Mostrando itens por tag: Coronavírus
idoso sendo vacinado
A expectativa da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é de vacinar todos os idosos acima de 60 anos institucionalizados até a próxima semana (Foto: Marcos Moura)

Idosos acima de 65 anos que residem em instituições de longa permanência (ILPIs) começaram a receber a segunda dose da vacina contra o coronavírus na última terça-feira (16/02). Em Fortaleza, 27 instituições estão sendo contempladas, abrangendo 788 residentes e 602 profissionais das equipes de apoio.

O público começou a receber a primeira dose da CoronaVac no dia 19 de janeiro. Em virtude da aplicação da segunda dose, que deve ser realizada de 14 a 28 dias após a primeira, os idosos estão recebendo, nas próprias instituições, o reforço do imunobiológico. Para eles, o momento é de muita emoção. “Com a vacina, nós podemos ficar mais tranquilos, eu só tenho a agradecer”, afirma Raimunda Andrade, 86 anos, moradora da Casa de Nazaré desde 2011.

Até a última quinta-feira (17/02), 446 idosos institucionalizados receberam o reforço. Entre os locais contemplados, está a Casa de Nazaré, que abriga cerca de 71 idosos e conta com 25 profissionais atuando no local. Para Josefina da Silva, uma das coordenadoras da Casa, a priorização desse grupo é um privilégio. “Só temos a agradecer pelos nossos idosos terem tido a oportunidade de serem vacinados. Com a pandemia, temos que cultivar e preservar ainda mais a vida de todos”, diz.

Durante a semana de Carnaval, cancelada em decorrência da pandemia, os idosos puderam se divertir e comemorar a esperança da imunização, com direito a adereços, confetes e música. Os moradores das instituições, apesar de terem uma rotina mais reclusa, ainda sentiram os impactos da pandemia, que restringiu as visitas, parte essencial do dia a dia dos que não vivem com familiares. “Ficar isolado também pode adoecer nossa mente. Agora só resta pedir a Deus que tire isso do Mundo, que é para a gente não continuar preso. Com a vacina, temos esperança”, afirma Raimunda.

A expectativa da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é de vacinar todos os idosos acima de 60 anos institucionalizados até a próxima semana. O reforço da vacina para este público já está garantido no estoque municipal. O primeiro lote da vacina foi recebido no dia 18 de janeiro através do Governo do Estado e do Ministério da Saúde.

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza reitera que, mesmo após a chegada da vacina e a aplicação da primeira dose contra a Covid-19, os públicos prioritários precisam continuar com os cuidados indicados pelas entidades sanitárias como medidas de prevenção a transmissão da doença.  Além disso, no caso específico do coronavírus, as vacinas exigem duas doses para que se atinja a eficácia esperada.

Os cuidados preventivos incluem: uso da máscara, higienização frequente das mãos, distanciamento social, evitar aglomerações, manter os ambientes ventilados, não compartilhar objetos pessoais, cobrir o nariz e a boca ao espirrar, dentre outras medidas. 

O coordenador da Atenção Primária e Psicossocial de Fortaleza, Erlemus Soares, explicou que a continuidade dos cuidados é de grande importância nesse momento, pois mesmo o indivíduo recebendo a primeira aplicação da vacina, ele continua podendo transmitir o vírus por meio do contato físico, por exemplo, e, consequentemente, infectar terceiros. “As pessoas precisam compreender que a pandemia não acabou e, mesmo com a imunização, os cuidados terão que continuar por algum tempo”, disse.

Além disto, Erlemus reafirmou a importância da vacina sendo uma das formas mais seguras para evitar doenças.  “Muito além da proteção individual, a imunização é um instrumento de saúde coletiva, que para ter sucesso garantido é preciso da adesão de toda à população em nome dessa causa”.

Balanço de vacinação em Fortaleza

Além das 2.702 pessoas vacinadas nesta segunda-feira (25/01), no Centro de Eventos, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) aplicou o imunobiológico em outras 18.153 pessoas, entre 18 e 24 de janeiro, abrangendo profissionais da linha de frente do combate à pandemia e idosos acima de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência (ILPI).

