Ação educativa
Blitz educativa do programa Ponte de Encontro na Praia do Futuro

Com o intuito de auxiliar às políticas públicas para a socialização de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, a Prefeitura de Fortaleza desenvolve, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci),  o programa Ponte de Encontro, que tem como público-alvo crianças e adolescentes de 0 a 14 anos com vínculos familiares fragilizados ou rompidos e que estejam em situação de mendicância, exploração econômica e trabalho infantil.

No mês de férias as ações são intensificadas em locais de maior fluxo turístico. Além disso, educadores sociais estão das 11h às 20h diariamente em estande fixo localizado nos shoppings RioMar Fortaleza e Kennedy divulgando a campanha “Não dê esmola. Lugar de criança e adolescente é na escola”, lançada em abril de 2019.

Visando promover o empoderamento e retirar essas crianças e adolescentes das ruas e de situações de risco, os educadores sociais atuam em diversos pontos da Cidade desenvolvendo trabalhos de prevenção e conscientização da população, com atividades lúdicas em escolas, abordagens educativas nas ruas, visitas domiciliares nas residências e campanhas educativas.

Programa Ponte de Encontro

O programa está inserido em todas as regionais, nos terminais de ônibus, supermercados, shoppings, ruas e avenidas de grande fluxo, áreas comerciais e turísticas. Diariamente, a equipe de educadores sociais percorre as áreas mapeadas com incidência de crianças e adolescentes com o perfil de atendimento do serviço. Sua principal forma de atuação acontece por meio do atendimento direto, com uma metodologia que respeita os protagonistas dessa vivência, observando seus direitos e realizando os encaminhamentos necessários via Conselho Tutelar.

Durante o ano passado, a Fundação promoveu formações continuadas para todos os 46 educadores sociais que compõem o programa, possibilitando a troca de experiências com temáticas pertinentes ao dia a dia dos profissionais. Em 2019, o Ponte de Encontro realizou 3.702 atendimentos.

Segundo o coordenador do programa Ponte de Encontro, Milton Augusto, a importância desse trabalho é dar visibilidade ao público que está fora da sociedade. “Quando observamos uma criança ou adolescente em situação de vulnerabilidade, nosso dever é garantir o atendimento imediato e realizar os encaminhamentos de acordo com cada necessidade para que essas pessoas tenham sua dignidade respeitada”, explica.

Outro público atendido pelo programa Ponte de Encontro são jovens e adolescentes de 14 a 21 anos que encontram dificuldades em ingressar no mercado de trabalho. O eixo Adolescente Cidadão, proporciona um suporte maior para esse público e viabiliza a inserção em capacitações e oficinas preparatórias junto às instituições parceiras. Atualmente, o programa conta com a parceria do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), Grupo J.Macêdo, Instituto de Educação Portal (IEP), Instituto Brasileiro Pró-Educação, Trabalho e Desenvolvimento (Isbet) e Serviço Social do Comércio (Sesc). As instituições conveniadas promovem as formações com os jovens atendidos pelo projeto e os encaminha para as empresas cadastradas no Ministério do Trabalho e Emprego. Em 2019, foram 612 jovens inscritos e 94 inseridos no mercado de trabalho através das instituições parceiras.
O programa Ponte de Encontro e o eixo Adolescente Cidadão funcionam na Casa da Infância e da Adolescência (Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo), reinaugurada em junho de 2019.

O horário para atendimento é de 8h as 17h. Para mais informações entre em contato através do número (85) 3433.1414.

Publicado em Social
,

A Vila das Artes dá início, nesta sexta-feira (10/01), ao período de inscrições do curso gratuito de iniciação teatral “Percursos Livres de Teatro”. Promovido pela Escola Pública de Teatro da Vila das Artes, o processo formativo é destinado a crianças e adolescentes com idades entre 8 e 14 anos. As inscrições devem ser realizadas online até 11 de fevereiro. Informações sobre procedimento de seleção de alunos constam no edital disponibilizado abaixo.

Clique aqui para acessar o Edital
Clique aqui para acessar a Ficha de Inscrição

O curso tem por objetivo permitir acesso à técnica em teatro e aos elementos da composição cênica (cenografia, iluminação, sonoplastia, figurinos e dramaturgia) a partir de jogos e exercícios com sons, luzes, tintas, materiais recicláveis, tecidos, palavras e diversos outros elementos.

