ações na prevenção e controle do Aedes aegypti e, consequentemente, na redução do número de casos de arboviroses – dengue, zika e chikungunya. Entre as ações, destacam-se o “Selo Escola Amiga da Saúde” e “Detetive Marcelinho contra Aedes”, desenvolvidas em parceria com a Secretaria Municipal da Educação (SME); “Senhora Faxina”, projeto pioneiro da Secretaria Regional I, envolvendo mais de 12.000 idosos; a “Estratégia Dia D” de combate ao mosquito que envolveu diversas secretarias e instituições; a instituição de brigadas, Operação Quintal Limpo e atividades educativas.

A Mostra “Ceará, Aqui tem SUS” contou com a inscrição de 139 trabalhos no total. Destes, 99 foram aprovados e apresentados no Congresso no Cosems/CE. Na temática de Atenção e Vigilância em Saúde foram apresentados 20 trabalhos. Além da premiação, Fortaleza participou do evento com a disponibilização de um estande que apresentou aos congressistas as principais ações do município na área da saúde, com destaque para o combate ao Aedes aegypti.

O Congresso do Cosems/CE reuniu cerca de 600 participantes, entre técnicos, gestores, governantes, representantes do Executivo e Legislativo, do controle social, entre outros participantes, na discussão da pauta atual da saúde e os rumos da área no futuro, por meio de rica programação com palestrantes locais e nacionais. Neste ano, o tema central do evento foi “Gestão e Planejamento na Saúde”, onde foram abordados assuntos como financiamento, sistemas de informações, controle interno e externo, execução financeira, entre outros pontos em destaque na gestão pública.

Publicado em Saúde