Começou a funcionar nesta quinta-feira (31/08) um novo semáforo no cruzamento das ruas Cap. Aragão x Cap. Olavo, no bairro Aerolândia. A medida, implantada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), atende à solicitação de moradores da área visando à redução de acidentes.

O equipamento foi instalado após a realização de estudos e simulações de tráfego onde verificou-se a necessidade do semáforo em virtude da ocorrência de acidentes no local, além da dificuldade na travessia de pedestres.

Em 2016 foram registrados quatro acidentes com vítima neste ponto, sendo um atropelamento. "Não podemos tolerar nenhuma morte no trânsito. Por isso, estamos nos atentando prioritariamente para os trechos em que pessoas ficaram feridas ou morreram. O semáforo é uma alternativa segura para reduzir essa estatística", explica Juliana Coelho, gerente da Central de Monitoramento de Tráfego da AMC.

Com essa mudança, Fortaleza passa a contar com um total de 823 semáforos. Deste quantitativo, 461 (56%) são centralizados e 361 (44%) são convencionais. Uma das principais vantagens dessa tecnologia é que os tempos são otimizados em tempo real, variando de acordo com o fluxo veicular contabilizado pelos laços detectores instalados no asfalto. Além disso, permite uma comunicação direta com o órgão de trânsito, permitindo a detecção de falhas de forma imediata e otimizando os serviços de manutenção.

Ampliação da rede semafórica

Indispensável para garantir a segurança de condutores e pedestres, contribuindo para a redução de acidentes com severidade, a rede semafórica vem crescendo significativamente em Fortaleza. Exemplo disso é que no final de 2012, um total de 599 semáforos controlavam o tráfego nos cruzamentos da cidade. Hoje já são 823 equipamentos, o que mostra uma ampliação de 36%.

Publicado em Mobilidade

Em atendimento à solicitação de usuários, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está ampliando o prazo de validade das credenciais de estacionamento emitidas para garantir que idosos e pessoas com deficiência possam estacionar nas vagas especiais de estacionamento. O documento, que antes precisava ser renovado a cada dois anos, passa a valer por cinco anos.

A partir desta terça-feira (29/08), o beneficiário que procurar o serviço de emissão ou renovação das credenciais nas centrais de atendimento do órgão já receberá o cartão com o novo prazo. A medida trará maior comodidade a todos, simplificando o processo e evitando deslocamentos desnecessários.

Além da ampliação da validade, o trâmite para solicitar as credenciais ficou ainda mais fácil. “Não precisa mais de fotocópia. Basta apresentar as originais do documento de identidade, CPF e um comprovante de endereço atualizado confirmando que reside em Fortaleza. No caso da pessoa com deficiência, é preciso acrescentar o laudo médico. Se for menor de idade, pedimos também os documentos de identificação do responsável”, detalha João Bezerra, diretor de trânsito da AMC.

Pessoas na faixa etária acima de 60 anos ou que sejam portadoras de deficiência têm direito ao documento. A emissão da credencial é entregue na hora, podendo ser utilizada em qualquer veículo ocupado pelo beneficiário, seja na condição de motorista ou passageiro.

O serviço é disponibilizado diariamente nas centrais de atendimento do órgão no Bairro de Fátima, nos shoppings RioMar e Del Paseo, além do Vapt-Vupt de Messejana e do Antônio Bezerra.

Publicado em Mobilidade
Agente da AMC alerta ciclista
Durante a atividade, intitulada “Caminhos da Bicicleta”, os educadores de trânsito do órgão abordarão os ciclistas e distribuirão material educativo.

Em alusão ao Dia Nacional do Ciclista, comemorado em 19 de agosto, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) reúne os usuários de bicicleta para desenvolver um projeto educativo voltado à conscientização sobre segurança viária, reforçando para a utilização dos equipamentos de uso obrigatório e respeito entre os diversos modais de transporte. A ação ocorre neste domingo (20/08), a partir das 8 horas, no Parque do Cocó.

