Atendimento no posto de saúde
O objetivo é atender aos usuários diabéticos de alto risco cardiovascular, cuja complexidade não poderá ser resolvida apenas na Atenção Primária

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inaugura nesta terça-feira (5/12), às 8 horas, o primeiro Centro Especializado de Atenção ao Diabético e Hipertenso (CEADH), no posto de Saúde Matos Dourado, na Regional VI.

Compondo as estratégias de fortalecimento da linha do cuidado em Fortaleza, o projeto tem como finalidade atender aos usuários diabéticos de alto risco cardiovascular, cuja complexidade não poderá ser resolvida apenas na Atenção Primária. É importante frisar que o CEADH será implantado dentro da estrutura física de alguns postos de saúde da capital com atendimento direcionado ao seu público específico.

Desta forma, concluído o diagnóstico e a estratificação de risco cardiovascular nos postos de saúde, conforme Diretrizes Clínicas estabelecidas, o usuário hipertenso e/ou diabético com alto risco cardiovascular (CV) será encaminhado para o CEADH da sua Regional para ser atendido e acompanhado por especialistas endocrinologistas, cardiologistas, oftalmologistas, cirurgiões vasculares e enfermeiras capacitadas em pé diabético (complicação decorrente do diabetes e é causado por uma ferida que não cicatriza e infecciona, tornando-se uma úlcera diabética).

No total, a Prefeitura objetiva inaugurar 13 Centros Especializados de Atenção ao Diabético e Hipertenso distribuídos nas seis regionais da cidade, sendo os dois primeiros localizados nos bairros Edson Queiroz (Regional VI) e Caça e Pesca (Regional II).

De acordo com a gerente da Célula de Atenção Especializada da SMS, Ana Lucia Leitão, a Regional VI foi indicada como área piloto a receber o serviço devido a sua grande abrangência populacional, “é composta por aproximadamente 582 mil habitantes, que representa cerca de 43% da população geral de Fortaleza. Já as demais unidades de saúde contempladas, justificam-se pela presença de profissionais especialistas, obedecendo os critérios do programa, bem como a facilidade de acesso para as pessoas e o suporte ofertado pela Universidade de Fortaleza, no caso do Matos Dourado”.

Na oportunidade, o posto Matos Dourado será oficializado como Unidade de Saúde Escola, tendo como objetivo integrar as instituições de ensino e os serviços municipais de saúde, proporcionando ensino e pesquisa, capacitação dos graduandos e residentes dos cursos da área da saúde. A unidade será contemplada com um Centro de Estudos que desenvolverá programa pré-estabelecido e rotina semanal de atividades, com sessões clínica, de óbitos, de revista, dentre outras. Os profissionais dos serviços também serão capacitados durante as oito horas destinadas à educação permanente. A parceria neste caso será estabelecida com a Universidade de Fortaleza (Unifor).

Serviço
Inauguração do primeiro Centro Especializado de Atenção ao Diabético e Hipertenso do Município
Data: 05/12 (Terça-feira)
Horário: 8 horas
Local: Posto de Saúde Matos Dourado – Avenida Floriano Benevides, 391 – Edson Queiroz

Publicado em Saúde
Realização da testagem rápida em posto de saúde
Todos os postos de saúde de Fortaleza intensificarão a realização da testagem rápida

Nesta sexta (01/12), às 10 horas, na Praça do Ferreira, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com o Governo do Estado, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Rede Cuca, Sesc-Ce, Universidade de Fortaleza (Unifor) e entidades do terceiro setor, lança a programação do “Dezembro Vermelho”. O objetivo é alertar a população sobre a importância de prevenir e combater o vírus HIV.

Por ocasião do lançamento da Campanha, a população que passar na Praça do Ferreira receberá preservativos e orientações educativas, por meio da realização de jogos educativos e apresentação da peça “Auto da Camisinha”, encenada pelo teatro de rua do IFCE. Haverá ainda o ônibus do projeto Fique Sabendo Jovem, com orientações individuais sobre infecções sexualmente transmissíveis (IST/HIV/Aids).