Serão selecionados, no total, 40 alunos para compor turmas com aulas semanais ao longo de dois anos. Uma turma com 20 alunos é destinada a crianças de 8 a 10 anos, com aulas às terças e quintas-feiras, das 8h30 às 11h; a outra turma é para adolescentes de 11 a 14 anos, com aulas às segundas e quartas-feiras, também com 20 alunos e no mesmo horário.

A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura de Fortaleza, coordenado pela Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor) em parceria com o Instituto Cultural Iracema (ICI).

Cronograma
Início das inscrições: 10/01
Fim das inscrições: 11/02
Seleção: 12 e 13/02
Resultado preliminar: 14/02
Período recurso: 17 a 21/02
Resultado final: 28/02
Início das aulas: 05/03

Mais informações: 3252-1444

Publicado em Cultura
Formação para profissionais da FETRIECE
A primeira capacitação ocorreu nesta terça-feira 

A Prefeitura Municipal de Fortaleza apoia, por meio da Fundação da Criança e Família Cidadã (Funci), o projeto Criança Cidadã, uma realização da Federação de Triathlon do Estado do Ceará (Fetriece) que visa ao desenvolvimento de crianças na primeira infância e suas famílias com ações de inclusão e integração social por meio do esporte. A iniciativa faz parte do pacote de ações do “Missão Infância”, lançado em agosto pela Prefeitura, e conta com a articulação do Gabinete da Primeira-dama Carol Bezerra.

Com vigência de 12 meses, o projeto terá início em janeiro de 2020 e beneficiará inicialmente 1.680 crianças distribuídas em todas as Regionais da Cidade, com faixa etária de 2 a 6 anos, de ambos os sexos, incluindo crianças com deficiência. Nesta terça-feira (17/12), aconteceu a primeira capacitação para os profissionais que atuarão diretamente no projeto e compõem as organizações da Fetriece (psicólogos, assistentes sociais, educadores físicos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas). O momento contou com a palestra sobre Desenvolvimento da Primeira Infância e Desenvolvimento Humano, ministrada pelo médico e professor, Dr. Álvaro Madeiro e a próxima capacitação ocorre na sexta-feira (20/12) nos turnos manhã e tarde no auditório da Casa da Infância e da Adolescência.

“A Funci reconhece e apoia a notoriedade de projetos que atuam diretamente na vida de crianças, interferindo no contexto social e alcançando valores que denotem a oportunidade de uma vida saudável e digna”, conclui a presidente da Funci, Gloria Marinho.

Por meio de atividades esportivas variadas que estimulam o desenvolvimento motor, cognitivo, físico e social, o projeto pretende proporcionar dignidade e cidadania para crianças de comunidade carentes na fase essencial de seu desenvolvimento onde são obtidas as primeiras experiências e a interação com a sociedade, contribuindo para a sua formação social, psicológica e psicomotora.

Para Dyonnara Farias, coordenadora do projeto Criança Cidadã, essa é uma ação que favorece não só a criança, mas a sua família e contribui para a qualidade de vida da comunidade. “Sabemos a importância do investimento em políticas públicas, principalmente na área do esporte, que é um dos maiores influenciadores do desenvolvimento humano. Cada pessoa envolvida irá dá sua contribuição como profissional e cidadão, será uma semente que vamos plantar para que ela cresça e tenha bons frutos”, ressalta.

Publicado em Social
Profissionais no auditório
Serão capacitados 257 coordenadores pedagógicos dos Centros de Educação Infantil (CEIs)

A Prefeitura de Fortaleza realiza, nos dias 02, 05 e 06 de dezembro, das 8h às 17h, ações integradas de formação para coordenadores pedagógicos da educação que atuam na primeiríssima infância. A atividade é promovida por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME).

“A capacitação é uma ação integrada entre a Funci e a SME que visa à sensibilização dos profissionais da Educação Infantil na defesa e enfrentamento das violências contra a criança, além de fortalecer o eixo de prevenção”, salientou a presidente da Funci, Gloria Marinho.

A iniciativa é uma ação intersetorial do Programa Missão Infância, que envolve as áreas da saúde, educação, assistência social, mobilidade e infraestrutura voltadas para o atendimento às crianças da capital cearense, lançado em agosto. As vivências de situações traumáticas devido à violência sexual acontecem em qualquer faixa etária e podem ser mais sérias em crianças entre 0 e 6 anos, fase peculiar do desenvolvimento do ser humano.