Publicado em Saúde

A Prefeitura de Fortaleza vacinou um total de 18.153 pessoas contra o coronavírus na última semana. Desde a chegada da vacina à Capital, na última segunda-feira (18/01), até ontem (24/01), foram vacinados 16.763 trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente no combate à pandemia, além de 1.390 idosos institucionalizados e profissionais que atuam nas instituições.

A equipe de imunização atuou no Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns (Hospital da Mulher), nas 12 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e a Base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), no bairro Pici. Por meio de parceria com o Governo do Estado, profissionais dos hospitais estaduais São José de Doenças Infecciosas (HSJ) e Leonardo da Vinci (HLV) também receberam a vacinação.

A vacinação foi realizada, ainda, em 11 instituições de longa permanência. Durante o final de semana, também foram vacinados profissionais das Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS). A aplicação do imunobiológico ocorreu em um equipamento de saúde da Capital. Ainda esta semana, a Prefeitura deve realizar a vacinação dos trabalhadores que atuam na linha de frente contra a pandemia nas unidades e instituições em que atuam.

Os grupos vacinados na última semana receberam a vacina CoronaVac, imunizante produzido pelo laboratório Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Fortaleza recebeu 80 mil vacinas, que serão aplicadas em duas doses.

Agendamento para idosos e profissionais de saúde

Após liberação do imunizante da Oxford/AstraZeneca, o Município deve receber uma porcentagem das doses destinadas ao Ceará, que chegaram ao Estado na noite do último sábado (23/01). Com isso, a Prefeitura de Fortaleza liberou, ontem (24/01), o agendamento da vacina para os demais trabalhadores da saúde e para idosos acima de 75 anos. O procedimento pode ser realizado pelo Aplicativo Mais Saúde Fortaleza ou pelo site Vacine Já.

Balanço da vacinação contra a Covid-19 em Fortaleza

Publicado em Saúde

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) notificou, nesta terça-feira (11/08), a Enel Distribuição Ceará para que solucione, em até 24 horas, as filas nas agências de atendimento. Consumidores denunciaram a demora para entrar nas unidades de atendimento da concessionária, o que tem ocasionado aglomeração de consumidores, gerando risco à saúde por conta da disseminação do novo coronavírus. A concessionária pode ser multada em até R$ 13 milhões, por descumprir a determinação.

Para a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, a concessionária de energia tem obrigação de fornecer serviço adequado, eficiente e seguro, como prevê o Código de Defesa do Consumidor, no artigo 22. "A Enel deve se adequar quanto ao atendimento presencial dos consumidores, garantindo a segurança sanitária de quem busca seus serviços", explica.

Ainda segundo Cláudia Santos, é inadmissível uma empresa de tamanho porte econômico não se preocupar com uma questão tão básica, neste momento de disseminação do coronavírus.

Como denunciar
Denúncias podem ser realizadas no Portal da Prefeitura de Fortaleza (www.fortaleza.ce.gov.br), no campo defesa do consumidor e, também, pelo aplicativo Procon Fortaleza e ainda pela Central de Atendimento ao Consumidor 151.

Publicado em Economia

A partir desta quarta-feira (15/07), o Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) lança uma plataforma virtual para agendar o atendimento aos cidadãos fortalezenses. A medida tem como objetivo cumprir todas as normas de segurança sanitária, a fim de evitar a disseminação do novo coronavírus e resguardar a saúde dos consumidores.

Já é possível agendar o atendimento presencial no campo "Defesa do Consumidor", no Portal da Prefeitura de Fortaleza. Alguns dados, como e-mail, CPF, nome completo e telefone para contato serão solicitados. O agendamento funciona, durante 24 horas para atendimentos realizados entre 9h15 e 16h15, a depender da unidade escolhida. O Procon alerta que somente serão atendidos os consumidores que agendarem o seu atendimento pela internet.

