Em virtude da realização do São João de Fortaleza, que acontece entre os dias 14 e 17 de junho no Aterro da Praia de Iracema, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) desenvolveu uma operação de mobilidade para garantir o acesso dos participantes ao evento. Um efetivo de 70 agentes atuará diariamente no local.

A operação terá início às 6h com a coibição de estacionamento na Av. Rui Barbosa entre a Av. Beira-Mar e Av. Monsenhor Tabosa. Viaturas na área já estarão monitorando desde cedo o tráfego no local, coibindo as principais irregularidades.

A partir das 13h, acontecerá a primeira parte dos bloqueios. As ruas Monsenhor Bruno, Virgílio Vasconcelos, Carlos Vasconcelos, Camocim e Barão de Aracati serão bloqueadas no trecho entre a Av. Monsenhor Tabosa e Av. Historiador Raimundo Girão para viabilizar a montagem da estrutura e ordenamento do comércio ambulante.

Às 18h, a Av. Historiador Raimundo Girão será bloqueada entre a Av. Rui Barbosa e Rua Ildefonso Albano. A sugestão de desvio para quem trafega no sentido Centro/Mucuripe pela Av. Historiador Raimundo Girão é dobrar à direita na Rua Ildefonso Albano e à esquerda na Av. Monsenhor Tabosa. Quem vem no sentido contrário deve entrar à esquerda na Av. Rui Barbosa e à direita na Rua Dep. Moreira da Rocha ou a Rua Tenente Benévolo.

Os semáforos serão acompanhados em tempo real, e o tempo de verde poderá ser reajustado de acordo com o fluxo veicular. O acesso local estará garantido. Para facilitar, é recomendado que o mesmo apresente o comprovante de endereço.

Etufor garante 92 ônibus extras 
Em virtude da realização do São João de Fortaleza, nos dias 14, 15, 16 e 17 de junho a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) organiza, a partir de 16h até as 6h do dia seguinte, uma programação especial de 92 ônibus extras dos terminais de integração. Reforçando as 20 linhas que passam pelo local, serão reservados 27 ônibus nos terminais Parangaba e Antônio Bezerra, dez no Siqueira e Papicu, três para os terminais Lagoa e Conjunto Ceará e seis na Messejana. Os usuários podem utilizar o transporte coletivo, evitando dirigir-se ao local em veículo particular, usufruindo da integração por meio de Bilhete Único.

Publicado em Mobilidade

Para viabilizar a readequação do pavimento na rotatória da Av. Aguanambi, quem trafega pela Av. Eduardo Girão no sentido Rodoviária/BR-116 não poderá mais entrar na alça de acesso à rotatória. A interdição acontecerá a partir deste sábado (09/06), devendo durar por cerca de 20 dias. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção.

A sugestão de desvio para quem trafega pela Av. Eduardo Girão em direção à BR-116 é entrar à esquerda na Rua Dep. Oswaldo Studart, à direita na Rua Graciliano Ramos, à esquerda na Rua Martinho Rodrigues e à direita na Av. 13 de Maio. Pontos de operação serão montados para permitir que os deslocamento sejam realizados sem maiores transtornos.

Outra opção sugerida pelo órgão para quem circula na Av. Eduardo Girão é dobrar à direita na Av. Dep. Oswaldo Studart, seguir pela Rua João Araripe, à esquerda na Rua Francisco Lorda, à direita na Rua Eng. Edmundo Almeida Filho, à esquerda na Rua 13 de Abril, à esquerda novamente na Rua Via Láctea e à direita na Av. Borges de Melo.

Sobre as intervenções
A obra de requalificação da Av. Aguanambi está com 85% de execução e possui entrega prevista para julho deste ano. Quando concluídos os serviços, a avenida será alargada, passando a contar com quatro faixas para fluxo de veículos, sendo uma delas, localizada junto ao canteiro central, exclusiva para o transporte público. Dentre as intervenções previstas no projeto, já foram concluídas as obras de construção de um viaduto sobre a rotatória, uma passarela com elevadores para pedestres e toda a rede de drenagem e ampliação do canal existente na via.