"É fundamental capacitar os profissionais da Educação Infantil e garantir a proteção de nossas crianças, pois a escola é a esperança de proteção para muitas vítimas de violência sexual intrafamiliar”, conclui a coordenadora do Programa Rede Aquarela, Kelly Meneses.

Durante três dias, os profissionais que atuam no programa Rede Aquarela irão abordar temas relacionados ao abuso e à violência sexual infantojuvenil, como sinais físicos, comportamentais e o fluxo de notificação de possíveis casos. Ao todo, serão capacitados 257 coordenadores pedagógicos de Centros de Educação Infantil (CEIs). O processo deve seguir até o próximo ano, onde serão capacitados 724 assistentes da Educação Infantil.

Programa Rede Aquarela

Desenvolve ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, sendo responsável por promover e articular atividades de prevenção, atendimento especializado com equipe multidisciplinar, mobilização e articulação comunitária, em parceria com a rede de promoção, defesa e controle social do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA). O programa está organizado em quatro eixos: Disseminação, Atendimento Psicossocial, Atendimento Dceca e Atendimento 12ª Vara Criminal.

O eixo Disseminação articula redes locais para o enfrentamento à violência sexual em todas as Regionais de Fortaleza, promovendo oficinas e palestras para debater a temática.

Serviço:
Formação para Coordenadores Pedagógicos dos Centro de Educação Infantil (CEI)
Data: 02, 05 e 06/12
Horário: 8h às 17h (manhã e tarde)
Local: Auditório da Casa da Infância e da Adolescência (Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo)

Publicado em Social

Após o julgamento dos recursos e dos procedimentos administrativos, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) de Fortaleza divulga na tarde desta sexta-feira (1º/11) a homologação do resultado e a proclamação dos candidatos eleitos e dos suplentes para o Conselho Tutelar do Município de Fortaleza, período 2020-2024. A votação ocorreu no dia 06/10 com a participação de 130.934 eleitores. A seleção foi dividida em três etapas: prova, análise documental e votação.

Confira aqui o resultado final

Os candidatos eleitos serão submetidos a curso preparatório de habilitação à função de conselheiro tutelar; sendo a participação e aprovação requisito essencial à posse. Os profissionais exercerão suas atividades em regime de dedicação exclusiva e deverão cumprir jornada de trabalho de oito horas diárias. O curso de formação acontece em dezembro e a posse no dia 10 de janeiro de 2020 para o mandato de quarto anos.
As equipes de trabalho que atuam em cada Conselho são compostas por cinco conselheiros, assistentes sociais, psicólogas, advogados, educadores sociais, serviços gerais e vigilantes. Dois carros ficam à disposição dos conselheiros em cada unidade para o acompanhamento das famílias e averiguação de denúncias.

Publicado em Social

Acontece no próximo domingo (06/10) a escolha dos novos conselheiros tutelares de Fortaleza 2020/2024. Todos os eleitores cadastrados e regularizados até o dia 5 de agosto junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) poderão votar. Basta comparecer ao local correspondente disponibilizado no site do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza (Comdica) das 8h às 17h, munido do título de eleitor e de um documento oficial com foto.

Caso os eleitores não localizem a seção e zona no site do Comdica, mesmo inserindo as informações constantes no título de eleitor, recomenda-se consultar a página do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará na aba “título eleitoral”, para confirmação dos dados ou entrar em contato pelo número 148. Com a criação de novas zonas eleitorais, é possível que o eleitor tenha sido remanejado de zona e seção pela Justiça Eleitoral.

O Comdica divulgará o resultado da votação ainda domingo (06/10) após a apuração. Do total de 80 vagas, 40 são para membros titulares e 40 para suplentes para um mandato de quatro anos. A posse ocorre em janeiro de 2020.

Denúncias

Para denúncias de propaganda irregular no dia da votação, clique aqui para acessar o formulário, que deverá ser entregue pessoalmente em qualquer local de votação ou na sede do Comdica (Rua Guilherme Rocha, 1469 - Centro), ou encaminhado para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As provas deverão ser anexadas no prazo máximo de cinco dias, sob pena de arquivamento da referida denúncia.

Como atua o Conselho Tutelar?