Ao acessar o serviço, o usuário poderá escolher entre as unidades do Procon no Centro, bem como nas Regionais IV, V e VI. Nos núcleos do Vapt Vupt ainda não há previsão de retorno do atendimento presencial.

Desde a abertura de reclamação, passando pelas audiências de conciliação, Departamento Jurídico ou uma simples consulta na Secretaria de Processos, deverão ser agendadas.

Cláudia Santos, diretora do Procon Fortaleza, ressalta a importância do agendamento virtual. "É mais uma ferramenta que chega para dar segurança e agilidade no atendimento aos consumidores, pois é possível realizar um agendamento na palma da mão, pelo celular", diz.

A Diretora também reforça os cuidados diante da pandemia do novo coronavírus. "Tivemos o cuidado de disponibilizar álcool 70%, bem como vamos aferir a temperatura de cada consumidor que buscar atendimento", afirma, lembrando que a distância obrigatória de dois metros será cumprida e serão instaladas placas de acrílico nos guichês de atendimento.

Endereços do Procon Fortaleza:

Procon Fortaleza Centro
Rua Major Facundo, 869 - Centro

Procon Fortaleza Vapt Vupt de Antônio Bezerra
Rua Demétrio de Menezes, 3750 (ao lado do Terminal de Ônibus)

Procon Fortaleza Vapt Vupt de Messejana
Avenida Jornalista Tomaz Coelho, 602 (ao lado do Terminal de Ônibus)

Procon Fortaleza Regional IV
Avenida Doutor Silas Munguba, 3770 - Serrinha

Procon Fortaleza Regional V
Avenida Augusto dos Anjos, 2466 - Bonsucesso

Procon Fortaleza Regional VI
Rua Padre Pedro Alencar, 789 - Messejana

Publicado em Economia

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania de Fortaleza (AMC) lança, nesta quinta-feira (21/05), uma nova campanha para fortalecer o enfrentamento à pandemia da Covid-19, reforçando cuidados preventivos ao coronavírus e o respeito às normas de circulação viária para prevenir acidentes.

O vídeo, que será veiculado em TVs, rádios e em plataformas digitais, enfatiza recomendações dos especialistas em saúde como a importância de uma higienização adequada. Como protagonista está um entregador de aplicativos, profissional que atua diariamente nas ruas da cidade se arriscando para atender a demanda da população e, por isso, mais exposto ao vírus.

Além dos cuidados básicos de manter distância no recebimento e entrega da mercadoria, utilizar álcool em gel e máscaras faciais, a campanha também ressalta a importância do cumprimento às leis de trânsito. Respeitar os limites de velocidade, utilizar o capacete, não avançar o sinal vermelho nem transitar na contramão são comportamentos que devem ser adotados para evitar acidentes.

Embora Fortaleza tenha registrado uma redução de 72% no número de acidentes totais e 40% no quantitativo de vítimas fatais, irregularidades no trânsito ainda são recorrentes. O excesso de velocidade, por exemplo, considerado um dos principais fatores de risco pela Organização Mundial de Saúde (OMS), pode ser observado até mesmo com uma frequência maior já que a circulação está restrita e as vias cada vez mais vazias.

Apesar da queda significativa dos acidentes, os desafios são constantes. “Temos trabalhado para que esse número seja cada vez menor e vidas possam ser preservadas. No atual momento em que vivemos, as reduções de acidentes proporcionam certa melhoria no sistema de atendimento de emergência à medida que evita uma sobrecarga no serviço e dá oportunidade para que mais pessoas possam ter acesso às vagas nos hospitais”, esclarece o superintendente da AMC, Arcelino Lima.

Quanto maior o número de acidentes que deixam de acontecer, maior a disponibilidade de leitos e recursos para tratar vítimas da pandemia e de outras enfermidades. “Esse é um momento sem precedentes em que todo esforço para aliviar essa pressão enorme que estamos enfrentando nas unidades de saúde e hospitais é bem-vindo. Respeitar o limite de velocidade é uma forma eficiente de reduzir o volume de atendimentos em urgências e emergências e por isso eu reforço esse apelo”, diz o médico e cirurgião de trauma do Instituto Dr. José Frota (IJF), Daniel Lima.