A obra contempla ainda a implantação de novas calçadas, ciclovias, paisagismo, estações junto ao canteiro central e novas praças. Os trabalhos fazem parte do corredor expresso Messejana/Centro, cujo projeto prevê o acesso expresso do centro da cidade até o Terminal de Messejana.

Publicado em Mobilidade

Encerrando as atividades do Maio Amarelo, a Prefeitura de Fortaleza entrega nesta quarta-feira (30/05) uma nova faixa em diagonal para pedestres no cruzamento das avenidas Duque de Caxias e Barão do Rio Branco, no Centro. A intervenção objetiva garantir uma travessia segura aos transeuntes, reduzindo o tempo de passagem e possibilitando mais segurança em seus deslocamentos.

A partir de 9h30, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) promoverá uma ação educativa no intuito de reforçar a importância de utilizar a faixa em X e orientar condutores e motociclistas quanto ao respeito aos pedestres. De acordo com o Art. 29 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres.

Além da faixa em diagonal, semáforos da região receberam nova tecnologia. Os equipamentos contemplados com o tempo exclusivo para pedestres estão localizados nos seguintes cruzamentos: Av. Duque de Caxias X Rua Solon Pinheiro, Av. Duque de Caxias x Rua Assunção, Av. Duque de Caxias x Rua Major Facundo, Av. Duque de Caxias x Rua Senador Pompeu e Av. Duque de Caxias x Rua Br. do Rio Branco. Segundo o Órgão, todos dispõem de botoeiras sonoras que auxiliam a travessia de deficientes visuais.

Tais pontos foram mapeados com base no levantamento feito pelo Sistema de Informação de Acidentes de Trânsito (SIAT) nos anos de 2016 e 2017. Diante dos resultados que apontaram os cruzamentos mais críticos em número de atropelamentos, o órgão priorizou cinco cruzamentos semaforizados na Av. Duque de Caxias para receber tempo exclusivo para travessia de pedestres. Além disso, a medida se justifica por ser uma região bastante adensada de comércio e serviços e ainda próximo ao Terminal de Ônibus do Coração de Jesus, o que aumenta a necessidade de travessia na via.

Faixas em diagonal para pedestres existentes:

Bairro Cidade dos Funcionários – Regional VI (implantada em setembro de 2017)

(Av. Des. Gonzaga x Av. Oliveira Paiva)

Bairro Conjunto Ceará – Regional V (implantada em agosto de 2016)

(Av. Min. Albuquerque Lima X Av. C

Bairro Aldeota – Regional II (implantada em julho de 2016)

(Av. Santos Dumont X Av. Desembargador Moreira)

Bairro Benfica – Regional IV (implantada em abril de 2016)

(Av. 13 de Maio X Av. da Universidade)

Praia de Iracema – Regional II (implantada em dezembro de 2015)

(Av. Historiador Raimundo Girão x Av. Monsenhor Tabosa)

Publicado em Mobilidade

Dando continuidade à programação do Maio Amarelo, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) realiza nesta terça-feira (29/05), às 14:30, na Praça do Ferreira, a ação educativa “Dê passagem para vida”. O objetivo é conscientizar a população sobre medidas de segurança que devem ser adotadas para evitar acidentes, priorizando sempre o pedestre.

Durante a abordagem, educadores de trânsito têm a missão de orientar motoristas quanto ao respeito à faixa de pedestres. A mobilização será realizada com um tapete vermelho para incentivar os transeuntes a atravessarem de forma segura, sem quaisquer riscos. Dentre as 256 mortes ocorridas em 2017, 37% eram pedestres.

Maio Amarelo

O movimento teve início por iniciativa do Observatório Nacional de Segurança Viária e, desde então, vem ganhando adeptos não só no Brasil, mas também em outros países. Assim como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, que tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “Maio Amarelo” procura estimular ações voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

A Prefeitura de Fortaleza é signatária do movimento desde 2015. E, a partir de 2017, começou a organizar ações de educação, mobilização, além de implementar infraestrutura de segurança em pontos estratégicos para prevenir acidentes de trânsito, principalmente com mortos e feridos.