A programação preventiva se estenderá durante todo o mês de dezembro. Todos os postos de saúde de Fortaleza vão intensificar a realização da testagem rápida em suas sedes, além de atividades externas em locais estratégicos. Está prevista também a distribuição de material informativo e preservativos, rodas de conversa, palestras, debates, apresentações teatrais e caminhadas, em escolas e postos de saúde.

Além disso, em parceria com a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), diversos pontos de destaque da Cidade receberão iluminação vermelha, durante todo o mês, simbolizando a luta contra a Aids. Serão iluminados o Paço Municipal, Catedral Metropolitana, Hospital da Mulher, passarela da Avenida Antônio Sales, Mercado dos Peixes e as estátuas de Iracema no Aterro da Praia de Iracema, Beira-Mar e Messejana. Neste 1º de dezembro, especificamente, também receberão iluminação vermelha as árvores de Natal montadas na Praça Portugal e na Praça do Ferreira.

O coordenador da área técnica IST/Aids, Marcos Paiva, ressalta a importância do diagnóstico precoce. “Fortaleza disponibiliza nove serviços para o atendimento de pessoas vivendo com HIV/Aids. É fundamental que as pessoas procurem esses serviços gratuitos para um diagnóstico oportuno da infecção causada pelo HIV, o que possibilita interromper a cadeia de transmissão do vírus e garantir que o tratamento seja realizado de maneira mais adequada”, explicou.

A Aids é uma doença crônica que atinge o sistema imunológico, não tem cura e pode levar à morte quando não tratada. O vírus ataca as células de defesa do corpo humano, o organismo fica mais vulnerável, seja para um simples resfriado até infecções mais graves, como tuberculose ou câncer, dificultando o tratamento dessas doenças. A transmissão do HIV ocorre por meio do sangue, secreções vaginais, leite materno e da mãe para o recém-nascido, durante a gestação e o parto.

Serviço
Lançamento da programação do Dezembro Vermelho
Data: 01/12 (Sexta-feira)
Horário: 10 horas
Local: Praça do Ferreira

 

Publicado em Saúde
Segunda, 27 Novembro 2017 09:58

Prefeitura de Fortaleza inaugura novo CAPS AD

Fachada do CAPS AD Centro
Com o novo CAPS, a Rede de Atenção Psicossocial do Município de Fortaleza (RAPS) passa a dispor de 15 Centros de Atenção Psicossocial

Com o intuito de fortalecer as políticas públicas voltadas para a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), entrega à população o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) localizado no bairro Centro, nesta terça-feira (28/11), às 10 horas.

Cumprindo com a proposta de avançar cada vez mais na área da saúde mental do Município, a unidade está equipada com novo mobiliário, amplo espaço de convivência e atendimento diário de 8h às 17h. O equipamento dispõe de salas de acolhimento, enfermagem, Núcleo de Atendimento ao Cliente (NAC), além de sala para reuniões em grupo, biblioteca e consultório.

Com perfil de atendimento voltado para as pessoas com problemas relacionados ao uso abusivo de álcool e outras drogas, a nova sede do CAPS AD do Centro conta com uma equipe multiprofissional completa, formada por médico, psicólogo, enfermeiro, terapeuta ocupacional, técnico de enfermagem, assistente social, entre outros profissionais que auxiliam o acompanhamento desses usuários.

Entre os serviços ofertados estão acolhimento, atendimento clínico e psicológico, apoio individual e coletivo, troca de experiências, dinâmicas e atividades lúdicas com grupos de arte, música, família, relaxamento, redução de danos, terapêuticos, educação e saúde, imagem e cidadania, tabagismo, entre outros.

A gerente da Célula de Atenção à Saúde Mental da SMS, Ytanna Queiroz, destaca a importância do apoio e investimento da Prefeitura. “O engajamento da gestão para propiciar a melhoria das sedes dos CAPS representa um grande avanço na medida em que oferta para a comunidade um equipamento com profissionais capacitados e instalações adequadas para o bom acolhimento de nossos usuários, seguindo sempre as diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde”, afirma.