Durante a atividade, intitulada “Caminhos da Bicicleta”, os educadores de trânsito do órgão abordarão os ciclistas e distribuirão material educativo. O objetivo é alertar sobre as regras de circulação segura e orientar que tanto veículos quanto bicicletas compartilhem o espaço público de forma pacífica e sem qualquer tipo de conflito.

Pedalar sempre equipado, não transitar na contramão ou sobre o passeio, optar por calçados fechados e que mantenham os pés firmes no pedal, circular nas ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas são posturas que devem ser adotadas pelo ciclista. Já para o motorista, a principal recomendação é guardar a distância lateral de pelo menos 1,5 metros ao ultrapassar uma bicicleta.

Ampliação da Rede Cicloviária
Somente no período da atual gestão, a Prefeitura de Fortaleza bateu um recorde histórico ampliando em 214% a rede cicloviária na cidade. Dessa forma, a cidade, que tinha 68 quilômetros de rede cicloviária ao final de 2012, hoje conta com os atuais 214 quilômetros de infraestrutura cicloviária.

Essa ampliação tem repercutido em menos acidentes. Exemplo disso é que o número de acolhimento de ciclistas no Instituto Dr. José Frota (IJF) tem diminuído. Houve uma redução de 26% comparando o primeiro semestre de 2017 com o mesmo período de 2014.

Publicado em Mobilidade
Para aproximar os serviços da população, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa que se encontra em funcionamento desde a última quarta-feira (16/08) uma nova Central de Atendimento no Shopping Del Paseo. A iniciativa objetiva facilitar a resolução de toda e qualquer pendência relacionada ao órgão de trânsito, consolidando-se como mais um canal de comunicação com o usuário.
 
Com capacidade ampla, o espaço está localizado no Primeiro Andar do Subsolo (1º SS) do shopping. São disponibilizados diversos serviços: antecipação de penalidade, defesa de autuação, indicação de condutor, recurso à Jari e ao Cetran, credenciamento de idosos e deficientes, além de solicitações de sinalização, semáforo e fiscalização, dentre outros. 
 
Segundo o superintendente da AMC, Arcelino Lima, a ideia é descentralizar o atendimento. “Pretendemos chegar mais perto do cidadão, evitando grandes deslocamentos. Essa é mais uma opção de acesso aos serviços do órgão. Através dessa Central, moradores da Aldeota e adjacências poderão solucionar suas demandas com maior agilidade”, adianta.
 
Situado em um espaço com facilidade de estacionamento, o novo posto funciona de segunda a sexta-feira, de 10 às 17h30. Além dessa alternativa, os cidadãos ainda podem realizar os mesmos serviços na Central de Atendimento do Bairro de Fátima, no Shopping RioMar, no Vapt-Vupt de Messejana e do Antônio Bezerra. Já quem prefere maior comodidade, a opção é acessar ao site da Prefeitura de Fortaleza e efetuar o procedimento de modo online, através de uma simples tela de computador, sem sair de casa.
 
Publicado em Mobilidade

Como parte das atividades de fiscalização da campanha “Se beber, não dirija”, lançada pela Prefeitura de Fortaleza com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e a Guarda Municipal realizaram 2.571 testes de bafômetro, no período de 14 de julho a 15 de agosto, quando ocorreram 39 blitzen pelos agentes de segurança.

Dentre os testes efetuados, 22 motoristas foram flagrados dirigindo sob o efeito de bebida alcoólica. Eles foram autuados, tiveram a habilitação recolhida e vão responder a processo administrativo e criminal. Outros 35 condutores se recusaram a fazer o exame e devem pagar uma multa de R$ 2.934,70, além de terem a habilitação recolhida e de perder o direito de dirigir por um ano, como preconiza o Art. 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Para o superintendente da AMC, Arcelino Lima, a tendência é que a prática arriscada de misturar álcool e direção reduza cada vez mais com uma fiscalização efetiva. “O nosso compromisso é o de salvar vidas e não permitir mortes no trânsito por conta da combinação álcool e direção. Somamos esforços diariamente para incentivar uma conduta responsável e segura”, afirma.