 
Publicado em Mobilidade

No intuito de assegurar aos pedestres um deslocamento seguro pela calçada sem qualquer obstáculo que possa vir a comprometer seus deslocamentos, a Prefeitura de Fortaleza intensifica nesta segunda-feira (28/05) abordagens para desobstruir passeios. A intervenção, realizada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em parceria com a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), acontece no bairro João XXIII, de 9h às 17h.

A medida objetiva evitar riscos e acidentes. “No trânsito, a prioridade é sempre do pedestre. Como é proibido impedir a passagem das pessoas nas calçadas, desenvolveremos uma força-tarefa para retirar qualquer obstáculo ou entrave que limite ou impeça o acesso e circulação dos transeuntes”, explica o gerente de Operação e Fiscalização do órgão, Disraelli Brasil.

Na maioria dos casos, os obstáculos estão localizados em frente a pontos comerciais. Em um primeiro momento, o proprietário assinará um termo de constatação ajustando a sua conduta. Se numa abordagem posterior for constatada novamente a irregularidade, haverá aplicação de multa e os materiais serão apreendidos. Na situação em que o veículo estiver estacionado sobre o passeio, a AMC fará o procedimento padrão de autuá-lo.

De acordo com o Art. 245 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), utilizar a via para depósito de mercadorias, materiais ou equipamentos, sem autorização do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via, é uma infração de natureza grave. A penalidade e a medida administrativa serão aplicadas à pessoa física ou jurídica responsável pela obstrução.

Já a Agefis fará a fiscalização dos passeios, com autuação de proprietários de imóveis pela ocupação da área com mesas, cadeiras e bancos; colocação de tapume, trilhos e jardineiras; além de placas e outros objetos que obstruam o livre trânsito dos pedestres. Os casos poderão resultar em apreensão do material. Conforme o Código de Obras e Posturas (Lei nº 5.530/81), a infração pode resultar em multa de R$ 83,35 a R$ 4.167,52, dependendo da infração e reincidência.

Publicado em Mobilidade
Dirigir sob efeito do álcool ainda é uma das principais ocorrências de acidentes no trânsito. Diante dessa realidade, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), promove ação educativa em bares e restaurantes da cidade com o intuito de conscientizar condutores sobre o risco de misturar direção com bebida alcoólica. A mobilização acontece nesta quinta-feira (24/05), a partir das 20h, no Restaurante Brasboi (Rua Silva Paulet, número 2074, na Aldeota).
 
A intervenção intitulada “AMC nos Bares” tem como propósito atentar sobre a importância de adotar medidas saudáveis e de segurança no trânsito, que visa preservar a vida tanto de quem dirige, como a dos passageiros e pedestres. Durante a abordagem, sempre feita de uma maneira descontraída e lúdica pela Gerência de Educação do órgão, os condutores recebem dicas de prevenção de acidentes, alertas sobre o risco de dirigir após a ingestão de bebida alcoólica e ainda são orientados a indicar o “motorista da rodada”, ou seja, aquele que está apto a conduzir o veículo, pois não fez a ingestão de álcool. 
 
Essa ação educativa vem acontecendo há algum tempo em Fortaleza, mas neste mês está sendo mais intensificada, pois consiste em uma das intervenções do Maio Amarelo, movimento que tem como propósito orientar condutores e pedestre sobre um trânsito mais seguro.
 
De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a tolerância de álcool é ZERO. Conduzir veículo automotor sob influência de álcool é uma infração de natureza gravíssima X 10, multa no valor de R$ 2.934,70, recolhimento e suspensão da habilitação por 12 meses e retenção do veículo até apresentação de outro condutor habilitado apto a conduzir o veículo. Se a concentração for igual ou superior a 0,30 miligramas de álcool por litro de ar alveolar ou o motorista tenha sinais que indiquem alteração de capacidade psicomotora, o mesmo será detido.
 