Com o novo CAPS, a Rede de Atenção Psicossocial do Município de Fortaleza (RAPS) passa a dispor de 15 Centros de Atenção Psicossocial, sendo seis CAPS gerais, sete CAPS AD (álcool e drogas) e dois CAPS Infantis, além de outros equipamentos. A Prefeitura trabalha para promover a reinserção social das pessoas que vivem à margem da sociedade, legitimando sempre o novo modelo de atenção a saúde e a implementação de uma rede de serviços abertos e comunitários, substitutivos ao modelo hospitalocêntrico. A iniciativa tem como principal objetivo a construção de uma sociedade justa e igualitária, pautada em valores que afirmem direitos e a dignidade dos indivíduos com os mais variados tipos de transtornos mentais e dependência química.

Serviço
Inauguração CAPS AD 
Data: 28/11 (terça-feira)
Horário: 10 horas
Local: Rua Dona Leopoldina, 8, Centro

 

Publicado em Saúde
Exposição educativa sobre ciclo do mosquito Aedes
As atividades educativas realizadas pelos profissionais do Núcleo de Educação e Mobilização em Saúde (NEMS) ocorrem até o próximo dia 24 de novembro

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretária Municipal de Saúde (SMS), reforça, durante toda essa semana, as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor da chikungunya, dengue e zika, em diversos bairros. As atividades educativas realizadas pelos profissionais do Núcleo de Educação e Mobilização em Saúde (NEMS) acontecem, até o próximo dia 24 de novembro, nos bairros: Álvaro Weyne, Quintino Cunha, Praia do Futuro II, José Walter, Conjunto Palmeiras e Centro.

Entre as ações, destaque para o Dia “D” de Combate ao Aedes Aegypti no Conjunto Palmeiras, que ocorre no próximo dia 24 de novembro, de 8h às 12h, no CSU do Conjunto Palmeiras (Avenida Castelo de Castro, 2843). A programação contará com apresentações culturais, jogos e exposições educativas, além da prestação de serviços de saúde, como aferição de pressão arterial, teste de glicemia, massoterapia, vacinação antirrábica e teste rápido de calazar.

Nas outras localidades, ao longo da semana, estão sendo realizadas exposições e palestras educativas, teatro de fantoches, caminhada com apresentação musical e implantação de brigadas. Acontecerá também a Operação Quintal Limpo, que envolverá a população do bairro Praia do Futuro II com orientações e distribuição de sacos plásticos para o correto acondicionamento do lixo.

Para o coordenador da Vigilância em Saúde de Fortaleza, Nélio Moraes, as ações visam eliminar os focos do mosquito e fortalecer a participação da população. “As nossas ações têm o objetivo de conscientizar a população para cuidados com o Aedes. Precisamos redobrar a atenção, evitando que recipientes possam se tornar possíveis criadouros. A cada dez focos encontrados, oito estão nos domicílios. O ciclo reprodutivo do vetor, após o primeiro contato com a água, dura cerca de 15 dias, por isso a importância de interromper e acabar com os criadouros”, destacou Nélio.

Neste segundo semestre, a Prefeitura de Fortaleza coloca em prática as ações que compõem o Plano de Sustentabilidade para o Controle do Aedes, que define uma série de ações estratégicas e preventivas. A iniciativa é implementada em 30 bairros da Capital, desde setembro, antecipando-se à estação chuvosa de 2018. O plano é desenvolvido pela SMS, com a parceria de diversas áreas intersetoriais.

A programação do plano envolve ações de vigilância e controle do vetor, bloqueio de novos casos, inspeção de pontos estratégicos e a realização de mutirões com a população, entre outras atividades.

Publicado em Saúde
Central de Distribuição de Medicamentos do Terminal do Antônio Bezerra
A Prefeitura já implantou quatro Centrais nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira e Lagoa

O prefeito Roberto Cláudio implanta nesta terça-feira (21/11), a quinta Central de Distribuição de Medicamentos, localizada no Terminal do Papicu. A solenidade terá início às 14 horas. A Prefeitura já implantou, desde agosto passado, quatro Centrais nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira e Lagoa. Até o fim deste ano, serão contemplados com o equipamento os Terminais de Parangaba e Messejana.

A Central de Distribuição de Medicamentos nos Terminais funcionam como apoio às farmácias dos postos de saúde e tem como propósito reforçar o abastecimento dos 84 medicamentos prioritários disponível na rede de Atenção Primária de Fortaleza.