No Brasil, a tolerância ao álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência dessa substância é uma infração de natureza gravíssima X 10 e se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar (no teste do bafômetro) ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo ainda será detido.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja, por exemplo, tem três vezes mais chance de morrer em um acidente do que um condutor sóbrio. Portanto, ao aplicar as leis de trânsito, espera-se promover uma maior conscientização da população e, o mais importante, preservar vidas.

Um estudo realizado pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) mostra que o álcool, além de comprometer as capacidades cognitivas, também reduz as chances de sobrevivência. Quanto mais a pessoa tiver bebido, maior sua chance de morrer; um mesmo impacto causa mais ferimentos numa pessoa que ingeriu álcool. O último levantamento da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), feito pelo Governo Federal, identificou que 24,3% dos motoristas em todo o País reconhecem dirigir mesmo após ter consumido álcool.

Durante a fiscalização com blitz, as equipes itinerantes percorrem pontos de maior concentração de bares e áreas de grande registro de acidentes para combater a prática irregular. As ações são contínuas, de segunda a domingo, por meio de um trabalho em conjunto que envolve a AMC, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Policiamento Ostensivo da Capital e Guarda Municipal.

Novos equipamentos reforçam fiscalização

A partir deste mês de agosto, a AMC também recebeu o reforço de sete novos etilômetros ou bafômetros como são popularmente conhecidos. Os equipamentos foram doados através da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global que também tem investido em capacitações para os agentes de trânsito. A parceria vem fortalecer a política de fiscalização que, em primeira instância, busca sempre preservar vidas.

“A fiscalização é importante porque além de punir quem não respeita a lei, também tem um caráter educativo” argumenta o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos da Prefeitura de Fortaleza, Luiz Alberto Saboia. A partir de agora, a AMC passa a contar com 14 bafômetros para as ações de fiscalização de alcoolemia.

 

Publicado em Mobilidade

Religiosos devem se reunir em nome da fé na 15ª Caminhada com Maria, realizada nesta terça-feira (15/08), data em que é celebrado o dia de Nossa Senhora da Assunção, Padroeira de Fortaleza. O evento, que já faz parte do calendário católico da cidade, contará com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para garantir o controle do tráfego e a segurança dos fiéis. Ao todo, serão disponibilizados 120 agentes do órgão e 40 orientadores do Via Livre distribuídos em 30 viaturas e 60 motocicletas.

A operação será iniciada às 7h com o isolamento do Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha, onde acontece a concentração. Após a saída do cortejo, previsto para 14h, batedores e viaturas do órgão acompanharão a procissão que sairá do santuário em direção à Catedral Metropolitana, no Centro, realizando bloqueios temporários e desvios necessários, de acordo com o avanço da caminhada.

Em virtude do evento, a Av. Leste-Oeste será interditada a partir de 13h em ambos os sentidos, no trecho compreendido entre a ponte do Rio Ceará e a Av. Senador Robert Kennedy, com bloqueios ao longo das ruas Estevão de Campos, Gomes Passos, Jacinto Matos e Filomeno Gomes. A opção de desvio para quem trafega na avenida é seguir pelas vias Santa Elisa (Vila do Mar) ou Francisco Sá.

A AMC orienta que os veículos evitem trafegar na Av. Leste-Oeste e vias adjacentes no período de 13h às 20h. O tráfego será liberado à medida que a caminhada for prosseguindo. Ao chegar na Catedral, agentes de trânsito promoverão o isolamento das ruas de acesso onde ocorrerá a missa campal e permanecerão no local até a dispersão total do público.

Percurso

O trajeto começa na Av. Dom Aloísio Lorsheider, segue pela Av. Benu Marcondes, Av. Mozart Pinheiro Lucena, passa pela Av. Desembargador Hermes Paraíba, Av. Coronel Carvalho, Av. Radialista José Lima Verde, R. Estevão de Campos, R. Peri, trafega por toda a Av. Leste-Oeste e Av. Alberto Nepomuceno.