Mesmo com a atenção focada no combate à pandemia, os condutores devem ter atenção redobrada ao dirigir. O respeito às normas de circulação viária ainda é a principal forma de evitar acidentes.

Operações nas ruas

De forma complementar à campanha, agentes de trânsito têm reforçado o trabalho de controle de circulação e realizado abordagens preventivas. Do dia 8 ao dia 18 de maio, 8.268 veículos foram abordados nos comandos operacionais da AMC.

As operações são realizadas em toda a Cidade nos quatro turnos, mas priorizam bairros das Regionais I e V, que ainda apresentam uma estatística elevada de desrespeito ao isolamento social.

Publicado em Mobilidade
fiscal de máscara entregando máscara para senhora
Durante as abordagens, serão distribuídas máscaras de tecido, como medida protetiva e de enfrentamento ao novo coronavírus

A partir desta segunda-feira (04/05), a Prefeitura de Fortaleza intensificará, por meio da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), as medidas contra aglomerações no entorno de 20 agências da Caixa Econômica Federal. A Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) reforçará a ação com educadores sociais do programa Ponte de Encontro e do Conselho Tutelar, orientando a população para o distanciamento social de 1,5 metro.

As 20 agências escolhidas são as que vêm apresentando maior concentração de pessoas, conforme monitoramento da Agefis. A operação será reforçada nas agências das avenidas Barão de Studart, Santos Dumont, Treze de Maio, Francisco Sá, Godofredo Maciel, Professor Gomes de Matos, Mister Hull, Presidente Costa e Silva e Osório de Paiva. Também serão fiscalizadas agências do Centro, Cidade dos Funcionários, Bairro de Fátima, Conjunto Ceará, João XXIII, Messejana, Parangaba, São Gerardo e Vila Peri.

Durante as abordagens, serão distribuídas máscaras de tecido, como medida protetiva e de enfrentamento ao novo coronavírus. Os agentes também farão o uso de caixas de som portáteis com alertas acerca da importância do distanciamento social. O superintendente da Agefis, Júlio Santos, destaca a necessidade desse reforço. "O uso de máscaras de proteção e o respeito ao distanciamento social são medidas essenciais a serem adotadas pelas pessoas que precisam sair de casa. Por isso, estamos percorrendo cerca de 20 bairros todos os dias, alcançando até 91 pontos de abordagens, para orientar a população”, informou.

As operações por toda a Cidade contam com o apoio da Guarda Municipal, da Defesa Civil, da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e dos Agentes de Cidadania e de Endemias.

Saiba mais

As equipes da Prefeitura estão percorrendo, desde o dia 16 de março, diversos bairros para evitar aglomerações e fiscalizar estabelecimentos e atividades comerciais que descumprem os decretos municipal e estadual que trazem medidas de enfrentamento à Covid-19.

Estão sendo utilizados diversos recursos, como câmeras de monitoramento, drones com alto-falantes, caixas de som portáteis, megafones e carros de som para a identificação de aglomerações e para a veiculação de mensagens orientativas de prevenção à Covid-19.

As denúncias podem ser realizadas por meio da Central 156 e via Ciops pelo 190.

Publicado em Fortaleza
kit com duas máscaras
A Etufor distribuirá um kit individual para cada passageiro que estiver nas filas de embarque dos terminais

A Prefeitura Municipal de Fortaleza começa a distribuir máscaras aos passageiros do transporte coletivo, a partir desta quinta-feira (30/04), por meio da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

A distribuição terá início pelos terminais da Parangaba e Siqueira. Em seguida, as máscaras estarão disponíveis também nos terminais de Messejana, Antônio Bezerra, Papicu, Lagoa e Conjunto Ceará.