Para ter acesso à Central, o usuário deve passar antes no posto de saúde. Caso não encontre na farmácia da unidade algum dos medicamentos da lista prioritária, fornecidos pelo Município, será orientado e encaminhado para recebê-lo na Central de Distribuição de Medicamentos, conforme sua escolha no ato da reserva. O medicamento ficará reservado para o paciente na Central por um período de dois dias úteis.

Nesta nova etapa serão atendidos nas Centrais de Distribuição de Medicamentos dos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira, Lagoa e Papicu, conforme escolha durante o atendimento na farmácia do posto, usuários de 75 unidades de saúde, localizadas nas Regionais I, II, III, IV e V. Gradativamente, conforme a instalação das demais Centrais, o número de unidades habilitadas aumentará, até que os 109 postos e o anexo de saúde Maria Cirino estejam vinculados e as sete Centrais estejam em funcionamento.

As Centrais de Distribuição de Medicamentos no Terminal (CDMT) são parte das ações inovadoras que têm por objetivo regularizar a distribuição de medicamentos, realizada pela Prefeitura de Fortaleza e, por consequência, viabilizar o acesso da população. As Centrais, que atendem exclusivamente usuários dos terminais de integração, são uma extensão das farmácias dos postos de saúde e só entregam medicamentos cujas receitas tenham passado pelas farmácias destas unidades anteriormente.

Fortaleza conta, hoje, com 109 postos de saúde e um anexo, que funcionam de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, todos com farmácia e entrega de medicamentos da lista prioritária da Atenção Básica. Além deste serviço, os postos de saúde oferecem atendimento médico, odontológico e de enfermagem para usuários com hipertensão, diabetes, hanseníase, tuberculose e HIV. Também está disponível acompanhamento de gestantes, puérperas, crianças e idosos; coleta de exames laboratoriais; procedimentos ambulatoriais; prevenção de câncer de boca e ginecológico; teste rápido HIV e sífilis; emissão do Cartão SUS, entre outros. Na atual gestão, já foram reformadas 70 unidades e foram construídos 19 novos postos de saúde.

Confira aqui a lista dos postos habilitados às Centrais de Distribuição de Medicamentos nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira, Lagoa e Papicu.

Serviço
Implantação da Central de Distribuição de Medicamentos no Terminal Lagoa
Data: 21/11 (terça-feira)
Horário: 14h
Local: Terminal do Papicu - Rua Pereira de Miranda, 80 - Papicu

Publicado em Saúde
A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Regional IV e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove nesta sexta-feira (17/11), no bairro Vila União, o Dia "D" de combate às arboviroses, doenças virais transmitidas pelo Aedes aegypti. O objetivo é conscientizar à população em relação à prevenção e controle dos  criadouros do mosquito transmissor da dengue, zyka e chikunguya. 
 
A ação ocorre na Praça da Vila União e terão início às 8h com uma caminhada envolvendo alunos de cinco escolas municipais. Também estão previstas atividades artísticas, aula de zumba e sorteio de brindes e repelentes para as residências que não tiveram foco do mosquito em 2017. A expectativa é reunir 800 pessoas.  
 
A iniciativa faz parte do plano de sustentabilidade para o controle do Aedes aegypti. Na Regional IV já foram notificados, este ano, 10.513 casos de chikunguya. O bairro com maior índice é a Serrinha, com 1.781 notificações. Em relação à dengue foram 958 casos registrados. 
 
"No segundo semestre, o índice de infestação cai, mas é justamente nesse período que precisamos  antecipar as ações de enfrentamento ao mosquito antes de começar a chover, período de maior preocupação" ressalta Francisco Sales, secretário da Regional IV.
 
Serviço: Dia "D" de mobilização contra as arboviroses
Data: 17/ 11 (sexta-feira)
Horário: 8h às 12h
Local: Praça da Vila União - Rua Almirante Rufino com Alberto Montezuma
Publicado em Saúde
pessoa sendo atendida na central de medicamentos
Estoque de medicamentos na Central de Distribuição de Medicamentos nos Terminais

O prefeito Roberto Cláudio implanta nesta terça-feira (14/10), às 14 horas, a quarta Central de Distribuição de Medicamentos, localizada no Terminal Lagoa. Desde o último mês de agosto, a Prefeitura já implantou três Centrais nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará e Siqueira. O equipamento funciona como apoio às farmácias dos postos de saúde e tem como propósito reforçar o abastecimento dos 84 medicamentos prioritários disponível na rede de Atenção Primária de Fortaleza.