O Conselho Tutelar é um órgão composto por representantes, eleitos democraticamente pela população, e que cumprem as atribuições previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Com atuação permanente e autonomia em suas ações, ele age para garantir os direitos das crianças e adolescentes, principalmente quando percebe falta, omissão ou abuso por parte da família ou do Estado.
O órgão integra o sistema de garantias de direitos, porém é obrigação dos conselheiros atender e aconselhar a família, expedir notificações, encaminhar denúncias ao Ministério Público e até encaminhar casos à Justiça.

Exerça sua cidadania, procure conhecer os (as) candidatos (as) e faça a diferença. Sua participação é fundamental para a proteção das crianças e adolescente de Fortaleza.

Publicado em Social
Educadores Sociais
Homenagem aos educadores sociais ocorreu na Casa da Infância e da Adolescência 


A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), na manhã desta quinta-feira (19/09) na Casa da Infância e da Adolescência, uma homenagem em alusão ao Dia Nacional do Educador Social. No Brasil, a data é comemorada em 19 de setembro, no aniversário de nascimento do educador e sociólogo pernambucano Paulo Freire, considerado o Patrono da Educação Brasileira.

Os profissionais são responsáveis por atividades de integração social de crianças e adolescentes em situação de risco, excluídas ou em vulnerabilidade social. A metodologia de atendimento respeita os protagonistas dessa vivência, observando seus direitos e dando os encaminhamentos necessários. A atuação do trabalho se dá por meio da compreensão do universo em que eles estão inseridos; da formação de vínculos através da escuta qualitativa; da troca de saberes e experiências e das formas de articulação coletiva (artes e brincadeiras) que constituem momentos propícios ao fortalecimento da cidadania.

Para o educador social, Márcio Viana, o papel do educador é incentivar a capacidade de superação para que as infinitas possibilidades sejam reconhecidas. “Sabemos que não vamos mudar o mundo, mas plantamos uma semente de visão de futuro em cada um, mostrando oportunidades de crescimento que vão além de pedir esmola e morar na rua”, concluiu.

A Funci conta atualmente com 93 educadores divididos nos programas Rede Aquarela e Ponte de Encontro/Adolescente Cidadão, além dos Conselhos Tutelares e o Comitê Municipal de Sub-registro de Nascimento. “Os educadores sociais são indicadores de caminhos e possibilidades para as crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. São profissionais de extrema importância na continuidade do nosso trabalho, e por isso estamos sempre buscando oportunidades de incentivo ao crescimento profissional visando a qualidade do serviço prestado em Fortaleza”, destaca Gloria Marinho, presidente da Funci.

Publicado em Social

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) realiza o treinamento para os mesários do processo de escolha dos conselheiros tutelares de Fortaleza, de terça a quinta-feira (10 a 12/09), na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace).

A Comissão Especial Organizadora do Processo de Escolha dos Conselheiros Tutelares e o Comdica vêm trabalhando no processo desde fevereiro de 2019, sob orientação do Tribunal Regional Eleitoral e com o apoio da Prefeitura de Fortaleza, findando com uma média de 190 candidatos que disputarão 80 vagas ofertadas ao cargo de conselheiro tutelar para um mandato de quatro anos, sendo 40 titulares e 40 suplentes.
Segundo a presidente da Comissão Especial, Ana Célia Silvestre, o momento é de orientar os mesários para que seja um pleito tranquilo. “Nesta reta final do processo consideramos a colaboração dos mesários de fundamental importância para o sucesso das eleições, e para isso contamos com o apoio e comprometimento de todos os envolvidos”, concluiu.

No dia 06 de outubro, 1.500 estarão servidores envolvidos na eleição do Conselho Tutelar 2019 em diversos bairros da capital. De acordo com o Decreto Nº 14.458, para os servidores que trabalharem no dia da eleição será concedido dois dias de folga. O suporte tem o apoio da Secretaria de Educação do Município, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Secretarias Regionais e Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci).
“Essa é a primeira vez que participo como mesária e posso dizer que como cidadã me sinto honrada de acompanhar e ver a seriedade do processo. O apoio do Conselho Tutelar é fundamental na proteção das crianças e adolescentes, por isso a população precisa compreender como funciona o trabalho deles e exercer a cidadania votando no dia 06 de outubro, ” salienta Ana Claudia Rodrigues, professora na Escola Municipal Dom Elder Câmara.

Publicado em Social

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza (Comdica) divulga nesta sexta-feira (30/08) a lista final dos candidatos habilitados no processo de escolha para composição dos Conselhos Tutelares do Município de Fortaleza.