Publicado em Mobilidade
Numa iniciativa inédita, a Prefeitura de Fortaleza realiza palestra sobre comportamento seguro no trânsito para pacientes em reabilitação no Hospital Sarah Kubitschek. A atividade, ministrada por técnicos e educadores da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), acontece nesta quarta-feira (23/05), a partir das 13 horas. 
 
Como a maior parte dos acidentes têm o fator humano como causa principal, serão disseminadas orientações sobre como adotar uma postura segura ao se deslocar pela cidade, seja enquanto pedestre, ciclista, condutor ou motociclista, que é considerado o usuário mais vulnerável a acidentes fatais ou com alto índice de gravidade. 
 
“Haverá uma sensibilização com foco nos principais fatores de risco: beber e dirigir, excesso de velocidade, ausência do capacete e cinto de segurança, além da utilização do celular. A regra é seguir às normas de circulação viária, evitando o cometimento de infrações que podem comprometer a vida”, explica André Luís Barcelos, assessor técnico do órgão.  
 
A intervenção integra a programação do Maio Amarelo, movimento que procura estimular ações voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão. A Prefeitura de Fortaleza é signatária da campanha desde 2015. E, a partir de 2017, começou a organizar ações de educação, mobilização, além de implementar infraestrutura de segurança em pontos estratégicos para prevenir acidentes de trânsito, principalmente com mortos e feridos.
 
Redução de mortes no trânsito 
 
De acordo com o Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito (SIAT), que traz balanço de 2017, o número de óbitos caiu pelo terceiro ano consecutivo na cidade. Foram registradas 256 mortes ao longo do ano passado. A principal vítima continua sendo o motociclista, seguido do pedestre. 

Publicado em Mobilidade

Esta semana duas instituições com atuação global, referências na área de segurança viária e mobilidade sustentável, apontaram Fortaleza como uma das capitais brasileiras que mais tem promovido ações para combater as mortes e feridos em acidentes de trânsito. Há três anos o número de vítimas fatais nas ruas e avenidas de Fortaleza vem diminuindo e atingiu seu menor índice na série histórica.

Em números absolutos os registros de mortes caíram de 381 em 2011, quando teve início a Década de Ação para a Segurança Viária da Organização das Nações Unidas (ONU), para 256, em 2017. A redução tem se acentuado há três anos, desde que uma nova política de segurança viária da Prefeitura de Fortaleza tem sido implementada e atingiu o nível mais baixo em 15 anos. Considerando a taxa de mortes a cada 100 mil habitantes, utilizada pela ONU, a redução é de 35% desde o início da década.

Por conta dos resultados, o World Resources Institute (WRI) publicou em seu portal na internet uma análise sobre as ações de Fortaleza para se tornar uma referência brasileira em segurança viária". O texto destaca investimentos como a expansão da rede cicloviária, readequação de velocidade nas Avenidas Leste-Oeste e Osório de Paiva, além de um redesenho das vias para prevenir acidentes e mortes no trânsito.

Além disso, a publicação também faz referência a outras iniciativas, como o Plano de Segurança Viária que pretende estabelecer até 2019 um conjunto de ações, metas e responsabilidades para continuar a reduzir, a cada ano, o número de mortes e feridos no trânsito da capital cearense. As intervenções da Prefeitura têm o apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global desde 2015, com consultores e uma rede de parceiros internacionais.

Nesta terça-feira (22/05) foi a vez da diretora global da Bloomberg Philanthropies para programas de Saúde Pública, Kelly Henning, publicar um artigo destacando as recentes ações da Prefeitura por ocasião do Maio Amarelo. Com auxílios de imagens ela enalteceu o esforço da administração municipal em defesa dos usuários mais vulneráveis no trânsito, como pedestres, ciclistas e motociclistas - as principais vítimas em Fortaleza.

A representante da Bloomberg Philanthropies também apontou as ações realizadas por ocasião do Dia Nacional de Bike ao Trabalho como bons exemplos para estimular o chamado "transporte ativo" em que as pessoas se exercitam durante os deslocamentos e, assim, ajudam a prevenir uma série de doenças como diabetes, hipertensão e outras do tipo cardiorrespiratórias - doenças não transmissíveis, mas preveníveis.