Para ter acesso à Central de Medicamentos, o usuário deve passar antes no posto de saúde. Caso não encontre na farmácia da unidade algum dos medicamentos da lista prioritária, fornecidos pelo Município, será orientado e encaminhado para recebê-lo na Central de Distribuição de Medicamentos, conforme sua escolha no ato da reserva. O medicamento ficará reservado para o paciente na Central por um período de dois dias úteis.

Nesta nova etapa serão atendidos nas Centrais de Distribuição de Medicamentos dos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira e Lagoa, conforme escolha durante o atendimento na farmácia do posto, usuários de 63 unidades de saúde, localizadas nas Regionais I, III, IV e V. Até o fim deste ano, serão implantadas sete centrais em estruturas de contêineres nos terminais de ônibus urbanos da Capital. Gradativamente, conforme a instalação das demais Centrais, o número de unidades habilitadas aumentará, até que os 109 postos e o anexo de saúde Maria Cirino estejam vinculados e as sete Centrais estejam em funcionamento.

As Centrais de Distribuição de Medicamentos no Terminal (CDMT) são parte das ações inovadoras que têm por objetivo regularizar a distribuição de medicamentos, realizada pela Prefeitura de Fortaleza e, por consequência, viabilizar o acesso da população. As Centrais, que atendem exclusivamente usuários dos terminais de integração, são uma extensão das farmácias dos postos de saúde e só entregam medicamentos cujas receitas tenham passado pelas farmácias destas unidades anteriormente.

Fortaleza conta, hoje, com 109 postos de saúde e um anexo, que funcionam de segunda a sexta-feira, de 7h às 19h, todos com farmácia e entrega de medicamentos da lista prioritária da Atenção Básica. Além deste serviço, os postos de saúde oferecem atendimento médico, odontológico e de enfermagem para usuários com hipertensão, diabetes, hanseníase, tuberculose e HIV. Também está disponível acompanhamento de gestantes, puérperas, crianças e idosos; coleta de exames laboratoriais; procedimentos ambulatoriais; prevenção de câncer de boca e ginecológico; teste rápido HIV e sífilis; emissão do Cartão SUS, entre outros. Na atual gestão, já foram reformadas 70 unidades e foram construídos 19 novos postos de saúde.

Confira aqui a lista dos postos habilitados às Centrais de Distribuição de Medicamentos nos Terminais do Antônio Bezerra, Conjunto Ceará, Siqueira e Lagoa.

Serviço
Implantação da Central de Distribuição de Medicamentos no Terminal Lagoa
Data: 14/11
Horário: 14h
Local: Terminal Lagoa - Rua Gomes Brasil, 555 - Parangaba

Publicado em Saúde
A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, atualiza, até o próximo dia 16 de novembro, os dados os usuários que aguardam por cirurgia de urologia e otorrinolaringologia. A atualização, que deve ser feita junto à Central Integrada de Regulação, é necessária para que o paciente possa acompanhar a sua posição na fila para realização do procedimento, por meio do Sistema Integrado de Cirurgias (SIC).
 
Os usuários devem ligar para a Central de Regulação, fornecer seu CPF e atualizar os dados. Caso a pessoa não seja localizada no sistema, deve procurar a ouvidoria do hospital que indicou o procedimento e esclarecer o motivo. Após finalizada essa etapa, será possível acessar o Sistema de Informação de Cirurgias, realizar cadastro, por meio do fornecimento de dados pessoais – nome, CPF, endereço, telefone, entre outros. Uma senha será gerada para acesso e acompanhamento de seus dados e o andamento do procedimento em aguardo.
 
Para entrar em contato com a Central de Regulação, o usuário deve ligar nos números (85) 3452.5845 ou (85) 3433.4724, de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas. Já o Sistema de Informação de Cirurgias pode ser acessado pelo endereço aqui.
 