Clique aqui e confira a relação dos candidatos

Na terça-feira (03/09) às 9h, os 180 candidatos aprovados na segunda etapa do processo, deverão comparecer ao auditório da Procuradoria Geral de Justiça do Ceará (Rua Assunção, n° 1100, José Bonifácio), onde será lavrado um Termo de Compromisso, assinado por todos os candidatos, pela Comissão Especial Organizadora do Processo de Escolha dos Conselheiros Tutelares - CEPECT e o Ministério Público do Ceará, visando a observância das regras de propaganda.

O período autorizado para realização de propaganda eleitoral, de qualquer natureza, será de 04 de setembro de 2019 a 04 de outubro de 2019. O candidato que for flagrado fazendo propaganda eleitoral fora do prazo estabelecido será excluído do processo. É vedada a vinculação político-partidária das candidaturas, seja através da indicação, no material de propaganda ou inserções na mídia, de legendas de partidos políticos, símbolos, slogans, nomes ou fotografias de pessoas que, direta ou indiretamente, denotem tal vinculação.

O Comdica irá disponibilizar a partir do dia 04 de setembro, em seu Canal comdica.fortaleza.ce.gov.br/ um formulário de denúncias destinado aos candidatos que pratiquem atos contrários às regras estabelecidas para campanha e dia da votação.

O processo é composto por três fases de caráter eliminatório, sendo a primeira composta por aplicação da prova de conhecimentos específicos, a segunda de análise documental, apenas para os aprovados na primeira fase, seguida pela última etapa de votação.

Do total de 80 vagas, 40 são para membros titulares e 40 para suplentes que atuarão no período 2020-2024. Os candidatos aprovados em todas as etapas serão submetidos a um curso preparatório de habilitação à função de Conselheiro Tutelar. A presença e aprovação na capacitação são requisitos essenciais para o deferimento da candidatura. Os conselheiros escolhidos exercerão suas atividades em regime de dedicação exclusiva e deverão cumprir jornada de trabalho de oito horas diárias.

Participe
A eleição acontece no dia 06 de outubro de 2019. Todos os eleitores, cadastrados junto ao TRE até 05 de agosto, poderão votar. Basta comparecer ao local divulgado no endereço eletrônico comdica.fortaleza.ce.gov.br/ das 8h às 17h, munido do título de eleitor e de um documento oficial com foto, só podendo votar em um único candidato.


Exerça sua cidadania, procure conhecer os (as) candidatos (as) e faça a diferença. Sua participação é fundamental para a proteção das crianças e adolescente de Fortaleza.

Publicado em Social
Ação educativa
Ações de conscientização da população fazem parte do calendário de atividades da Rede Aquarela

A Prefeitura de Fortaleza promove, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci) e do programa Rede Aquarela, reunião para construção do Plano de Ação da Rede de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes da Regional IV, no SESI Parangaba, nesta terça-feira (20/08), às 08h30.

A iniciativa faz parte do calendário de ações do eixo disseminação do programa que é responsável por articular redes locais para o enfrentamento à violência sexual em todas as regionais de Fortaleza. Além de promover atividades de prevenção com oficinas e palestras, atendimento especializado com equipe multidisciplinar e mobilização comunitária, em parceria com a rede de promoção, defesa e controle social do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA).

“A violência sexual infantojuvenil é um problema social complexo e multifatorial, por isso seu enfrentamento requer a união de todas as políticas públicas e o engajamento da sociedade civil para a proteção de crianças e adolescentes, ” acrescenta Kelly Meneses, coordenadora do Rede Aquarela.

A elaboração seguirá as diretrizes do Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, com destaque para ações integradas e referenciais norteando o trabalho nos próximos anos, cuja execução será acompanhada por uma Comissão a ser escolhida pela própria Rede da Regional.

Em 2018, o programa realizou 3.679 atendimentos especializados às vítimas de violência sexual com equipe multidisciplinar. Os dados são de abuso e exploração sexual com crianças de 0 a 18 anos. Até junho de 2019 já foram realizados 2.149 atendimentos.

Serviço
Construção do Plano de Ação contra a Violência Sexual Infantojuvenil na Regional IV
Data: 20/08 (terça-feira)
Horário: 08h30
Local: Auditório do ViraVida - SESI Parangaba (Av. João Pessoa, 6754 - Parangaba)

Publicado em Social
Página 1 de 4