A Etufor distribuirá um kit individual para cada passageiro que estiver nas filas de embarque dos terminais. As máscaras são laváveis e reutilizáveis e foram produzidas por costureiras e microempresas de Fortaleza por meio do programa “Todos com Máscara”.

A orientação é que o passageiro realize a devida higienização antes de utilizar. O kit individual contém duas máscaras para que o passageiro possa utilizar nos trajetos de ida e volta, evitando contaminação.

“Os funcionários dos terminais distribuirão nas filas dos terminais, em horário de pico, para que os usuários possam seguir viagem. Não adianta dirigir-se ao terminal para pegar máscara. Isso é um risco desnecessário”, explica o coordenador de Operações da Etufor, Raimundo Rodrigues.

Higienização
A Prefeitura de Fortaleza garantiu o reforço de higienização nos equipamentos de transporte, incluindo a limpeza diária dos veículos nas garagens das empresas associadas ao Sindiônibus. Estão disponíveis também nos sete terminais dispositivos com álcool em gel. Além disso, está garantida a disponibilidade de água e sabão nos banheiros, bem como novas pias nas plataformas dos sete terminais.

Projeto Todos com Máscara
As máscaras são feitas de tecido em tricoline e elanca em cor branca e são reutilizáveis. Elas podem ser lavadas em solução com água e sabão. Todas acompanham um manual de orientação de recomendação de higiene para que a população possa saber como utilizar neste momento de pandemia. Cada embalagem vem com duas unidades. Os produtos atendem a demanda crescente da população e serão utilizados para conter o avanço do novo coronavírus em Fortaleza. O Projeto Todos com Máscara foi realizado por meio de credenciamento, com inscrições no período de 05 a 07 de abril de 2020, e teve um total de 5.217 inscritos.

banner do canal coronavírus fortaleza

Publicado em Mobilidade
Entrega de kits de alimentação aos pais dos alunos da Rede Municipal
Nesta etapa, além dos alimentos não perecíveis, o kit de alimentação será composto também de proteína, quando cada aluno receberá uma caixa com 12 ovos

A Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta segunda-feira (20.04), por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), a entrega da segunda etapa dos kits de alimentação aos 231 mil alunos da Rede Municipal de Ensino. Nesta etapa, além dos alimentos não perecíveis, o kit de alimentação será composto também de proteína, quando cada aluno receberá uma caixa com 12 ovos.

Cada kit contém, além da proteína, 1kg de açúcar, 2 kg de arroz branco, 1 pacote de macarrão espaguete, 1 pacote de biscoito, 1kg de feijão, 1 garrafa de óleo de soja, 1 kg de sal, 1 kg de farinha de mandioca e 1 pacote de farinha de milho. Os gêneros alimentícios ofertam carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais.

Para a aquisição dos kits, nesta etapa, foram utilizados recursos municipais e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) - Portarias Nº 150/2020 - SME, de 30 março de 2020, e Nº 156/2020 - SME, de 07 de abril de 2020. A ação tem o objetivo de complementar a alimentação dos alunos, durante o período de suspensão das aulas, em decorrência do enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

A exemplo do que ocorreu na primeira etapa, realizada no último mês de março e que beneficiou todos os alunos da Rede Municipal, a distribuição dos kits acontecerá nas unidades escolares, obedecendo um cronograma, onde a direção da escola entra em contato com as famílias para informar quando os alimentos estarão disponíveis para retirada.

O benefício é individual e é assegurado para todos os alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA), contemplando creches conveniadas, Centros de Educação Infantil e escolas.

Para que o processo de entrega transcorra sempre da melhor forma, sem aglomerações, a SME orienta que apenas uma pessoa (o pai, a mãe ou o responsável) compareça à unidade escolar, onde o aluno está matriculado, no dia e horário marcados pela direção para retirada do kit.

Ao chegar na unidade, os pais recebem orientações para lavar as mãos, com água e sabão, ou utilizar o álcool gel, assim como é resguardado o distanciamento entre as pessoas no processo de entrega, reforçando as medidas de segurança e higiene para prevenção ao coronavírus.