O sistema unifica a base de dados das filas para realização de cirurgias eletivas em todo o sistema público de Saúde e da rede conveniada instalada em Fortaleza, permitindo que pacientes e órgãos envolvidos possam fiscalizar os procedimentos instaurados. A Prefeitura implementou o SIC com enfoque inicial em cirurgias eletivas de ortopedia e amplia agora para as áreas de urologia e otorrinolaringologia.
 
Serviço:
Atualização de dados de usuários que aguardam cirurgias de urologia e otorrinolaringologia junto à Central Integrada de Regulação
Data: até 16 de novembro, de segunda a sexta-feira
Horário: 8h às 17h
Contato: (85) 3452.5845 ou (85) 3433.4724
Publicado em Saúde
vacinacao contra raiva
Durante a campanha de 2016, foram vacinados 257 mil e 655 animais

A Prefeitura de Fortaleza lança, nesta sexta-feira (10/11), a campanha de vacinação contra a raiva para cães e gatos.  A abertura acontece na Unidade de Vigilância de Zoonoses (CCZ), às 8h, com um show de adestradores, desfile de animais, peça de teatro sobre a importância da vacina e os cuidados a serem adotados com os animais. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) promove ainda um dia “D” de vacinação antirrábica no sábado (11/11), com 125 locais de vacinação, disponíveis de 8h às 17h. O município de Fortaleza está há 14 anos sem registrar casos da doença.
 
Durante a campanha de 2016, foram vacinados 257 mil e 655 animais, alcançando 94% da população de cães e gatos existentes na Capital. As Regionais I, V e VI, áreas de maior concentração de animais domésticos, tiveram cobertura acima de 95%, totalizando 162.917 animais protegidos.  
 
A raiva é transmitida do animal para o homem e apresenta uma alta taxa de mortalidade, chegando a alcançar quase 100% entre os animais. Os principais transmissores são os animais silvestres, como morcegos, raposas e macacos, que contaminam cachorros, gatos e humanos de forma acidental. Os principais sintomas são o aparecimento repentino de uma agressividade no animal, salivação excessiva e paralisia. 

Para o gerente da Célula de Vigilância Ambiental da SMS, Atualpa Soares, a campanha visa garantir a saúde e proteção dos animais. “Todos os cães e gatos podem ser vacinados, exceto aqueles que se encontrem doentes. A idade mínima para vacinação é de três meses, seguida de uma dose de reforço. Lembrando que a vacina é a única forma de garantir a proteção desses animais contra a raiva”, destaca Atualpa.

Ao levar seu animal para receber a vacina, os proprietários devem adotar algumas medidas de segurança: o cão deve estar devidamente com guia e coleira, em caso de cão bravo deve-se adotar a focinheira. Gatos precisam ser conduzidos em caixas específicas para evitar fugas. Dessa forma o animal e a equipe de vacinação estarão seguros de eventuais acidentes.


Saiba mais - Nos humanos, o vírus da raiva possui tropismo pelo sistema nervoso central, instalando-se no cérebro, tendo como resultado final a encefalite que é uma inflamação no cérebro.
 
Serviço:
Abertura da campanha de vacinação contra a raiva
Data: Sexta-feira (10/11)
Hora: 8h
Local: Unidade de Vigilância de Zoonoses - Rua Betel, 2980 – Dendê (Por trás da UECE, no bairro Itaperi)

Publicado em Saúde
Prefeito Roberto Cláudio concede entrevista em estúdio de rádio
Segundo o Prefeito, até o mês de agosto o abastecimento de remédios nos postos de saúde de Fortaleza deverá ser normalizado

O prefeito Roberto Cláudio anunciou, durante entrevista ao Programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares 810, na manhã desta terça-feira (27/06), que até o mês de agosto o abastecimento de remédios nos postos de saúde de Fortaleza deverá ser normalizado, ao mesmo tempo em que anunciou a implantação da Ouvidoria Eletrônica em todas as unidades. Ao responder perguntas do apresentador Paulo Oliveira e do jornalista Tom Barros e dos ouvintes da emissora, Roberto Cláudio abordou, entre outros assuntos, a questão das câmeras de videomonitoramento de trânsito, além da recuperação da malha viária e melhorias nos postos de saúde da Capital.