A Prefeitura de Fortaleza também é parceira da Bloomberg Philanthropies no projeto "Parceria por Cidades Saudáveis", um grupo de 50 cidades em diferentes continentes, comprometidas a acelerar a implementação de intervenções de políticas comprovadas e de alto impacto para prevenir doenças não-transmissíveis e lesões. A parceria aproveita o posicionamento único dos prefeitos para ajudar a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU até 2030, incluindo melhorar a saúde e criar cidades mais seguras e sustentáveis. O Bicicletar Corporativo é uma das iniciativas patrocinadas pelo projeto "Parceria por Cidades Saudáveis".

Matéria do portal do WRI
Artigo da diretora da Bloomberg Philanthropies


Publicado em Mobilidade

Como parte da programação do Maio Amarelo, a Prefeitura de Fortaleza realiza, nesta terça-feira (22/05), a ação educativa "Dê passagem para a vida". A atividade, que terá início às 9 horas, na Rua Oswaldo Studart, em frente à rodoviária, objetiva conscientizar transeuntes a utilizarem a faixa e ainda estimular os condutores a priorizar os pedestres durante a travessia.

No período da tarde, às 14h30, haverá a mobilização “Motociclista Prudente” na Rua Clarindo de Queiroz, no Centro. A abordagem consiste em orientar usuários de motocicletas para um tráfego seguro, fornecendo dicas de segurança como pilotar sempre equipado, usar o capacete devidamente afivelado e respeitar às normas de trânsito.

Desenvolvidas pela Gerência de Educação da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), as ações têm foco no pedestre e no motociclista por serem as principais vítimas de acidentes fatais. Dentre as 256 mortes registradas no ano passado, metade eram usuários de motocicleta. Os pedestres representaram 37% do total de óbitos.

História do Maio Amarelo

O movimento teve início por iniciativa do Observatório Nacional de Segurança Viária e, desde então, vem ganhando adeptos não só no Brasil, mas também em outros países. Assim como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, que tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “Maio Amarelo” procura estimular ações voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e à avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito.

A Prefeitura de Fortaleza é signatária do movimento desde 2015. E, a partir de 2017, começou a organizar ações de educação, mobilização, além de implementar infraestrutura de segurança em pontos estratégicos para prevenir acidentes de trânsito, principalmente com mortos e feridos.

Publicado em Mobilidade

Para viabilizar a readequação do pavimento na rotatória da Av. Aguanambi, a alça de acesso à Av. Eduardo Girão em direção à rodoviária será provisoriamente bloqueada. A interdição acontecerá a partir desta quinta-feira (17/05), devendo durar por cerca de 20 dias. Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção.

O motorista que costumava dobrar à direita para acessar à Av. Eduardo Girão terá que contornar a rotatória, entrar à direita na Rua Bartolomeu de Gusmão, à direita novamente na Rua François Teles de Menezes e à esquerda na Av. Eduardo Girão. Outra opção é seguir pela Rua Bartolomeu de Gusmão, entrar à direita na Av. Borges de Melo, à direita novamente na Av. Dep. Oswaldo Studart e à esquerda na Av. Eduardo Girão.

Sobre as intervenções

A obra de requalificação da Av. Aguanambi está com 85% de execução e possui entrega prevista para julho deste ano. Quando concluídos os serviços, a avenida será alargada, passando a contar com quatro faixas para fluxo de veículos, sendo uma delas, localizada junto ao canteiro central, exclusiva para o transporte público. Dentre as intervenções previstas no projeto, já foram concluídas as obras de construção de um viaduto sobre a rotatória, uma passarela com elevadores para pedestres e toda a rede de drenagem e ampliação do canal existente na via.

A obra contempla ainda a implantação de novas calçadas, ciclovias, paisagismo, estações junto ao canteiro central e novas praças. As obras fazem parte do corredor expresso Messejana/Centro, cujo projeto prevê o acesso expresso do centro da cidade até o Terminal de Messejana.

Publicado em Mobilidade