Vale ressaltar que os mesmos cuidados são tomados pelos profissionais da Educação envolvidos na ação. Para isso, as unidades de ensino receberam equipamentos de proteção para uso durante a entrega do kit de alimentação, como máscaras e álcool gel.

A ação de distribuição de kits alimentícios faz parte da campanha “Educação pela vida: coronavírus não”, que tem o objetivo de contribuir com a disseminação de informações e orientações para os alunos da Rede Municipal Ensino e seus familiares, envolvendo a comunidade escolar de uma forma geral.

Estoque das unidades escolares

Além da entrega dos kits de alimentação, neste mês de abril, a Prefeitura de Fortaleza realizou a entrega de gêneros alimentícios provenientes do estoque das unidades escolares, não utilizados em virtude da suspensão das aulas presenciais. Foram contemplados com os cereais que compõem o cardápio da merenda escolar, assim como proteína e derivados do leite, cerca de 50 mil alunos da Rede Municipal.

Para maior transparência da ação, a Prefeitura utilizou para recebimento do benefício os critérios de menor renda familiar, segundo o Cadastro Único, priorizando as crianças de menor idade; alunos com deficiência; alunos de educação de jovens e adultos com mais de 60 anos; e alunos da Rede Municipal abrigado nas casas de acolhimento da Prefeitura.

Os alimentos foram adquiridos com recursos do PNAE e distribuídos conforme a Lei Nº 13.987, de 7 de abril de 2020, que autoriza, em caráter excepcional, durante o período de suspensão das aulas em razão de situação de emergência ou calamidade pública, a distribuição de gêneros alimentícios adquiridos com recursos do PNAE aos pais ou responsáveis dos estudantes das escolas públicas de educação básica.

banner do canal coronavírus fortaleza

Publicado em Educação

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) registrou crescimento de 415% no número de denúncias envolvendo aumento abusivo nos preços de álcool em gel, máscaras e alimentos nos supermercados. A quantidade de denúncias subiu de 161, em 19 de março, para 830, até esta quarta-feira (15/4).

Das 830 denúncias recebidas pelo Procon, 232 estão relacionadas a preços abusivos nos supermercados. Desde o dia 9 de março, o Procon vem recebendo queixas de preços abusivos.

No dia 16 de marõ, a Prefeitura de Fortaleza desencadeou uma operação executada pelo Procon e pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) com o objetivo de apurar a elevação abusiva em estabelecimentos da Capital quanto aos preços de itens de prevenção à contaminação por Coronavírus.

Até esta segunda-feira (13/04), os fiscais da Agefis inspecionaram 346 estabelecimentos e realizaram 132 notificações. Nos casos de indícios de preços abusivos, a Agência notifica o estabelecimento, que deverá apresentar ao Procon Fortaleza a documentação que justifique e comprove a composição do preço dos produtos expostos à venda. 

De acordo com a diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, mesmo sendo permitida a livre concorrência, o CDC proíbe a elevação sem justa causa. "O aumento na procura de máscaras e álcool em gel por conta do Coronavírus não justifica a elevação de preços desses itens", explica Cláudia Santos.

A Diretora também alerta que os supermercados não podem se aproveitar do momento para elevar preços e aumentar lucros. "Nós vamos averiguar quais estabelecimentos estão cometendo abusos contra o consumidor e, caso constadada a reincidência, o Procon poderá, inclusive, cassar o alvará de funcionando do estabelecimento".

Como denunciar
Denúncias e reclamações podem ser realizadas pela Central de Atendimento ao Consumidor, pelo número 151, bem como no catálogo de serviços do portal da Prefeitura de Fortaleza, no campo Defesa do Consumidor. Também é possível denunciar pelo aplicativo Procon Fortaleza.

A população também pode acionar a fiscalização por meio dos canais de denúncia da Agefis: o aplicativo Fiscalize Fortaleza (disponível para Android e IOS), o site Denúncia Fortaleza e o telefone 156

Publicado em Economia
Página 1 de 2