O prefeito destacou que as autoridades do setor estão em uma verdadeira cruzada para alcançar a redução nas mortes de trânsito em Fortaleza. Até 2014, a cidade registrava mais de 300 mortes por ano, número considerado elevadíssimo pelos especialistas da área. A partir de 2015, a Prefeitura iniciou um plano de ações desenvolvido em parceria com a Fundação Bloomberg Philanthropies para melhorar a segurança viária na Capital. No primeiro ano das ações, as mortes no trânsito foram reduzidas em 37%. “Muitas dessas ações são educativas, mas as de fiscalização têm o papel duplo de regularizar o trânsito e salvar vidas. As mortes acontecem, em boa parte, por razões que poderiam ser prevenidas como a velocidade acima do limite permitido, ultrapassar sinais vermelhos e a combinação álcool e direção”, explicou o Prefeito.

Câmeras de videomonitoramento

O prefeito Roberto Claudio destacou que a Prefeitura de Fortaleza segue orientação da Política Nacional de Segurança Viária no que se refere às câmeras de videomonitoramento que são regulamentadas pelo Código de Trânsito Brasileiro. Os equipamentos têm como único objetivo prevenir acidentes e reduzir o número de mortes. “Tão importante quanto fiscalizar, é mudar a educação de quem dirige. A mensagem de texto no celular é, hoje, uma das principais causas de acidentes. São quatro segundos que você desvia a atenção e não freia como deveria para evitar uma batida”, destacou o prefeito.

Malha viária

Com relação à recuperação asfáltica da malha viária, o Prefeito informou que os trabalhos foram iniciados em abril e que durante 30 dias, a operação foi reduzida em virtude das chuvas que se estenderam até junho com muita intensidade em Fortaleza. “Hoje, nós temos nove equipes que trabalham simultaneamente nas principais vias da cidade, especialmente naquelas integrantes dos corredores de transporte público. Até agosto, as equipes trabalharão em ritmo acelerado. Depois disso, elas serão reduzidas para continuar fazendo apenas a manutenção e conservação das ruas e avenidas de Fortaleza”, comentou o gestor.

Avenida Sargento Hermínio

Perguntado sobre o alargamento da Avenida Sargento Hermínio, obra iniciada ainda na gestão do ex-prefeito Juraci Magalhães, o prefeito Roberto Claudio esclareceu que a via custaria R$ 25 milhões, entre desapropriações e pavimentação em um trecho de 3 quilômetros. Por isso, a Prefeitura de Fortaleza está estudando duas medidas para melhorar o trânsito na Avenida Hermínio, já que não existem recursos em caixa para essa etapa das obras. “O primeiro projeto seria um novo financiamento para que as obras acontecessem no segundo biênio da gestão. O segundo projeto, que já está em estudo, diz respeito à instalação de um binário, em uma via, paralela à avenida para desafogar o tráfego” explicou o prefeito.

Saúde

No campo da saúde, o prefeito de Fortaleza esclareceu que a prioridade no momento, neste primeiro ano do segundo mandato, é regularizar o estoque dos 84 medicamentos da atenção primária nos postos de saúde. “A data para que isso comece a acontecer está mantida. A partir do dia 31 de julho, a população terá acesso aos medicamentos básicos. Hoje, 70 desses medicamentos já estão com os estoques regularizados. Para garantir esse estoque, a Prefeitura de Fortaleza trabalha com duas frentes para adquirir os medicamentos, além da compra pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH)”, afirmou.

Além disso, ainda no mês de julho, será inaugurada a primeira Central de Distribuição de Medicamento no Terminal do Antônio Bezerra e, até o final do ano, todos os sete terminais da Capital receberão o equipamento que terá como função garantir o reforço da distribuição dos medicamentos básicos.

A grande novidade na área da saúde, diz respeito à instalação de totens nos postos de saúde da Capital em que será instalada a Ouvidoria Eletrônica. Através de uma pesquisa no próprio posto, o usuário poderá dizer se houve demora no atendimento, como foi atendido e se o posto entregou o medicamento, dentre outras questões. “Essa análise será enviada diretamente para a Secretaria Municipal de Saúde. Só assim, saberemos como está o atendimento na ponta, na hora que o paciente finaliza todos os procedimentos de consulta”, concluiu o prefeito Roberto Cláudio.

Publicado em Gestão