Reforço da frota de coletivos

A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) reforçará a frota de ônibus com 70 coletivos extras distribuídos entre os sete terminais de integração, Praça da Estação e Praça do Coração de Jesus, a partir de 8h da manhã até meia-noite. A partir de 18h, vinte ônibus estarão concentrados na Praça da Estação e três na Praça Coração de Jesus, para fazer o percurso do público de volta para casa.

Publicado em Mobilidade

Consolidada como a maior micareta fora de época do País, o Fortal já integra o calendário cultural e turístico da Cidade trazendo grandes nomes do axé, sertanejo e forró em quatro dias de pura diversão. E neste ano, mais uma vez, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), dará todo o suporte operacional ao avento, controlando o tráfego e assegurando o ir e vir do público durante a festa.

Para facilitar o acesso dos foliões, um efetivo diário de 108 agentes e orientadores cidadãos atuará nas proximidades da Cidade Fortal. Quarenta e cinco ônibus extras reforçarão a frota de coletivos para atender a demanda, fazendo a ligação direta entre o Terminal do Papicu e o local do evento.

Trânsito
A operação de trânsito será iniciada a partir de meio-dia com o monitoramento do tráfego e coibição de estacionamento irregular na Av. Aldy Mentor e nos principais rotas de chegada e saída da Cidade Fortal. Agentes e orientadores cidadãos irão trabalhar em conjunto para otimizar o deslocamento do público.

Como não está prevista nenhuma interdição viária, os condutores poderão deixar seus veículos no estacionamento privado disponível no próprio local do evento. Dependendo da estimativa do público, a Autarquia poderá desviar o tráfego da Av. das Castanholeiras para a Av. Santos Dumont no intuito de desafogar o trânsito. Dois reboques estarão à disposição dos agentes, caso haja cometimento de infração.

A AMC orienta que os foliões utilizem táxi ou transporte coletivo para chegar à Cidade Fortal e alerta, aos que optarem por utilizar veículo particular, que não dirijam sob efeito de álcool, estacionem apenas em locais permitidos e saiam de casa com antecedência para evitar maiores transtornos.

Operação Cidadã
A organização do Fortal foi uma das primeiras a aderir a “Operação Cidadã”, que estabelece a contratação de orientadores de tráfego para auxiliar os agentes de trânsito durante eventos com grande demanda de público. Portanto, esses profissionais vão auxiliar a travessia de pedestres e o disciplinamento da circulação devidamente supervisionados pelos agentes da AMC.

Transporte Coletivo
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) intensificará a frota de ônibus com o acréscimo de 45 carros reservas que irão fazer a ligação direta do Terminal do Papicu ao local do evento. A operação começa a partir de 14h na próxima quinta-feira (20/07) e vai até domingo (23/07).

Nos dias do evento, a Etufor ampliará os horários de 11 linhas e prolongará o itinerário de três linhas em direção à Cidade Fortal: 831- Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000, 832- Papicu/Cidade 2000 e 833- Cidade 2000/Centro. Além disso, a linha Especial 840 - Papicu/Fortal entrará em operação a fim de atender a demanda, interligando o Terminal Papicu e a Cidade Fortal. Os ônibus da linha especial ficarão à disposição do controle operacional do Terminal do Papicu.

Durante o período do evento, a Divisão de Operações (Diope) da Etufor coordenará a operação dos carros reservas nos terminais. O atendimento ao evento será realizado por meio da ligação direta do Terminal de Integração do Papicu à Cidade Fortal e o prolongamento de onze linhas que interligam os Terminais de Integração, uma vez que o Sistema de Transporte Coletivo permite, por meio da integração física e tarifária, uma boa mobilidade.

Prolongamentos provisórios dos horários de 11 (onze) linhas nos dias de evento:

027 - Siqueira/Papicu/Aeroporto
028 - Antônio Bezerra/Papicu
030 - Siqueira/Papicu/13 de Maio
041 - Parangaba / Oliveira Paiva / Papicu
042 - Antônio Bezerra/Francisco Sá/Papicu
045 - Cj Ceará/Papicu/Montese
051 - Grande Circular I
052 - Grande Circular II
076 - Cj Ceará/Aldeota
092 - Antônio Bezerra / Papicu / Praia de Iracema
804 - Aldeota

Os veículos das linhas abaixo deverão cumprir o seguinte prolongamento de itinerário:

831- Papicu/Hospital Geral/Cidade 2000
832- Papicu/Cidade 2000
833- Cidade 2000/Centro

Linhas Corujões que atendem no horário de 00h às 04h e integram no Terminal do Papicu:

023 – Corujão/Edson Queiroz/Papicu
034 – Corujão/Av. Paranjana I
035 – Corujão/Av. Paranjana II
036 – Corujão/Conjunto Ceará/Montese
037 – Corujão/Conjunto Ceará/Aldeota
048 – Corujão/Parangaba/Papicu
054 – Corujão / Praia do Futuro / Caça e Pesca
055 – Corujão / Grande Circular I
056 – Corujão / Grande Circular II

Publicado em Mobilidade

Como parte da campanha “Se beber, não dirija”, lançada pela Prefeitura de Fortaleza em parceria com a Bloomberg Philanthropies, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está intensificando a fiscalização para coibir a prática arriscada de misturar álcool e direção. O objetivo é demonstrar que mesmo uma pequena dose de bebida alcoólica pode comprometer os reflexos e a concentração do condutor, contribuindo para a ocorrência de acidentes graves e fatais. No ano passado, 278 pessoas morreram no trânsito de Fortaleza.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um condutor que desrespeita a lei com um copo de cerveja, por exemplo, tem três vezes mais chance de morrer em um acidente do que um condutor sóbrio. Portanto, ao aplicar as leis de trânsito, espera-se promover uma maior conscientização da população e o mais importante: preservar vidas.

Durante a fiscalização, equipes itinerantes percorrem pontos de maior concentração de bares e áreas de grande acidentalidade viária coibindo a irregularidade. As ações são contínuas, devendo ocorrer de segunda a domingo por meio de um trabalho em conjunto que envolve a AMC, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Policiamento Ostensivo da Capital e Guarda Municipal.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a tolerância de álcool é zero. Conduzir veículo automotor sob influência de álcool é uma infração de natureza gravíssima X 10, multa no valor de R$ 2.934,70, recolhimento e suspensão da habilitação por 12 meses e retenção do veículo até apresentação de outro condutor habilitado apto a conduzir o veículo. Se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo ainda poderá ser preso. A pena varia de seis meses a três anos.

Em 2016, foram autuados pelos órgãos de trânsito de Fortaleza, AMC, Detran e PRE, um total de 8.718 condutores por dirigir sob efeito do álcool ou por se recusar a fazer o teste do bafômetro.

Ação educativa
Além da fiscalização, haverá abordagem educativa em bares e restaurantes da cidade para alertar o público sobre os riscos dessa combinação perigosa. Educadores de trânsito visitarão locais devidamente identificados distribuindo informativos e esclarecendo as principais dúvidas dos clientes.

Segundo o superintendente do órgão, Arcelino Lima, essa é uma tentativa de aproximar cada vez mais a AMC da população, destacando o papel do educador de trânsito diante de uma temática de extrema importância para a sociedade. “O condutor precisa ter em mente que, sob a ingestão do álcool, ele tanto pode causar um acidente como também ser vítima. O trabalho educativo vem sendo intensificado justamente para promover uma maior conscientização nas pessoas e evitar que mais vidas se percam”, defende.

Publicado em Mobilidade

Tradicional festa que integra o calendário cultural da cidade, o São João de Fortaleza começa nesta sexta-feira (23/06) e vai até domingo (25/05) com a promessa de animar o público com diversos estilos musicais no Aterro da Praia de Iracema. Para controlar o tráfego no entorno do evento e garantir a segurança dos pedestres, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), disponibilizará um efetivo diário de 52 agentes.

Com início previsto para 6h, a primeira ação do órgão será coibir o estacionamento na Av. Historiador Raimundo Girão, em frente ao Aterro, no trecho compreendido entre a Rua Ildefonso Albano e Av. Rui Barbosa. A mesma operação acontecerá nas vias transversais situadas dentro desse limite.

A previsão de bloqueio é às 15h, mas pode mudar conforme a demanda dos participantes. Os agentes de trânsito vão interditar a Av. Historiador Raimundo Girão, entre a Rua Ildefonso Albano e Av. Rui Barbosa, assim como os cruzamentos da Av. Monsenhor Tabosa com as vias Carlos Vasconcelos e Barão de Aracati.

A opção de desvio para quem segue no sentido Centro/Aldeota é pela Ildefonso Albano. Já para quem trafega no sentido contrário, Aldeota/Centro, a alternativa é utilizar a Av. Rui Barbosa. Ao final do evento, o efetivo da AMC permanecerá distribuído no local para auxiliar os condutores e promover o controle do fluxo veicular.

Transporte coletivo
Em virtude da realização do São João de Fortaleza, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) organiza, de 16h até às 6h do dia seguinte, uma programação especial de 95 ônibus extras nos terminais de integração. Reforçando as 20 linhas que passam pelo local, serão reservados 29 ônibus no Terminal da Parangaba e Antônio Bezerra, 12 no Siqueira, 13 no Papicu, dois para o Terminal da Lagoa e do Conjunto Ceará e oito na Messejana. Os usuários podem utilizar o transporte coletivo, evitando dirigir-se ao local em veículo particular, usufruindo da integração por meio de Bilhete Único. 

Publicado em Mobilidade
Em virtude do alto índice de acidentes registrados no cruzamento das avenidas Abolição com Desembargador Moreira, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) está implantando um projeto de circulação viária que inclui nova sinalização e readequação das faixas de tráfego para aumentar a segurança de quem costuma trafegar pelo trecho.
 
Uma marca de canalização, que separa e ordena o fluxo, foi implantada para evitar os conflitos veiculares neste cruzamento. Como parte do projeto, o órgão também  readequou a faixa exclusiva de ônibus existente na Av. Abolição. "No quarteirão que compreende as avenidas Oswaldo Cruz e Desembargador Moreira não haverá mais faixa exclusiva. Portanto, os coletivos que tiverem que seguir pela própria Abolição em direção ao Mucuripe devem migrar da faixa da direita para a faixa central", explica o superintendente da AMC, Arcelino Lima.
 
Tais medidas foram avaliadas tecnicamente e apontadas como alternativa para promover deslocamentos mais seguros na região. "Registrávamos muita colisão. Era um ponto de conflito entre os ônibus, que circulavam pela faixa da direita e precisavam continuar pela própria Av. Abolição em direção ao Mucuripe, e dos demais veículos, que vinham pela faixa da esquerda e do meio e desejavam seguir em frente na Rua Antônio Justa ou dobrar à direita na Av. Desembargador  Moreira", reforça. 
 
A marca de canalização, conhecida popularmente como zebrado, é justamente para quem está na faixa da direita não conseguir ir para a Av. Abolição, forçando o condutor a seguir direto pela Rua Antônio Justa ou fazer a conversão à direita na Av. Desembargador Moreira.
 
Como se trata de uma medida recente e ainda em conclusão, os motoristas estão sendo auxiliados  nos primeiros dias por agentes de trânsito e orientadores de tráfego do Via Livre. Não haverá multa enquanto os condutores não estiverem habituados com a intervenção.
 
Segundo dados da AMC, somente neste ano aconteceram 19 acidentes no referido cruzamento. No ano passado esse número chegou a 48. Com esse projeto, a expectativa é que o número zere e as pessoas possam se deslocar com mais segurança.
 
Publicado em Mobilidade